A A A C
email
Todos os posts escritos por Renata Carvalho
Retornando 78 resultados para o autor 'Renata Carvalho'

Quarta-feira, 25/05/2016

Pro Arte nas Escolas - Musicalização Infantil

Tags: 2ªcre, musica.

 

 

Os alunos da Escola Anne Frank estão participando de oficinas do projeto Pro Arte nas Escolas a fim de desenvolver conhecimento cultural através da música.

 


O professor André Santos, Coordenador Pedagógico na Escola Anne Frank, enviou ao portal Rioeduca um relato contando sobre a experiência da participação dos alunos da unidade escolar no projeto da Escola de Música Pro Arte de Laranjeiras.


O Projeto Pro Arte nas Escolas tem como objetivo desenvolver atividades que possam contribuir com a expansão do uso social e educacional das artes, através de atividades de musicalização infantil para alunos da rede pública de ensino.


Professores da escola de música Pro Arte irão, ao longo do ano de 2016, trabalhar em algumas escolas do Município do Rio de Janeiro com o objetivo de levar aos alunos a oportunidade de vivenciarem um primeiro contato com a música e a formação musical.


E a Escola Anne Frank está participando do projeto que acontece todas as terças-feiras, na unidade escolar, sob a regência do professor Luiz Carlos Cseko. As aulas possuem uma hora de duração e os alunos podem utilizar os instrumentos fornecidos pelo projeto.

 

Oficina de música oferecida pelo Projeto Pro Arte.


O professor André Santos ainda ressalta em seu relato que a música, em sua essência, é uma arte que proporciona interações com inúmeros campos do conhecimento, trazendo benefícios para a educação, potencializando uma série de técnicas de aprendizagem em diversos graus. A Música potencializa a capacidade de cognição e concentração dos jovens. Da mesma forma, a introdução da musicalização infantil nas escolas faz com que mais crianças entrem em contato com a música em seus diversos estilos, ritmos, compositores e instrumentos.

 

Durante a oficina os alunos têm acesso aos instrumentos musicais.

 

Por isso, é de extrema importância para Os Seminários de Música Pro Arte levar sua experiência de quase 60 anos ensinando música para as escolas municipais, possibilitando o contato das crianças com a música em sua essência, a valorização do ensino público, a formação de novas plateias e a democratização do acesso à cultura.

 

Professor Luiz Carlos Cseko e alunos da Escola Anne Frank durante as oficinas de música.


 

No final do ano, a proposta é levar aos alunos uma atividade musical visando fomentar a vivência das crianças com o universo da música.

Agradecemos ao professor André Santos, desejamos sucesso a toda equipe da Escola Anne Frank e ao Projeto Pro Arte nas Escolas. É muito importante apresentar aos alunos o conhecimento da cultura através da música.

 

O contato da unidade escolar é: emfrank@rioeduca.net

 

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

 

Renata Carvalho - Professora da Rede e representante do portal Rioeduca na 2ª CRE

renata.carvalho@rioeduca.net
 

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 11/05/2016

Oficinas de Vídeos no Cotidiano Escolar

Tags: 2ªcre, oficina, vídeos.

 

 

 

Os alunos do quinto ano da Escola General Humberto de Souza Mello participaram de uma Oficina de Vídeos contextualizando com o cotidiano escolar.

 

A professora Vera Nácia, regente da turma 1.501 no ano de 2015, na Escola General Humberto de Souza Mello, relata que faz parte da sua prática cotidiana escolar o trabalho com vídeos.


Já apresentamos aqui no portal Rioeduca alguns trabalhos realizados pela professora Vera que envolveram atividades com a produção de vídeos e, inclusive, sua participação no Festival Anima Mundi


A professora Vera Nácia enviou ao portal Rioeduca um relato contando sobre como as atividades com a produção de vídeos têm feito parte da rotina escolar de seus alunos.


Os alunos da turma 1501 do ano de 2015 participaram de uma oficina de vídeo na qual foi utilizada uma sequência didática que teve como objetivo fornecer um embasamento prático e teórico básico para a produção de um documentário utilizando as técnicas apresentadas, como o uso de câmera, luz e som, além da técnica de entrevista e direção de cena. Essa oficina teve como produto a produção de um vídeo do gênero documentário.

 

Apresentação do documentário em comemoração aos 451 anos do Rio de Janeiro, em 2016.

