A A A C
email
Retornando 138 resultados para a tag '11ªcre'

Terça-feira, 04/07/2017

1ª Gincana de Matemática Isaac Newton na Brigadeiro Eduardo Gomes

Tags: 11ªcre, matemática, projeto.

 

A Escola Municipal Brigadeiro Eduardo Gomes, localizada na Ilha do Governador, realizou entre os meses de maio e junho a Primeira Gincana de Matemática, envolvendo a comunidade escolar, com desafios e campanhas atreladas ao Projeto Político Pedagógico. CONFIRA!

 

Produto do PPP, o Projeto anual da escola - “Matemática no dia a dia” - vem oportunizando a comunidade escolar uma discussão sobre a importância da Matemática para a vida humana, focando na sua extrema relevância para as mais diversas funções exercidas na sociedade. Buscamos desmistificar mitos, incentivar o estudo, oferecer atividades diversificadas e produzir conhecimento através de experiências práticas.

Neste sentido, a escola montou uma Sala Ambiente: “Sala Isaac Newton”. O processo de escolha do nome da Sala, deu-se através de uma eleição junto à comunidade escolar. Os alunos do 9º ano de Escolaridade e do Projeto Aceleração 8 organizaram campanhas que deram a oportunidade à escola de vivenciar a experiência de conhecer os matemáticos mais importantes da história.

Campanha para escolha do nome da sala ambiente

 

O Projeto contou com organização de uma Grande Gincana, a 1ª Gincana de Matemática Isaac Newton. Foram 3 semanas nos meses de maio e junho, onde os alunos foram reagrupados em equipes, sendo elas nomeadas por letras gregas e cores específicas. Tarefas foram dadas e cumpridas com muita emoção e comprometimento; o envolvimento da escola foi total. Os alunos pesquisaram, experimentaram, construíram conceitos, derrubaram mitos.

 

Sala ambiente Isaac Newton. Detalhe para o aluno embaixo da Macieira 

 

A apresentação das tarefas da Gincana foi marcada por uma grande festa desenvolvida em três dias, de 07 a 09 de junho. Conceitos, valores, muita socialização, interação e comunhão entre as equipes fizeram parte destes dias. Um show de interdisciplinaridade das diferentes áreas do conhecimento sustentou todo o evento.

As equipes se apresentaram com muita garra e determinação. Houve pontuação para as equipes com alunos classificados para a segunda fase da OBI e da OBMEP, pontuação para a apresentação do brasão ou logotipo mais criativo e para o livro com impressão mais antiga. As equipes apresentaram relíquias datadas do meio do século XIX. Fato que deixou os jurados impressionados.

 

Desafios entre equipes

 

Outra tarefa que se destacou foi o desfile de moda de roupas com formas geométricas. As lindas peças com materiais reciclados encataram os jurados, assim como o público presente. Muita criatividade, capricho, desenvoltura e organização marcaram a apresentação.

Os jogos cooperativos e os desafios propostos foram as atividades que causaram um grande frisson. Tiveram um papel fundamental nas equipes, pois não exigiam força física, tinham o objetivo de unir os participantes, divertir e descontrair, uma interação lúdica para a construção de conceitos e resolução de problemas. Muita alegria, interação e colaboração!

 

 

Interação entre os participantes

 

Gritos de Guerra e paródias também fizeram parte das tarefas da Gincana. Marcadas pela criatividade, as releituras com conceitos matemáticos foram ovacionadas pelo público. Os gritos de Guerra foram um show à parte!

 

"Foi uma grande experiência, muito benéfica para a

relação dos alunos que formaram equipes com

elementos de todos os anos de escolaridade,

promovendo a integração,

motivação e espírito de equipe a todos alunos e professores"

Professora Lenora Abreu da turma 8002 e Educação Artística

 

A inauguração da Sala Isaac Newton foi o ápice da Gincana. A Sala foi um sonho que se realizou. Os professores de Matemática, assim como os demais professores, agora contam com um espaço com materiais diversificados que favorecem a interação e uma dinâmica qualificada para o desenvolvimento das aulas. Acreditamos na presença da Matemática em todas as disciplinas e sendo assim muitos professores já estão prontos para o desenvolvimento de aulas interdisciplinares neste espaço.

 

Quer saber mais sobre?

