A A A C
email
Retornando 20 resultados para a tag '6.ª cre'

Segunda-feira, 03/06/2019

Creche Municipal Professor Rogério Pedro Batista - 6ª CRE

Tags: 6.ª cre, semana da família.

A Creche Municipal Professor Rogério Pedro Batista realizou, na semana de 13 a 17 de maio, a Semana da Família. 

Vamos conhecer um pouco desse trabalho?

 

Essa é a primeira edição da Semana da Família da C.M. Professor Rogério Pedro Batista

 

A Creche Municipal Professor Rogério Pedro Batista fica localizada em Acari e atende alunos do Maternal I e II, em horário de turno único. As gestoras da Unidade Escolar, professoras Adriana Fonseca e Alana Christina, juntamente com sua equipe de professores e agentes de Educação Infantil acreditam que a participação da família na escola favorece a aprendizagem e promove a autoestima da criança; que se sente valorizada e segura com a presença dos pais e/ou responsáveis.

 


A parceria da família com a escola é fundamental para o sucesso da educação de toda criança. Por isso, pais e educadores necessitam ser grandes e fiéis companheiros na importante caminhada da formação educacional do ser humano. Este é o objetivo principal da Semana da Família na escola, estreitar ainda mais as relações familiares com a educação e, assim, promover uma aprendizagem significativa e de qualidade aos alunos.

 

Embelezamento das mãos, com a responsável Aline

 

Corte de cabelo e design de sobrancelha, com a responsável Elizabeth

 

A Semana da Família ofereceu diversas atividades aos responsáveis. Aline, mãe do aluno Pedro (EI-22), ofereceu seus serviços de manicure à comunidade. Elizabeth, mãe do pequeno Matheus Diogo, promoveu um dia de corte de cabelo e design de sobrancelha. Tatiana Sousa, uma grande parceira da escola, doou seu tempo e conhecimentos na oficina de automaquiagem, buscando desenvolver a autoestima das mulheres da comunidade escolar. Para encerrar a semana, os pais dos alunos participaram de um grande evento na Vila Olímpica Clara Nunes. Não faltou diversão: teve lanche coletivo, sorteio de brindes, aula de zumba, atividades com os professores da vila e apresentação dos alunos.

 


“E, fechando a Semana da Família, tivemos hoje a nossa grande festa. Momento de confraternização entre todas as famílias da Creche Rogério! Grandes parcerias contribuíram para o sucesso da nossa Festa da Família! Instituto Embeleze, CMS Fazenda Botafogo, professora Alessandra Regina e a Vila Olímpica Clara Nunes.” – relatou a diretora Adriana Fonseca

 

Oficina de  auto maquiagem, com a parceira Tatiana Sousa

 

Alguns momentos do encerramento da Semana da Família na Vila Olímpica

 

Todo o trabalho desenvolvido pela equipe da Creche Municipal Professor Rogério Pedro Batista é voltado para a construção de uma educação de qualidade e, para isso, é preciso uma interação entre escola e família. Estes dois segmentos sociais possuem uma grande tarefa, pois é nelas que se formam os primeiros grupos sociais de uma criança.


Parabéns à toda equipe da Creche Municipal Professor Rogério Pedro Batista pelo trabalho de excelência que vem realizando com os alunos e responsáveis! Que ações como estas se tornem cada vez mais constantes em todas as unidades escolares!

 

É um orgulho ter esta equipe de sucesso na 6.ª CRE!

 

 


Quer saber mais sobre o trabalho desenvolvido pela Creche Municipal Professor Rogério Pedro Batista? 

 


Creche Municipal Professor Rogério Pedro Batista

Endereço: Rua São Cristóvão Xavier Lopes, 120 – Acari, RJ

Telefone: (21) 2407-6644

E-mail: cmpbatista@rioeduca.net

Facebook: cmpbatista rogerio


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 20/05/2019

E.M. Artur Azevedo - 6.ª CRE

Tags: 6.ª cre, alfabetização.

 

 

“Nós estamos aqui para aprender e juntos descobriremos o mundo das letras”. Vamos conhecer um pouco do trabalho da professora Suellen Rocha e da E.M Artur Azevedo?

