A A A C
email
Todos os posts escritos por Patrícia Fernandes - Representante do Rioeduca na 6ª Cre
Retornando 68 resultados para o autor 'Patrícia Fernandes - Representante do Rioeduca na 6ª Cre'

Quarta-feira, 07/11/2012

Grande Otelo, Grandes Obras

Tags: 6ªcre, artesvisuais.

 

O Núcleo de Arte Grande Otelo está oferecendo aos alunos da 6ª CRE a oficina de Arte e Tecnologia, que tem por objetivo homenagear os grandes nomes da arte brasileira que ajudaram a construir  a história do nosso país.

Um dos eleitos foi Romero Britto!

 

 

Romero Britto começou seu interesse pelas artes  na infância, quando usava sucatas, papelões e jornal para exercitar a sua criatividade. Também começou nessa época a usar a grafitagem, o que foi de grande influência em seu trabalho.

 

 

É muito influenciado pela estética cubista e tem Picasso como grande mestre. Seu estilo vibrante e alegre, com cores fortes e impactantes fez com que sua obra tivesse forte ligação com a publicidade.

 

 

 

Romero Britto ficou conhecido pelo seu estilo alegre e colorido, por apresentar uma arte pop, despojada da estética clássica e tradicional.

 

 

Educar em Arte com Romero Britto

 

 

Educar em arte é proporcionar o desenvolvimento da capacidade criadora através de um processo constante de desconstrução e construção das possibilidades de vidas cotidianas. Viver criativamente não é uma capacidade inata, mas sim apreendida com a prática de captar o sensível ao nosso redor.

 

 

Educar em Arte é também atuar com o meio ambiente, transformar o social, resistir ao conformismo e aprender a utilizar os problemas como desafios de superação.

 

 

Os trabalhos artísticos dão às crianças a oportunidade de desenvolverem suas aptidões, o senso artístico e inventivo, o hábito de observação, imaginação e criatividade; o que favorece o aprendizado de todas as matérias.

 

 

 

Grande Otelo, Grandes Obras

 

 

Sendo a escola o primeiro espaço formal onde se dá o desenvolvimento de cidadãos, nada melhor que por aí se dê o contato sistematizado com o universo artístico.

 

 

Pensando nisso, o Núcleo de Arte Grande Otelo proporcionou aos alunos da Escola Municipal Maurice Maeterlinck a Oficina de Arte e Tecnologia, na qual tiveram contato com a obra de Romero Britto, famoso pintor e artista plástico brasileiro.

 

 

Foram criadas belas composições inspiradas no trabalho do artista. Vamos ver o caminho percorrido pelo grupo e o resultado da oficina.

 

 

 

A professora Luciana Guimarães apresenta Romero Britto aos alunos da Escola Municipal Maurice Maeterlinck

 

 

 

A arte tem uma importância que vai além de disciplina no currículo escolar, pois é produto íntimo da formação humana. O sujeito percebe a sensibilidade da humanidade quando tem a arte como algo significativo em sua educação.

 

 

 

Para a criança, criar é tão natural quanto andar e correr, e o objetivo da arte é justamente liberar o impulso criador que existe dentro dela.

 

 

 

A arte é um importante trabalho educativo, pois procura, através das tendências individuais, amadurecer a formação do gosto, estimular a inteligência e contribuir para a formação da personalidade do indivíduo, sem ter como preocupação única e mais importante à formação de artistas.

 

 

Com este trabalho o Núcleo de Arte Grande Otelo está contribuindo para o desenvolvimento cognitivo dos aprendizes, pois o conhecimento em arte amplia as possibilidades de compreensão do mundo e colabora para um melhor entendimento dos conteúdos relacionados a outras áreas do conhecimento.

 

 

Parabéns a toda equipe do Núcleo por apresentar a arte como um caminho onde o impossível não existe, pois ela dá possibilidades de improvisar, transformar, ir além da superficialidade, entrelaçar conhecimentos; em suma, entrar no terreno criativo da condição humana.

