A A A C
email
Retornando 107 resultados para a tag 'educopédia'

Terça-feira, 13/03/2012

Leitura e Tecnologia no Blog Ensine I9

Tags: 5ªcre, blogdeeducadores, educopédia.

Tânia Regina de Almeida é professora da Rede Municipal e educopedista. Amante da educação e eterna aprendiz de seus alunos, ela acredita que as diferenças são responsáveis pelos movimentos do mundo e, também, que através da leitura e da tecnologia construiremos um mundo melhor, como veremos no Blog Educacional Ensine e I9 de sua criação.

 

 

 

 

Lotada na EM Maestro Pixinguinha, a Prof.ª Tânia Regina Pinto de Almeida é regente das turmas de 6º e 9º anos de Língua Portuguesa e do 6º ao 9º anos de Língua Inglesa na mesma escola. Sua matrícula é recente, desde 2011, e, além de atuar como Regente de Turma é Revisora da Plataforma Digital Educopédia de aulas de Língua Portuguesa.

 

Formada pela UERJ em Língua Portuguesa e Inglesa desde o ano de 1985, deu aulas em escolas particulares, em cursos de idiomas e no em escola do Estado do Rio de Janeiro até março do ano passado, quando saiu para assumir as duas matrículas no município do Rio de Janeiro.

 

A professora fez Especialização em Língua Portuguesa no ano de 2007, UERJ, e em 2010 entrou para o Mestrado, também na UERJ, sobre a orientação da Prof.ª Dª Maria Teresa Tedesco Vilardo Abreu.

 

No ano de 2011, publicou um artigo na Revista Interacções, Portugal, sobre leitura e educação junto com a Cátedra da UNESCO e sua Orientadora da UERJ. As duas professoras foram chamadas pelo Prof. Dº Cândido Alberto Gomes, da UNESCO, para serem editoras convidadas desta edição que está no site http://www.ed.conpet.gov.br/br/converse.php , até agora com mais de 234 acessos.

 

Neste ano, 2012, terminará o mestrado com a defesa da dissertação marcada para o final de março, tendo como tema “Os referentes como construtores metafóricos dos personagens em As Aventuras do Capitão Cueca”, de Dav Pilke.

 


O começo do Blog Educacional Ensine e I9

 

“Tudo começou com a vontade de ter um meio de comunicação que mostrasse tanto as minhas experiências profissionais quanto as notícias que giravam pelo mundo.
O Blog Educacional Ensine e I9 que, em menos de um ano, se tornou exemplo para alguns e favorito para muitos, foi o meu maior presente de 2011!

A combinação dos resultados de trabalhos e projetos educacionais com a interatividade e rapidez com que as notícias circulam pelas redes, tornaram o blog multifuncional - onde alunos e professores podem se interar com as melhores notícias selecionadas e comprovar os feitos de uma educação de qualidade! Como professora da Rede Municipal e fã da Era da Informática, tive a decisão de aderir ao Blog, como meio digital de troca de amizades, interesses e realizações!", relata a professora Tânia Almeida.

 

No blog Ensine e I9 existem vários momentos de intensa produção textual, de literatura e Poesia.

Podemos citar alguns deles: decisão de organizar as turmas em grupos de, no máximo, quatro alunos cada um; os trabalhos eram passados, escritos e reescritos, para aprenderem com suas falhas a solucionar problemas na escrita, geralmente, utilizando o quadro-branco, em sala de aula, e em grupo; para que a inibição de falar em público diminuísse, fez de suas aulas grandes reuniões, onde cada grupo expunha algo, sobre o tema escolhido: desenhos, redações ou maquetes; com a participação de todos começou a fazer passeios através da internet por lugares como: a Grécia antiga, o nordeste brasileiro, a lei Maria da Penha, o Projeto Gota d’ água e muitos outros.

Segundo a professora Tânia Almeida, todos os trabalhos realizados por ela sempre tiveram a ajuda da coordenação e direção da EM Maestro Pixinguinha, que nunca resistiram a nenhuma forma de assistir e incentivar o que a tecnologia tinha de bom a oferecer; neste ano de 2012, no Carnaval, a turma 1602, criou o Samba da Pixinguinha.