 

Suellen Rocha é escritora e professora alfabetizadora na Escola Municipal Artur Azedo, localizada em Pavuna. Durante seus anos como regente na Rede Municipal de ensino, vem realizando um trabalho de excelência voltado para a leitura, escrita e desenvolvimento de habilidades matemáticas. Com a frase “Nós estamos aqui para aprender e juntos descobriremos o mundo das letras”, a professora conduz seus alunos da turma 1101 pelo mundo do aprendizado com prazer.

 

 

A professora faz o registro diário de seu trabalho de alfabetização  / Fonte Foto: @professorasuellenrocha

 

As atividades de roda de leitura fazem parte da rotina dos alunos do 1.º ano. O livro escolhido pela professora, para iniciar o contato com seus novos alunos, foi o “Quando nasce um monstro”, de Sean Taylor e Nick Sharratt.  Após a leitura do livro, chega o momento em que os  alunos soltam a imaginação e criam seus monstros de maneira bem divertida.

 


Assim já posso observar  alguns fatores importantes na construção da criança ao elaborar seu desenho, como proporção, forma, esquema corporal, delimitação de pintura, uso de cores etc. Ainda pedi que tentassem copiar a palavra monstro que escrevi no quando. Alguns conseguiram, outros trocaram a ordem das letras ou suprimiram algumas, mas demonstraram uma vontade de executar a atividade, o que me deixou muito feliz. Vamos prosseguir, pois temos um ano inteiro pela frente.” – relato da professora Suellen Rocha

 


Após as leituras, a professora realiza com os alunos o quadro síntese. Ela ressalta que as informações colocadas neste quadro são simples, mas muito significativas para iniciar a observação e organização mental das próprias crianças em relação a compreensão do texto. Este quadro é feito com a turma, de forma coletiva, e o registro é feito pela docente. O cartaz fica afixado na sala de modo permanente.

 

Professora Suellen e seus alunos do 1.º ano / Fonte Foto: @professorasuellenrocha

 

Registro do livro lido na roda de leitura  / Fonte Foto: @professorasuellenrocha

 

Modelo do quadro de síntese usado pela professora Suellen  / Fonte Foto: @professorasuellenrocha

 

Outra atividade destacada foi a construção do crachá realizada por cada aluno. Durante a realização deste trabalho, a professora conseguiu observar como cada aluno escreveu seu nome, analisando aspectos importantes como: omissões, desordem de letras ou acréscimo de grafemas. As intervenções foram feitas, depois que as crianças expressavam seu conhecimento. A docente destaca, com muita alegria, que esta foi uma atividade rica para trabalhar identidade e a função social da escrita, já que as crianças que não conheciam o crachá, aprenderam sobre seu uso e a importância do nome de cada um como maneira de identificação.

 


Ainda trabalhando com a leitura, a professora ressalta a importância da leitura incidental, aquela que é feita pela criança mesmo sem que esta domine o código de modo que reconheça logos, símbolos, rótulos, marcas e placas. Suellen explicou que utilizou o reconhecimento da posição da primeira e da última letra, bem como a quantidade de letras em determinada palavra. Para realizar essa atividade, a docente escolheu marcas que tivessem um apelo na realidade dos alunos. Segundo ela, o Whatsapp e o Youtube foram as palavras que tiveram maior índice de reconhecimento, ratificando o quanto os alunos estão envolvidos com as mídias sociais.

 

Atividade de construção de crachá  / Fonte Foto: @professorasuellenrocha

 

Leitura de marcas / Fonte Foto: @professorasuellenrocha

 

Outra atividade interessante e divertidas foi o banco de palavras para consulta, com apoio visual para as iniciais “P” e “T”. Suellen explicou que os alunos pesquisaram previamente com suas famílias as imagens e trouxeram para escola. Durante a aula, as crianças classificaram as palavras, de acordo com a letra inicial e foi dado foco à formação da palavra. 


