A A A C
email
Retornando 61 resultados para a tag 'dengue'

Terça-feira, 11/04/2017

Nas Nossas Escolas o Mosquito Não Tem Vez

Tags: 2ªcre, dengue.

As unidades escolares da 2ªCRE continuam dando ênfase à campanha contra as doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti.

 

A mobilização contra as doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti – Dengue, Zica e Chikungunya – tem como objetivo conscientizar não só os alunos, mas toda a comunidade escolar sobre a importância de cuidar do ambiente onde se vive. Clique aqui para conhecer a matéria anterior sobre este assunto e saber mais a respeito do trabalho de nossas escolas.

Os alunos da Creche Municipal Winnie Mandela estudaram este assunto de maneira lúdica e divertida. A professora Luciana Polla, regente na unidade escolar, enviou ao portal Rioeduca um relato sobre como aconteceu a mobilização na creche.

Desde o ano passado a Creche Winnie Mandela está trabalhando a conscientização das crianças e comunidade escolar no combate ao mosquito Aedes Aegypti através do projeto "Xô Mosquito".

E a equipe pedagógica começou o ano retomando o trabalho com a mesma intensidade e foco.

 

Projeto "Xô Mosquito".

 

O objetivo é esclarecer a comunidade escolar sobre o vetor e as doenças, contribuir para preservação da saúde, incentivar a prevenção ao mosquito e prevenir a proliferação do inseto e das doenças Zika, Dengue e Chikungunya.

O Dia do Brincar foi planejado buscando envolver atividades que as crianças mais gostam como a corrida e o toque das mãos pelo seu próprio corpo e dos colegas.

A brincadeira foi Pique-pega do Mosquito. Nela existe o mosquito querendo picar e para não ficar doente precisamos cuidar do corpo usando repelente. A parede é a nossa fortaleza que renova o repelente e dificulta a picada!

Todos participaram confeccionando a fantasia do mosquito, pintando de branco as asas, tiveram a oportunidade de ser o mosquito e brincar bastante neste grande faz de conta.

A brincadeira também tinha o objetivo de estimular o interesse, a atenção, a competição e coordenação motora grossa através de uma atividade prazerosa.

 


Pique-pega do Mosquito

 

A Escola República Argentina trabalhou todo mês de fevereiro as orientações da Campanha de Combate a Tríplice Epidemia de Arboviroses.

Com o título "Aqui Mosquito Não se Cria" a unidade escolar apresentou a carta de orientações para pais e alunos com informações sobre o combate à proliferação do mosquito, fez caminhadas pela escola em busca de possíveis focos. E como finalização do projeto realizou atividades em sala de aula como produção de textos e desenhos.

 

Atividade realizada durante a campanha.

 

Produções dos alunos.

 

Parabéns às unidades escolares que desenvolveram atividades de conscientização sobre a importância de prevenir a proliferação do mosquito Aedes.


Os contatos das unidades escolares citadas são:

Creche  Winnie Mandela cmwinnie@rioeduca.net

Escola República Argentina emargentina@rioeduca.net

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

Renata Carvalho - Professora da Rede e representante do portal Rioeduca na 2ª CRE

renata.carvalho@rioeduca.net

 

 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 06/04/2017

Na E. M. Prof. Antonio Boaventura o Mosquito não se cria: caia na folia!

Tags: 9ªcre, campanha, dengue, primario, carioca.

 

A prefeitura do Rio de Janeiro lançou a campanha “Aqui mosquito não se cria”, na Rede Municipal de Ensino, para intensificar o combate à proliferação do Aedes aegypti, mosquito transmissor dos vírus da dengue, chikungunha, zika e febre amarela. A Escola Municipal Prof. Antonio Boaventura, certa da importância da campanha e do papel da escola como veículo multiplicador de ações que visem o bem estar da Comunidade Escolar, iniciou uma mobilização com a intenção de envolver toda a comunidade na campanha contra as arboviroses.

 

 

O  foco principal do projeto "Aqui o mosquito não se cria: caia na folia!" é ressaltar a importância da colabor(ação) de todos no controle e combate à endemia. Ao longo do período do projeto foram desenvolvidas ações que visaram:

 

  • Intervir na manutenção da saúde local, buscando uma sensibilização social e física da comunidade escolar e da comunidade civil local sobre a importância da prevenção e combate dos criadouros do mosquito Aedes aegypti, partindo do ambiente escolar para o ambiente comunitário;
     
  • Promover a saúde na escola e na comunidade local;
     
  • Permitir o conhecimento acerca da Dengue, zika vírus e chikungunya;
     
  • Investigar e discutir as condições ambientais da comunidade e possíveis criadouros;
     
  • Discutir as formas de combate ao mosquito Aedes aegypti;
     
  • Sensibilizar aos alunos e as pessoas da comunidade local sobre a gravidade das doenças e que a sua prevenção depende da ação ambiental consciente de cada cidadão. 

