A A A C
email
Todos os posts escritos por Ana Accioly
Retornando 80 resultados para o autor 'Ana Accioly'

Sexta-feira, 09/09/2016

Formando Atletas

Tags: 4ªcre.

 

 

 

O Esporte tem sido uma ferramenta muito importante para oportunizar experiências que visem a garantia e melhoria da qualidade de vida de nossas crianças e jovens. Todo esse processo começa quando a criança é ainda bem pequena. 

 

Acreditando nisso, as escolas da 4ªCRE promovem e incentivam  a iniciação ao esporte, onde professores dedicados e guerreiros buscam revelar talentos. Com isso, muitas crianças e adolescentes começam a treinar para eventos esportivos criados pelas próprias unidades escolares.

Escola Municipal Suíça

 

Esse trabalho pretende despertar a prática da iniciação esportiva nas aulas de Educação Física, por meio de atividades complementares, enfatizando o desenvolvimento dos alunos nessas aulas. Assim, essas aulas são mais atrativas e diversificadas para que todos os alunos, no contexto das diferenças, possam participar, sendo estimulados nos domínios motor, cognitivo e afetivo-social. 

Ginásio Experimental do Samba Chile

 

Betti e Zuliani (2002) descrevem que o dever da Educação Física, como componente curricular da Educação Básica, é assumir a função de:

(...) introduzir e integrar o aluno na cultura corporal de movimento, formando o cidadão que vai produzi-la, reproduzi-la e transformá-la, instrumentalizando-o para usufruir do jogo, do esporte, das atividades rítmicas e dança, das ginásticas e práticas de aptidão física, em benefício da qualidade de vida. “A integração que possibilitará o usufruto da cultura corporal de movimento há de ser plena – é afetiva, social, cognitiva e motora.

Escola Municipal Edmundo Lins

 

Por assim dizer, de forma geral, a prática esportiva nas escolas vem se desenvolvendo principalmente no que tange as relações em grupo, na preocupação dos alunos quanto ao desempenho do professor, e o esporte como forma de perceber e controlar seu próprio corpo. 

Escola Municipal Brant Horta

 

Para tal, faz-se importante a comunicação entre alunos e professor, a qual é fundamental para que as ações e o entendimento sejam construídos de forma clara e objetiva no processo de ensino aprendizagem. Ainda, essas interações servirão para fortalecer as relações afetivas entre os alunos e a toda a escola de forma geral.

 

Parabéns a todos os envolvidos nesse processo.

 

Contato para publicações:

Ana Accioly - Representante Rioeduca 4ª CRE

anaaccioly@rioeduca.net

 

 

 

                               

 
 
 
 
 

   
           



Yammer Share

Postado por Ana Accioly Ver Comentários (0)

Sexta-feira, 26/08/2016

Os Valores Olímpicos Desenvolvidos sob o Olhar Interdisciplinar!

Tags: 4ªcre.

 

 

 

Com as Olimpíadas, a prática do esporte está na moda entre as crianças. O esporte é importante para a saúde e para o bem-estar de todos. Sobretudo para a criança, pois esse é fator fundamental para o desenvolvimento e o crescimento, contribuindo de forma positiva tanto para o físico, quanto para a mente.

 

“Sobre a educação física entendem-na como um espaço e tempo escolar vinculados ao fenômeno esportivo. Conhecer os esportes não significa mais saber executá-los, mas também saber suas regras, sua história, sua inserção sócio-política.” (Bracht, Válter 2002) 

 

Com base nessa máxima, o professor Gabriel, da E. M. Joracy Camargo, construiu e executou junto a sua turma um projeto que aborda os valores olimpícos sob a perspectiva interdisplinar. O trabalho rendeu bons frutos e possibilitou grande avanço no processo ensino/aprendizagem entre as crianças da referida escola. Leia o recorte do projeto  e saiba como foi possível desenvolver esse trabalho.

 

 

Projeto Olimpíadas na Escola Municipal Joracy Camargo

 

"Este projeto justifica-se pela proximidade do evento esportivo – Olimpíada – e pelas possibilidades do desenvolvimento cognitivo, motor, afetivo e social que naturalmente, com a força da mídia, maximizam o interesse das crianças. Exatamente por isso, é um tema capaz de gerar dezenas de oportunidades para darmos aulas mais atraentes, proporcionando uma maior participação dos alunos e uma aprendizagem significativa.


Além disso, historicamente, é sabido que a prática esportiva é estimulante e uma ótima terapia. Portanto, cabe a nós, professores, direcionar nossos educandos para uma prática desportiva que venha a favorecer a melhoria da qualidade de vida [...]