 

Período que aconteceu um baile em comemoração; o trabalho com jornal, com letras de música, com desenhos e acontação de histórias e criação de livrinhos, fizeram com que os alunos aumentassem sua autoestima e seu desenvolvimento, tanto na leitura quanto na escrita; a presença, de um pequeno Robô Ed, patrocinado pela Petrobrás e a Conpet, no blog, conversando com todos sobre ecologia e preservação da natureza, veio ainda mais aproximar alunos e professores deste método educacional fabuloso e de grande valia, aos alunos que vêem com muita alegria seus trabalhos expostos e seus desenhos valorizados; não poderia deixar de mencionar a Educopédia, que foi a grande aliada nas aulas de língua portuguesa e nas de língua inglesa quando, junto aos livros LF Educacional, completaram o sucesso pedagógico e educacional desenvolvido, tanto em sala de aula, quanto no blog: hoje com mais de 1.300 acessos; por último, a professora menciona que pelo mérito de seus alunos e pelas notas alcançadas e com o apoio integral da diretora da Cultura Inglesa, filial Madureira, Prof.ª Adélia, conseguiu para cinco alunos seus, bolsa de estudo integral durante três anos no curso básico, sem pagar nem mesmo o material didático que usam.

 

O Blog Ensine I 9 veio ratificar e coroar de ouro todas essas realizações de 2011 e do início de 2012.

 

Por isso, a mensagem do I9 para 2012 é a citação do educador Rubem Alves: "Não haverá borboletas se a vida não passar por longas e silenciosas metamorfoses".

 

 

 

 

 

 

“Aceite os desafios e contribua para uma educação mais igualitária, eficiente e moderna”, finaliza a Prof.ª Tânia Almeida.

 

Viva a tecnologia a favor da educação!

 

Visite o blog da Profª Tânia Almeida: http://i9suasaladeaula.blogspot.com/

 

 

Gotou dessa publicação? Então comente!

Quer publicar um projeto ou uma atividade que fez a diferença na vida de seus alunos? Então, escreva para nós, clicando SOBRE NÓS.

 

 

Regina Bizarro_ Representante do Rioeduca / 5ªCRE

E-mail: reginabizarro@rioeduca.net

Twitter: @rebiza

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 24/02/2012

Pé de Vento, uma rajada de novidades anunciando que o futuro chegou e os nossos alunos estão adorando!

Tags: 10ªcre, educopédia, pédevento.

A Assessoria de Informática e Tecnologia da 10ª CRE realizou, no dia 15 de fevereiro de 2012, mais uma capacitação sobre “Novas Tecnologias na Educação”, abordando principalmente o Programa de Aulas Digitais para a Educação Infantil conhecido como Pé de Vento.

 

 

Você já viu o vídeo com a apresentação do Pé de Vento? É aquele da turminha que resolve ajudar o Rafael na divulgação da plataforma digital com o curso de alfabetização da Educopédia.

 

 

Já bem no finalzinho, depois de apresentarem as mudanças que estão acontecendo nas escolas da Rede da SME Rio, antes das despedidas, a personagem Bia exclama: “Isso mesmo pessoal: o futuro chegou e nós estamos adorando!”

 

 

As crianças estão adorando. Os adultos também. Não sobram vagas nos encontros, reuniões e capacitações que estão sendo promovidos pela Secretaria Municipal de Educação ou pelas Coordenadorias Regionais para tratar de temas como Educopédia, Pé de Vento, Escola 3.0 ou qualquer outro assunto que possa estar relacionado com as novas tecnologias na Educação.

 

 

São notícias bastante alvissareiras, pois estão prenunciando acontecimento feliz. A ideia do subsecretário Rafael Parente, de implantar na Rede Municipal de Educação da Cidade do Rio de Janeiro, uma plataforma de aulas digitais, não é sonho sonhado sozinho. É um programa que de fato vem apresentando bons resultados. Está sendo muito bem aceito pelos professores e demais profissionais da área de Educação, e mais, que vai se expandido além do Rio de Janeiro, alcançando novas adesões e parcerias, de pessoas que acreditaram e estão colaborando com seus conhecimentos e experiências na elaboração das aulas digitais.

 

 

Como acontece nas demais Coordenadorias Regionais de Educação da SME Rio, a 10ª CRE também tem se inspirado nas ideias lançadas pelo Rafael Parente.

 

Veja aqui o vídeo em que o subsecretário Rafael Parente explica para os participantes do Educarede o que é a Educopédia http://migre.me/81b7a


Sempre contando com o incentivo e apoio da coordenadora Gracinha Muller, a Assessoria de Informática e Tecnologia da 10ª CRE, tendo à sua frente o professor Rodrigo Abreu, vem promovendo uma série de palestras e cursos de capacitação, tanto para diretores e coordenadores pedagógicos, como também para professores, sobre o sistema Escola 3.0, Educopédia e Pé de Vento.