 

 

 

Como forma de sensibilização, foram promovidas discussões dirigidas nas salas de aula com a participação dos alunos. E os mesmos foram motivados a fazer uma investigação das condições de moradia e salubridade em suas próprias casas para eliminação de possíveis criadouros.

Em seguida, foi realizada uma palestra sobre a dengue, zika vírus e chikungunya no auditório da escola em parceria com o Posto de Saúde que atenda a comunidade escolar. Foram exibidos vídeos informativos sobre o Aedes aegypti e seu ciclo de vida, para os alunos e pessoas da comunidade local. 

 

 

As turmas se organizaram e elaboraram material para a campanha. Foram produzidas frases, cartazes e panfletos preventivos de combate ao mosquito transmissor. Além disso, os alunos confeccionaram murais e criaram paródias.

Foi realizado um mutirão de fiscalização de possíveis focos do mosquito dentro do espaço escolar e no entorno da comunidade da U.E. com a participação dos alunos, professores e funcionários.

 

 

 

 

Houve ainda a semana de mobilização, com uma caminhada na comunidade, recolhimento de possíveis criadouros nas ruas ao redor da escola, distribuição de panfletos informativos e com a divulgação de uma das paródias criadas pelos alunos da escola.

 


A comunidade foi bastante receptiva aos discursos dos alunos e professores, recebeu material informativo produzido pelas crianças e aprovou e apoiou a iniciativa da escola. Parabéns a toda comunidade escolar e alunos no envolvimento e participação da campanha "Aqui o mosquito não se cria: caia na folia!".

 

Dados da unidade:

Escola Municipal (09.18.099) Professor Antônio Boaventura

Rua Nova Era, s/n, Inhoaíba

Contato: 2323-7025

Diretoras: Adriana e Andrea

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 05/04/2017

Aprender Valores para Mudar o Mundo!

Tags: 8ªcre, dengue.

 

A Educação de Valores é uma questão fundamental da sociedade atual. Espera-se da escola esse importante papel na formação dos cidadãos, pois no ambiente escolar as relações devem se estabelecer seguindo os princípios que podem promover uma sociedade mais justa, consciente e respeitosa.

 

A Escola Municipal O'Higgins irá desenvolver durante todo o ano o projeto "Valores para a Vida, Sempre!". O projeto visa proporcionar aos alunos a oportunidade de reflexão sobre aspectos muito importantes para a vida em sociedade. 

O respeito foi o primeiro tema a ser desenvolvido. As ações promoveram a reflexão não só sobre o respeito ao próximo, mas também o respeito à si mesmo, aos seus próprios sentimentos e ao ambiente que vivemos.

O tema Valores apresenta-se como atual e muito propício. Há um apelo da sociedade para temas como Inclusão, Preconceito, Diversidade, Cidadania e outros tantos que, uma vez bem trabalhados, podem resultar em uma sociedade melhor para todos.

 

Alunos apresentando a peça "Um Mosquito no Reino Encantado"

 

Atualmente, um dos desafios para os moradores do Rio de Janeiro é vencer as doenças que são causadas pelo mosquito Aedes Egypti.

A Prefeitura do Rio de Janeiro tem apresentado propostas para a campanha "Aqui Mosquito Não se Cria" e as ações estão acontecendo em todas as escolas da rede.

Na Escola Municipal O'Higgins levar ao entendimento dos alunos que todos temos responsabilidade na luta contra a existência de criadouros do mosquito, faz parte da compreensão de que cada um precisa colaborar para o bem comum, e esse é um aprendizado para toda a vida!

 

 

Os alunos do 5º ano da E.M. O'Higgins foram incentivados pela professora regente da Sala de Leitura, Viviane Mainenti, à escrever uma peça teatral.

 

"Nessa peça, o mosquito Aedes Egypti invade o Reino Encantado. É a primeira vez que um Conto de Fadas se depara com a presença de um mosquito que pode causar doenças tão graves. O rei fica muito preocupado e lança vários decretos para que seus súditos protejam o reino (...) todos deveriam fazer uma grande vistoria em todos os espaços para evitar a proliferação do mosquito. Foi uma peça que a turma começou a escrita no ano passado e aprimoraram no ano atual. Deu gosto de ver os alunos encenando a peça que partiu de um texto coletivo da turma!"