[...] Através desse projeto conseguimos trabalhar os valores olímpicos entre as disciplinas com uma abordagem interdisciplinar, onde partimos do tema Olimpíadas passando por todas as áreas do conhecimento. O trabalho nos surpreendeu, pois conseguimos uma participação maior da família na realização das atividades propostas, levando os alunos a se interessar e ainda, obtivemos uma participação mais significativa no processo de ensino aprendizagem." Texto enviado pelo Professor Gabriel Oliveira de Carvalho - E. M. Joracy Camargo

 

 


 

Dentre outros benefícios, quando praticado, o esporte pode ajudar a criança:

1- A fazer amigos e a ingressar na sociedade;

2- A aprender e a seguir regras;

3- A superar a timidez ou a vergonha;

4- A freiar os seus impulsos e ansiedade;

5- A ser mais colaboradora e menos individualista ou egoísta;

6- A reconhecer e respeitar que existe alguém que sabe mais que ela;

7- A melhorar a sua coordenação motora;

9- A crescer física e emocionalmente;

10- A corrigir possíveis defeitos físicos;

11- A potencializar bons hábitos;

12- A dominar os seus movimentos;

13- A estimular a sua saúde e higiene;

14- A ter responsabilidades e compromissos.

 

 

 

A interdisciplinaridade evidencia-se como possibilidade de renovação curricular e de busca por uma educação de qualidade, que visa uma substituição da fragmentação e particularidades para uma visão de totalidade, coletiva e social. Já no que se refere aos Esportes ela se apresenta pela possibilidade inovadora e de reflexão no âmbito escolar.

Paulo Freire afirma a necessidade da “ação dialógica” para superarmos a educação fragmentada, que impossibilita a compreensão da totalidade e da realidade. É com a ação dialógica que o educador, por meio de uma prática interdisciplinar, investigativa e problematizadora poderá romper com a educação bancária.

 

 

Parabéns a todos os envolvidos nesse processo.

 

 

Escola Municipal Joracy Camargo 

Endereço: Estrada José Rucas, 1465 - Olaria, Rio de Janeiro - RJ, 21070-370
Telefone:(21) 2280-9393

 

Contato para publicações:

Ana Accioly - Representante Rioeduca 4ª CRE

anaaccioly@rioeduca.net

 

 

 

                               

 
 
 
 
 

   
           



Yammer Share

Postado por Ana Accioly Ver Comentários (1)

Sexta-feira, 12/08/2016

XXXIII Mostra Regional de Dança na 4ªCRE

Tags: 4ªcre, dança.

 

 

 

A Dança  tem um papel fundamental no desenvolvimento do ser humano, isso se dá pelas possibilidades de proporcionar uma diversidade de vivências, através de atividades nas quais se descobre várias formas de se movimentar, construindo conceitos e ideias sobre o movimento, o corpo e as suas ações.

 

“Como educação das crianças entre povos primitivos, ainda hoje a Dança deve proporcionar situações que lhes possibilitem desenvolver habilidades várias de possibilidades de movimento, exercer possibilidades de autoconhecimento e ser o agente efetivo da harmonia entre a razão e o coração”. (NANNI 2008) 

 

"O projeto Mostra de Dança das Escolas Públicas Municipais do Rio de Janeiro comemorará 33 anos de sua realização no ano de 2016, uma conquista bastante significativa, onde crianças, jovens e adultos das escolas da Rede Municipal de Ensino traduzem a Dança em seus corpos em um grande espetáculo de criações, inovações e impressões desta arte milenar. Este projeto busca criar espaço para a apresentação destas composições corporais produzidas durante o ano letivo, por alunos da Rede de Ensino, sob a orientação de professores e a coordenação da Gerência de Projetos de Extensão Curricular." Texto extraído do Blog Extensividade

 

EDI Maria de Lourdes Ferreira

Dançar é uma possibilidade favorável, para que as crianças conheçam o seu corpo, as suas limitações, enfrentem os desafios, interajam com outras pessoas, expressem os sentimentos e se comuniquem através da linguagem corporal, desenvolvendo suas capacidades físicas e intelectuais.

 

CIEP Presidente Jucelino kubitschek

Certos disso, professores e alunos se empenham para escolher e pesquisar sobre o tema a ser trabalhado, a música, a coreografia, o figurino, os ensaios, a prova da roupa, o cenário e aos poucos tudo vai ganhando forma, se tornando real. O trabalho para mostra de dança não se encerra durante os ensaios, na verdade, ele vai além e envolve a todos da escola nesse movimento de preparação para o dia da apresentação. Instaurando um clima de expectativa, orgulho, solidariedade e uma incrível sensação de pertencimento que vai tomando conta de todos os envolvidos nesse processo.