O trabalho envolvendo o texto “O pato”, de Vinícius de Moraes também foi bastante proveitoso e construtivo. De acordo com a professora, os alunos trabalharam a identificação do título, palavra-chave e reconhecimento do espaço entre as palavras. As crianças conheceram o texto escrito e a versão animada através do vídeo disponível no Youtube, pintaram, recortaram e montaram um quebra-cabeça do pato, colando-o no caderno. Depois, dessas atividades realizadas criaram rimas a partir do texto, resultando um registro por meio de cartaz. 

 

Construção de banco de palavras / Fonte Foto: @professorasuellenrocha

 

Brincando de quebra-cabeça de imagens e palavras / Fonte Foto: @professorasuellenrocha

 

Trabalhando com a poesia de Vinícius de Moraes  / Fonte Foto: @professorasuellenrocha

 

Todo professor alfabetizador sabe que ensinar a ler e a escrever nos dias de hoje envolve muitos obstáculos e desafios. É um trabalho de muita responsabilidade e exige trabalho árduo. Apesar disso, a nossa querida professora Suellen Rocha não se deixa abater, pois alfabetizar é um processo maravilhoso! Poder acompanhar e contribuir no processo de aprendizagem das crianças, para ela, é um privilégio! No seu rosto, na sua fala, no seu trabalho dá para perceber o amor com que realiza esta tarefa.

 


Parabéns, professora Suellen Rocha por compreender que cada criança tem suas próprias ideias, opiniões, desejos e que isso faz parte do processo de alfabetização.

Parabéns por ser uma orientadora de caminhos e de sonhos! 

 


É um orgulho tê-la na 6.ª CRE! Nosso agradecimento e reconhecimento pelo seu trabalho!

 


Quer saber mais sobre o trabalho desenvolvido pela professora Suellen Rocha na EM Artur Azevedo?

Entre em contato!


Escola Municipal Artur Azevedo

Endereço: Rua Sargento Antônio Ernesto, S/N – Pavuna

Telefone: (21) 24507-2273

E-mail: emazevedo@rioeduca.net

Instagram: @professorasuellenrocha

 

Não esqueça de deixar o seu comentário!

Até a próxima semana!





 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 11/03/2019

Na 6.ª CRE Mosquito não se Cria!

Tags: 6.ª cre, arboviroses.

 

 

Na semana de 18 a 22 de fevereiro, as Unidades Escolares da 6.ª CRE foram convidadas a desenvolver ações concretas dentro de seus espaços para conscientizar alunos, professores e comunidade e impedir o avanço da Dengue, Zika e Chikungunya.


Vamos conhecer o trabalho desenvolvido por algumas escolas da 6.ª CRE?

 

As escolas da 6.ª CRE participaram em massa das ações de enfrentamento às Arboviroses

 

O verão chegou e trouxe os dias ensolarados, entretanto, essa época vem acompanhada de altas temperaturas e de chuvas. Neste cenário, os mosquitos fazem a festa: invadem nossas casas causando transtornos e trazendo doenças, como as temidas Dengue, Zika e Chikungunya. A partir disso, a Prefeitura do Rio convocou alunos, responsáveis, professores e funcionários para lutarem contra o mosquito Aedes, o transmissor dessas enfermidades.

Foi uma semana intensa e de muito trabalho em todas as Unidades Escolares da 6.ª CRE. O ponto alto desta semana foi o dia 22 de fevereiro, denominado o Dia “D” contra as Arboviroses. Nesse dia, as escolas apresentaram as ações desenvolvidas durante toda a semana. Professores que trabalham na Coordenadoria de Educação visitaram todos os espaços escolares para acompanhar o trabalho realizado. Foi um dia de muita alegria e de muitas emoções pelo lindo trabalho que os professores e alunos desenvolveram.

 

C.M. Jurema Sampaio Delfim

 

E.M. Narbal Fonte e EDI Abraham Lincoln

 

A Creche Municipal Professora Jurema Gomes Sampaio Delfim trabalhou com os alunos do berçário o ciclo de vida do mosquito Aedes através da estimulação sensorial. Os alunos da turma 1301 da Escola Municipal Narbal Fontes foram divididos em grupos e realizaram pesquisas e confeccionaram cartazes informativos sobre como se prevenir das enfermidades causadas pelo mosquito transmissor. A professora de Educação Física do EDI Abraham Lincoln montou a campanha “Carioca Saudável” e na semana de enfrentamento às Arboviroses criou um circuito onde os alunos tinham que realizar várias ações de combate ao mosquito Aedes.