 

 


Na quarta-feira, dia 15 de fevereiro de 2012, aconteceu mais um desses concorridos encontros. O auditório da 10ª CRE ficou lotado. O interesse dos professores foi extraordinário.

 


Com a abertura do encontro feito pela professora Gracinha Muller, a capacitação contou com a participação ativa da equipe do professor Rodrigo, formada pelas professoras Suelen e Cláudia, atualmente vinculada à Gerência de Educação da 10ª CRE, além da técnica de Informática Débora Aurélio.

 


A Assessoria de Informática e Tecnologia produziu uma série de slides em Power point explicando o que é o Projeto Pé de Vento, tendo como principal objetivo promover a alfabetização para alunos de turmas do 1º ano, com conteúdos digitais e interativos, além de apresentar exemplos ilustrativos de atividades, elaboradas de forma simples para que todos tenham autonomia para executá-las.

 


Os professores participantes da capacitação também ficaram sabendo como inserir propostas no cotidiano das suas aulas, como contação de histórias, atividades individuais ou em grupos, perspectiva autodidáticas e produção textual.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mostrando que o Pé de Vento está chegando como uma lufada de novidades para uma escola que se pretende, possa acompanhar as transformações cada vez mais freqüentes e velozes, a equipe responsável pela capacitação dos professores da 10ª CRE, finalizou apresentando o vídeo produzido para os participantes do Encontro da Educarede, no final de 2011, quando o subsecretário Rafael Parente, explicou detalhadamente o que é, para que veio, como está sendo produzida e quais os resultados imediatos da Educopédia.

 

Vídeo da Turminha do Pé dce Vento

http://youtu.be/2nd83wR73AQ

 

Apostila do Pé de Vento -  http://db.tt/hkoxBKPO

Apresentação da Capacitação em Power Point - http://db.tt/3ILk5ozg

 

 

 

 

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 17/02/2012

Semana de Capacitação Educopédia na 5ª CRE

Tags: 5ªcre, educopédia.

Para a Educação Municipal na Cidade do Rio de Janeiro, o ano de 2012 começa com a Semana de Capacitação e Oficinas Educopédia, que incluída no contexto, foi uma das mais procuradas pelos professores da rede. Seis pólos ofereceram as Oficinas em CREs diferentes.
 

 

Nesta semana de capacitações para professores da rede municipal aconteceram as Oficinas Educopédia. O objetivo foi explorar a plataforma nos seus mais diversos meios, através da organização deste momento, promovendo um debate sobre a metodologia das aulas digitais, os cursos extras e a inclusão dessas aulas no planejamento da escola e do professor.

 

A Educopédia é uma "plataforma online colaborativa de aulas digitais, onde alunos e professores podem acessar atividades autoexplicativas de forma lúdica e prática, de qualquer lugar e a qualquer hora”.

EDUCOPÉDIA

 

Mesmo não sendo de uso obrigatório, a Educopédia está se mostrando uma grande aliada dos professores em muitas escolas, pois é notório o despertar da curiosidade e o interesse de grande número de nossos alunos. Para fomentar junto aos professores da rede que ainda não interagiram com a plataforma das aulas digitais, aconteceram na semana que passou, dos dias 8 a 10 de fevereiro, as Oficinas Educopédia, em seis Pólos diferentes.

 

A Empresa MSTech, em parceria com a Educopédia, dinamizou as oficinas, assim como, em regime colaborativo, os professores representantes das CREs, Henrique e Desirée.

 

Pelo Rioeduca, a  5ªCRE esteve representada pela profª Regina Bizarro, que participou colaborativamente nos dias 8 e 10 de fevereiro, no turno da tarde. Pela manhã, a professora Dilma (Educopédia) esteve nesses mesmos dias, assim como a professora Suzan Rocha (Educopédia),  no dia 9 de fevereiro o dia todo.

