A A A C
email
Retornando 2 resultados para a tag 'ensino especial'

Terça-feira, 18/12/2018

Caminhos e Aprendizagens de Cada Dia

Tags: 8ªcre, projetos, inclusão, ensino especial.

 

Muitas ações para uma educação de qualidade foram realizadas em todas as escolas da Rede Municipal de Educação nesse ano letivo.

O Rioeduca destaca hoje o investimento dos professores do CIEP Marechal Henrique Teixeira Lott e do CIEP Amilcar Cabral para planejar ações que proporcionem experiências de aprendizado, visando a participação de todos.

 

 

Professora Tatiana Guedes apresentando a gaiola do projeto "Liberte um Texto"

e aluno fazendo a leitura para a turma

 

 

Uma das vertentes da educação de qualidade é proporcionar aos alunos não só o aprendizado, mas o gosto em adquirir o conhecimento. A professora Tatiana Guedes, do CIEP Marechal Henrique Teixeira Lott, realizou com sua turma o projeto "Liberte um Texto". O projeto consiste em produções e leituras realizadas diariamente pelos alunos. 

 

Ao iniciar a aula, um aluno é escolhido para retirar da gaiola o texto que será trabalhado naquele dia. Em seguida o gênero literário do texto é analisado pelos alunos sob a supervisão da professora. Todos os alunos são incentivados a produzirem escritas, que podem ter um tema único ou de livre escolha. Após os textos estarem prontos, eles são entregues à professora para a correção.

 

Quando o aluno consegue entender a proposta da escrita e apresenta um texto com coerência e coesão, na aula seguinte ele ganha uma marcação na planilha de pontos do projeto Liberte o seu Texto. A professora Tatiana Guedes falou ao Rioeduca que os alunos estão apresentando um ótimo retorno em relação à produção textual, o estímulo à leitura e o conhecimento de diferentes tipos textuais.

 

O Projeto Liberte o seu Texto foi um sucesso e aconteceu de agosto até o término do ano letivo.

 

  

Mural com os tipos de textos trabalhados no projeto

 

Parabéns, professora Tatiana Guedes e alunos do CIEP Teixeira Lott!

 

 

O CIEP Amilcar Cabral desenvolveu o seu projeto anual com o tema: "Era uma vez...". Durante todo o período letivo foram exploradas as diferentes áreas do conhecimento de maneira interdisciplinar. A partir de textos literários diversos, toda a comunidade escolar foi convidada a mergulhar no mundo dos clássicos infantis,  dos contos de fadas, lendas, fábulas e cordéis.

 

O objetivo do projeto foi incentivar o desejo de conhecer o mundo através da leitura e fazer dela algo vivo e constante no ambiente escolar. As atividades desenvolvidas tornaram possível o desenvolvimento de diferentes habilidades e a construção de novos conhecimentos, e os alunos puderam tirar o melhor proveito pessoal de cada uma delas.

 

No terceiro bimestre as turmas ficaram fascinadas pelo universo das fábulas e lendas.

 

 

Alunos dramatizando no projeto "Salada de Fábulas"

 

 

Os alunos do 5º ano, orientados pela professora Renata Sipauba, realizaram o teatro “Salada de Fábulas”. As fábulas, com seus encantamentos e lições de moral, foram dramatizadas para as turmas desde a Educação Infantil ao Ensino Fundamental. Lições como respeito ao próximo, empatia, força de vontade, perseverança, perdão e compreensão, foram apresentadas nas fábulas e trabalhadas com as turmas no decorrer do bimestre.

 

"O CIEP Amílcar Cabral acredita que a valorização das relações sociais e das experiências dos alunos enquanto participantes do processo de aprendizagem são essenciais na formação de cidadãos participativos na sociedade." Professora Renata Sipauba

 

 

Van do Programa Meio Ambiente Itinerante participando do Dia da Inclusão no Ciep Amilcar Cabral

 

 

O dia da Inclusão, 21 de setembro,  não foi diferente desse clima de interação e participação de toda a comunidade escolar. A Classe especial e a Sala de Recursos apresentaram  a adaptação da cena do filme A Noviça Rebelde com os alunos do 5º ano.

 

Os alunos cantaram a paródia "Dó, Ré, Mi da Inclusão", os professores usaram uma camisa temática e todos foram convidados a refletir sobre temas como igualdade, diversidade e acessibilidade, que são assuntos tão pertinentes ao universo escolar e à sociedade em geral.

 

 

DÓ, RÉ, MI DA INCLUSÃO

         Não cabe mais em mim.

Não ficarei pra traz.

          MI Minha vida é incrível aqui.

De fato sou capaz.

SOL Para todos nasceu.

Bem longe posso ir.

SI Pensar na Inclusão:

É de todos a missão!

 

O CIEP Amilcar Cabral é mais uma das escolas da Prefeitura do Rio de Janeiro que se dedica à oferecer educação de qualidade para todos que fazem parte de sua comunidade escolar.