 

 

Visite o blog do Núcleo de Arte Grande Otelo e conheça as outras oficinas oferecidas aos alunos da 6ª CRE. Não deixe de enviar o seu projeto e/ou ação para ser publicado no Portal Rioeduca! Este espaço é meu, é seu, é nosso!

 

 

Professora Patrícia Fernandes - Representante do Rioeduca na 6ª CRE

Twitter: @PatríciaGed

E-mail: pferreira@rioeduca.net

 

 

 

 

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 02/11/2012

Viva Jovelina, Pérola Negra do Samba

Tags: 6ªcre, artesvisuais.

 

O Polo de Educação para o Trabalho, Telêmaco Gonçalves Maia, estabeleceu uma parceria com a Arena Carioca da Pavuna, Jovelina Pérola Negra, através do professor Nilton Barbosa Filho.  Com essa parceria, desenvolveu uma oficina de desenhos com o objetivo de comemorar os 68 anos da cantora e partideira Jovelina Pérola Negra

 

 

Pérola Negra do Samba

 

 

Jovelina Pérola Negra foi uma das  grandes damas do samba e do pagode. Voz rouca, forte e amarfanhada, de tom popular e força batente. Nascida em Botafogo, Jovelina fincou o pé na Baixada, em Belford Roxo. Pastora do Império Serrano, ajudou a consolidar o que é chamado hoje de pagode.

 

 

 

O sucesso chegou  tardiamente e ela não realizou o sonho de ganhar muito dinheiro e dar aos filhos tudo o que não teve. Faleceu aos 54 anos de enfarte.

 

 

PET Telêmaco Gonçalves Maia e Arena da Pavuna: uma Parceria de Sucesso

 

 

Através do Professor Articulador Nilton Barbosa Filho, estabeleceu-se uma parceria entre o Polo de Educação para o Trabalho, Telêmaco Gonçalves Maia, e a Arena Carioca da Pavuna, Jovelina Pérola Negra.

 

 

 

A Arena oferece oficinas gratuítas em vários horários e programação de música, dança, teatro, standup comedy e shows para 1.500 pessoas

 

 

Da união, nasceu o projeto Viva Jovelina, Pérola Negra do Samba, que comemorou os 68 anos da  cantora e partideira. Esse foi o ponto gerador para a realização do trabalho artístico  primoroso de criação de pranchas de caricaturas e de desenhos de personalidades do samba pelos alunos do Polo de Educação para o Trabalho Telêmaco Gonçalves Maia.

 

 

Herança da Musicalidade Africana

 

 

Orientados pelo professor Nilton Barbosa e pelos professores da Arena Jovelina Pérola Negra, os alunos partiram de uma pesquisa minuciosa sobre a ancestralidade afrodescendente e a herança da musicalidade africana que gerou o samba, o caxambu, o jongo e o partido alto.

 

 

Esse último foi caracterizado pela tradição do improviso verbal, rimado, sustentado pelas palmas e por  ritmo  e melodia espontânea.  Reúne uma roda de cantoria trazida do coração da África, mais precisamente de Angola, de onde ressoavam os batuques ancestrais que alcançaram as terras quilombolas da Bahia e do Rio de Janeiro na época da colonização.

 

 

Como o repente nordestino, o Partido Alto também adquiriu as características do desafio entre duplas ou grupos de improvisadores, tornando as rodas de samba mais dinâmicas e divertidas.

 

 

A casa da Tia Ciata foi palco das rodas de grandes partideiros que, mesmo sendo perseguidos pela polícia, consolidaram o estilo como samba de raiz.  Atualmente, ele  permanece vivo e forte, graças à contribuição de Clementina de Jesus, um grande nome representante da ancestralidade africana que deixou um legado para Martinho da Vila, Candeia, Aniceto, Geraldo Babão, João da Gente, Jair do Cavaquinho , Almir Guinéto, João Nogueira, Arlindo Cruz, Zeca Pagodinho, Dudu Nobre, Alcione, Beth Carvalho, Lecy Brandão e tantos outros. Mas foi Jovelina Belfort, a Pérola Negra que continuou a tradição de Clementina.

