A A A C
email
Todos os posts escritos por César Benjamin
Retornando 105 resultados para o autor 'César Benjamin'

Segunda-feira, 16/04/2018

Autoavaliação da SME

Nossa cidade começará a viver, proximamente, uma experiência de democracia e cidadania de grande dimensão: um amplo debate sobre a escola pública que temos e a que queremos ter. Será durante o ciclo de autoavaliação que a SME está iniciando. Ele se estenderá até 25 de maio, envolvendo professores, funcionários, alunos e pais de alunos, e se tornará anual.

 

O texto abaixo é a Apresentação que redigi para o kit que todas as escolas estão recebendo. É autoexplicativo.

 

* * *

 

Juntos, podemos mais

 

Os processos de ensino-aprendizagem precisam ser constantemente avaliados, para que se aperfeiçoem sempre. Todo desempenho pode ser melhorado.

 

Isso não é simples. Vistos isoladamente, os métodos de avaliação têm limites. Nenhum deles espelha completamente a realidade de uma comunidade dinâmica e cambiante, como a escola. Por isso, precisam ser usados de forma combinada.

 

Entre os diversos métodos, destaca-se a autoavaliação, que ocorre quando a comunidade escolar assume, ela mesma, a tarefa de identificar seus pontos fortes e fracos para, a partir daí, repensar seu programa de trabalho.

 

Em muitos países, como Suécia, Noruega, Itália e Portugal, isso é obrigatório. Integra formalmente o calendário escolar. Em outros, como Inglaterra e Alemanha, está incorporado à cultura local.

 

* * *

 

De alguma maneira, nossas escolas também se autoavaliam, mas não a rede, vista como um todo. A partir de agora, propomos uma autoavaliação coletiva anual, com prazos mais definidos, métodos mais elaborados e objetivos mais claros.

 

É um processo (a) legítimo, pois é conduzido por quem vive o dia a dia da escola e conhece suas especificidades; (b) abrangente, pois é capaz de jogar luz sobre elementos qualitativos que as provas não captam; (c) efetivo, pois mobiliza para as mudanças.

 

A autoavaliação coletiva deve fortalecer a identidade das escolas, a consciência de sua missão e o sentimento de pertencimento à rede.

 

* * *

 

Entre abril e maio, viveremos uma experiência democrática que, embora descentralizada, terá grande dimensão. Somos 1.537 escolas, cerca de 60 mil profissionais, 650 mil alunos e bem mais de 1 milhão de responsáveis. Realizaremos um exercício de cidadania – debater a escola pública – com centenas de milhares de pessoas. Estaremos cumprindo a nossa missão.

 

As CREs e o nível central passarão pela mesma experiência.

 

Devemos amadurecer a reflexão, fazer convergir as opiniões e, na medida do possível, construir consensos. Todos queremos uma rede melhor.

 

* * *

 

Educação é um processo que exige continuidade e persistência, tendo em vista resultados em médio e longo prazos. Não é espetáculo.

 

Construir uma gestão, ao mesmo tempo, democrática e eficaz, também não se confunde com a realização de eventos espetaculares. Trata-se de um processo prolongado, em que múltiplas iniciativas se somam e se fortalecem, ampliando a responsabilidade compartilhada.

 

As equipes gestoras e os CECs devem organizar as autoavaliações, mobilizando toda a comunidade escolar e estabelecendo o cronograma de atividades.

 

O kit em anexo explicita grandes questões, que perpassam toda a rede, e propõe metodologias. Mas nada impede que cada escola faça um uso criativo dele, incorporando suas próprias questões e inovando nas metodologias. Não há limite para a criatividade.

 

O processo será noticiado, em tempo real, pela MultiRio, que divulgará as experiências pedagógicas mais bem-sucedidas, para que possam ser replicadas em outras escolas, com as adaptações necessárias.

 

Nós somos a rede.

 

Juntos, podemos mais.

 

Atenciosamente,


César Benjamin


Secretário


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 10/04/2018

Novo fluxo de informações com as escolas

Fechamos o primeiro mês de uso de um aplicativo (entre vários outros que estamos usando) que mantém os diretores das nossas 1.537 escolas on line com as áreas-chaves de apoio ao trabalho deles, tanto nas CREs quanto no nível central. O gabinete acompanha todas as mensagens, nos dois sentidos, e monitora a agilidade do apoio.

 

Os diretores foram treinados para usar o dispositivo, que é muito simples. Antes de colocá-lo no ar fizemos 2.200 testes para checar não só a parte técnica, mas também o bom funcionamento dos fluxos de informação. Começamos a usar o aplicativo, para valer, no dia 8 de março, há um mês.

 

Para ficar nas rubricas principais, neste primeiro mês tivemos a notificação de 90 eventos de violência contra escolas, 432 eventos envolvendo infraestrutura e 78 eventos sobre alimentação.

 

100% dos eventos de violência, 42% dos de infraestrutura e 72% dos de alimentação foram resolvidos de maneira adequada, no tempo certo.

 

Estamos de posse de um poderoso instrumento de gestão, inédito na rede. Os números mostram que precisamos melhorar rapidamente a capacidade de intervenção das empresas de infraestrutura contratadas no âmbito do programa Conservando. Isso será objeto de reunião no gabinete nos próximos dias.

 

Na próxima semana, Talma Suane, chefe de gabinete, e Maurício Caillaux, chefe da assessoria de informática, se reunirão com todos os diretores, em todas as CREs, para tirar dúvidas remanescentes, fazer correções e afinar o entrosamento entre os diversos níveis da SME.

 

Atenciosamente,


Cesar Benjamin


Secretário


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 10/04/2018

Programa de domingo

A Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca, formada por alunos da rede municipal de educação, começará a dar um concerto por mês, sempre aos domingos, no Jardim Botânico, a meu ver o lugar mais bonito do Rio de Janeiro.

 

O primeiro será no próximo domingo, dia 15, às 11:00 horas, com cerca de noventa alunos músicos. A entrada é gratuita.

 

O programa se divide em duas partes:

 

1.
Rossini, Abertura de “O barbeiro de Sevilha”.
Tchaikovsky, “Dança russa” e Abertura de “Romeo e Julieta”
Mahler, Tema do terceiro movimento da Sinfonia n. 1
Stravinsky, Trecho final de “O pássaro de fogo”

 

2.
George Harrison, “Here comes the Sun”
Tom Jobim, “Águas de março”
Heitor Villa-Lobos, “O trenzinho do caipira”
Luiz Gonzaga, “Asa branca” e “Que nem jiló”

 

Sejam bem-vindos. Tragam as crianças. 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 27/03/2018

Censo de alunos

 

Para eliminar divergências entre os sistemas manejados pelo nível central e informações que eventualmente chegam do campo, a SME realizará um censo presencial em todas as 1.537 escolas da rede para consolidar os dados sobre número e distribuição de alunos e professores em cada escola.

 

Como sempre existe uma movimentação posterior ao período de matrículas, essa iniciativa se tornará semestral, para que os sistemas sejam permanentemente confrontados com a realidade na ponta da rede. Isso nos permitirá regularizar a situação de todos os alunos, eliminar duplicidades e otimizar a alocação de turmas e de professores.


O censo será realizado pelo pessoal das CREs e as equipes de supervisão, com ajuda dos diretores. Ele irá a campo a partir da próxima semana. Os dados recolhidos serão consolidados em meados de abril.

 

Atenciosamente,

Cesar Benjamin

Secretário
 


   
           



Yammer Share