A A A C
email
Todos os posts escritos por Renata Carvalho (Texto enviado pela unidade escolar)
Retornando 12 resultados para o autor 'Renata Carvalho (Texto enviado pela unidade escolar)'

Terça-feira, 20/06/2017

Dia do Brincar - Vamos Brincar de Casinha?

Tags: 2ªcre, familia, educação, infantil.

 

Os alunos da Escola Almirante Barroso aprenderam brincando sobre o papel do adulto na sociedade e no cotidiano da família.

 

A professora Sandra Nigro, diretora da Escola Almirante Barroso, entrou em contato com o portal Rioeduca para contar sobre o trabalho desenvolvido no “Dia do Brincar”.

O trabalho foi realizado a partir do Projeto Político Pedagógico da unidade escolar que tem como título: “Reverberando Através do Mundo – A Formação do Cidadão do Século XXI” e o Dia do Brincar com o tema “Vamos Brincar de Casinha?”. Ideia proposta com o objetivo de que as crianças compreendam, através do simbólico, o papel do adulto e o funcionamento da sociedade no cotidiano da família. Quando brinca de casinha a criança assume uma postura de cidadão responsável e, consequentemente, ciente de seus deveres com relação à família. Brincar de casinha é uma simulação da realidade, onde as tarefas domésticas são para homens e mulheres. Desta forma percebemos que não há necessidade de professores e responsáveis terem preconceitos e separarem as brincadeiras por gênero, tendo como norte o pensamento de que brincar de casinha é para meninos e meninas.

 

Dia do Brincar

 

Através desses pressupostos, as turmas de Educação Infantil brincaram e se divertiram, desde a confecção dos cômodos e objetos até a planta baixa da casinha, que foi feita no pátio da escola.

 

Planta baixa da casinha

 

É importante ressaltar que tudo foi construído levando-se em conta o tamanho dos alunos para que a noção de realidade estivesse presente durante a brincadeira. Cada detalhe foi produzido e elaborado com a participação das crianças opinando, criticando e construindo com a mediação e participação direta dos professores e da direção da escola.

 

Assistindo televisão

 


O resultado não poderia ser outro: sucesso total e alegria contagiante de toda comunidade escolar. O gosto de “quero mais” despertou o desejo de continuar a brincar, pois é brincando que se constrói o futuro.

 

Agradecemos a equipe da Escola Almirante Barroso por compartilhar conosco esta experiência pedagógica e desejamos sucesso.

 

O contato da unidade escolar é: emabarroso@rioeduca.net

 

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

Renata Carvalho - Professora da Rede e representante do portal Rioeduca na 2ª CRE

renata.carvalho@rioeduca.net


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 14/09/2016

Olimpíada de Valores

Tags: 2ªcre, olimpiadas.

 

 

 

Durante o período da Olimpíada 2016, os alunos da Escola Municipal Matta Machado aprenderam sobre valores como: solidariedade, amizade, respeito e gratidão.

 

A equipe pedagógica da E. M. Matta Machado elaborou um projeto onde os alunos puderam conhecer as modalidades esportivas e também desenvolver atitudes de solidariedade, respeito, amizade e gratidão. A unidade escolar enviou ao portal Rioeduca um relato contando como foi esta experiência pedagógica e como ela contribuiu para a aprendizagem dos educandos.


A atividade desenvolvida faz parte do projeto anual: "Matta Machado 2016...Olimpíada de Valores”, com o objetivo de desenvolver junto aos alunos, funcionários e comunidade escolar, hábitos, atitudes e ações visando a aquisição e ampliação de valores como: respeito, amizade, solidariedade, gratidão e superação, na certeza de que a ação conjunta é capaz de transformar cada pessoa e consequentemente a realidade em que vivemos.

 

Abertura da Olimpíada - Desfile das equipes.

 

A atividade "Olimpíada dos Valores" colaborou para que os alunos interagissem com o momento presente vivenciado no Rio de Janeiro. E além de desenvolver valores, também teve o objetivo de estimular o esporte e a competição de maneira saudável.


Como toda a escola participou da atividade, cada turma foi dividida em quatro equipes: Equipe Superação, Equipe Amizade, Equipe Respeito e Equipe Gratidão. E cada equipe foi formada por alunos de todas as turmas e por dois professores, que participaram efetivamente na organização de sua equipe, na torcida e na execução das tarefas.

 

Cerimônia de abertura da Olimpíada 

 

As atividades da olimpíada, foram divididas da seguinte maneira: atividades esportivas, realizadas nas aulas de Educação Física, torcida organizada/ grito de guerra, tarefa da solidariedade, onde as equipes arrecadaram produtos de higiene como: sabonetes e pastas de dentes, para doar ao Centro de Acolhimento Floriano de Lemos, no Alto da Boa Vista, onde fica localizada a escola.