 

 

Polos das Oficinas Educopédia

 

Escola Municipal Tia Ciata
Av. Pres. Vargas, S/N.° Praça Onze

Escola Municipal Sarmiento
Rua Vinte Quatro De Maio, 931, Engenho Novo

Ciep Gregório Bezerra
Rua Plínio De Oliveira, S/Nº, Penha

Escola Municipal Albert Sabin
Pça. Paulo Setubal, 27, Vila Da Penha

Escola Municipal Nicarágua
Av. Santa Cruz, 1.015, Realengo

Escola Municipal André Vidal de Negreiros
Rua Felipe Cardoso, 750, Santa Cruz

 


Na Escola Municipal 05.14.007 Albert Sabin os três dias de capacitação foram muito concorridos. Estiveram presentes professores de quase todas as CREs, que, unanimamente, avaliaram como muito boa as informações passadas pela dinamizadora, professora Alessandra Farago, da MSTech/SP. Presentes no último dia da Oficina, as professoras Desirée, GED/5ªCRE, e Regina Bizarro, representante do Rioeduca na 5ªCRE, dando um assessoramento aos trabalhos realizados.   


Além da Oficina, num determinado momento reservado para informes, a profª Regina, Rioeduca/5ªCRE, falou sobre o Portal Rioeduca e a necessidade dos professores terem seus emails confirmados para o acesso às aulas digitais da Educopédia como professor da rede.

 

Iniciou-se, assim, uma série de cadastramentos dos e-mails do rioeduca.net, além de alguns professores terem, também, criado uma conta no Twitter. Conforme os presentes, a finalidade entre outras, seria a de seguir a Secretária Municipal de Educação, Profª Claudia Costin, o SubSecretário de Assuntos Estratégicos, Rafael Parente, mentor da Educopédia, além do perfil do Rioeduca e de amigos e professores da rede.

 

Outras redes sociais como o Facebook foram debatidas, pois nossos alunos já o fazem com muita tranquilidade. Resta agora nós professores estarmos nos respaldando com uma vasta diversidade de tecnologia.

 

 

 

 

 

 

O que a Educopédia tem a ver com as quarenta pessoas que mudaram a Internet? 

E nós, o que mudamos?

 

Foram Vint Cerf, Bob Kahn, Tim Berners-Lee, Ray Tomlinson, Michael Hart, Gary Thuerk, Scott Fahlman, Marc Andreessen, Jarkko Oikarinen, Robert Tappan Morris, David Bohnett, Ward Cunningham, Sabeer Bhatia, Matt Drudge, Larry Page, Sergey Brin, Bill Gates, Steve Jobs, David Filo, Jerry Yang, Brad Fitzpatrick, Shawn Fanning, Peter Thiel, Pierre Omidya, Jimmy Wales, Stewart Butterfield, Caterina Fake, Jonathan Abrams, Cris Emmanuel, Niklas Zennstrom, Napster, Bram Cohen, Reid Hoffman, Matt Mullenweg, Chad Hurley, Steve Chen, Jawed Karim, Craig Newmark, Julian Assange, Dick Costolo, Mark Zuckerberg (Facebook), Jack Dorsey (Twitter), Joshua Schachter, Jeff Bezos, que criaram todos os passos para que nós pudéssemos estar sendo os prestigiados a fazer uso dessa ferramenta, tão especial, que é a Internet.

 

Na verdade estamos nesta lista, porque criamos mecanismos para que nós e nossos alunos, dentro e fora de sala de aula, possamos estar interagindo através das diversas atividades da Educopédia, das mídias sociais e de tantos outros materiais educacionais e sociais de que fazemos uso.

 

Em contrapartida, a EBC_ Empresa Brasil de Comunicação, através da Agencia Brasil, online, diz que o uso das tecnologias de informação e comunicação (TICs) nas escolas ainda é desafio para boa parte dos professores. Pesquisa divulgada em 09 de agosto de 2011, pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) mostra que 64% dos docentes entrevistados acreditam que os alunos entendem mais de computador e internet do que eles próprios. Diretores, coordenadores pedagógicos e professores apontam a falta de infra-estrutura adequada como um dos fatores de limitação para o uso efetivo da tecnologia no aprendizado. Entre os problemas, foram citadas a baixa velocidade de conexão de internet e o número insuficiente de computadores conectados.

 


E nesse contexto podemos afirmar a necessidade de que todos os professores estejam conectados, assim como os alunos estão, e a urgência de uma infra-estrutura adequada para que a Internet funcione adequadamente nas Escolas e Creches.

 

Foi o Subsecretário Municipal de Assuntos Estratégicos da SME, Rafael Parente, que abriu as portas deste programa que é, na verdade, mais que uma ferramenta para se chegar ao bom desempenho dos alunos. Já se fala, inclusive, na necessidade de que ela faça parte do currículo escolar, para que num futuro bem próximo possamos ter todos os alunos vivenciando a tecnologia,  dentro e fora da sala de aula,  numa interação movimentada e digital.