 

Dessa forma, os alunos tiveram a oportunidade de colocar em prática todas as etapas de produção de uma obra audiovisual, como argumento, roteiro, planejamento, produção e edição.

A metodologia adotada para a construção do vídeo documentário privilegiou a narrativa audiovisual, buscando a construção de uma linguagem própria, articulando as diferentes visões dos alunos numa perspectiva analítica e crítica.

 

Alunos assistindo a produção dos colegas sobre a comunidade da  Mangueira.

 

Neste vídeo, textos visuais e sonoros foram utilizados buscando registrar e divulgar significativos aspectos temáticos da comunidade da Mangueira na visão dos alunos, contextualizando o cotidiano escolar, privilegiando suas vivências e histórias. Mas a tradução em Libras não foi esquecida, afinal, todos devem ser incluídos.

 

No dia 1º de março de 2016, a turma, que neste ano é 1.601, comemorou o aniversário do Rio de Janeiro apresentando o vídeo documentário para os outros alunos e professores da escola.

 

 

 

Agradecemos a professora Vera Nácia por compartilhar conosco esta atividade e desejamos sucesso a toda equipe da Escola Municipal Humberto de Souza Mello.
 

O contato da professora Vera Nácia é: veranacia@hotmail.com

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

 

Renata Carvalho - Professora da Rede e representante do portal Rioeduca na 2ª CRE

renata.carvalho@rioeduca.net

 

 

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 27/04/2016

Encontro Literário com Luciana Sandroni

Tags: 2ªcre, encontro, literário.

 

 

Os alunos da Escola Camilo Castelo Branco participaram de uma roda de leitura e um encontro com a autora Luciana Sandroni.

 

A professora Jenny Iglesias, regente da Sala de Leitura, continua realizando no ano de 2016 um projeto iniciado no segundo semestre de 2015. Este projeto envolve encontros semanais para rodas de leitura e os alunos também tiveram um encontro literário com a autora da obra que estavam estudando.


O segundo semestre do ano de 2015 começou com a leitura do livro "Ludi na Revolta da Vacina – uma odisseia no Rio Antigo", de Luciana Sandroni. O projeto contou com a parceria de três professores: duas de Ciências, Aline e Cristiane, e um de História, Felipe. As turmas de 8º ano e uma de projeto Acelera foram convidadas para participarem semanalmente de uma roda de leitura. Alunos e professores, foram envolvidos pela narrativa de Sandroni, que apresenta fatos históricos de uma importante época da nossa cidade entremeados à ficção comandada pela personagem Ludi, uma menina esperta, faladeira e questionadora; bem parecida com a boneca de pano Emília, eternizada por Monteiro Lobato.

 

Expositor verde com obras de Luciana Sandroni

 

De acordo com a professora Jenny, o livro que traz à tona a Revolta da Vacina, ocorrida em 1904, e o Bota-abaixo de Pereira Passos é um convite para pensarmos o Rio de Janeiro dos dias de hoje, também alvo de muitas mudanças urbanísticas. O texto instiga a pensar sobre o surgimento das favelas na nossa cidade, a importância do programa nacional de vacinação, herança deixada por Oswaldo Cruz, a vida cultural do Rio de Machado de Assis.


Como desdobramento da leitura, o grupo comparou fotos do Rio Antigo com as paisagens atuais e ainda sonharam com uma visita à secular Confeitaria Colombo. O que a leitura de um livro pode nos possibilitar? Como a Literatura é capaz de ampliar! – Comenta a professora Jenny Iglesias.

 

Luciana Sandroni autografando livros do acervo da escola e os marcadores com a capa do livro

feitos especialmente para este evento.

 

Para abrilhantar esta leitura que tanto “pano para manga” rendeu, a escola recebeu, no último dia 29 de setembro de 2015, a visita ilustre da escritora carioca Luciana Sandroni.


A premiada autora falou de suas memórias e da importância dos livros em sua vida. Alunos, professores e a própria escritora leram um trecho da obra e foi interessante ver e ouvir a narração de Luciana que autografou livros e marcadores feitos especialmente para este encontro, e deixou os jovens leitores envolvidos pelo poder mágico da Literatura.


Neste dia, o encontro contou com a presença da MultiRio que prestigiou o evento e registrou um momento tão marcante na comunidade escolar.

 

Participação da MultiRio durante o encontro literário.