Ana Rosa - Diretora da E.M. O"Hiiggins

 

 

Alunos no pátio assistindo ao vídeo da MultiRio

 

No pátio da escola foi exibido o vídeo "MultiRio com as Escolas no Combate ao Aedes". O vídeo apresenta instruções preventivas para a população. Alunos e responsáveis participaram desse momento e posteriormente foram para as ruas da redondeza da escola distribuir os panfletos que foram criados pelos alunos.

Com base no vídeo, os professores alertaram sobre a presença de mais uma doença que pode ser causada pelo mosquito: a febre amarela! Essa informação torna o combate ao mosquito algo de maior importância.

 

"O mosquito Aedes está agindo silenciosamente, mas nós estamos de olho! Os cariocas não se renderão! A responsabilidade é de cada um, dentro de suas casas, dentro do quintal... O Rio de Janeiro sempre será a Cidade Maravilhosa! Vamos juntos nessa luta!"

Ana Rosa - Diretora da E.M. O'Higgins

 

Assim a cada dia e a cada aprendizagem, professores, alunos e responsáveis estão construindo valores e compromissos pautados no conhecimento, na cooperação e no trabalho em equipe.

 

 

Alunos prontos para irem às ruas divulgar a campanha de combate ao mosquito Aedes Egypti

 

 

O Rioeduca parabeniza a todos os envolvidos no projeto "Valores para a Vida, Sempre!"

 

Para conhecer o vídeo que foi apresentado na E.M. O'Higgins, clique abaixo:

 

l

 

 

Sua escola pode ser a próxima a compartilhar com todos as ações que nela ocorrem.

Entre em contato com o Rioeduca!

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 31/03/2017

Projeto Aqui o Mosquito não se Cria na E.M. Bolívia

Tags: arboviroses, dengue, mosquito, pse, aedes, 5ªcre.

 

Neste ano de 2017, a Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro e a Secretaria Municipal de Educação, Esportes e Lazer estão fazendo uma grande mobilização contra a Tríplice Epidemia de Arboviroses – Dengue, Zika e Chikungunya. A Escola Municipal E/CRE(05.14.005) Bolívia está participando ativamente dessa campanha com vários projetos interessantes. Confira o projeto da professora Fernanda Paiva (turmas 1.501 e 1.502).

 


 

No mês de fevereiro, a Escola Municipal Bolívia abraçou a campanha de mobilização contra a Tríplice Epidemia de Arboviroses. O objetivo principal foi de conscientizar toda a escola da importância de se prevenir contra a Dengue, tomando medidas que atinjam não somente a escola, mas também toda a comunidade próxima a ela.

 

 

O Projeto “Aqui Mosquito não se Cria” teve várias etapas que contribuiram para o engajamento de toda a comunidade escolar nessa campanha. Foram realizadas atividades como:

  • incursão por toda a escola à procura de focos do mosquito da Dengue;
  • trabalho em grupo para confecção de cartazes que foram espalhados por toda Escola;
  • pesquisa individual em cartolina para os murais externos;
  • confecção de panfletos para a entrega em toda a comunidade próxima a escola;
  • caminhada no entorno da U.E. para a distribuição dos panfletos.

 

 

Depoimento da Professora responsável:

"Embora a projeto ainda esteja em andamento, está surtindo um efeito bastante positivo no que diz respeito à conscientização com relação ao que deve ser feito para evitarmos a doença."

Um pouco mais sobre a campanha de Mobilização contra a Tríplice Epidemia de Arboviroses – Dengue, Zika e Chikungunya.

Para eliminar os focos do mosquito:

Obtenha outras informações no link abaixo e compartilhe com todos:

http://www.rioeduca.net/blogViews.php?id=5795

 

Parabéns a todos pela participação e comprometimento nesse projeto que é tão relevante para a nossa sociedade, visando o bem estar de cada cidadão Carioca! Parabéns a professora, gestores e a todos os alunos que se uniram em prol do êxito dessas ações!

 

Sobre a Escola:

Escola Municipal Bolívia - E/CRE(05.14.005)
Diretor: Vera Regina Mendes de Lima
Diretora Adjunta: Simone Coimbra
Endereço: Praça. Cotigi, 211 - Vicente de Carvalho
E-mail: embolivia@rioeduca.net
Tels: 2482-9332 / 3457-6399
Atendimento: da Educação Infantil até o 4ºano.


 

Escolas e professores, participem das publicações do portal Rioeduca enviando para o representante da sua CRE projetos desenvolvidos e/ou atividades bacanas e que gostariam de compartilhar. Clique AQUI para saber o e-mail do seu representante.

 

E não esqueça de deixar aqui o seu comentário. Ele é muito importante para nós!

 


 


   
           



Yammer Share