 

 

Oficina de Desenhos com Caricaturas de Personalidades do Samba

 

 

Após a vasta pesquisa relatada acima, os alunos do PET - Polo de Educação para o Trabalho -  Telêmaco Gonçalves Maia produziram caricaturas das grandes personalidades do samba. Entre elas, a própria Jovelina Pérola Negra.

 

 

As caricaturas realizadas pelos alunos do PET enfatizaram e exageraram as características das personagens pesquisadas de uma forma humorística, além de retratarem gestos vícios e hábitos particulares.

 

 

As caricaturas que veremos a seguir apresentam um estilo bastante semelhante  ao cartoon. São divertidos e com um leve exagero que não deprecia a pessoa desenhada.

 

 

 

A palavra caricatura vem do italiano "caricare", que significa carregar  no sentido de exagerar, aumentar algo em proporção

 

 

 

É comum vermos caricaturas políticas em nossos jornais ou revistas. Entretanto, as sátiras sociais através de caricaturas já existiam principalmente a partir do Século 18, realizadas por artistas de renome.

 

 

 

A caricatura é a "mãe" do expressionismo, onde o artista desvenda as impressões que a índole e a alma deixaram na face da pessoa.

 

 

Todos estão de parabéns pelas obras que abrilhantaram a exposição cultural durante evento do dia 21/07/2012 que foi coroado de êxito. Feijoada, muito samba de raiz, partido-alto e fundo de quintal. Sem deixar de mencionar o show da bateria do GRES Império Serrano, a escola de coração da Pérola Negra do Samba.

 

 

Termino a matéria parabenizando todos os envolvidos neste processo educacional: professores, alunos, coordenadores e tantos outros que ajudaram, de alguma forma, para o desenvolvimento da expressão; ajudando  o aluno a atuar de forma afetiva com o mundo, opinando, criticando e sugerindo. 

 

 

Para finalizar, apresento a vocês um vídeo mostrando o desenvolvimento de todo otrabalho. Vamos apreciar este belíssimo projeto!

 

 

 

 

 

 

Gostou deste projeto? Envie o seu para seu publicado no Portal Rioeduca. Será um prazer divulgar o seu trabalho! Nós somos a seXta CRE!

 

 

Professora Patrícia Fernandes - Representante do Rioeduca na 6ª CRE

Twitter: @PatriciaGed

E-mail: pferreira@rioeduca.net

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 26/10/2012

Hoje é 6ª Feira, Dia de Alegria!

Tags: 6ªcre, educaçãoinfantil.

 

O Espaço de Desenvolvimento Infantil Professora Beatriz de Souza Madeira está realizando com seus alunos o projeto "Hoje é 6ª Feira, Dia de Alegria", que vem  ao encontro da necessidade de  fazer com que o aluno domine a noção de tempo e desenvolva a percepção sobre a sequência dos eventos bem como a sua duração.

 

 

Nos primeiros anos de vida, a criança é muito focada no presente e nas ações que ocorrem nesse tempo.  Os pequenos não têm consciência de que uma ação é  seguida por outra e que, em geral, elas se repetem em uma determinada ordem em seu dia a dia.

 

Conforme vai vivenciando esse mundo, ela começa a perceber a existência de ciclos, sua primeira referência de que o tempo passa. Nessa perspectiva, o trabalho sobre a rotina escolar é fundamental!

 

Com ele, os pequenos observam a  regularidade da sequência de eventos, podem pouco a pouco  antecipá-la e, mais tarde, até relacioná-la, por exemplo, às horas do relógio, ainda que de forma rudimentar.

 

Organizar as ações no tempo permite que a criança tenha a possibilidade de constituir uma história pessoal, de pensar em passado. Com isso, ela poderá reconhecer seu repertório, sua trajetória como indivíduo e, aos poucos, delinear sua identidade.

