A A A C
email

Quinta-feira, 25/04/2019

Escola Municipal Luiz Edmundo - 9ª CRE

Tags: 9ª cre, inclusão, síndrome de down.

Escola em Campo Grande promove atividade de inclusão entre professores, alunos e funcionários.

 

A Escola Municipal Luiz Edmundo, situada na rua Félix Bernardelli, s/nº, Tingui, Campo Grande, Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro, atende a 515 alunos devidamente matriculados do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, além de uma classe especial.

 

No dia 21/03/2019, a unidade trabalhou a conscientização da Síndrome de Down com todos os professores, alunos e funcionários. Os discentes da Classe Especial e os estudantes do 1º e 2º anos participaram do momento de contação de histórias com a professora da sala de recursos Michele Nascimento de Sant'anna Minda Nascimento. A atividade, coordenada pela própria professora Michele, aprofundou os conhecimentos sobre a síndrome e suas características.

 

 

Professores e alunos participam da atividade de inclusão

 

 

O livro utilizado na ação foi "Meu Amigo Down". A obra traz uma reflexão sobre a importância da amizade e do cuidado com um amigo. O livro ensina o quanto faz bem brincar, amar e se divertir. Os educandos, coletivamente, produziram um mural com o símbolo da campanha.

 

 

Alunos observam atentamente a professora

 


Os alunos do 3º, 4º e 5º anos assistiram a uma palestra sobre a Síndrome de Down. A apresentação foi baseada no tema "Superação"

 

 

A atividade também mobilizou os funcionários da unidade escolar

 

 

A estrela do espetáculo foi Isabelle Cristinne França Barros, aluna do 1º ano, classe na qual leciona a professora Renata Cristina da Silva Teixeira. A educanda brilha a cada dia dentro e fora da unidade escolar. Com enorme charme, carisma, cooperação e inteligência, a discente foi a atração principal do evento. Isabelle, como uma linda borboleta azul com asas amarelas, nos convida a vencer todo preconceito pelo amor. A aluna é super integrada com todos os colegas, além de uma referência para os professores e funcionários da escola.

 

 

A linda aluna Isabelle é a estrela do espetáculo

 

 

A Coordenadora Pedagógica Marília Caroline acompanha todas as atividades realizadas com a aluna, inclusive as desenvolvidas na Sala de Recursos. A gestora Marcia Andrea relata que possui um contato direto com seus responsáveis  e que a parceria entre a família e a escola é a principal ferramenta para a evolução da menina.

 

 

Para saber mais sobre a Escola Municipal Luiz Edmundo:

Direção Geral: Marcia Andrea de Castro Miranda Zeferino
Direção Adjunta: Milvia da Silva Monte Medeiros
Coordenação Pedagógica:Marília Caroline Lessa Ferreira
Telefone: 3394-6085
Email: emedmundo@rioeduca.net

 

 


Não esqueça de deixar o seu comentário! Ele é muito importante para nós!

Até a próxima semana!

 

Contato para publicações 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 25/04/2019

EDI Medalhista Éder Carbonera - 4ªCRE

Tags: 4ªcre, edi, linguagem artística, educação infantil.

Sou criança e faço arte, na Maré e em toda parte!

 

Na última semana de março, a equipe do Espaço de Desenvolvimento Infantil Medalhista Éder Carbonera inaugurou a “Galeria da Galerinha”, um desdobramento do projeto pedagógico anual: ‘Sou criança e faço arte, na Maré e em toda parte!’, que visa explorar, na perspectiva da Educação Infantil, a linguagem artística em suas diversas possibilidades.

 

 

Educação Infantil: a linguagem artística em suas diversas possibilidades.

 


Este espaço irá abrigar e expor, durante todo o ano, as produções de nossas crianças.  Neste primeiro momento, o projeto voltou-se para “A ARTE DE SER E PERTENCER”, envolvendo as crianças e toda comunidade escolar em experiências de valorização da cultura local.

 

Inauguração da “Galeria da Galerinha: A arte de ser e pertencer

 

 

A atividade contou com a participação do artista plástico Afonso Augusto, o "Carlinhos", morador da Comunidade Vila do João. O artista enriqueceu o evento com suas lindas obras que retratam paisagens da Maré, além de conversar com os responsáveis e crianças sobre técnicas de pintura, incentivando-os a expressar-se através da arte. Ao final, "Carlinhos" presenteou o EDI com uma de suas obras.

 

 

Artista plástico Afonso Augusto, o "Carlinhos", morador da Comunidade Vila do João

 


 

 

 

Parabéns a toda Equipe!