Unidade Escolar: E.M. Brigadeiro Eduardo Gomes

Telefone: 3393-4185 / 3393-2630

Gestoras: Andrea B. Santos e Liana M. M. Fernandes dos Santos

Coordenadora Pedagógica: Mariangela O. Diniz

Projeto idealizado pelas professoras:

Ana Claudia P. de Andrade (Sala de Recursos Multifuncional)
Daiane Silva Tonel Dantas ( professora de Matemática)
Fátima Cristina de Sousa Ferreira ( professora de Matemática)

 

Contato para publicações:

 


 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 20/06/2017

Meio Ambiente: Exposição Cultura e Sustentabilidade

Tags: 11ªcre, sustentabilidade, meio, ambiente.

 

No dia 1º de junho o CIEP João Mangabeira abriu as portas para a comunidade para expor todos os trabalhos referentes ao projeto "Eu cultivo, tu cultivas, nós cultivamos", que foi trabalhado no primeiro trimestre de 2017 com os alunos do PEJA (Educação de Jovens e Adultos), sobre Cultura e Sustentabilidade. CONFIRA!

 

Cultura e Sustentabilidade fazem parte do Projeto Político Pedagógico da unidade escolar para o 1° trimestre deste ano. O lema "Eu cultivo, tu cultivas, nós cultivamos" teve como objetivo para o PEJA o despertar da atenção para as atitudes do cotidiano que podemos adotar para viver uma cultura de sustentabilidade frente ao consumismo e desperdício.

A proposta foi lançada no início do mês de março para toda a unidade escolar. Ao longo do trimestre, os professores trabalharam a questão da sustentabilidade como tema transversal em suas aulas. Equipe de direção e secretaria também fizeram a sua parte, reaproveitando folhas usadas para rascunho, evitando impressões desnecessárias, reduzindo o consumo de copos descartáveis, reaproveitando sobras de material de papelaria, entre outros.

 

Objetos e obras de arte apartir de materiais descartados

 

Os alunos do PEJA, em particular, produziram objetos e obras de arte a partir de materiais que seriam descartados, ressignificando o seu uso.

Toda essa produção foi exposta no dia primeiro de junho no auditório da unidade. Os alunos puderam apreciar as suas próprias obras e as que seus colegas produziram. Todas as oito turmas do PEJA expuseram trabalhos: porta-joias, bancos, enfeites de mesa, quadros, jogos infantis, cortina de porta, entre outros materiais.

 

Alunos do PEJA motivados ressignificando objetos

 

Uma das alunas da turma 191, ao admirar a produção da sua turma e dos demais colegas, exclamou: "Sim, nós somos capazes, né professora!?" Os alunos sentiram-se orgulhosos de ver a sua produção exposta e de perceber o valor que os colegas deram aos materiais que produziram.
 

 

Trabalhos dos alunos do turno único

 

Já os alunos da educação infantil ao 6º ano, do turno único, também se envolveram no lema do projeto e realizaram a exposição no dia 12 de maio, possibilitando a circulação de informações, configurando um momento de grande aprendizado para todos os alunos e responsáveis que participaram do evento. 

 

Trabalho realizado pelos alunos do turno único

 

 

Quer saber mais sobre?

Unidade Escolar: CIEP João Mangabeira

Equipe de Direção: Flavia Ferreira de Oliveira (diretora e professora orientadora do PEJA), Leandro Alves dos Santos (diretor-adjunto), Patrícia Maria Braz Brenha Ribeiro (diretora-adjunta e professora regente do PEJA) e Elisa Bastos Aguero Guimarães (coordenadora pedagógica)

Telefone: (021) 3975-3715 / 2465-1551

 

 

Contato para publicações:

 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 06/06/2017

A importância do lúdico no desenvolvimento da criança

Tags: 11ªcre, lúdico, infantil, imaginação.

 

A professora Silvia Ribeiro, da E. M. Magdalena Tagliaferro, sabe muito bem da importância do lúdico no desenvolvimento da linguagem na educação infantil, tendo realizado um trabalho belíssimo a partir da história "João e o Pé de Feijão". CONFIRA!

 

A partir da contação da história "João e o Pé de Feijão", a professora Silvia Ribeiro da turma EI - 51 realizou diversas atividades relacionadas ao conto, trabalhando o letramento e desenvolvendo as capacidades motoras, o desenvolvimento da fala e escrita dos alunos.

 

Alunos desenhando como eles achavam que era o gigante da história

 

O tio Jorge, como carinhosamente é chamado o funcionário da Comlurb, ajudou como modelo, usando sua silhueta para o desenho do temido gigante!