 

A equipe de professores do EDI Miltolina da Silva aproveitou a campanha “Carioca saudável, em ambiente bem cuidado, mosquito não se cria” e montou um teatro para que as crianças pudessem aprender como evitar possíveis criadouros. Os alunos do Ginásio Carioca Fernando Rodrigues da Silveira, sob a orientação de seus professores, realizaram uma ronda no prédio escolar em busca de focos do mosquito Aedes. A professora Hosana Souza, do EDI Ana de Barros Câmara realizou com a turma EI-56 a brincadeira “Mosquito ao Alvo”. 

 

EDI Prof.ª Miltolina da Silva 

 

 

 EDI Ana de Barros Câmara e GC Fernando Rodrigues da Silveira

 

Depois de uma semana movimentada com a produção de vídeos e de cartazes pelos alunos da Escola Municipal Charles Anderson Weaver, a equipe gestora e os professores realizaram uma mini gincana com os estudantes com: jogo dos 7 erros, jogo da memória, quiz, mímica, paródia e batalha de rimas. Durante a semana, a E.M. Paraíba esteve toda envolvida no enfrentamento às Arboviroses. Teve equipe gestora vestida de mosquito, buscando conscientizar a comunidade escolar; construção de raquete mata mosquito pelos alunos da sala de recursos; cartazes informativos; músicas entre outros. O diretor da Unidade Escolar relatou, todo orgulhoso, que este foi um trabalho de muito capricho, zelo e criatividade realizado com toda a comunidade, no intuito de esclarecer toda a escola sobre os riscos e perigos das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti.

A Clínica da Família foi até a Escola Municipal Mestre Valentim com os agentes de endemias e realizaram um trabalho explicativo e informativo sobre o controle das endemias. A Escola Municipal Hildegardo de Noronha realizou uma pesquisa entre os alunos para verificar quantas crianças já haviam ficado doentes, quais os animais que se alimentam de mosquitos e quais eram os possíveis aliados na luta contra as arboviroses.

 

E.M. Charles Anderson Weaver e E.M. Paraíba

 

E.M. Mestre Valentim e EDI Hildegardo de Noronha

 

 

Foi uma semana intensa e de muito trabalho, mas foi gratificante ver tantas ações envolvendo toda a comunidade escolar.

Parabéns a todos os professores, alunos, funcionários e responsáveis da 6.ª CRE pelo lindo trabalho que realizaram durante a semana de enfrentamento das arboviroses.

Na 6.ª CRE mosquito não se cria!!!!  

 

É um orgulho tê-los na 6.ª CRE!

 

Quer saber mais sobre o trabalho desenvolvido pelas escolas da 6.ª CRE?

Entre em contato!

 

6.ª Coordenadoria Regional de Educação

Endereço: Rua dos Abacates, S/N – Deodoro

Telefone: (21) 3017-6957

E-mail: cre06@rioeduca.net

 

Não esqueça de deixar o seu comentário!




 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 14/01/2019

Vale a Pena Ler de Novo: Autoavaliação no CIEP Dr. Adão Pereira Nunes

Tags: 6.ª cre, autoavaliação.

 

O CIEP Adão Pereira Nunes realizou no mês de maio a autoavaliação do trabalho de sua Unidade Escolar com a participação de toda comunidade.

A equipe gestora utilizou o formulário do Google como uma das ferramentas para viabilizar esta experiência democrática. Vamos acompanhar?

 

Centro de Estudos Parcial - Autoavaliação feita pelo Professor

 

A autoavaliação foi realizada por todas as Unidades Escolares da rede municipal de ensino do Rio de Janeiro. As escolas tiveram um Centro de Estudos Parcial inserido em seu calendário escolar para a realização deste trabalho. A equipe gestora, os professores, os alunos, os responsáveis e os funcionários, do CIEP Doutor Adão Pereira Nunes, participaram deste processo coletivo de cidadania. 

