A A A C
email
Todos os posts escritos por Rodrigo Abreu
Retornando 79 resultados para o autor 'Rodrigo Abreu'

Quarta-feira, 27/12/2017

Pequeno Passeio às Influências Africanas

Tags: 10ªcre.


Alunos do GEC Princesa Isabel realizam trabalhos sobre escravidão e resistência dos negros para preservar sua identidade cultural religiosa.

 

O E/CRE (10.19.015) Ginásio Experimental Carioca Princesa Isabel está localizado na Travessa Boa Vista, 135 - Santa Cruz, zona oeste da cidade do Rio de Janeiro. Atende a 458 alunos, com 5 turmas de 7° ano, 4 turmas de 8° ano e 3 turmas de 9° ano do Ensino Fundamental, em horário integral. Tem como diretor, o professor Luiz Claudio de Souza e como diretora adjunta, a professora Cyntia Bulkool Gomes Brito.

Além das disciplinas curriculares tradicionais são oferecidas aos alunos outras disciplinas como Estudo Dirigido, Projeto de Vida e Eletiva. Cada uma oferece recursos significativos para a formação dos alunos. Além disso, a Unidade Escolar conta com o Protagonismo Juvenil, que é a participação do aluno em atividade que extrapolam âmbitos de seus interesses individuais. A ideia é que possa estimular a participação social dos jovens, contribuindo não apenas com o desenvolvimento pessoal dos jovens atingidos, mas com o desenvolvimento dos demais alunos da escola.

 

Trabalhos realizados pelos alunos

 

Durante o ano letivo, a professora Aldinea Sevilha realizou diversos trabalhos com os alunos utilizando materiais reciclados e, com a ajuda das professoras Ivane Silva da sala de leitura e Andreza Soares de Língua Portuguesa, foi realizado o evento: “Pequeno passeio às influências africanas”, uma exposição em homenagem ao dia nacional da Consciência Negra.

— O evento foi pensado com enfoque no exemplo de resiliência dos negros sofredores que, apesar de tudo, nos deixaram o legado de uma índole afetuosa, festeira e produtiva. Com esse trabalho, podemos colocar em prática a interatividade entre as disciplinas Língua Portuguesa, Artes e o trabalho realizado pela professora da Sala de Leitura. — afirma a professora Aldinea Sevilha.

 

Trabalho na exposição

 

Foram trabalhados diversos textos em sala de aula sobre o tema da escravidão e da resistência dos negros para preservar sua identidade cultural religiosa, principalmente, os textos “Navio Negreiro” e “A Canção do Africano”, de Castro Alves e exibição de vários filmes com foco nas questões sobre o preconceito racial. Houve encenação da lenda do “Negrinho do Pastoreio”, culminando com a exposição de trabalhos de pesquisa e artesanato com materiais reciclados, ligados à temática dos textos trabalhados: escravidão e a cultura de origem africana moldada em nossa brasilidade.

A exposição dos trabalhos ocorreu nos espaços do Centro Cultural de Santa Cruz entre os dias 21/11/2017 e 06/12/2017, com visitação aberta a toda comunidade escolar.

 

Máscaras produzidas pelos alunos

 

Quer saber mais sobre o projeto?
Entre em contato com a Unidade Escolar.

E/CRE (10.19.015) GEC Princesa Isabel
Telefone: 3395-1613
Email: empisabel@rioeduca.net

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 22/12/2017

Spelling Bee

Tags: 10ªcre, spelling bee.

 

Participação especial dos alunos da 10ª CRE no Spelling Bee


No dia 17 de novembro de 2017, aconteceu na Escola de Formação do Professor Carioca Paula Freire, a final do Spelling Bee das escolas regulares e bilíngues da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, que é um campeonato de soletração em Língua Inglesa. Trata-se de uma espécie do famoso quadro da TV "Soletrando", onde os alunos têm que demonstrar, além das habilidades com o idioma, boa memória e concentração.

A 10ª Coordenadoria Regional de Educação foi muito bem representada na competição das escolas regulares pelos alunos Roberta Cristina dos Santos e William Alexandre de Freitas, ambos da Escola Municipal Haydea Vianna Fiúza de Castro; e pela aluna Isabel Lourenço Castro de Barros, da Escola Municipal Ronald de Carvalho. Além disso, as alunas Giovanna Rangel e Fernanda Rodrigues representaram a Escola Municipal Professora Zulmira Telles da Costa na competição das escolas bilíngues.

 

Alunas Fernanda e Giovanna acompanhadas das professoras Tamiris Carvalho e Michele Calil representando a E. M. Profª Zulmira Telles da Costa

 

— Para os nossos alunos, a escola bilíngue não significa somente ter acesso a uma língua estrangeira, mas é um divisor na sua formação como cidadão do mundo. O projeto é capaz de abrir os horizontes dos alunos para um universo de possibilidades que antes não eram nem imaginadas. Nossos alunos têm a consciência de que o inglês será capaz de mudar suas vidas para melhor. — afirma a professora Michele Calil.