As aulas digitais da Educopédia, direcionadas aos alunos, são feitas e atualizadas por professores da rede, seguindo as Orientações Curriculares da SME.

 

Portanto, estamos no caminho. Será apenas uma questão de tempo, para que a educação básica esteja num nível tão bom quanto nos países mais desenvolvidos do nosso Planeta.


A Internet na educação não é a solução, mas um meio de estarmos interagindo com as mudanças do mundo para um sociedade globalizada e igualitária.


“O mundo não é, o mundo está sendo.”

Paulo Feire

 

 

                                

 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 16/02/2012

EDUCOpédia e RioEDUCA na EDUCAparty

Tags: educopédia, rioeduca.

 

A Educopédia e o Rioeduca foram convidados para participar da Educaparty, uma extensão da Campus Party, que ocorreu entre os dias 7 e 10 de fevereiro.

Veja como foi essa experiência

 

 

(Subsecretário Rafael Parente e os professores Francisco Velasquez, Gabriela da Silva e Paula Santos)

 

A Campus Party, em sua quinta edição, contou com a presença de 7 mil campuseiros. Mas este ano trouxe uma grande novidade: a EducaParty.


A Educaparty é um evento que objetiva aproximar educação e inovações em tecnologias digitais. Foi a primeira vez que o evento ocorreu no Brasil. Sua primeira edição aconteceu em Valência, na Espanha.


A Fundação Telefônica, uma das organizadoras do evento, levou cerca de 250 educadores de diferentes cidades brasileiras para usufruir da programação promovida tanto na Arena quanto na Zona Expo e também para participar de uma programação pensada especialmente para os que estão ligados na educação do Século XXI e na aprendizagem com uso educacional das novas tecnologias.


Sendo assim, a EducaParty transformou-se em espaço ideal para que, conectados, professores compartilhassem suas experiências profissionais.


A programação especial para gestores e professores começou no dia 7 de fevereiro, promovendo uma enorme interação em grupo. Em seguida, houve um bate-papo informal com o educador Sugata Mitra, que mais tarde fez uma apresentação para o público geral na Arena do Campus Party.


Sugata Mitra levou os educadores a uma reflexão sobre tecnologias e sobre o protagonismo do aluno, citando como exemplo suas experiências com crianças indianas, gerando um prazeroso debate e uma excelente troca de experiências. Foi audacioso na sua fala de que professores podem ser substituídos por máquinas, mas justificou: “O professor que pode ser substituído por uma máquina deve ser substituído”.

 

 

(Sugata Mitra)


Mitra acredita nos vanços tecnológicos e elucida isso com a tecnologia do celular. "Se tiver que projetar os próximos cinco anos, eu diria que o celular da forma como hoje conhecemos vai desaparecer, por isso não poderão mais ser proibidos nas salas de aula. Talvez sejam transformados em um chip implantado no corpo humano."

 

Além disso, o professor também ressaltou a importância dos jogos para a mente humana e provocou mais polêmica ao afirmar que um jogo como Angry Birds ensina mais do que um jogo didático. Para ele, o jogo se equivale a uma aula de gerenciamento de recursos e pode ensinar tanto quanto um MBA.


Outro grande destaque foi a gravação do programa “Digi_Tas Speedy” com o apresentador Marcelo Tass, com transmissão ao vivo pela internet. Sob o tema ‘Educação e Internet’, Tass discutiu os avanços, vantagens e novas possibilidades que a web vem proporcionando, ao longo dos últimos anos, no sistema educacional e entrevistou o professor Luiz Algarra, consultor especializado em fluxo de conversação para grupos humanos.

 

 

(Marcelo Tass)

 

Entre outros destaques, a EducaParty ofereceu debates com vários educadores e pesquisadores renomados como Cristina Mori, Jader Gama, Joana Varon Ferraz, Maria Amélia Kuhlmann Fernandes, Felipe Sanches, Nelson Pretto, Tel Amiel, Regina Helena Alves da Silva, Lynn Alves, Luciano Meira, Gustavo Soares Steinberg, Sabrina Carmona, Eveline de Souza Erbele, Suintila Pedreira.


Eu e a coordenadora pedagógica da Educopédia, Monica Souza, estivemos presentes nos dois primeiros dias.


