A A A C
email
Retornando 12 resultados para a tag 'oficinas'

Segunda-feira, 14/01/2019

Vale a Pena Ler de Novo: XXXV Mostra Regional de Dança - 1ª CRE

Tags: 1ªcre, eventos, nucleodeartes, extensividade, oficinas.

 

Escolas e Unidades de Extensão da 1ª CRE brilham em tarde de encantamento na Praça Tiradentes.

 

A Cultura brasileira marcou presença na tarde do último dia 29 de Agosto, no palco do Teatro Carlos Gomes. Foi a realização da XXXV Mostra Regional de Dança, da 1ª Coordenadoria Regional de Educação, através da Gerência de Educação.

 

 


Tendo como mestres de cerimônia a professora Silvana Huguenin, da Gerência de Educação, e o professor Jean Bodin, do Ginásio Rivadávia Corrêa, a tarde começou com a emocionante apresentação do Grupo DANÇAR PARA TRANSFORMAR, com dançarinos da terceira idade, que fizeram apresentações folclóricas adaptadas .

 

 

Os mestres de Cerimônica e o Grupo "dançar para Transformar"

 


A proposta da XXXV Mostra Regional de Dança trouxe para o palco do teatro o resultado de um ano de pesquisas e trabalhos, tendo como eixo condutor a Cultura Popular Brasileira. O Brasil de Norte a Sul e de Leste a Oeste esteve representado pelas unidades escolares e unidades de extensão, que brindaram o público com a riqueza das danças. 

 

Apresentações das unidades

 

 

 

 

Maculelê, frevo, quadrilha, samba, carimbó, dentre tantas outras manifestações, marcaram presença na tarde da Praça Tiradentes.

 

 

Explosão de Ritmos e Cores nas apresentações

 

 

 



Ações de Protagonismo Juvenil também marcaram presença: A Escola Joaquim Manuel de Macedo trouxe para o palco uma reflexão acerca do papel da mulher na sociedade, ao longo dos séculos.

 

 

Protagonismo Juvenil na apresentação da E.M. Joaquim Manuel de Macedo

 

 

O público vibrava a cada apresentação. Professores e alunos apresentaram o resultado de um trabalho de excelência que é desenvolvido nas unidades da 1ª CRE.

 


O evento foi encerrado pela Coordenadora da 1ª Coordenadoria Regional de Educação, professora Fátima Sueli Joaquim Lourenço, que agradeceu o empenho de todos e a dedicação dos professores, que proporcionaram um lindo espetáculo, mostrando a todos um pouco da grandeza de nossa Rede Municipal de Educação.

 

 

Professoras Fátima Sueli, Coordenadora da 1ª CRE, ao lado da professora Valéria, Gerente de Educação e dos professores responsáveis pelas apresentações.

 

 

 

Para Saber Mais:

Gerência de Educação

Telefone: 2233-4839

E-mail: gedcre01@rioeduca.net

 

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 13/03/2017

Oficina Itinerante 2017 - Núcleo de Artes Avenida dos Desfiles

Tags: 1ªcre, eventos, nucleodeartes, extensividade, oficinas.

 

 

 Reutilização e ressignificação dos objetos norteia os trabalhos desenvolvidos pelo Núcleo de Artes neste início do ano letivo.

 

 


Localizado no Sambódromo, coração do carnaval carioca, o Núcleo de Artes Avenida dos Desfiles atende aos alunos da Rede Municipal de Ensino, realizando Oficinas nas diversas Linguagens das Artes, em atividades de de contraturno.

O Núcleo está promovendo, neste início de 2017, aulas de interlinguagens das oficinas de Artes Visuais, Música e Vídeo. Com enfoque na reutilização e ressignificação de objetos, a ideia é estimular os alunos à construção de arte tridimensional, fazendo surgir o imprevisível, a partir de material reciclável. Elaboração estética e artística, experiência sonora e videofotográfica orientam o processo criativo. Sob o mote "O Improvável Surpreendente", a intenção é que a criatividade despertada evolua para a produção de algo novo, inédito e autoral.


O aspecto itinerante das oficinas integradas enriquece a experiência pela troca, pelo reconhecimento dos variados espaços escolares de cada comunidade escolar. O tema "Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento", escolhido pela ONU para 2017, inspira e norteia o início dos trabalhos. Turismo remete à intercâmbio, à aprendizagem intercultural, ao reconhecimento, respeito e valorização dos meios. O projeto também remete à ideia de sustentabilidade, desenvolvimento sustentável, atenta para contribuição econômica, social e ambiental, caminhando-se, assim, para uma cultura cidadã, uma cultura de paz.

