A A A C
email
Retornando 107 resultados para a tag 'educopédia'

Quarta-feira, 08/05/2013

Três Anos de Educopédia!

Tags: educopedia.

Em maio de 2010 criava-se um projeto revolucionário, um projeto que mudaria a concepção de aulas tradicionais, lançado em primeira mão para alunos da Rede Municipal de Educação da Cidade do Rio de Janeiro. Nascia a EDUCOPÉDIA!

 

 

Em 9 de maio de 2010, às 20:48h

 

Faço parte de um dos GTs do Educopédia e estou entusiasmadíssima pelo trabalho que vocês estão desenvolvendo. Sei que não é fácil colocar em prática um sonho real, pois sempre teremos muitas pessoas "tristes" conspirando contra nosso trabalho e se não tivermos apoio de amigos e muita perseverança, colocamos tudo a perder. Mesmo que eu não seja selecionada, bastou-me estar junto a tantos colegas engajados na educação municipal, assim como você.

 

Regina Bizarro.

 

EDUCOPÉDIA: 3 ANOS!

 

Idealizada por Rafael Parente, Subsecretário de Novas Tecnologias Educacionais da Secretaria Municipal de Educação, a Educopédia nasceu em maio de 2010 como um programa dinâmico e ousado feito através de uma plataforma online colaborativa, iniciando a parceria com a Oi Futuro e com a UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro).

 

 

 

Seu objetivo: disponibilizar aulas digitais, onde alunos e professores pudessem acessar atividades autoexplicativas de forma lúdica e prática, de qualquer lugar e a qualquer hora. As aulas digitais são feitas para alunos da rede municipal realizarem sem a ajuda de outras pessoas e utilizadas por professores nas salas de aula.

 

As aulas envolvem temas, competências e habilidades das Orientações Curriculares emanadas pela Secretaria Municipal de Educação, tendo cada ano de escolaridade e disciplina dividida em 32 aulas digitais que correspondem a 32 semanas de dias letivos.

 

 

 

As atividades virtuais incluem exercícios, vídeos, animações, podcasts, jogos e outros recursos educacionais abertos, que podem ser encontrados na internet e são relacionados ao tema da aula.


O programa é muito significativo, pois suas aulas são produzidas por professores da própria rede, mostrando que a Educação no Rio de Janeiro prima pela excelência e atualidade.

 

O que encontramos na EDUCOPÉDIA

 

As Mídias Sociais, os Articuladores da Educopédia, os Embaixadores da Educopédia, o Pé-de -Vento, a Educoteca, Escola 3.0, Grandes Obras Literárias são alguns dos trabalhos desenvolvidos neste projeto, originando um turbilhão de cultura e prazer.

 

 
 

Histórico EDUCOPÉDICO

 

As primeiras aulas da Educopédia foram divididas em 32, pautadas nas Orientações Curriculares da SME/RJ.

 

Paralelo a essa nova modalidade de atividades, foi criado um vocabulário “educopédico” que ficou conhecido entre seus produtores.

 

São algumas palavras: educopedistas, educoencontro, educoboanoite, educoparceiros, etc.


Para ler esta matéria publicada no Portal Rioeduca pela professora Lilian Ferreira em 15 de setembro de 2010, clique aqui.

 

Em agosto de 2010 aconteceu o lançamento do programa, um evento que marcou com muita alegria os sonhos iniciados pelo Subsecretário de Novas Tecnologias Educacionais na Rede Municipal Rafael Parente.
 

 

 

As primeiras escolas, escolas do projeto-piloto, já se manifestavam esperançosas com o advento, pois seus alunos começavam a mostrar interesse pelas aulas digitais.


Nasceu o Ginásio Experimental Carioca trazendo com ele o uso das aulas digitais da Educopédia, focando seus alunos como os principais sujeitos nessa nova era de construção de aprendizagem.

 

Naquele ano mesmo momento, criaram-se as disciplinas eletivas Pé-de-Vento e Educação Infantil.


Como todo programa marcante, diferente, impactante, a Educopédia foi implantada com adesão dos professores e, principalmente, dos alunos e aceita com muito entusiasmo e esperança, oportunizando uma educação diferenciada na Rede Municipal.
 