 

 

Quer conhecer um pouco mais do EDI Med. Éder Carbonera?
Endereço: Rua J do PAL 44.811 Acesso pela travessa I (Rua 222) Comunidade Salsa e Merengue 0 Bloco 2
Tel.: (21) 2086-2852
Email: edimcarbonera@rioeduca.net
Facebook: https://www.facebook.com/edimcarbonera/

 

 

Contato para publicação:


 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 24/04/2019

Escola Municipal Paulo Maranhão - 8ª CRE

Tags: 8ªcre, contação de histórias, leitura.

 

A Escola Municipal Paulo Maranhão realizou no dia 22 de março sua primeira Maratona de Histórias.

 

Estimular a imaginação, aguçar a curiosidade e ajudar no desenvolvimento da linguagem, tanto escrita quanto oral, são habilidades que podem ser desenvolvidas a partir da leitura. Mas o que precede um aluno leitor certamente é um aluno ouvinte, daí a importância da prática de Contação de Histórias nas escolas desde a Educação Infantil.

Contar histórias às crianças é uma valiosa contribuição para o seu desenvolvimento. Nesse contexto, a Escola Municipal Paulo Maranhão da 8ª CRE incluiu em seu planejamento a realização de uma Maratona de Histórias a cada bimestre. Ela será organizada pela equipe pedagógica da Unidade que selecionará os temas a serem desenvolvidos em cada evento e os alunos serão surpreendidos com um ou vários contadores de histórias. Dessa forma, a Maratona de Histórias será um dia diferente na rotina escolar. 

 

Contadora: Verônica Lacerda (Diretora Adjunta) com o livro "Marcelo, Marmelo, Martelo"

 

A primeira Maratona de Histórias aconteceu no dia 22 de março. A proposta apresentada foi baseada no Plano Anual da unidade que é: "Nós Vestimos a Camisa da Sustentabilidade"!

O primeiro tema eleito foi Quem somos? Como a proposta da Maratona é que os alunos sejam surpreendidos, nessa etapa da maratona, quem contou as histórias foram os funcionários de apoio da Unidade Escolar.

Os alunos estavam certos de que os professores em algum momento dariam início à Contação de Histórias, mas quando menos esperavam, ao sinal da professora Renata de Aguiar, Coordenadora Pedagógica da Unidade, os funcionários entraram nas salas de aula e iniciaram a realização da proposta.

 

“A ideia inicial era apenas que o funcionário fosse às salas de aula, se apresentasse, falasse um pouco do seu trabalho na nossa escola e que depois fizesse a leitura em voz alta de um livro que escolhemos juntos. Tal foi a minha surpresa que ao aceitarem o desafio, eles se organizaram para que as histórias tivessem personagens caracterizados e que esse momento fosse ainda mais prazeroso e especial para os alunos!” Professora Renata Aguiar – Coordenadora Pedagógica da E.M. Paulo Maranhão

 

 

Contadores: Mario Luiz Pereira (Gari) e Carlos Vinícius Ferreira (Gari) com o livro "Só um minutinho"

 

 

Essa foi a organização da Maratona de Histórias:

 

Livro: Você Troca? Autor: Eva Funari

Contadores:  Professora Rosana Castex (Diretora Geral) e Professora Renata de Aguiar (Coordenadora Pedagógica)

 

História: Chapeuzinho Vermelho

Contadores: Marli de Araujo (Merendeira), Professora Elaine dos Santos (Prof. Readaptada), Simone Gonzaga (Gari) e Vivian Melo (Secretária Escolar)

 

Livro: O Cabelo de Lelê - Autor: Valeria Belém

Contadores: Shirley Pereira (Merendeira) e Gisele Gomes (Agente Educadora)

 

Livro: Só um Minutinho - Autor: Ana Maria Machado

Contadores: Mario Luiz Pereira (Gari) e Carlos Vinícius Ferreira (Gari)

 

Livro: Marcelo, Marmelo, Martelo - Autor: Ruth Rocha

Contadora: Verônica Lacerda (Diretora Adjunta)

 

História: Honestidade e Bondade

Contador: Davi Barros (Agente Educador)

 

 

Servidores caracterizados como os personagens

 

Ao contrário do que possamos pensar, a contação de histórias é muito mais do que algo pedagógico e lúdico. Um livro pode estar repleto de itens e símbolos que afetam diretamente aos sentimentos e memórias de quem o lê.

Foi exatamente o que aconteceu com os funcionários da Escola Municipal Paulo Maranhão. Para a maioria não foi fácil estar à frente da turma, se apresentar, falar sobre suas atribuições no trabalho e em seguida fazer a leitura do livro. Alguns funcionários relataram que tiveram que vencer desafios como a timidez e a insegurança, mas a experiência segundo eles, valeu muito a pena, pois os alunos reagiram muito positivamente à proposta.