 

 

O Rioeduca parabeniza à equipe pedagógica, alunos e funcionários do Ciep Amilcar Cabral!

 

 

Participação de professores e alunos nas ações do Dia da Inclusão

 

 

Quer saber mais sobre essas escolas?

 

Ciep Henrique Teixeira Lott

Endereço: Estr. Gen. Americano Freire, S/N - Realengo

Telefone: 3468-4954

 

Ciep Amilcar Cabral

Endereço: R. Engenheira Paula Lopes - Bangu

Telefone: 2402-1803

Facebook: www.Ciep Amilcar Cabral

 

 

Contato para publicações:


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 06/10/2016

Jogos Acessíves na 1ª Paralimpíada da Roberto Simonsen

Tags: 8ªcre, olimpíadas, paralimpíadas, ensino especial, inclusão.

 

 

Entre temas como acessibilidade, inclusão e superação, um evento que proporcionou a reflexão sobre o desafio de dar a todos as mesmas oportunidades: a 1ª Paralimpíada da Escola Municipal Roberto Simonsen.

 

Alunos da E.M. Roberto Simonsen na cerimônia de abertura dos Jogos Paralímpicos

 

Incluir socialmente e pedagogicamente são ações distintas, porém a escola exerce um papel de fundamental importância para que as práticas que nela acontecem possam contribuir efetivamente para uma sociedade mais respeitosa e justa.

Educar para a Inclusão pressupõe quebrar paradigmas e propor a abertura para o novo. Cada pessoa é única e não se pode afirmar quais desafios as pessoas com deficiência são capazes de superar.

Após os Jogos Olímpicos, a Cidade do Rio de Janeiro viveu dias de grande aprendizado com a Paralímpíada. Atletas de todo o mundo com diferentes deficiências estiveram aqui demonstrando o quanto podem ser capazes de inspirar, de mostrar coragem, determinação e superação.

 

Alunos da Classe Especial da E.M. Getúlio Vargas exibindo balões formando a palavra Igualdade

 

A Escola Municipal Roberto Simonsen realizou no dia 12 de setembro sua 1ª Paralimpíada. Cada turma ficou responsável por representar um país e o 9º ano representou os refugiados.

Nos preparativos os alunos pesquisaram, confeccionaram bandeiras e cartazes sobre o tema.

Como material de consulta, o professor Alexssander Barbosa, regente de Geografia, doou uma grande quantidade de jornais onde havia reportagens sobre os jogos Olímpicos e Paralímpicos.

Os alunos pesquisaram as modalidades e as adaptações que são feitas para que os atletas possam executar cada esporte.

 

Professora Silvia Carla e a aluna Elysangela da turma 1603, da E.M. Roberto Simonsen

 

No dia da cerimônia para a abertura dos jogos foram apresentados os valores paralímpicos e foi citado para os presentes a existência dos Direitos da Pessoa com Deficiência, mas a mensagem maior que a equipe pedagógica da E. M. Roberto Simonsen almejou trazer à comunidade é que todas as pessoas, com deficiências ou não têm o direito de iguais oportunidades na nossa sociedade e que na vida podemos escolher nos curvar diante dos desafios e dificuldades ou buscar superar nossos limites e fraquezas.

Para tornar esse momento ainda mais importante para todos os participantes, a professora de Educação Física, Marisa Cunha, convidou as turmas da Classe Especial da E. M. Getúlio Vargas para interagir com os alunos da E. M. Roberto Simonsen.

Os alunos foram recebidos com muito carinho por todos e retribuíram com igual simpatia e animação. Juntos eles participaram de demonstrações de Corrida de Cegos e Vôlei Sentado. Apesar de serem modalidades Paralímpicas, os alunos se mostraram muito interessados em participar dos jogos.

 

Alunos realizando a Corrida de Cegos

 

"O mais importante desse evento foi perceber o quanto ele mexeu com todos nós! Isso foi percebido na maneira como nossos alunos receberam os alunos da Classe Especial da escola Getúlio Vargas, na empolgação e vontade de participar dos jogos junto com eles (...) e  nas reflexões que os próprios professores fizeram a respeito de superação."

                                                    Silvia Carla - Diretora Adjunta da E.M. Roberto Simonsen

 

Alunos praticando o Vôlei Sentado sob a orientação dos professores Flávio e Marisa

 

Parabéns a todos os professores da Escola Municipal Roberto Simonsen, em especial aos professores de Educação Física: Marisa Cunha e Flávio Abdala.

 

E.M. Roberto Simonsen:

Diretora Geral: Iussinara de Freitas Nogueira

Diretora Adjunta: Silvia Carla Soares

E-mail: emrsimonsen@rioeduca.net

Blog: Blog da Roberto Simonsen

 

 

 

Entrem em contato com o Rioeduca para compartilhar as ações da sua escola!

 

Para publicações da 8ª CRE: neildasiilva@rioeduca.net

 

 


   
           



Yammer Share