Para cada tarefa e/ou atividade foi atribuída uma pontuação, mas mesmo existindo a pontuação, todos os alunos ao final da olimpíada ganharam medalha de ouro.

A atividade “Olimpíada de Valores”, foi uma simulação de uma olimpíada real, onde no dia,11/07, na quadra da escola, houve a abertura oficial da olimpíada, com o desfile das equipes, execução do Hino Nacional com o hasteamento das bandeiras, desfile da tocha olímpica com um aluno de cada equipe, a pira olímpica, juramento do atleta e abertura oficial pela diretora da escola. Na abertura, foi realizada a 1ª tarefa : Grito de Guerra.

 

Juramento do atleta

 

Após a abertura, no decorrer de duas semanas as equipes realizaram as atividades esportivas e a tarefa de solidariedade.

No dia 25 de julho, na quadra da escola, aconteceu o encerramento da olimpíada, com presença da diretora e de funcionários do Centro de Acolhimento Floriano de Lemos, os responsáveis e toda a equipe da escola.

 

Cerimônia de encerramento da Olimpiada

 

Neste dia, cada equipe entregou a diretora do Centro de Acolhimento, os donativos arrecadados durante a tarefa solidariedade. Houve contagem e divulgação da pontuação, e a entrega de medalhas de ouro para todos os participantes da olimpíada.

Parabéns a toda equipe da Escola Matta Machado por desenvolver com os alunos atividades que estimulem ações tão importantes como solidariedade e respeito.

O contato da unidade escolar é: ccmatta@rioeduca.net

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

Renata Carvalho - Professora da Rede e representante do portal Rioeduca na 2ª CRE

renata.carvalho@rioeduca.net
 

 

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 17/08/2016

Aprendendo a Competir de Forma Saudável

Tags: 2ªcre, olimpiadas.

 

 

 

Os alunos do 5º ano do Ciep Nação Rubro Negra aprenderam sobre as Olimpíadas e também que podemos competir de forma saudável.

 

 

A professora Flávia Brasil, regente do 5º ano no Ciep Nação Rubro Negra, enviou ao portal Rioeduca um relato sobre as atividades realizadas com a turma no período que antecedeu as Olimpíadas 2016, realizadas no Rio de Janeiro.


Em julho, o projeto dos jogos olímpicos Rio 2016 na turma 1501 (5º ano), da professora Flávia Brasil, foi realizado com interdisciplinaridade. Além da sala já ser tematizada, foi ambientada com conteúdo bimestral. O começo do projeto foi com aula expositiva da história das olimpíadas, sobre as modalidades olímpicas e os legados para o Rio. Prosseguiu com pesquisa das principais características das regiões do Brasil por onde a tocha passou. Pesquisas dos Estádios olímpicos, atletas históricos e atuais, entre outras pesquisas. Cada aluno criou uma medalha com isopor, desenho e barbante. Foi realizada a montagem do mural com o símbolo olímpico, os trabalhos e as mãos dos alunos que fazem parte dessa história.

 


 

Com atuação efetiva dos 33 alunos, cada um criou a sua própria tocha e todos elaboraram cartazes individuais das regiões estudadas.

A professora fez uma tocha grande em E.V.A. e na quadra da escola iniciou a olimpíada da turma. Os alunos, um por um, com seus cartazes em mãos vocalizavam a região escolhida e suas características, recebiam a tocha grande e desfilavam numa volta pela quadra, onde cada aluno cumpriu sua parte. Finalizada a abertura houve retorno à sala para o início dos jogos olímpicos com seis grupos participantes. Dentre as atividades praticadas um grande enfoque no basquete, os alunos jogavam a bola na cesta de basquete pendurada no quadro onde cada acerto era computado e cada erro era transformado em perguntas interdisciplinares.

 


Cartazes e tochas elaborados pelos alunos.

 

 

 

Basquete em sala de aula.

 

Perguntas com base olímpica. Como: “Cheguei atrasado 3 minutos para o jogo que começava as 08h25min, que horas cheguei? 08h28min”, bom exemplo matemático. E assim, criadas pela professora 100 perguntas distintas onde em cada questão respondida de forma correta o ponto era recuperado. Findo cada esporte, os pontos eram somados para um placar geral e final. Prosseguindo para o boliche que pleiteia sua colocação nos jogos olímpicos e foi bem útil em sala de aula. O aluno rolava a bola e cada pino que caísse computava ponto, os pinos resistentes mais perguntas.

 


Atividade com boliche em sala de aula.

 

Toda a turma ficou muito empolgada com os jogos e as atividades. No final de tudo e somados os pontos, o grupo vencedor recebeu suas medalhas de ouro, o segundo de prata e os restantes de bronze.