As oficinas estão acontecendo na E. M. Tia Ciata, escola localizada nas vizinhanças do Núcleo.

 



No primeiro contato com as crianças foi abordado o entendimento dos alunos sobre sucata. Assim surgiram vários conceitos, tais como: "...sucata é tudo que é velho e que não se usa mais...", "...são os cacarecos velhos...", ..."é tudo lixo...!".


À partir dessa percepção foi o conceito de sustentabilidade mostrando aos alunos a possibilidade de novos usos para esses materiais, que possuem "vida longa" quando desperdiçados na natureza, prejudicando o meio ambiente.

Para estimular o uso das sucatas, foi realizada uma mostra de objetos criados por outros alunos de mesma faixa etária, já frequentadores do Núcleo de Arte. O resultado é o encantamento e o estímulo para novas produções criativas.

 

 


A permissão da produção livre, autoral e descompromissada com a realidade objetiva, somada à variedade de materiais oferecidos, resulta em construções tridimensionais "inomináveis" - criatividade, habilidades motoras e abstrações são naturalmente experimentadas, na elaboração do objeto pensado por cada um.

Os alunos foram instigados a "batizar" suas criações com nomes surpreendentes: "Morelenga", "Flexi", "Ticibunga" entre outros. A diversidade das linguagens artísticas permitiu que o grupo desenvolvesse instrumentos musicais, seres e objetos absolutamente originais e ainda registrarem suas produções em vídeo.

 


 

Aqui procuramos mostrar um pouco do trabalho de qualidade que é desenvolvido pelo Núcleo de Artes Avenida dos Desfiles. Parabéns a toda equipe de professores que realiza esse trabalho de excelência na Rede Municipal. Nossos alunos merecem o Melhor! 

 

 

Colaborou com o texto: Adriana Oliveira


Para Saber Mais:

Núcleo de Artes Avenida dos Desfiles

Rua Salvador de Sá , s/nº - Sambódromo

Responsável: Adriana Santos Oliveira

Telefone: 2213-5946

E-mail: nucleartdesfiles@rioeduca.net

 

 

 


 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 05/07/2016

1001 Histórias com Arte

Tags: 1ªcre, projetos, oficinas.

 

 

 

 

Ônibus com Biblioteca Itinerante leva Oficinas literárias às escolas da 1ª Coordenadoria Regional de Educação.

 

Uma parceria firmada pela Secretaria Municipal de Educação tem levado aos alunos encantamento, aprendizagem e diversão. São as oficinas do Projeto 1001 Histórias com Artes.

A ideia do projeto é inspirada no projeto ônibus-biblioteca, criado no ano 2000 pela Auto Viação 1001, que percorreu 200 cidades e atendeu a 600 mil crianças. Reformulado pela equipe da Spiral Criativa, em parceria com o Instituto JCA, o projeto tem patrocínio da Auto Viação 1001, Sit Macaé e Macaense.

 

 

Neste ano de 2016, o 1001 Histórias com Arte percorreu as escolas da nossa Rede localizadas nas regiões do Catumbi, São Cristóvão, Benfica e Caju. Foram oferecidas diversas oficinas para as crianças matriculadas no primeiro e segundo anos do Ensino Fundamental.

O primeiro impacto que o Projeto causa é a forma como ele chega à escola: um ônibus-biblioteca. Os alunos ficam num misto de surpresa, admiração e encantamento. Passado o impacto inicial, as diversas oficinas que são oferecidas tem contribuído para o processo de disseminação de leitura entre as crianças das nossas Unidades.

 

A estrela do Projeto

 

A primeira escola contemplada com o Projeto foi a Escola Municipal Gonzaga da Gama Filho, no bairro de São Cristóvão. Durante alguns dias, a biblioteca itinerante ficou estacionada na entrada da escola, realizando as atividades com os alunos da Unidade.

Para a diretora , professora Mônica Mussi, "o projeto foi MARAVILHOSO! Uma oportunidade incrível para nossas crianças". A diretora ficou muito agradecida pela experiência que foi oferecida aos alunos. Para a diretora-adjunta Laura Mello, “esse projeto envolveu e estimulou o conhecimento cultural e artístico das crianças. Além do incentivo à leitura."

 

Alunos da E.M. Gonzaga da Gama Filho, dentro da biblioteca intinerante

 

Quanto aos alunos, as opiniões mostram todo o encantamento:

"Os alunos se mostraram encantados com o projeto. Deliciaram-se na leitura de diversos livros dentro do ônibus e se divertiram com a pintura em aquarela." - Paula de Sousa Moreira, professora turma 1205.

