A A A C
email

Quinta-feira, 20/06/2019

Escola Municipal Célia Maria de Oliveira Camargo - 9ª CRE

Tags: 9ª cre, ginásio carioca, conhecimento, olimpíada.

Escola Municipal Célia Maria avança para 4ª fase da Olimpíada Nacional de História do Brasil

 

 

No ano de 2009, a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) lançou a primeira edição da Olimpíada Nacional em História do Brasil (ONHB). Neste ano de 2019, a competição reúne escolas públicas e privadas de todo o país. Com 18.505 equipes, compostas por 3 alunos e 1 professor orientador, o torneio tem o total de 74.020 participantes.

 

 

 

A professora de História Alice Guedes orienta os alunos participantes

 

 

A Olimpíada possui 6 fases online e uma fase final presencial na Unicamp. A cada semana, as equipes que não atingem os objetivos esperados são eliminadas e as que têm sucesso na resolução das questões e tarefas avançam à fase seguinte. A Olimpíada trata de temas interdisciplinares como: Geografia, Literatura, Arqueologia, Urbanismo e Atualidades. Todas as avaliações incentivam a análise crítica e a discussão dos discentes com base em informações, textos, imagens e mapas fornecidos pelos organizadores. As questões são elaboradas com base nas Diretrizes Curriculares Nacionais, Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs).

 

 

Alunos e professora almejam chegar à final da Olimpíada

 


A Escola Municipal Célia Maria de Oliveira Camargo, situada em Inhoaíba e inaugurada em 2016, está participando da 11ª edição da ONHB e já conseguiu êxito, alcançando a classificação para a 4ª fase da Olimpíada. A Unidade de ensino atende aos alunos do Ensino Fundamental II (6º ao 9º ano) em horário integral. A participação dos alunos enriquece o conhecimento, ajuda a amadurecer os jovens, aumenta a capacidade em resolução de questões e estimula o raciocínio. 

 

 

O pavilhão da escola será levado para Campinas

 

 

Segundo o diretor Vito Furiati, a participação na competição está estimulando os alunos a se dedicarem aos estudos e a pensarem nas provas de admissão ao Ensino Médio. A leitura de textos, imagens e mapas prepara-os para futuros concursos e desafios da vida dos educandos. O diretor e a escola estão na expectativa de chegarem à grande final do torneio, na cidade de Campinas (SP).
 

 

Vamos, Célia Maria!

 

Para saber mais:
Unidade Escolar: Escola Municipal Célia Maria de Oliveira Camargo
Direção: Vito Claudio da Costa Furiati
E-mail: emceliacamargo@rioeduca.net
Telefone: 3384-2137

 

 


Não esqueça de deixar o seu comentário! Ele é muito importante para nós!

Até a próxima semana!

 


Contato para publicações:


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 05/06/2019

Espaço de Desenvolvimento Infantil Rafael Pereira da Silva - 8ª CRE

Tags: 8ªcre, edi, educação infantil, leitura.

 

Ter a percepção de si mesmo e do mundo é um grande desafio, portanto é uma habilidade que precisa ser desenvolvida desde os primeiros anos de vida. Confira o projeto que o EDI Rafael Pereira da Silva realiza para incentivar a criatividade, a interação e as muitas leituras possíveis. 

 

Alunos: Gabriel Carvalho e Emanuelle Coelho, da turma EI - 32, posando para fotos na tarde de autógrafos no EDI Rafael Pereira da Silva

 

O Espaço de Desenvolvimento Infantil Rafael Pereira da Silva está desenvolvendo seu projeto anual que recebeu o título: COMO EU LEIO O MUNDO, COMO O MUNDO ME LÊ!

O projeto realça as experiências com o campo das linguagens, ampliando nas vivências das crianças as diversas formas sociais de comunicação presentes no seu cotidiano.

As ações previstas no projeto foram planejadas pela equipe do EDI Rafael Pereira da Silva considerando o desenvolvimento de aprendizagens relacionadas à imaginação, representação e ainda à leitura e à linguagem escrita.