Aprenderam a competir de forma saudável, trabalhando no seu grupo de competição, no seu grupo de pesquisa e na sua turma em prol da realização do evento, que certamente somou para um aprimoramento das funções motoras, cognitivas, afetivas e sociais.

 

Professsora Flávia Brasil e aluno da turma 1.501

 

 

Parabéns à professora Flávia Brasil e aos alunos do 5º ano. Desejamos sucesso a toda equipe da unidade escolar.

 

O contato da professora Flávia Brasil é: supersucessomil@gmail.com
 

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

 

Renata Carvalho - Professora da Rede e representante do portal Rioeduca na 2ª CRE

renata.carvalho@rioeduca.net

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 06/07/2016

Livros em Movimento

Tags: 2ªcre, literatura.

 

 

 

O projeto Livros em Movimento é uma parceria entre a Mídia Educação e as Salas de Leitura.

 

O relato que vamos conhecer hoje foi enviado pela professora Denise Senhora, regente da Sala de Leitura da Escola Georg Pfisterer. Ela nos conta como o projeto foi realizado na unidade escolar e sua contribuição para que os alunos adquiram gosto pela leitura.


O Projeto Livros em Movimento é um Projeto da Mídia e Educação, e como o próprio nome diz, o objetivo é levar os livros para o maior número possível de Salas de Leitura, criando um movimento de leitura criativo e lúdico para os alunos. A escola que recebe a sacola pode ficar com a mesma por um mês e escolher a atividade que pretende realizar, depois de realizada a atividade, ela seguirá para outra unidade escolar, criando assim um movimento contínuo de leitura.

 

Iniciando o Projeto com a leitura de um Conto de Fadas escolhido pelo aluno.

 

O livro escolhido pela Sala de Leitura Polo Georg Pfisterer foi Contos de Fadas, de Ana Maria Machado. Neste livro a autora faz uma coletânea de vários autores clássicos de contos de fadas e seus contos mais conhecidos, dentre eles: Charles Perrault, Hans Christian Andersen e Irmãos Grimm.


O trabalho foi realizado usando as técnicas de Roda de Leitura e Roda de Conversa  com a participação dos professores de Língua Portuguesa nas turmas de 7, 8º e 9º anos.

 

Parceria com os Professores de Língua Portuguesa.


A roda de leitura se iniciou com o esclarecimento do que seria feito. Os alunos conversaram sobre a origem dos contos de fada e sobre os “autores”. Foi perguntado aos alunos se eles tinham lembranças de alguém que lia histórias para eles em casa. As turmas se encantaram com a proposta da leitura dos contos. Os livros foram distribuídos e o objetivo era que escolhessem um conto para ser lido individualmente e em silêncio que , aliás, foi total. Após a leitura, a proposta era que falassem do conto lido, a maioria contou sua história e no decorrer dessa conversa foi verificado que alguns alunos não conheciam o conto, outros, uma versão diferente e também dos desdobramentos que os contos tiveram atualmente, como filme e animações. O professor de Língua Portuguesa pediu que os alunos, ao relatarem seus contos, gravassem em áudio nos celulares para verem a diferença entre a linguagem oral e escrita.

 

Roda de conversa sobre o conto lido e utilização do celular para a gravação da fala, que depois será escrita e entregue para o professor.

 

Numa outra turma a conversa girou entre as diferenças das versões dos contos de fadas. No depoimento dos alunos percebe-se o estranhamento diante da versão do livro e para eles a visão que tinham dos contos de fada mudou. Antes achavam que tudo era “lindo” e agora viram que as histórias originais nada tinham de bucólico. Entenderam que essas histórias eram de um tempo que o estágio da infância não era considerado.


Interessante perceber que alguns alunos só conhecem a versão da Disney (Cinderela), segundo comentários dos próprios alunos.

 

Nas turmas de 9º ano o começo da conversa foi sobre a origem dos contos de fada, as características principais e os elementos dos contos. Os livros foram distribuídos para que olhassem o sumário, verificando os autores e os contos que cada um escreveu e que escolhessem um para ler.

 

Alunos participando da atividade.

 

Após a leitura, a roda de conversa girou em torno do conhecimento que tinham dessas histórias e suas versões. Posteriormente leram um trecho da história, além de a contarem para os colegas. Nessa turma, o professor de Língua Portuguesa também pediu para que gravassem a fala para depois transcrever para a linguagem escrita, percebendo a diferença entre uma linguagem e outra.

 

Agradecemos a professora Denise Senhora e aos professores participantes do projeto por compartilharem conosco esta rica experiência de incentivo ao gosto pela leitura.
 

O contato da unidade escolar é: empfisterer@rioeduca.net

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

Renata Carvalho - Professora da Rede e representante do portal Rioeduca na 2ª CRE

renata.carvalho@rioeduca.net

 

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share