A A A C
email
Retornando 8 resultados para a tag 'brincar'

Quarta-feira, 05/09/2018

Cantar e Brincar é só começar!

Tags: 8ªcre, edi, brincar, música.

 

O projeto "Cantar e Brincar é só começar" está sendo realizado no Espaço de Desenvolvimento Infantil Vila do Vintém, trazendo uma combinação de músicas, histórias e muitas brincadeiras.

 

 

 

 

A Educação Infantil consolidou-se como uma importante etapa da vida escolar, por ser um espaço de desenvolvimento da personalidade e dos alicerces da aquisição de conhecimentos sobre si e sobre o mundo.

Na Educação Infantil as crianças recebem muito mais do que cuidados com a higiene e alimentação, elas são estimuladas a desenvolver diversas habilidades em diferentes áreas do conhecimento.

Nessa etapa, a brincadeira é coisa séria! Uma das modalidades de aprendizagem se dá através da musicalização. O brinquedo cantado faz parte do universo infantil, portanto aprender através dele é algo muito natural para os pequenos estudantes.

 

 

 

 

Através da música é proporcionado à criança o desenvolver da comunicação e da expressão de seus sentimentos, além de melhorar a capacidade de concentração, memória e desenvolvimento da criatividade.

No Espaço de Desenvolvimento Infantil Vila do Vintém, o projeto "Brincar e Cantar é só começar" nasceu da parceria da professora e poetisa Juçara Araujo e do Professor de música Daniel Martins.

A cada semana, as crianças do EDI Vila do Vintém têm a oportunidade de vivenciar a música de diversas formas: através de histórias, brinquedos cantados, fantoches e manuseio dos instrumentos musicais.

 

 

 

O professor Daniel Martins apresenta para as crianças um repertório variado para a apreciação. Ele faz a mediação e acompanha a reação dos pequenos diante de cada estilo musical.

 

Juntamente com as músicas, as histórias são contadas pela professora Juçara Araujo que se transforma na dona Benta do Sítio do Picapau Amarelo. Após se caracterizar, a professora combina sons e contos que deixam as crianças vidradas e totalmente inseridas no mundo do faz de conta! E assim, de histórias em histórias, os personagens entram e saem da escola, as crianças compartilham alegrias e aprendizagens e tudo isso num ambiente repleto de musicalidade!

 

 

 

O Rioeduca parabeniza o EDI Vila do Vintém pela realização desse projeto!

 

 

 

Para entrar em contato com a escola: edivintem@rioeduca.net

Diretora: Professora Gabriela Klein

Diretora Adjunta : Professora Leila Cláudia Góes

Professora Articuladora : Professora Cláudia Abreu

 

 

Entre em contato com o Rioeduca e envie o projeto da sua escola para divulgação.

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 30/05/2018

Nosso brincar sem muros: Trocas e conversas sobre o território

Tags: 3acre, caminhada, brincar.

 

Brincar sem Muros da Creche Municipal Engenho da Rainha

 

   

 

Durante o mês de abril, a Creche Municipal Engenho da Rainha desenvolveu o subprojeto “O corpo: Lugares e Infâncias”, norteado pelos princípios básicos das Diretrizes Curriculares Nacionais e pelos objetivos de aprendizagem e desenvolvimento para a Educação Infantil da Base Nacional Comum Curricular. 

O enfoque da ação foi trabalhar o espaço da creche e o entorno, ou seja, o ir e vir dos alunos.

 

 

Famílias foram convidadas a participar do mapeamento do bairro, afetando positivamente a comunidade escolar, uma vez que o registro e as percepções levaram em consideração as experiências das crianças e dos responsáveis. Dessa maneira, as próprias pessoas se engajaram e vivenciaram um fragmento do espaço, por meio da interação emocional construída a partir dos sentidos (SCHMID, 2005).

 

 

E o que seria o trabalho da creche senão mexer com os sentidos? 

 

Segundo o Referencial Curricular Nacional da Educação Infantil (1998, vol 1, p. 21-22): “as crianças constroem o conhecimento a partir das interações que estabelecem com as outras pessoas e com o meio em que vivem. O conhecimento não se constitui em cópia da realidade, mas sim, fruto de um intenso trabalho de criação, significação e ressignificação”. Portanto, as interações que ocorrem nos espaços influenciam de maneira significativa no desenvolvimento e na aprendizagem da criança

 

 

Pensando nessas interações, a Unidade Escolar desenvolveu o Brincar sem Muros, momento em que as famílias puderam enviar fotos e a partir delas foram surgindo trocas e conversas sobre o território. 

 

Os locais mais citados e mais fotografados foram eleitos pelas professoras e elas juntamente com as crianças construiram maquetes para representar os pontos principais do bairro, como: “morro do Engenho”, “supermercado Guanabara”, “conjunto habitacional COROADO”, “Estação do trem de Tomás Coelho”, etc. Paralelamente a esta proposta, desenvolveu-se a história do bairro, (Engenho da Rainha) recontada por uma das professoras de maneira primorosa e fazendo com que os pequenos embarcassem nas aventuras da rainha Carlota e suas fazendas de cana de açúcar.

 

 

O ponto alto do projeto foi a caminhada pela rua da creche realizada juntamente com os responsáveis. Nela se pediu à população do bairro consciência quanto aos pontos negativos observados nas fotos. Literalmente fora dos muros da amada creche, se buscou construir pontes para que moradores percebessem e se unissem na luta por um bairro melhor.

.  