 

Cada escola teve autonomia para planejar, de acordo com sua realidade, como este processo de autoavaliação iria acontecer. A equipe gestora do CIEP Doutor Adão Pereira Nunes utilizou o formulário do Google para viabilizar esta ação, sem a utilização excessiva de papeis. O Google Forms, instrumento eleito, é uma ferramenta gratuita de coleta, armazenamento e análise de informações.

 

Autoavaliação com os alunos do 1.º ano

 

Autoavaliação com os responsáveis do Conselho Escola Comunidade (CEC)

 

Com esta ferramenta, conseguimos coletar as informações necessárias de modo organizado e eficaz para apresentar os resultados ao grupo e para analisar as necessidades, os desejos e as angústias de toda a comunidade escolar”. – relatou a professora Gláucia Bispo (Coordenadora Pedagógica do CIEP)

 

A equipe criou um formulário de autoavaliação para cada segmento. O link foi divulgado entre os diversos participantes, que respondiam as perguntas com calma, refletindo sobre seu espaço educativo e com a comodidade de fazer isso de qualquer lugar. A pessoa não precisava se identificar, o que proporcionou uma total liberdade para cada um expressar sua opinião a respeito das ações desenvolvidas pela escola e propor novas ações. As respostas coletadas foram apresentadas à toda comunidade escolar e analisadas com o objetivo de pensar a escola que, verdadeiramente, se quer para o hoje e para o futuro.

 

Autoavaliação com os responsáveis do 5.º ano

 

Autoavaliação com os responsáveis do 5.º ano - Reunião Bolsa Família

 

Segundo a Coordenadora Pedagógica, prof.ª Gláucia Bispo, a intenção da autoavaliação não era apontar culpados, erros e impossibilidades. A proposta foi criar momentos de avaliação da escola, observando como nossas ações diárias ajudam a construir a escola onde estudamos, trabalhamos e deixamos nossos filhos.

 

Se afirmamos a nossa escola como um lugar sujo, por exemplo, o que nós estamos fazendo ou não para que ela seja suja? Uma escola limpa não depende apenas do funcionário que cuida da limpeza, mas de todos que não colaboram para a sujeira não existir. Se afirmamos que nossa escola é um espaço rico, criativo e interessante com vivências de leitura, por exemplo, o que nós estamos fazendo para criar esta escola como um espaço propício à formação de leitores? A autoavaliação foi, para nós, um exercício de observar a escola física e simbólica que construímos com as nossas ações e não a verificação do funcionamento de um prédio, que denominamos escola”. – relatou a prof.ª Gláucia Bispo

 

 

 

Como dizia Paulo Freire, “a escola é feita de gente” e para gente. Esta ação foi considerada bastante produtiva, viável e eficaz por todos os participantes, tanto na utilização da ferramenta Google Forms, quanto na condução das discussões pela equipe gestora. Foi um momento em que a comunidade assumiu a tarefa de identificar seus pontos fortes e, também, àqueles que necessitam de um olhar atento para, a partir daí, repensar seu planejamento de trabalho.

 

Parabéns à toda equipe gestora do CIEP Doutor Adão Pereira Nunes, aos professores, alunos, responsáveis e funcionários por participarem deste momento coletivo de autoavaliação com comprometimento. Com a certeza este processo irá fortalecer a identidade da escola, a consciência de sua missão e o sentimento de pertencimento a este espaço educativo.

 

É um orgulho tê-los na 6.ª CRE!

 

Quer conhecer um pouco mais do trabalho desenvolvido pela equipe do CIEP Dr. Adão Pereira Nunes?

Entre em contato com a Unidade Escolar!

 

CIEP Dr. Adão Pereira Nunes

E-mail: ciepnunes@rioeduca.net

Telefone: 3372-5440

 

Não esqueça de deixar o seu comentário! Ele é muito importante para nós!

Até a próxima semana!

 


   
           



Yammer Share