EM Augusto Motta

Esse ano, o espetáculo foi no dia 29 de julho,às 13 horas no palco da Arena Carioca Dicró. Fique sabendo quais as escolas participaram desse evento e ano que vem não fique de fora, participe você também desse momento tão importante e especial.

Assim, considerando a Dança como uma área específica da expressão humana, que possui como princípios básicos a liberdade de escolha, a criatividade, a diversão e o prazer, sendo ainda um aspecto importante para a melhoria da psicomotricidade e comunicação, cabe a escola desenvolver abordagens de ensino e aprendizagem que incluam a facilitação desse reconhecimento, a expressão pessoal e o autoconhecimento, incorporando-a de forma involuntária nas aulas das crianças os princípios que promovem o prazer e a busca pelas formas de movimentos corporais espontâneos. 

 

 

Escolas da 4ªCRE que Participaram do Evento: 

EDI Maria de Lourdes Ferreira, EM João de Deus, EM Suíça, EM Eneyda Rabello de Andrade, EM Raul Pederneiras, CIEP Graciliano Ramos, EM Presidente Gronchi, CIEP Presidente Jucelino kubitschek, EM Professor Augusto Motta 

 

 

 

 

Contato para publicações:

Ana Accioly - Representante Rioeduca 4ª CRE

anaaccioly@rioeduca.net

 

 

 

                               

 
 
 
 
 

   
           



Yammer Share

Postado por Ana Accioly Ver Comentários (0)

Sexta-feira, 29/07/2016

Projeto de Incentivo à Leitura

Tags: 4ªcre.

 

 

 

 

 

Dar oportunidade para uma criança conhecer o mundo encantado dos livros é um dos papéis fundamentais da escola. Para isso, é fundamental que os professores sejam os elementos de ligação entre os alunos e os livros, do mundo real ao mundo do faz-de-conta.

 

"A leitura tem sido historicamente um privilégio das classes dominantes; sua apropriação pelas classes populares significa a conquista de um instrumento imprescindível não só à elaboração de sua própria cultura, mas também à transformação de suas condições sociais."
                                                                                                                Magda Soares

 

 

Existem várias formas de incentivar a criança a gostar de ler, bem como a criar o hábito de leitura. Ser um bom contador de histórias é uma dessas formas, pois as crianças se encantam com o professor, com a entonação de sua voz, os gestos que faz, as caras e bocas, os risos ou choros, enfim, tudo aquilo que traz emoção para o momento.

 

 

 

"Projeto foi realizado com as turmas 1502 e 1504 da E. M. Joracy Camargo. Teve como objetivo estimular o interesse pela leitura; desenvolver a criatividade e o senso crítico; ampliar o vocabulário; identificar os diferentes tipos de texto; além de envolver a família que irá auxiliar em casa nas atividades propostas." Texto enviado pela Professora Ana Paula Souza

 

 

O ato de ler é imprescindível ao indivíduo, pois proporciona a inserção do mesmo no meio social e o caracteriza como cidadão participante. Sabemos que a criança aprende a ler antes mesmo de entrar na escola, como por exemplo, nas situações familiares.

Nos primeiros anos de escolarização a criança precisa ser incentivada e instigada a ler, de modo que se torne um leitor autônomo e criativo. Projetos como esse proporcionam momentos de leitura significativa e incentivam a formação do leitor crítico e reflexivo.

 

 

Ler é de fato uma descoberta, é uma viagem por mundos e histórias inimagináveis. Muda os horizontes, faz uma conexão do mundo real com o imaginário. Viagem essa que deve ser interpretada, compreendida, interrogada, ampliada. É desse contato, desta troca que nasce o prazer de conhecer, de imaginar, de inventar a vida. A leitura é um ato de comunhão com o mundo: expandimos o estar no mundo, alcançamos esferas de conhecimento antes não experimentadas e isso faz toda a diferença na nossa formação enquanto sujeito da nossa própria história.

 

Parabéns aos envolvidos pelo trabalho realizado!

 

 

Contato da E.M. Joracy Camargo :

Endereço: Estrada José Rucas, 1465 - Olaria
Telefone: (21) 2280-9393

 

Contato para publicações:

Ana Accioly - Representante Rioeduca 4ª CRE

anaaccioly@rioeduca.net

 

 

 

                               

 
 
 
 
 

   
           



Yammer Share

Postado por Ana Accioly Ver Comentários (0)