A A A C
email
Todos os posts escritos por Márcia Cristina Alves (E/SUBE/CED-PSE)
Retornando 3 resultados para o autor 'Márcia Cristina Alves (E/SUBE/CED-PSE)'

Terça-feira, 19/09/2017

VII Jornada Científica: Doenças Neuromusculares em Discussão

Tags: pse.

 

 

Prezados:

No dia 22/09, a Associação Carioca de Distrofia Muscular (ACADIM) tem a honra de convidar profissionais da Secretaria de Educação do Município do Rio de Janeiro para o evento que realizará no Salão Nobre da OAB, no Rio de Janeiro (Av. Marechal Câmara, 150 – Centro), a VII Jornada Científica: Doenças Neuromusculares em Discussão, ampliando o debate sobre a oferta de direitos para pessoas com doenças neuromusculares, entre elas as distrofias musculares, nas políticas nacionais de inclusão.

No evento, a ACADIM abrirá espaço de diálogo entre distintos atores com o objetivo de ouvir perguntas e oferecer respostas, para profissionais das secretarias de Saúde, da Pessoa com Deficiencia e Educação do Município do RJ. A meta é ressaltar e compartilhar com a plateia os novos paradigmas nos âmbitos da pesquisa e do cuidado, adotando um enfoque inclusivo , trazendo um novo olhar para a temática abordada.

A Distrofia Muscular de Duchenne, a mais comum e a mais grave entre as diversas miopatias, terá um enfoque especial, dado os avanços alcançados nas últimas décadas no que diz respeito aos cuidados a esses pacientes.

Estarão presentes, ministrando palestra, profissionais com vasta experiencia no assunto, os quais compartilharão seus saberes dentro de três eixos:

 

  • Diagnóstico Diferencial : olhar atento que faz a diferença 

         Justificativa: Os sintomas das doenças neuromusculares possuem semelhanças que dificultam, muitas vezes, um diagnóstico mais preciso. No entanto, há marcadores específicos que possibilitam diferenciá-las. No contexto atual, com terapias específicas, há uma necessidade crescente de um diagnóstico não apenas diferencial, mas precoce. 

         Objetivo geral: Oferecer informações pertinentes à patologia que possibilitem um diagnóstico mais precoce e preciso.

 

  • Consenso do Cuidado – Qualidade de vida

         Justificativa: As doenças neuromusculares, até há pouco tempo atrás, eram vistas não só como incuráveis, mas também sem possibilidade de tratamento. Hoje, há uma clara mudança de paradigma e já um consenso no cuidado, o que tem proporcionado aumento da sobrevida com qualidade.

         Objetivo geral: Oferecer informações pertinentes ao consenso do cuidado, possibilitando o exercício de condutas adequadas, visando o aumento da sobrevida com qualidade.

 

  • Do Tratamento Para a Vida – Derrubando Barreiras e Conquistando Espaços.

          Justificativa: Não basta diagnosticar e tratar o paciente. É necessário oferecer subsídios para que o mesmo exerça atividades de vida diária, mantendo sua independência e autonomia, sendo integrado à sociedade, usufruindo de seus direitos.

          Objetivo geral: Oferecer informações que possibilitem a inserção do paciente na sociedade como cidadão.



PÚBLICO ALVO: profissionais da reabilitação, médicos pediatras, médicos das clínicas da família, médicos de atendimento de emergência, médicos residentes, coordenadores educacionais e professores

DATA: 22/09/ 2017

Local: Salão nobre da OAB

Endereço: Av. Marechal Câmara, 150 – 9º andar – Centro – RJ

Horário: 9:00 h ás 18:00 h


 

Inscrições: https://goo.gl/forms/gxkqACe3hGCAcnds2 

 

 

Clique na imagem para ver ampliada

 

E/SUBE/CED-PSE


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 01/09/2017

III Seminário do PSE Carioca – Cuidar de Si, Cuidar do Outro, Cuidar do Ambiente

 

Circular E/SUBE/CED N.º 52


Rio de Janeiro, 29 de agosto de 2017. Assunto: III Seminário do PSE Carioca – Cuidar de Si, Cuidar do Outro, Cuidar do Ambiente

Senhor(a) Coordenador(a) de E/CRE,
Senhor(a) Gerente da E/CRE/GED,
Senhor(a) Diretor(a) de Unidade Escolar,
Senhor(a) Professor(a) Regente,

 

A Equipe do PSE Carioca das Secretarias de Educação, Saúde e Assistência Social e Direitos Humanos, como encerramento do “Mês do Autocuidado”, vem divulgar, através da Coordenadoria de Educação, o III Seminário do PSE Carioca: Cuidar de Si, Cuidar do Outro, Cuidar do Ambiente.