Mas o ponto culminante para a nossa rede foi quando, mediados por Luciana Cavalini, gerente de Comunicações e Relações Institucionais da Fundação Telefônica/VIVO, o Subsecretário de Novas Tecnologias Educacionais Rafael Parente, Rodrigo Nejm (diretor da Safernet, Brasil, que já foi nosso convidado no 1º #ERT sobre Bullying e Cyberbullying), Vânia Sandeville, Carolina Quattrer Pinheiro e Laís Souza Costa debateram sobre "Ética Digital, o uso responsável da web". 


Rodrigo Nejm começou o debate afirmando que valores e ética devem orientar sempre as ações das pessoas, não importando se a pessoa estiver ou não conectado à internet e colocou em evidência as questões de segurança nos equipamentos e nas mídias atrelados ao ensino e vivências da ética e da cidadania.


Rafael Parente demonstrou sua preocupação com o fato de que as crianças não têm noção de que o que elas colocam na Internet não pode ser apagado. Citou também que redes educacionais do Brasil e do mundo geralmente têm por hábito proibirem muito, porém afirma que proibição não é educação. Segundo o Subsecretário de Novas Tecnologias Educacionais, só se educa nesse sentido através de debates e orientações.


A professora da rede municipal do Rio de Janeiro e educopedista Gabriela da Silva foi convidada para participar desse debate e contou que usa o computador frequentemente em sala de aula e que por isso já teve problemas envolvendo ética e segurança, mas que procura resolvê-los com participação e respeito. Acredita que o uso consciente seja sinônimo de bom uso, citando que isso ocorre com seus alunos no Orkut e no Facebook.


Gabriela falou da importância do trabalho compromissado dos docentes na orientação ao uso da tecnologia, o que muitas vezes não ocorre. Para a professora, deve haver ética não só no uso da tecnologia, mas na vida de maneira geral.


A professora e também educopedista Paula Regina Machado dos Santos, que participou nos dois últimos dias do evento e que assistiu ao debate em que participou o Subsecretário Rafael Parente, enviou-nos o seu relato, que segue:


“Tudo ao mesmo tempo agora’, é assim que podemos descrever esse evento tão grandioso e tão interessante.


A Campus Party é o maior acontecimento tecnológico do mundo nas áreas de inovação, ciência, cultura e entretenimento digital. E, esse ano, a #cpbr5 trouxe junto, a Educaparty: espaço no qual educadores conectados compartilhassem suas experiências profissionais.


Ao entrarmos, a nossa primeira expressão foi: “Uau!”. Era tanta gente, tantos computadores, tantas informações. Ficamos meio tontos, pois não sabíamos para que lado olhar.


Nosso primeiro contato lá foi com a querida Sonia Bertocchi que nos recebeu com um imenso carinho e elogiou de imediato as nossas lindas blusas da Educopédia. Ela é a responsável pelo twitter oficial da Educarede, da Fundação Telefônica, e acompanhou tudo bem de perto, nos mínimos detalhes.


Logo em seguida, nosso Subsecretário de Novas Tecnologias, Rafael Parente, apareceu por lá para dar início ao seu debate: Ética Digital e o uso responsável da web.


Uma das falas mais marcantes foi com relação ao impacto da tecnologia em nossas vidas: “Se a tecnologia impacta a vida de todo mundo e na escola a gente trata da formação das pessoas, a tecnologia tem que ser um fim.”


O debate foi bastante interessante e construtivo. Inclusive, tivemos a participação da Professora Gabriela Silva. Nossa Gabi contribuiu positivamente na discussão mostrando sua experiência em sala de aula, falando sobre o uso das novas tecnologias e, claro, da Educopédia.


Ao final desse, fomos assistir a outros debates e conhecer o Campus mais a fundo.


Aprendemos, descobrimos coisas novas, jogamos, brincamos, lemos e tivemos uma boa dose de diversão e overdose de conhecimento!


Podemos dizer que a experiência foi única! O evento é realmente de uma magnitude esplendorosa!


E deixamos aqui o nosso desejo: queremos uma #CampusPartyRio!!!”

 

 

Assista ao vídeo produzido pela educopedista Gabriela da Silva

 

 

 

Leia também este texto do subscretário Rafael Parente com suas conclusões acerca do debate:

Menos Tecnologia, por favor?

 

Professora Lilian Ferreira, Gerente do Portal Rioeduca.net
 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share