Antes da grande final, os alunos passaram por um intenso processo de preparação junto aos professores. A competição foi muito emocionante, com muitas rodadas de palavras e inclusive rodadas intensas para desempate.

A aluna Isabel Lourenço Castro de Barros conseguiu terminar a competição em primeiro lugar das escolas regulares e ganhou uma bolsa de estudos integral na Cultura Inglesa até o final do curso. Dentre as escolas bilíngues, a aluna Fernanda Rodrigues conquistou o terceiro lugar e recebeu um lindo troféu.

 

Aluna Isabel e professor Marcos com o prêmio do primeiro lugar

 

— No Spelling Bee interno da Escola Municipal Ronald de Carvalho, os alunos perceberam que algo realmente diferente estava acontecendo. O resultado mais evidente que pude perceber disso tudo foi o despertar do interesse dos alunos pela disciplina. Acredito que mais importante que qualquer vitória, é a oportunidade que está sendo dada a essas crianças de promover o estudo da língua inglesa de uma forma divertida, prazerosa e desafiadora. À Isabel, especificamente, a oportunidade de estudar o idioma em um curso de excelência, com uma bolsa de estudos integral, conquistada através de seu próprio esforço e dedicação. — afirma o professor Marcos.

— O Spelling Bee proporcionou à Escola Municipal Haydea Vianna Fiúza de Castro um engajamento não somente dos alunos participantes, mas de todos os alunos e professores, proporcionando atividades interdisciplinares entre Inglês e Artes. O desenvolvimento dos alunos participantes foi muito grande neste projeto e o resultado obtido serviu de exemplo para todos os alunos do Ensino Fundamental. — afirma a professora Gisele.

 

Professora Gisele com seus alunos Roberta e Willian da E. M. Haydea Vianna e aluna Isabel com Professor Marcos Chuvas da E. M. Ronald de Carvalho

 

Parabenizamos os alunos, professores, diretores e responsáveis das Unidades Escolares envolvidas pelo desempenho e pela maneira como se envolveram no projeto.

 

 

Quer saber mais sobre a Escola Bilíngue?
Entre em contato com a Unidade Escolar.

E/CRE (10.19.046) E. M. Professora Zulmira Telles da Costa
Telefone: 3395-3253
Email: emztelles@rioeduca.net

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 15/12/2017

Eletivas Estimulando a Criatividade dos Alunos

Tags: 10ªcre, ginásio.

 

A importância das eletivas no Ginásio Carioca Aldebarã para contribuir na formação dos alunos


O E/CRE (10.19.016) Ginásio Carioca Aldebarã está localizado na comunidade de Antares, Santa Cruz, Zona Oeste da Cidade do Rio de Janeiro. Atende a cerca de 380 alunos, do 7° ao 9° ano, em horário integral. Tem como diretor, o professor Pedro Alves Lima, como diretora adjunta, a professora Laísa Pontes Teixeira Lisboa Martins, e como coordenador pedagógico, o professor Carlos José Oliveira de Souza.

Professora Rosinia, Diretor Pedro, Coordenador Pedagógico Carlos e Professor Leonardo

 

A metodologia desta unidade de ensino se apoia nos princípios educacionais do Protagonismo Juvenil, onde, através de um conjunto de práticas e vivências, visa à elevação dos indicadores de aprendizagem em todas as dimensões.

Além das disciplinas curriculares tradicionais como Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, História, Geografia, Educação Física, Língua Estrangeira e Artes, são oferecidas aos alunos outras disciplinas como Estudo Dirigido, Projeto de Vida e Eletiva. Cada uma delas tenta oferecer recursos para a complementação da formação dos alunos.

O Estudo dirigido tem como objetivo desenvolver a autonomia e o estudo em grupo. Para isso, são realizadas atividades de reforço organizadas pelos próprios alunos; o Projeto de Vida visa gerar reflexões nos alunos sobre seus sonhos e objetivos de vida, especialmente sobre a carreira que desejam seguir e sobre como alcançar suas metas; as disciplinas Eletivas dizem respeito a diversas áreas do conhecimento que não são apresentadas pelo currículo tradicional onde a participação se relaciona às aptidões e interesses dos próprios alunos.

As disciplinas Eletivas de Designer e Artesanato foram uma parceria entre os professores Leonardo Lima (Ciências) e Ronisia Machado (Geografia), que teve como objetivo estimular a criatividade dos estudantes através do planejamento e confecção de peças, dentre elas algumas utilizadas para a decoração de Natal da própria escola.

 

Alunos durante a Eletiva

 

Os objetos criados durante as aulas contaram com o reaproveitamento de alguns materiais de descarte da escola ou da comunidade, tais como: papelão, caixas de leite, fio de instalações elétricas, madeira e papel.