Os alunos contornando o Gigante. A roupa em TNT foi feita sob medida.

 

A imaginação era o que não faltava, com folhas, algodão e giz de cera, desenharam o grande Pé de Feijão chegando às nuvens.

Colagem e desenho: criando através da imaginação

 

Através das brincadeiras e das atividades propostas os alunos trabalharam noções matemáticas por meio de gráficos e contagem, assim como a linguagem oral, desenvolvendo a leitura e a escrita.

Gráfico "Você gosta de feijão?"

 

Os contos de fadas tem papel importante na formação humana, pois abordam assuntos diretamente ligados às grandes questões de nossa existência, como a coragem, a justiça, a vida, a velhice e a morte, a luta entre o bem e o mal. Na medida em que percebemos que nossos medos são compartilhados com outras pessoas, nos identificamos com a sociedade e a cultura da qual fazemos parte. (Portal Brasil)

 

 

Surpresa na sala! Os feijões cresceram demais na terra mágica.

 

A turma ficou feliz com a visita surpresa da galinha que coloca ovos de ouro, através de votação a maioria dos alunos escolheu o nome BELA. Com massinha e glitter dourado, fizeram vários ovinhos para a Bela poder chocar.

 

 

Votação para o nome da Galinha. Maioria decidiu por 'Bela'

 

 

Parabéns a professora Silvia por  além de desenvolver em seus alunos as habilidades de escrita e matemática, oportunizar a socialização, o letramento e a autonomia!

 

Quer saber mais sobre?

Unidade Escolar: Escola Municipal Magdalena Tagliaferro

Telefone: (021) 2465-0235 / 3975-3506

 

Contato para publicações: 

 

 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 23/05/2017

Pilares da Cultura de Paz

Tags: 11ªcre, paz, pilares.

 

As turmas do 3º ano da E. M. Holanda, localizada na Ilha do Governador, tem desenvolvido um trabalho sobre a importância do diálogo na escola, envolvendo todos na discussão e no enfrentamento à violência e promoção da paz em nossa cidade. Confira!

 

Desde o início do mês de abril de 2017, a Rede Municipal de Ensino da Cidade do Rio de Janeiro vem se mobilizando em torno da afirmação “Aqui é um lugar de paz”. Tendo em vista este movimento, as turmas 1301 da professora Marli Rojas e 1302 da professora Elisa Gonçalves desenvolveram um trabalho com seus alunos sobre a cultura de paz.

 

Mural confeccionado pelos alunos participantes do projeto

 

Foi trabalhado com os alunos o movimento da Cultura de Paz que iniciou-se oficialmente pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) em 1999 e empenha-se em prevenir situações que possam ameaçar a paz e a segurança – como o desrespeito aos direitos humanos, discriminação e intolerância, exclusão social, pobreza extrema e degradação ambiental – utilizando como principais ferramentas a conscientização, a educação e a prevenção.

No primeiro momento foi discutido com os alunos a definição da ONU para cultura de paz: "Cultura de Paz é um conjunto de valores, atitudes, modos de comportamento e de vida que rejeitam a violência, e que apostam no diálogo e na negociação para prevenir e solucionar conflitos, agindo sobre suas causas".

Abaixo o vídeo do projeto desenvolvido pelas turmas das professoras Marli Rojas e Elisa Gonçalves.

 

Pilares da Cultura de Paz - Turmas 1301 e 1302

 

A premissa da UNESCO é de que a cultura de paz “está intrinsecamente relacionada à prevenção e à resolução não-violenta de conflitos” e fundamenta-se nos princípios de tolerância, solidariedade, respeito à vida, aos direitos individuais e ao pluralismo.

De acordo com David Adams, um dos ícones dessa Cultura no mundo, a Cultura de Paz tem como base 8 pilares, que foram apresentados aos alunos no segundo momento do trabalho.

 

Mural: Eu promovo a Guerra quando e eu promovo a paz quando.

 

Finalizando, os alunos após a reflexão e o debate confeccionaram desenhos e frases sobre "ações que promovem a paz" e "ações que promovem a guerra" que viraram um lindo mural e está exposta na escola.

 

Aproveite e siga o blog da escola clicando aqui

 

 

Quer saber mais sobre?

Unidade Escolar: Escola Municipal Holanda

Telefone: (021) 3975-6082 

 

 


   
           



Yammer Share