A Maratona de Histórias foi um sucesso de superação, envolvimento e troca. Como resultado a Unidade Escolar ganhou alunos felizes, funcionários empoderados e um clima de faz de conta e muita alegria! 

Toda a escola aguarda ansiosamente pela próxima etapa desse projeto, mas a identidade dos novos contadores ainda é um segredo!

 

 

Contadores: Shirley Pereira (Merendeira) e Gisele Gomes (Agente Educadora) com o livro "O cabelo de Lelê"

 

 

O Rioeduca parabeniza aos funcionários e alunos da E.M. Paulo Maranhão pela primeira Maratona de Histórias do ano!

 

 

 

Alunos felizes abraçando o lobo

 

 

Escola Municipal 08.33.036 Paulo Maranhão

End.: Rua do Governo, nª 866 - Realengo

Email: empmaranhao@rioeduca.net

Tel.: 3464-5643

Diretora Geral: Rosana Aparecida Castex

Diretora Adjunta: Verônica Lacerda

Coordenadora Pedagógica: Renata de Aguiar Carvalho

 

 

 

 

Entre em contato com o representante da sua CRE e participe do Rioeduca!

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 24/04/2019

E.M. Thomas Mann - 3ªCRE

Tags: 3ªcre, ex-alunos, história.

A Escola Municipal Thomas Mann oportuniza encontros entre o passado e presente.

Confira!

 

 

Algumas vezes, a escola só ganha uma real importância quando já não está presente na rotina do aluno, que por sua vez assume uma postura saudosista valorizando os tempos de escola. Com o passar dos anos, chegam as memórias dos grandes momentos, dos melhores amigos, das pequenas aventuras e assim a escola ultrapassa a questão da formação acadêmica e passa a ter um papel fundamental na formação cidadã e na história de vida através das memórias construidas. 

Ah ser ex-aluno, voltar à escola, passar novamente por corredores, salas, quadra e pátio é uma maneira de parar o tempo!  Aproveitando essa memória afetiva, a E.M Thomas Mann desenvolve o projeto "Cria" da Thomas.

 

 

Escola Municipal Thomas Mann é uma escola em movimento, pois possui muitos projetos que promovem diferentes visões de mundo a seus alunos. Consequentemente seu ambiente escolar é dinâmico e há uma grande participação dos alunos nas ações a partir de uma postura protagonista. 

 

O "Cria" da Thomas é um desses projetos, que envolvem a escola inteira. O objetivo é trazer trajetórias de pessoas que já estudaram na Unidade. Dessa forma, a proposta resgata  a história da Thomas e do bairro onde a escola está localizada, sensibiliza a comunidade escolar, promove uma construção de memória dos ex e atuais alunos, além de demonstrar que a escola forma cidadãos de sucesso trazendo exemplos vivos e formados dentro da Unidade.

 

Na primeira edição, foram convidados três ex-alunos, que contaram um pouco sobre suas vivências na Thomas e como essas relações construídas nesse espaço contribuiram em suas vidas pessoais e acadêmicas.

 

 

 

Foram convidados:

 

  • Carla Mendonça de Melo, pós graduada em gestão de pessoas. A ex-aluna contou um pouco sobre a sua profissão como administradora de empresas. 

 

  • Claudia de Matos Paiva, mestre em Literatura e graduada em Língua Portuguesa e Educação Artística. Claudia fez um relato de sua trajetória acadêmica, mostrando aos alunos um pouco do que é necessário para exercer a profissão por ela exercida.

 

  • Josenaldo Barreto Silva, pós graduado em Análise de Sistemas. Ele também demonstrou o que é necessário para se ter sucesso na sua profissão e contou como a Thomas contribuiu para isso. 

 

 

 

Com esse projeto, os alunos da E.M Thomas Mann ouviram histórias, conheceram pessoas, diferenciaram seus olhares. Outros encontros já estão marcados, e eu, Letícia Monteiro, estarei em um deles. Sou ex-aluna da Escola Municipal Thomas Mann e quero muito contar aos atuais alunos o quanto da Thomas existe em mim. Tenho muito orgulho de ser #criadathomas.

 

Parabéns à diretora Karla Jardim, ao diretor adjunto Renato Braga e aos alunos e professores que vivem e constroem essa escola todos os dias!

 

Quer saber mais sobre esse trabalho?
Entre em contato com a Unidade Escolar.
E/CRE (03.13.029) Escola Municipal Thomas Mann
Diretora: KARLA MARIA DE LIMA JARDIM
E-mail: emtmann@rioeduca.net
Telefone: 2218-4587

 

Contato para publicações:


   
           



Yammer Share