"Achei as atividades criativas, divertidas. Gostei da representação gráfica e a música do Toquinho." - Maria Elvira Alves dos Santos, professora turmas 1203 e 1204

"Gostei de realizar a pintura fora de sala e também de ouvir a história da família e a música do Carrossel" - Kauane, aluna turma 1205

"Gostei dos livros das estantes que tava dentro do ônibus colorido com os livros" - Jorge Eduardo, aluno, turma 1105

"Gostei dos livros e da música"- Gabriela, aluna, turma 1106.

 

Alunos Produzindo Artes, após ouvir Histórias - E.M. Gama Filho

 

Na Escola Municipal Estados Unidos, no bairro do Catumbi, o ônibus estacionou no pátio da Unidade. Primeiro, veio o estranhamento com aquele veículo no meio da escola. Depois, o encantamento com as mil e umas histórias contadas e recontadas pelas monitoras do Projeto. Cada história acompanhada de uma oficina artística diferente.

 

Ativiidades no Pátio da E.M. Estados Unidos

 

Para Alessandra Nunes, diretora da Unidade, "o Projeto 1001 Histórias com Arte é excelente, muito lúdico e estimulante para as crianças. Além de ser uma proposta super diferente, o projeto inclui no seu planejamento atividades de relaxamento, contação de histórias e artes de acordo com a história contada. Os alunos ficam deslumbrados..."

 

Oficina de Artes - E.M. Estados Unidos

 

A diretora ainda nos fala que "é uma pena não estar extensivo aos demais alunos de outros anos de escolaridade. Aqui, aconteceram visitas por parte dos alunos do 3º e 6º anos e também nossos alunos do Grêmio e CEC, que são monitores da Sala de Leitura, para observarem e terem ideias para multiplicar com os alunos que não foram beneficiados. Incluo aqui minha solicitação para que, numa próxima oportunidade, os demais alunos possam também vivenciar este mundo encantado!"

 

Além das unidades citadas, a Escola Mestre Waldemiro e o CIEP Henfil também receberam as ações do Projeto.

 

Enfim , uma oportunidade ímpar para nossos alunos! Afinal, eles merecem o Melhor!

 

Um pouquinho da nossas escolas:

E.M. Gonzaga da Gama Filho

Endereço: Rua Gustavo Cordeiro de Farias, 578 - Benfica

Direção: Mônica Mussi da Silva Sobral

Telefone: 3895-8644

E-mail: emgfilho@rioeduca.net:

A escola recebeu esse nome em homenagem ao Patrono Deputado Luiz Gonzaga da Gama Filho, parlamentar que exerceu altas funções na Secretaria de Educação e Cultura do antigo Estado da Guanabara. A escola atende aos alunos da Educação Infantil ao 5º ano do Ensino Fundamental, além do Projeto Aceleração 1 e PEJA , em horário parcial.

 

E.M. Estados Unidos

Endereço: Rua Itapiru, 453 - Catumbi

Direção: Alessandra Nunes Pereira Ribeiro

Telefone: 2213-5658

E-mail: emeunidos@rioeduca.net

 

O nome da Escola foi uma homenagem ao país homônimo. Atualmente a Unidade atende alunos da Educação Infantil ao nono ano do Ensino Fundamental, em turmas de horário parcial.

 

Professor Alexandre Roque de Araujo
Representante Rioeduca.net da 1ª Coordenadoria Regional de Educaçãoalexandrearaujo@rioeduca.net
Twitter: @Alexandre_Roque
Whatsapp 98733-1970

 

COMENTE E COMPARTILHE

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 01/07/2016

Favela Mundo no Engenho da Rainha

Tags: favela mundo, oficinas.

 

 

 

 

FAVELA MUNDO OFERECERÁ MAIS DE 300 VAGAS EM OFICINAS CULTURAIS NA ESCOLA MARECHAL ESTEVÃO LEITE DE CARVALHO


Contra turno será com muita alegria e para toda a comunidade escolar

 

O projeto Favela Mundo, que acaba de se despedir da Escola Municipal Pedro Aleixo na Cidade de Deus inicia atividades para crianças, jovens e responsáveis no Engenho da Rainha, em 11 de julho.


Após beneficiar mais de 550 crianças na zona Oeste da cidade a entidade parte para a zona norte, onde pretende beneficiar mais de 300 alunos.