 

 

Projeto: "Hoje é 6ª Feira, Dia de Alegria!"

 

 

 

O Projeto será desenvolvido durante todo o ano de 2012 com os alunos do EDI

 

 

A vivência da rotina escolar, em que a sequência de atividades permite antecipar o que farão antes de voltar para casa, capacita os alunos a  mensurarem o tempo, ainda que intuitivamente.

 

Um salto transformador se dá com isso! Se a ideia de sequência permite à criança se relacionar com o passado, a duração possibilita lidar com o que ainda estar por vir.

 

Pensando em desenvolver estas habilidades, o EDI - Espaço de Desenvolvimento Infantil - Professora Beatriz de Souza Madeira vem desenvolvendo, desde o início deste ano, o projeto  Hoje é 6ª Feira, Dia de Alegria.

 

Dentro do projeto, os professores trabalham os dias da semana com as crianças.  Elas já sabem que toda sexta-feira é véspera de final de semana e dia de apresentar um trabalho diferente para os colegas

 

Os trabalhos apresentados são voltados para o desenvolvimento das estruturas mentais, que se constroem em função das  coordenações do corpo no espaço e  das sequências temporais das ações.

 

As atividades que veremos a seguir mostram o objetivo principal dos professores que é: fazer com que os alunos percebam e entendam sua própria história e estabeleçam conexões dela com outras - a dos colegas de classe, parentes e, aos poucos, de grupos distantes.

 

 

 

Alunos do berçário dramatizam a cantiga "A Linda Rosa Juvenil".

 

 

 

Alunos do maternal II apresentam o teatro "Os Três Porquinhos" de maneira lúdica.

 

 

 

Alunos do Maternal II revivem a grande fantasia de Monteiro Lobato no Sítio do Pica-pau Amarelo.

 

 

 

O berçário apresenta a música "O Semeador" para saudar a chegada da Primavera.

 

 

A Educação Infantil é algo mágico, único e essencial na vida do homem.  Canta e encanta a quem a ela tem acesso; sendo rico e engrandecedor investir no desenvolvimento desses pequenos seres.

 

Parabéns aos professores do EDI Professora Beatriz de Souza Madeira por realizarem atividades que estimulam as crianças a desenvolverem suas capacidades motoras, afetivas, cognitivas e sociais. Continuem investindo neste contato professor e aluno, transformando-o em relações de aprendizagem. 

 

Gostou desta postagem? Deixe um comentário  para os professores do EDI! Vamos prestigiar o belíssimo trabalho dos professores da rede junto aos alunos da Educação Infantil. Nós somos a sexta CRE!

 

 

Professora Patrícia Fernandes - Representante do Rioeduca na 6ª CRE

Twitter: @PatriciaGed

E-mail: pferreira@rioeduca.net

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 24/10/2012

Facebook, Unindo Pessoas e Construindo Conhecimento

Tags: 6ªcre, educopédia, protagonismojuvenil.

 

A professora de Língua Portuguesa, Márcia Neves, da Escola Municipal Monte Castelo está realizando  a Gincana de Língua Portuguesa no Facebook com os alunos do 7º ano. Seu principal objetivo é ajudar a fazer da sala de aula um ambiente mais interativo, dialógico e de aprendizagem significativa.

 

 

Qual professor nunca flagrou um dos seus alunos utilizando o celular para trocar mensagem de texto, vídeos, fotos ou entrar nas redes sociais no meio de uma explicação ou da realização de uma atividade? Essa é uma cena bastante comum hoje em dia.

 

E qual professor nunca se sentiu um peixe fora d'água ao observar seus alunos falando sobre as modernas funções dos celulares, assim como realizar postagens e compartilhar informações nas redes sociais?

 

É inegável que as Tecnologias da Informação e Comunicação mudaram as nossas vidas. Mas essa mudança não ocorreu de maneira linear para alunos e professores. Sendo assim, a lacuna pode ser preenchida a partir do momento em que o professor reconhecer a necessidade de convidar a tecnologia a se fazer presente no contexto de sua prática pedagógica.