Data: 5 de setembro de 2017

Horário: 8h às 16h

Local: Auditório I do Hospital Federal dos Servidores do Estado

Endereço: Rua Sacadura Cabral, 178, Gambôa - Rio de Janeiro

 

2. O Seminário contará com a apresentação de experiências exitosas desenvolvidas, nas escolas da Rede, por profissionais da Educação, Saúde e Assistência Social e Direitos Humanos e por outros parceiros.


3. As apresentações foram selecionadas pelos representantes dos NSECs – Núcleos Regionais de Saúde na Escola e na Creche. Contaremos, também, com a apresentação de outros convidados.


4. Será disponibilizado o seguinte quantitativo de vagas por E/CRE:

  • 1 vaga para o Coordenador da E/CRE ou Assessor
     
  • 1 vaga para o Gerente de Educação
     
  • 1 ou 2 vagas para os Representantes do NSEC – Educação
     
  • 2 vagas para os Representantes dos Conselhos (Professores, Funcionários, Responsáveis ou Alunos)
     
  • 8 vagas para outros Representantes das Unidades Escolares, a critério de cada Coordenadoria Regional de Educação


5. Para o Nível Central será disponibilizado um total de 20 (vinte) vagas. Outros profissionais interessados também poderão se inscrever.

 

6. As inscrições dos representantes da Educação deverão ser realizadas até o próximo dia 1.º de setembro (ou até o término das vagas), através do link https://goo.gl/forms/62Q97qnLVSdX3LO22. Este link também estará disponibilizado no Portal Rioeduca (www.rioeduca.net).

 

7. Considerando a importância desta iniciativa, contamos com a ampla participação e divulgação junto às Unidades Escolares.

 

8. Em anexo, o CONVITE/PROGRAMAÇÃO.


Atenciosamente,


Elisabete Gomes Barbosa Alves
Assessora do PSE Carioca – E/SUBE/CED/PSE
Matr. 11/147.196-0


Maria de Nazareth Machado de Barros Vasconcellos
Coordenadora da E/SUBE/CED
Matr. 70/193.141-9


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 01/02/2017

Mobilização contra a Tríplice Epidemia de Arboviroses – Dengue, Zika e Chikungunya

Tags: epidemia, arboviroses, dengue, zika, chikungunya.

 

 

Em atendimento ao Decreto, foi criado, através da Resolução Conjunta SMS/ SMEEL/SMASDH N.º 61, de 13/01/2017, Grupo de Trabalho (GT) com representantes das Secretarias Municipais de Saúde (SMS), Educação, Esportes e Lazer (SMEEL) e Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH).

O GT, em parceria com a MultiRio, teve como atribuição definir ações de promoção e Educação em Saúde, relacionadas à prevenção e controle do mosquito Aedes.

Neste sentido, ressaltamos a importância de que o Nível Central da SMEEL, as Coordenadorias Regionais de Educação e as Unidades Escolares, articulados pelo PSE Carioca, e através de parcerias estabelecidas em cada território, atuem de forma unificada no combate à proliferação do mosquito no ambiente em que vivemos e em nosso ambiente de trabalho.

Queremos agradecer ao público, de aproximadamente 250 pessoas, que compareceu, no dia 31 de janeiro de 2017, ao Seminário de Prevenção e Controle às Arboviroses.

Abaixo disponibilizamos os arquivos do seminário, links e outros arquivos da campanha, que possam servir de apoio ao desenvolvimento das ações de combate e prevenção às Arboviroses- Zika, Dengue e Chikungunya.

 

Arquivos do Seminário de Prevenção e Controle às Arboviroses de 31/01/2017

Apresentações


Mesa 1:

 - Situação das Arboviroses no município do Rio de Janeiro - Apresentada pela Superintendente de Vigilância em Saúde;

 - O papel do saneamento na promoção de saúde pública - Apresentada pela ENSP

 

Mesa 2:

 - A construção compartilhada de um diagnóstico local e de propostas de ação- ENSP/TEIAS

 - Ações em Manguinhos um breve relato

 - Aqui mosquito não tem vez - Vídeo MultiRio

 - Material produzido pela MultiRio para a Campanha

 - Proposta apresentada pelo GT para discussão

 