As atividades desta disciplina visaram contribuir para a formação de pessoas responsáveis com relação à produção e ao reaproveitamento do lixo; autônomas para a tomada de decisões que visem à melhoria do espaço comum de convivência; solidárias, considerando que as relações humanas são fundamentais para o desenvolvimento da cidadania; que pudessem ser capazes de conhecer e exercer os seus direitos e deveres mediados pelo diálogo e pelo respeito pelos outros, de maneira democrática, crítica e criativa, mediados pelos valores dos direitos humanos.

 

Professora Rosinia e alunos durante a eletiva

 

— Vivemos um período histórico na educação, de ruptura de paradigmas e remodelação de práticas pedagógicas que nos desafiam a todo instante onde o empoderamento do jovem está diretamente relacionado ao desenvolvimento de sua autonomia e de sua consciência crítica, oferecendo instrumentos para a solução de problemas reais e de seu cotidiano, exercitando a cidadania ao mesmo tempo em que contribuem com a melhoria do espaço em que vivem. — afirma o professor Leonardo.

— Agradecemos aos nossos jovens que abraçaram essa ideia com muita dedicação e por ajudarem a construir um ambiente rico em aprendizagem e crescimento, às nossas merendeiras que reservaram inúmeros materiais de descarte para utilizarmos em nossas eletivas e à direção e coordenação do Ginásio Carioca Aldebarã. – agradece a professora Rosinia.

 

Confecção da árvore de natal

 

Quer saber mais sobre o projeto?
Entre em contato com a Unidade Escolar.

E/CRE (10.19.016) GEC Aldebarã
Telefone: 3395-1985
Email: emaldebara@rioeduca.net

 


 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 01/12/2017

Sensibilidade e Conhecimento

Tags: 10ªcre.

 

A experiência sensorial na Escola Municipal Professora Myrthes Wenzel.

 

A E/CRE (10.26.021) Escola Municipal Professora Myrthes Wenzel está localizada à Rua Soldado Antonio de Paula, s/n° - Guaratiba, zona oeste do Rio de Janeiro. A Unidade Escolar atende a 28 turmas, sendo 23 do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, 1 turma de DI, 1 turma de TGD, 1 turma do projeto Aceleração 6 e 2 turmas do projeto Aceleração 8, todas em horário parcial. Tem como diretora, a professora Maria Angelina Baroni Fonseca; como diretora adjunta, a professora Cristiane Bispo da Silva e como coordenadora pedagógica, a professora Monica Giesbrecht Formiga Nogueira Cardoso.

Durante o ano letivo, os professores de Ciências, Língua Portuguesa, Libras e Artes Plásticas da escola, composta pelos professores: Fábio Falcão, Cilene Mara Jordão de Mattos, Juliana Correa e Castro, Dulcinea do Nascimento Amaral, Sheila de Souza Cruz e Carla Cristiane Wanderlei dos Santos, junto com a Coordenadora Pedagógica e a significante colaboração do Núcleo de Educação Ambiental da 10ª CRE-NEA10 através do professor Álvaro Jorge Madeira Borges de Almeida, criaram o Projeto "Jardim Sensorial" para visitação guiada dos alunos da Unidade Escolar – das classes regulares e das classes especiais.

Professores envolvidos no projeto

 

— O Jardim sempre foi um espaço de lazer e, junto a isso, uma mistura de sonho e realidade. Através dele pode-se entrar em contato com a natureza e experimentar uma infinidade de sensações. — afirma a coordenadora Mônica

Neste sentido, se pensou criar um jardim sensorial, onde o visitante aguça os quatro sentidos do corpo humano: o tato, através das texturas das plantas e flores; a visão, através das cores; o olfato, com o aroma das variadas espécies; e a audição, através dos sons do ambiente.

 

Jardim sensorial

 

O Projeto aconteceu durante a Semana de Inclusão (outubro), quando os alunos tomavam contato com as diversas espécies de plantas e flores numa atividade que tinham que descobrir, através dos sentidos, com quais ervas estavam tomando contato. A partir daí, eram informados de seu uso medicinal e/ou culinário.

A finalização do Projeto Jardim Sensorial aconteceu com a palestra “Sensibilidade e Inclusão”, apresentada pela aluna do curso de Biologia da PUC/RJ, Eduarda Emerick e a professora Angélica Bueno Carvalho, da equipe da Assessoria de Educação e Esportes/SME que narraram suas vivências com o mundo da deficiência visual.

A participação dos alunos e professores em atividades sensoriais e lúdicas desenvolve outro caminho para o conhecimento, valorizando saberes diferenciados que são experimentados por todos.

 

Palestra “Sensibilidade e Inclusão”

 

Quer saber mais sobre o projeto?
Entre em contato com a Unidade Escolar.

E/CRE(10.26.021) Escola Municipal Professora Myrthes Wenzel
Email: empwenzel@rioeduca.net
Telefone: 2417-8445

 


   
           



Yammer Share