O grande desafio é inserir diferentes expressões textuais, de mídias e de imagens no universo da Educação Infantil, preservando o lúdico e sem privar as crianças de experiências concretas nas suas tentativas de leitura e escrita.

Sempre em contextos significativos e protagonizando a criança e os seus olhares, as atividades visam incentivar os alunos na construção da percepção de si mesmo e do mundo que o cerca.

 

 

Alunos da Pré-escola II assinando suas produções na Tarde de Autógrafos


O primeiro momento do projeto “COMO EU LEIO O MUNDO, COMO O MUNDO ME LÊ" foi dedicado à  contação de histórias. Essa ação que pode ser simples, porém cheia de encantamentos, foi algo envolvente para todos no EDI Rafael Pereira. 

Vale ressaltar que além de todo valor emocional e lúdico presente no contar histórias, essa ação é uma prática pedagógica que colabora para o desenvolvimento da escrita e da oralidade. 

Os alunos do EDI Rafael Pereira foram apresentados aos clássicos da literatura e outros títulos. O ambiente elaborado pela equipe pedagógica da escola foi fundamental para que os pequenos entrassem no clima do era uma vez e aproveitassem cada momento da atividade.

A segunda etapa do projeto foi o envolvimento dos responsáveis através da LEITURA VIAJANTE. Nesta ação a criança leva para casa uma história dentro de uma maleta lúdica, a Maleta Viajante. O responsável faz a leitura do livro para o aluno e depois registra sua experiência em um caderno.

A junção dessas experiências vividas pelos responsáveis com suas crianças, ao longo do projeto, são enriquecedoras, segundo os professores da Unidade Escolar. Mas as leituras feitas pelos responsáveis não ficaram por aí! Durante o projeto, estão sendo realizadas várias rodas de leitura na escola, sendo conduzidas pelos familiares dos alunos.

 

 

Painéis elaborados após as contações de histórias

 

Com toda a escola envolvida no projeto, enfim, chegou a hora e a vez dos alunos terem suas histórias, suas percepções e suas falas registradas, para isso, foi elaborado um livro coletivo em cada turma.

Para apresentação desses livros, nada menos que uma Tarde de Autógrafos. Nos dias 06, 07 e 08 de maio as famílias foram recebidas para uma tarde muito especial: a Chuva de Autógrafos! Nesses dias, o que se viu foram alunos e responsáveis orgulhosos desse momento, que certamente marcou a trajetória escolar de cada um deles.

Vale ressaltar que os alunos da Pré-escola II criaram, ilustraram e leram suas historinhas no dia do evento.

O projeto "COMO EU LEIO O MUNDO, COMO O MUNDO ME LÊ" promete ainda novas participações, descobertas e emoções!

Quem quiser saber mais sobre os livros que foram  feitos pelos alunos e acompanhar o desenvolvimento do projeto, acesse a página da escola clicando aqui: EDI Rafael Pereira

 

 

Aluna Raphaella de Assis fazendo a pintura do personagem Menino Maluquinho e ao lado a Maleta Viajante

 

A diretora do EDI Rafael Pereira da SIlva, professora Marcele Rangel, falou ao Rioeduca sobre a satisfação e orgulho que esse projeto trouxe a todos os participantes! Ela relata que sua equipe pedagógica faz um trabalho de excelência e que seus alunos são realmente muito talentosos!

 

O Rioeduca parabeniza o EDI Rafael Pereira da Silva pela tarde de Chuva de Autógrafos e pelo projeto realizado!

 

EDI Rafael Pereira da Silva

Rua Santa Eba, 84-166 - Padre Miguel

Telefone: 2404-6105

E-mail: edirpereira@rioeduca.net

Diretora: Marcele Rangel

Diretora Adjunta: Vera Lúcia da Silva Rangel


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 04/06/2019

EDI Medalhista Paralímpico Felipe de Souza Gomes - 7ªCRE

Tags: 7ªcre ; projetos.