Arquivos diversos da campanha

 - Apresentação do Secretário de Saúde: Arboviroses - Encontro do Prefeito, SMEEL e SMS, com os 1537 Diretores - 03/02/2017

 - DECRETO RIO Nº 42795_2017_Estado de alerta contra tríplice epidemia de Arboviroses

 - Carta à comunidade-versão Educação Infantil

 - Carta à comunidade- versão Ensino Fundamental e PEJA

 - Carta à comunidade em ppt

 - Circular aos Diretores

 - Cronograma

 - Cartilha FIOCRUZ

 - Plataforma Elos da Saúde 

 - Coletânea sobre Aedes - MultiRio

 - Programa Aquela Conversa com o tema "Enfrentando o Aedes"

 - Cartela para conferir e limpar toda semana os locais onde o Aedes costuma colocar seus ovos

 

 "MultiRio - Arboviroses: Dengue, Zika e Chikungunya."

"Temos uma grande arma em nossas mãos que é a possibilidade de informar nossos alunos e toda comunidade escolar, propiciando a criação de hábitos de prevenção contra Dengue, Zika e Chikungunya.

Sabemos que as crianças são capazes de ensinar e cobrar dos adultos atitudes adequadas para vivermos em urbanidade.

Para contribuir com o seu trabalho, organizamos uma coletânea de material (campanhas, jogos, áudios, programas, aplicativo, reportagem etc.) que pode ser acessada pelo link: http://multirio.rio.rj.gov.br/serie/detonaaedes

Desenvolvemos, também, um aplicativo Aqui Mosquito Não Se Cria , em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, que além de informar sobre os sintomas das doenças e local de atendimento, nos ajuda nas ações/atitudes que devemos ter nos espaços sob nossa responsabilidade (casa/escola), criando um checklist das ações e nos lembrando, semanalmente, para realizá-las. Você pode acessá-lo diretamente na loja da MultiRio, no Google play ou pelo link: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.rj.rio.multirio.aquimosquitonaosecria&hl=pt_BR .

Em breve, teremos também a versão para IOS." 

 

Dicas e curiosidades sobre arboviroses que podem ser discutidas nas Unidades Escolares e estarão disponíveis no aplicativo para o Celular.

 

1. Cenário perfeito

As temperaturas mais elevadas e as chuvas do verão do Rio de Janeiro são o cenário perfeito pro Aedes aegypti. Cuide-se!

 

2. Sexo protegido evita zika 

Além do mosquito, existem outras formas de transmissão da zika: a vertical, da mãe infectada para o bebê na barriga, e a sexual, pelo esperma. Então, contra a zika, use camisinha!

 

3. Quatro é demais 

Notícia pra ficar esperto: a dengue tem quatro vírus diferentes, o que aumenta as chances de uma mesma pessoa ficar doente quatro vezes.

 

4. Grávidas: cuidado com a zika 

O vírus da zika está por aí e, além da picada do mosquito, é transmitido sexualmente. A zika pode ocasionar microcefalia em bebês, por isso, atenção para as gestantes: o uso de caminha é fundamental!

 

5. Consequências neurológicas 

Todo cuidado com a zika é pouco, pois dados já comprovam complicações neurológicas em adultos e bebês.

 

6. Zika chega sem dizer nada 

Apenas uma em cada quatro pessoas infectadas apresenta os sintomas da zika. Pois é, muita gente pode contrair o vírus e, sem perceber, tornar-se vetor de transmissão. Então, proteja-se com repelente e camisinha.

 

7. Aqueles que se dobram 

A palavra chikungunya vem do idioma Swahili, da Tanzânia, onde a doença foi descoberta. Significa “aqueles que se dobram”, em referência a principal queixa: dor nas articulações.

 

8. Mãe, bebê e a chikungunya 

Apesar de incomum, a transmissão do chikungunya da mãe para o bebê na hora do parto já foi comprovada. Portanto, gestante, cuide-se!

 

9. O que os olhos não veem 

Os ovos do Aedes aegypti são invisíveis a olho nu. Por isso, além de esvaziar os recipientes de sua casa, é fundamental esfregar com escova ou esponja, principalmente as bordas onde os ovos do mosquito podem estar grudados.

 

10. Roupas compridas 

O calor no Rio de Janeiro é muito forte, mas calças e blusas de mangas longas dificultam o trabalho do Aedes aegypti. Portanto, se quiser se proteger, fica a dica.
 

 

 

 


 


   
           



Yammer Share