  

Luciana Sandroni com professor de história Felipe, com a professora Jenny da Sala de leitura e

os alunos Wesley e Fernanda da turma 1801 e Poliana da turma 1701.

 


A professora Jenny Iglesias nos conta que o projeto continua sendo desenvolvido no ano de 2016 com uma nova turma.

Agradecemos a professora Jenny Iglesias por compartilhar conosco esta rica experiência de incentivo ao gosto pela leitura, que se faz tão necessária aos jovens. Desejamos sucesso a toda equipe!

 

O contato da professora Jenny Iglesias é: jpolyf@gmail.com

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

 

Renata Carvalho - Professora da Rede e representante do portal Rioeduca na 2ª CRE

renata.carvalho@rioeduca.net
 

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 13/04/2016

Festa do Amor: Pensando em um Mundo Melhor

Tags: 2ªcre.

 

 

  

Os alunos da Creche Galdino Manoel da Silva estão trabalhando, ao longo do ano de 2016, as virtudes que podem promover a vida em um mundo melhor.

 
O projeto anual da Creche Galdino Manoel da Silva fala sobre as virtudes que precisamos cultivar para desenvolver um mundo melhor. E trabalhar valores como amor, harmonia e respeito é, sem dúvida, uma oportunidade de criar um futuro melhor. Foi pensando na importância desses valores, diante das situações de violência, preconceito e desrespeito que vivemos atualmente, que a equipe pedagógica decidiu desenvolver o tema com os pequeninos.

“Pensando nisso e sem esquecer que 2016 é o ano das Olimpíadas no Rio de Janeiro, foi que a unidade escolar juntou estes dois temas e construiu o projeto pedagógico de 2016. Afinal, queremos paz para todo o nosso mundinho, certo?!” – Relata a professora Gabriela Farias, diretora da creche.

 

 Mural da Festa do Amor.

 

Cada turma recebeu o nome de uma virtude importante para ajudar na proposta de um mundo melhor. A proposta é trabalhar durante todo ano esse conteúdo de forma transversal onde os valores estejam presentes nas relações com as famílias, educadores, crianças e toda comunidade escolar.


A turma do berçário I é a turma da Harmonia, o Berçário II é a turma da Alegria, o Maternal I é a turma Respeito e o Maternal II é a turma do Amor.


A equipe pedagógica da unidade escolar resolveu aproveitar que neste ano, no mês de março, algumas religiões comemoram a Páscoa. Então, a Festa do Amor foi incluída no projeto pedagógico, onde o objetivo principal era falar sobre a importância de nos respeitarmos nas nossas diferenças e nos amarmos.


As turmas do berçário e maternais trabalharam a receita de um bolo de cenoura. Aproveitaram o momento para explorar os alimentos, cores, texturas, sabores, as quantidades necessárias para que o bolo ficasse no ponto certo, e a importância da escrita, pois trabalhou-se a receita do bolo.

 

Trabalhando a receita do bolo de cenoura.

 
Em seguida, após o descanso das crianças, foi realizado um lanche coletivo de confraternização com o bolo feito por eles e o leite oferecido na merenda escolar.

 

 

Bolo feito pelos alunos e livro utilizado na contação de história.

 

Após o lanche, os pequeninos receberam a visita de um coelho. A Agente de Educação Infantil, Claudia Pureza, que sempre presenteia as crianças com momentos como este, interpretou o personagem do livro “ Quando me sinto amado”, Trace Moroney, editora Ciranda Cultural.

O livro foi trabalhado durante a semana com a turma Amor, Maternal II, que confeccionou um mural inspirado no livro. Através dessa contação de história, as crianças tiveram a oportunidade de aprofundar o assunto falando sobre sentimentos, estimulando a oralidade durante as rodinhas e brincadeiras e, principalmente, sentindo-se amadas, importantes e ouvidas dentro do nosso ambiente escolar.

 

Parabéns a toda equipe da Creche Galdino Manoel da Silva por desenvolver atividades onde os pequeninos possam conhecer e praticar valores como amor, harmonia, respeito e amizade. Desejamos sucesso nesta caminhada!

 

O contato da Creche Municipal Galdino Manoel da Silva é: cmgaldino@rioeduca.net

 

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

 

Renata Carvalho - Professora da Rede e representante do portal Rioeduca na 2ª CRE

renata.carvalho@rioeduca.net

 

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share