EDI FELIPE FAZ RELEITURA DA SEMANA DE ARTE MODERNA 

 

 

O EDI Medalhista Paralímpico Felipe de Souza Gomes é um espaço público de ensino que atende diferentes grupos, étnicos, culturais e sociais, bem como pessoas provenientes de diversos estados brasileiros. 

Em conjunto com sua equipe, o EDI Felipe construiu um projeto visando possibilitar o conhecimento de diferentes costumes, que juntos formam a cultura brasileira. Este ano, a viagem é  pelas regiões brasileiras, exaltando seus aspectos locais, a partir de suas múltiplas linguagens ( arte, música, literatura, arquitetura, entre outras).

Ao iniciar a viagem pela região Sudeste, as crianças puderam conhecê-la a bordo do 14 BIS. Desse modo, os estudantes desvendaram as belezas e também conheceram um dos mais importantes inventores brasileiro: Alberto Santos Dumont.

Além disso, os pequenos assistiram uma dramatização muito especial, na qual o "próprio inventor" pôde contar um pouco de sua história e criações. A partir disso, os alunos da pré-escola produziram suas próprias invenções. 

 

Dramatização com a participação de "Santos Dumont".

 

Nessa viagem pelo Sudeste, após conhecer as belezas naturais e alguns pontos turísticos, as crianças puderam ter contato com a arte, a partir de um importante evento: A Semana da Arte Moderna.

Representação de pontos turísticos do Rio de Janeiro.

 

A Semana de Arte Moderna foi uma manifestação artístico-cultural que ocorreu no Theatro Municipal de São Paulo entre os dias 11 e 18 de fevereiro de 1922. Dança, música, recitais de poesias e exposição de obras, como pintura e escultura, marcaram o evento.

 

Construindo os trabalhos para a exposição.

 

Os artistas que participaram da Semana buscavam uma nova visão de arte, com o objetivo de valorizar as  criações brasileiras, visando assim uma renovação social e artística no país. Anita Malfatti, Tarisila do Amaral, Di Cavalcanti, Oswald de Andrade, entre outros, tiveram papel relevante nesse movimento.

Neste contexto, as crianças tiveram contato com a arte sob diversas formas. Fizeram releitura de obras conhecidas, bem como foram autores de suas próprias criações. Receberam, ainda, a visita da professora de música Daís, que  trouxe um divertido teatro de fantoches, cujo tema era o Maestro Heitor Villa-Lobos. Dessa forma, as crianças conheceram composições importantes, por meio de divertidas dinâmicas, utilizando diversos instrumentos musicais.

 

Atividade de música com a professora convidada Daís.

 

No dia 16 de abril, com a "Releitura da Semana de Arte Moderna EDI Felipe",parte do EDI Felipe de Souza Gomes se transformou em uma galeria de arte!

 

Releitura de obras de arte moderna.

 

Exposição de trabalhos, durante a Releitura da Semana de  Arte Moderna.

 

Nesse dia, a sala Multiuso se transformou no espaço "Invenções e Inspirações". Lá foram exposta uma maquete do 14 Bis; protótipos de diversas invenções criadas pelos alunos do pré 2; trabalhos autorais dos  estudantes que recriaram obras renomadas; e  projeções de obras e de artistas que participaram da Semana de Arte Moderna de 1922. Tudo isso ao som de composições do Maestro Villa-Lobos.

 

 

Espaço criado na Sala Multiuso :Invenções e Inspirações.

 

Além de releituras, maquetes e trabalhos autorais a exposição contou com telas interativas, nas quais as crianças puderam fazer parte da obra, bem como seus responsáveis, ao longo da visita. Ao final, após apreciar e interagir com as produções, os convidados, puderam registar sua arte em uma grande tela de pintura, sendo assim também artistas especiais nesse grande evento!

 

 

Parabéns a todos os envolvidos pelo trabalho realizado!