 

O nível de interesse e curiosidade dos alunos por algumas mídias deve ser visto como uma pista pela qual o professor consiga delinear  melhor o caminho que o educando poderá traçar rumo ao conhecimento.

 

Certa da necessidade de realizar uma real mudança  em sua prática pedagógica, no que se refere ao uso das Tecnologias da Informação e Comunicação, a professora Márcia Neves da Escola Municipal Monte Castelo está realizando com os alunos das turmas 1.702 e 1.704 uma gincana no Facebook.

 

 

 

 Márcia Neves além de ser professora de Língua Portuguesa é  Educopedista

 

 

O objetivo principal da professora Márcia Neves é tornar sua prática mais envolvente e contribuir  para a aprendizagem significativa de seus alunos. Além disso, pretende que os educandos aprendam de forma autônoma, dinâmica, colaborativa e que sejam capazes de transformar em conhecimento a enxurrada de informações que recebem.

 

 

 

 A Rede Social mais popular do mundo  pode fazer com que as aulas dos professores fiquem mais dinâmicas, ajudando-os a conquistarem seus alunos

 

 

A professora Márcia solicitou às turmas 1.702 e 1.704 que se dividissem em equipes de 5 ou 6 alunos. O passo seguinte foi a exposição de uma aula utilizando a plataforma da educopédia. Após a aula foi explicado aos alunos o funcionamento da Gincana de Língua Portuguesa no Facebook.

 

A professora posta no Facebook, no grupo da Escola Municipal Monte Castelo, toda 4ª feira, a partir das 18 horas, uma questão de Língua Portuguesa. O ponto a ser resolvido geralmente é retirado da Educopédia

 

Os alunos têm dois dias para encontrar a resposta em suas equipes. A partir das 18 horas de 6ª feira, o grupo que enviar a resposta certa primeiro ganhará os pontos. Ao final da gincana, a equipe vencedora fica isenta da prova da professora, devendo apenas fazer as provas bimestrais  e de produção de texto da prefeitura do Rio de Janeiro. As equipes vencedoras de cada turma ainda disputarão prêmios. A galerinha está muito animada!

 

 

 

O contato com os estudantes na internet ajuda o professor a conhecê-los melhor e a desenvolver habilidades necessárias à aprendizagem dos conteúdos ensinados

 

 

 

Aproveitar o tempo que os alunos passam na internet para promover a aprendizagem  ajuda-os a desenvolverem o senso crítico e incentiva os mais tímidos a manifestarem suas opiniões

 

 

 

A mídia social  está mudando a maneira como nos comunicamos e interagimos de uma forma inédita. Os professores precisam conhecer e entender essa tecnologia para que sejam capazes de atender as necessidades educacionais dos alunos de hoje

 

 

 

O Facebook promove o entusiasmo pelo aprendizado e tem grande capacidade de engajar os alunos em uma experiência de aprendizado ativa.

 

 

 

 

Conheça um pouco mais da Gincana no Facebook acessando https://www.facebook.com/groups/164948706963067/

 

 

A professora Márcia Neves adotou uma nova postura frente ao processo de ensino e de aprendizagem. Ela atentou para o potencial educativo do Facebook e construiu uma interface criativa e construtiva entre a escola e as redes sociais.

 

Parabéns à professora Márcia por utilizar as redes sociais para o desenvolvimento e o crescimento de seus alunos por meio do compartilhamento de conhecimentos e da comunicação. O Facebook a está ajudando a produzir conhecimento coletivo numa espécie de rede cooperativa de aprendizagem.

 

 

Gostou desta atividade? Realize-a com seus alunos e depois nos conte a sua experiência. Será um prazer divulgar o seu trabalho no Portal Rioeduca. Nós somos a seXta CRE!

 

 

Professora Patrícia Fernandes - Representante do Rioeduca na 6ª CRE

Twitter: @PatriciaGed

E-mail: pferreira@rioeduca.net

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share