A A A C
email
Todos os posts escritos por Marcia Cristina Alves (Texto da profª Regina Biza)
Retornando 1 resultado para o autor 'Marcia Cristina Alves (Texto da profª Regina Biza)'

Sexta-feira, 25/04/2014

Caminhada em Conscientização do Autismo

Tags: 5ªcre, .


A professora Fernanda Oliveira, Escola Municipal 05.15.062 Figueiredo Pimentel, participou da I Caminhada de Conscientização do Autismo, na Ilha do Governador.

 

Em uma manhã de domingo de sol no dia 13 de abril, a professora Fernanda Oliveira lotada na E.M. Figueiredo Pimentel, saiu de Madureira em direção a Ilha do Governador para participar, a convite do seu professor de atividade física do Safo, Vitor Matoso, que conhece o seu trabalho com a Classe Especial, a participar da I Caminhada de Conscientização do Autismo.

 

Professor de atividade física do Safo, Vitor Matoso e a professora Fernanda Oliveira, da EM Figueiredo Pimentel.

 

O evento, que teve apoio da Prefeitura do Rio, reuniu pessoas com destaques em áreas sociais e educacionais como o Sub Prefeito da Ilha do Governador, a coordenadora da 11ª CRE, Ito Melodia (Intérprete do G.R.E.S. União da Ilha do Governador), o diretor da ONG Mundo Azul e a comunidade da Ilha que se fez presente e participou da caminhada com muito entusiasmo.

 

 

A proposta do evento foi mostrar à comunidade que o autismo não é coisa de outro mundo... E a gente pode cuidar!


Podemos também lutar juntos pela inclusão social e escolar dessas crianças.

 

 

Os produtores da caminhada discursaram sobre a importância do diagnóstico precoce para garantir uma vida mais digna e com tratamento adequado à criança autista.


O autismo é um distúrbio neurobiológico que compromete o desenvolvimento típico do indivíduo, afetando a cada criança de forma única. Porém, pela dificuldade no diagnóstico, é comum confundir o autista com o portador de doença mental.


O diagnóstico precoce é tudo e essa iniciativa ofereceu a população dicas e orientações para identificar alguns possíveis sintomas do autismo.


“Participar dessa caminhada, além de ter sido muito prazeroso, foi de grande responsabilidade social, pois contribuiu na divulgação de uma melhor qualidade de vida e estimulou a procura de um diagnóstico precoce, fazendo que a sociedade reflita sobre a necessidade de atuar de forma preventiva, e conscientizando sobre a importância do investimento nos aspectos que propiciem bem-estar. Fazer parte desse movimento foi emocionante, satisfatório e inovador”, finaliza a professora Fernanda Oliveira.



Texto criado pela professora Fernanda Oliveira e reeditado pela professora Regina Bizarro.
 

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share