 

As crianças da Creche Municipal Engenho da Rainha caminharam alegremente, com suas famílias, pela rua da creche, buscando a conscientização da população para problemas reais do entorno que foram mapeamos durante todo o mês. Desse modo, as crianças ultrapassaram os muros da escola e mostraram o valor que a Unidade Escolar possui em sua formação. Creche: lugar de infâncias, lugar de cidadania, lugar de brincadeira, lugar de construção, lugar de semeadura!

 

Parabéns a todos os envolvidos !

 

Quer saber mais sobre?

Unidade Escolar: Creche Municipal Engenho da Rainha

Telefone: (021) 3272-5557

 

Contato para publicações:

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 28/05/2018

Um Dia do Brincar Musical

Tags: 1ªcre, educaçãoinfantil, projetos, brincarsemmuros.

 

Espaço de Desenvolvimento Infantil transforma o Dia do Brincar em Dia do Brincar Musical.

 

No último mês de março, o "Brincar Sem Muros"  foi muito especial. Aproveitando a proposta e o encerramento do tema mensal "Comunicação pela música" do projeto anual "Quem não se comunica se trumbica!", o EDI Heloísa Marinho, localizado no bairro de Santa Teresa, realizou o "THE VOICE HELÔ 2018". 

 

 

De acordo com as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil (DCNEI), os eixos estruturantes das práticas pedagógicas são as interações e a brincadeira. Dessa forma, as crianças podem construir conhecimentos, por meio das suas ações e trocas com seus pares e adultos, o que possibilita aprendizagens, desenvolvimento e socialização.

 

 

Durante todo o mês, as famílias foram estimuladas e ensaiaram suas canções preferidas, para que, assim, se apresentassem no grande dia, com direito a jurado virando a cadeira para todas as nossas crianças.

 

 

 

 

E assim, os objetivos estabelecidos foram atingidos, pois a Unidade conseguiu envolver toda comunidade escolar no projeto, através da música, promovendo experiências, nas quais as crianças construíram e se apropriaram do conhecimento. 

 

 

Veja o que disseram alguns participantes:

 

“Foi uma experiência incrível e enriquecedora para toda nossa equipe, responsáveis e principalmente nossas crianças. Os alunos se soltaram e nos encantaram!” (Vania Enes, Diretora Adjunta)

“Oportunidade rica em que as crianças puderam expressar os seus talentos musicais.” (Tatiana Queiroz, professora do maternal II, EI- 31).

“Estou feliz pra caramba! Fui finalista do THE VOICE ( HELÔ) na minha escola” (Gustavo Brasileiro, aluno do EI- 52)

 


“THE VOICE HELÔ é líder de audiência em Santa Teresa. Sucesso!”

 

PARA SABER MAIS:

ESPAÇO DE DESENVOLVIMENTO INFANTIL HELOISA MARINHO

Diretora: Paula Cancella Januário Zuppo 

Diretora Adjunta: Vania Soares Blanco Enes

E-mail: edimarinho@rieduca,net

Telefone: 2224-5920

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 02/05/2018

Dia do Brincar no EDI Brício Filho

Tags: 3acre, brincar, frevo.

 

   Viajar no universo dos diferentes ritmos do Brasil é o objetivo do Projeto Cantando e Dançando no palco da Brício que, no Dia do Brincar, colocou  toda a  comunidades escolar para dançar o Frevo!

Venha dançar com a Brício também! 

 

 

 

Todas as crianças têm o direito ao brincar garantido em instrumentos legais de âmbito nacional e internacional, tais como a Declaração Universal dos Direitos da Criança, a Convenção de Direitos da Criança da ONU e o Estatuto da Criança e do Adolescente – Lei nº 8069/90. Os profissionais da Educação Infantil têm trabalhado, ao longo dos anos, colaborando  para que esse direito seja  respeitado, valorizado e garantido. Com isso, muitas atividades são desenvolvidas nas unidades da Rede Municipal no Dia do Brincar. 

 

 

Por meio do brincar, nas suas mais variadas formas, as crianças se expressam, interagem, socializam, ampliam seu potencial, fazem descobertas, inventam novas possibilidades, observam atentamente como as outras crianças brincam, inventam e reinventam os modos de brincar, ou seja, aprendem contínua e significativamente, criando e recriando.Acreditamos que todo esse movimento certamente influenciará o desenvolvimento do pensamento, da linguagem, da imaginação e da criatividade das nossas crianças. 

Nesse sentido, o EDI Bricio Filho desenvolveu um trabalho com sua comunidade escolar que visa, além da garantia do direito, mostrar a cultura do povo brasileiro, em especial do nordestino trazendo para esse dia o Frevo, manisfestação cultural importantíssima de toda uma região.

 

 

Conhecendo o FREVO

 

O Frevo surgiu em Pernambuco, entre o fim do século XIX e o início do século XX, primeiramente, como um ritmo carnavalesco, depois como uma dança nos desfiles antigos de carnaval. Ele é uma mistura de passos que apresentam desde o ballet clássico, passando pela capoeira e pela dança dos cossacos da Rússia. A origem dos passistas remonta os lutadores que vinham à frente das bandas praticando a capoeira. Os golpes da luta viraram passos de dança, embalados inicialmente, pelas marchas e evoluindo junto com a música do frevo. Nesse ritmo, o EDI Bricio Filho trouxe o Frevo para o dia do Brincar com toda a sua história, mostrando para seus alunos e para toda a comunidade escolar a beleza, a força e a tradição dessa dança tão especial.

 

 

Desejamos que o encantamento do DIA DO BRINCAR permeie todos os dias da vida de nossas crianças.

“Brincar não é perder tempo, é ganhá-lo.” Carlos Drummond de Andrade

 

 


   
           



Yammer Share