 

 

Contato para publicações;

robertavitagliano@rioeduca.net

 

Para saber mais:

EDI Medalhista Paralímpico Felipe de Souza Gomes:

Email:edimgomes@rioeduca.net

Telefone:2086-0656

 

 

 

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 04/06/2019

Escola Municipal Presidente José Linhares - 2ª CRE

Tags: 2ªcre, alfabetizacao, literatura, cultura.

Faz parte do Projeto Anual da Escola Municipal Presidente José Linhares conhecer a identidade do povo brasileiro. E este projeto tão rico e diverso tem como título “Cidadão Brasileiro, que Reescreve a sua História."

 

 

A professora Michelli Guido, regente na Escola Municipal Presidente José Linhares, enviou ao portal Rioeduca um relato das atividades que estão sendo desenvolvidas no projeto anual da Unidade, que incentiva o conhecimento da cultura brasileira.

 

Crianças realizando atividades em sala sobre o projeto.

 


Construir a identidade implica em conhecer os próprios gostos e preferências e dominar habilidades, sempre levando em conta a cultura, a sociedade, o ambiente e as pessoas com quem se convive.


Este projeto tem por finalidade mostrar as crianças que a cultura popular brasileira é plural, que o povo brasileiro é resultado de uma diversidade de sons, cores e valores que, ao se misturarem, nos deram este Brasil. Um país, acima de tudo, sincrético, miscigenado, com seu tempo e sua história.


O projeto foi introduzido a partir do reconhecimento de si enquanto indivíduo inserido em um meio social (Brasil) e das diferenças entre "nós" e o "outro".

 

 

Rodas de conversa e contação de histórias.

 


Objetivos do projeto:


Apreciar a sua história de vida, assim como da sua escola, do seu bairro, da sua cidade e do seu país;


Resgatar a história da formação do povo brasileiro;


Perceber os diferentes modos de vida do cidadão brasileiro;


Destacar a importância e a necessidade de respeitar todas as culturas;


Conhecer os pontos turísticos das diferentes regiões do país, principalmente do Rio de Janeiro;


Valorizar o cidadão brasileiro, morador do Cantagalo;


Respeitar os diferentes costumes das famílias, grupos e povos.

 


As atividades que estão sendo desenvolvidas são:


Rodas de conversas;

Contação de histórias;

Trabalho com canções;

Execução do hino do seu país e da sua escola;

Pesquisa sobre a história da sua escola, do seu bairro e do seu país;

Localização do Brasil e do Rio de Janeiro no globo terrestre;

Apreciação de fotos e de imagens antigas sobre sua escola, seu bairro e seu país;

Trabalho com artes: pinturas, colagem, sucatas, desenhos etc;

Exibição de vídeos e clipes do Brasil e do Rio de Janeiro;

Apresentação de pratos típicos, danças e literatura dominante de cada região do Brasil, em especial do cidadão do Cantagalo.

 

Para iniciar este projeto os professores trabalharam com o autoconhecimento. Essa competência socioemocional é muito importante para desenvolver diversas habilidades nos educandos.

As crianças ouviram algumas histórias sobre identidade, puderam observar a comunidade onde moram deitadas no pátio, fizeram o autorretrato com pintura, descobriram e comunicaram suas preferências através de desenho, realizaram a técnica do Midfulness (prestar atenção no momento presente, sem julgamentos e distrações),além disso, exploraram e manusearam seu próprio corpo.

 

Observação da comunidade onde a escola está localizada.

 

 

As aprendizagens significativas não pararam por aí, pois a escola comemorou mais um ano de vida e por esse motivo aconteceram algumas comemorações com a presença das famílias e a realização de muitas atividades para conhecer melhor a escola.


Agradecemos a professora Michelli Guido por compartilhar conosco este projeto tão rico culturalmente e desejamos sucesso a toda comunidade escolar!

 

 

Quer saber mais? Entre em contato com a unidade escolar:

Escola Municipal Presidente José Linhares

Email:  emlinhares@rioeduca.net

Telefones: 2267-2649 / 2267-1062

 

 

 

 

 

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

 

 

 


 


   
           



Yammer Share