O projeto conta com patrocínio do MetrôRio, Prefeitura do Rio e da Secretaria Municipal de Cultura e levará à escola aulas de danças brasileiras, hip hop, jazz, capoeira, teatro e violão para crianças e jovens de 6 a 18 anos e oficinas de artesanato, maquiagem e decoração de unhas para os responsáveis. “Acreditamos que para o desenvolvimento pleno, o aluno precisa ter o apoio da família. Desenvolvemos atividades voltadas aos pais pois dessa forma conseguimos entender melhor o dia a dia de cada criança, conhecemos seus problemas reais e podemos, todos juntos, criar estratégias para que ele cresça de forma saudável. Outro fator importante e fundamental é que as oficinas para os adultos tem o foco na geração de renda, assim as famílias adquirem conhecimentos para ajudar no sustento de suas casas.” Comenta Marcelo Andriotti, idealizador do projeto.

 


Fundada em 2010 a ONG Favela Mundo já beneficiou mais de 2.300 crianças e jovens de 92 comunidades. Representou o Brasil em diversos eventos no extrerior, entre eles destacam-se o Congresso Internacional de Pedagogia de Havana/Cuba, UNAOC-EF Summer School, na ONU em Nova Iorque e em 2014 o projeto foi reconhecido como um “modelo de inclusão social nas grandes cidades”, no World Cities Day, na Sede das Nações Unidas. Ao todo a Favela Mundo já esteve presente, levando a bandeira de nosso país, em 8 eventos estrangeiros.


Em agosto a África receberá o Favela Mundo no NAIMUN, evento que ocorrerá no Marrocos e debaterá formas de aplicar os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. A entidade será a única brasileira convidada, entre mais de projetos de mais de 50 países.


Para participar das aulas gratuitas na Escola Marechal Estevão Leite de Carvalho, no Engenho da Rainha, é preciso a autorização dos responsáveis e cópia da identidade e CPF. O projeto terá a duração de 12 meses e tem como principal objetivo diminuir as taxas de evasão, aumentar o interesse dos alunos pela vida escolar e oferecer novas oportunidades de crescimento pessoal para os alunos.

 

 


“Nós da escola Marechal estamos empolgados e realmente acreditando que a Favela Mundo vem pra somar com nosso “Projeto Vida”, acreditamos que irá dar um significado pra uns e ressignificar a vida de outros alunos. Porque alguns não têm essa perspectiva de futuro. Creio que podem encontrar na dança e demais oficinas novas oportunidades de melhoramento em suas vidas, quem sabe um novo emprego, uma nova perspectiva, ... um novo olhar pras suas vidas. É isso que estamos esperando do Favela Mundo, porque nós da escola estamos nessa perspectiva de sempre dar um ressignificado. Infelizmente alguns de já estão empenhados e abraçados pelo tráfico. Outros veem o tráfico como ascensão social dentro da comunidade onde vivem. Nós da Marechal sempre lutamos contra isso é nosso dever nos quatros anos que estamos aqui lutar contra isso e mostrar pra eles que existe sim novas oportunidades. Após quatro anos em frente à escola vejo muito mais alunos entrando no ensino médio do que eu via quando eu entrei aqui, mas não quer dizer que isso é tudo. Eu acredito em 100% porque se eu não acreditasse em 100% eu não estava na educação. Hoje nós estamos alcançando 80% e acredito que com a entrada de vocês existe perspectiva de 100%. Porque não sonhar com 100% e é com essa linha de pensamento, de raciocínio, de crença na educação que eu sei que a Favela Mundo vai somar.” – comenta Valéria Maria Ferreira Guedes Machado, coordenadora pedagógica da Escola Municipal Marechal Estevão Leite de Carvalho.

 


A dura realidade da comunidade, pobre em projetos culturais é o que está levando a Favela Mundo para o Engenho da Rainha, como uma ferramenta de integração, crescimento pessoal e aumento da autoestima dos moradores.


Para o diretor Comercial e Marketing do MetrôRio, Ricardo Nunes, essa iniciativa vem reforçar o compromisso da Concessionária em contribuir com a formação do cidadão. “Esta parceria firmada com a Favela Mundo irá contribuir para o desenvolvimento e aperfeiçoamento dos moradores das comunidades do entorno da estação Engenho da Rainha. O MetrôRio tem consciência do seu papel e procura estimular esse convívio social. O projeto estimulará aptidões pessoais e profissionais, abrindo um novo leque de opções para essas pessoas”, disse.

 

Início das aulas: 11 de julho

Para informações adicionais sobre inscrições, os interessados podem entrar em contato pelo telefone (21) 2236-4129 ou pelo site www.favelamundo.org.br
 

 

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share