Memórias EDUCOPÉDICAS


A professora Lilian Ferreira, hoje gerente do Portal Rioeduca, guarda em seus arquivos uma pasta de documentos que servem de base para mostrar todo nosso sentimento de entusiasmo em relação a este programa. Um deles é este:

 


Via Twitter:

 

#Educopédia em 140 caracteres
 

"4/4 #educopédia a última palavra #satisfação! Foram 4 dias ricos, intensos, agradáveis e esperançosos. Podemos sim, fazer a diferença!#ameitd";


"um mágico instante: a voz da experiência, o fôlego e a garra de quem começa uniram-se num sorriso diante do NOVO. #EDUCOPEDIA";


"Amei trabalhar c/ vcs, meninas! Fomos mto além do q podíamos imaginar. #educopedia";


"Como vc disse: O acaso ñ existe, mas o instante foi mágico. Parceiras perfeitas no #educopedia Mta coisa boa está por vir (?!)";


"#educopedia sacudiu alguns dos meus conceitos, renovou muitos outros e me presenteou com colegas inovadores, que acreditam!";


"Oi querida acho q 1 das propostas da #educopedia foi essa desconstrução e construção de paradigmas.Vivenciamos a metacognição!:)".

 

As conversas marcadas pela hashtag #Educopédia, compiladas do twitter pela professora Lilian Ferreira no dia 17 de maio de 2010, são das professoras Raphaella Marques, Ana Catiri, Naira Lemos, Else Emrich, datadas em dia 16 de maio de 2010, após a última manhã do processo seletivo em grupos de trabalho para professores autores do Educopédia.


 Avaliação Interna do EDUCOPÉDIA em 2012

 

 

“Hoje, a Educopédia conta com outros Educoparceiros que contribuem para que a Educopédia seja uma plataforma colaborativa de aulas digitais que oferece um vasto material de suporte aos professores, objetivando tornar o ensino mais atraente e mobilizador para crianças e adolescentes, além de instrumentalizar o professor.”


Leia aqui o trabalho de pesquisa da médica veterinária Christiane Soares Pereira.

 

Parabenizamos a todos os educopedistas (primeira geração e os mais novos), ao Rafael Parente, mentor da Educopédia, e a todos que em parceria dinamizaram e dinamizam este trabalho, pelos seus  três anos de existência desejando que o entusiasmo e a esperança nunca os percam de vista.

 

 

Educopédia e as Mídias Sociais

 

Acompanhe a Educopédia no Facebook e no Twitter.

 

 

Escolas e professores, participem das publicações do portal Rioeduca enviando para o representante da sua CRE projetos desenvolvidos e/ou atividades que impactaram a aprendizagem de seus alunos. Clique aqui para saber o e-mail do seu representante.

 

Visitem, acompanhem e comentem nos blogs das Escolas da Rede Municipal de Educação da Cidade do Rio de Janeiro. Conheça os blogs da 5ªCRE.

 

 

Professora Regina Bizarro _ Representante do Rioeduca na 5ªCRE

Twitter: @rebiza

Facebook: Regina Biza

E-mail: reginabizarro@rioeduca.net

 

                               


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 01/03/2013

É Preciso Formar Para Transformar!

Tags: 5ªcre, educopedia, rioeduca.

 

 

 

“Mundo Globalizado, Hiperconectado em Constante Transformação, Submersos em Desafios”, esse foi o tema que a equipe de capacitação da E/SubTE Itinerante apresentou no 1º encontro com diretores de escolas das dez Coordenadorias Regionais de Educação da cidade do Rio de Janeiro.

 

 

De 22 a 30 de janeiro, aconteceu o 1º Encontro da SubTE nas dez Coordenadorias Regionais de Educação, no qual o subsecretário de Novas Tecnologias Rafael Parente, à frente da sua equipe, dinamizou diversos momentos com os diretores das unidades escolares de ensino fundamental. Na 5ª CRE, o encontro aconteceu no dia 23 de janeiro e eu, Regina Bizarro, estive presente como representante do Rioeduca.

A coordenadora da 5ª CRE, professora Valéria Médice, destacou o trabalho da SubTE Itinerante e agradeceu a presença maciça dos diretores de escola do 5º ao 9º ano do ensino fundamental.


Rafael Parente destacou as principais ações que a Subsecretaria Municipal de Novas Tecnologias está promovendo:

"São inúmeros os desafios que nossa equipe superou ao longo de sua existência, como: Infraestrutura (Conectividade - link Embratel em 181 escolas; Kit Educopédia - instalado em 5.300 salas do 1º segmento e 415 escolas do 2º segmento); Formação; Comunicação e Escola 3.0".

 

Diretores de escolas (auditório), Rafael Parente, subsecretário Municipal de Novas Tecnologias e professora Valéria Médice, coordenadora da 5ª CRE.


  

Em 2012, a SubTE criou e gerenciou: a semana de capacitação da Educopédia, em que participaram mais de 2000 professores; a semana de formação para estagiários, abraçando cerca de 2.000 estagiários; a Oficina Pé de Vento, compartilhada para, aproximadamente, 1000 professores do 1º ano; a Oficina de Bluelab, no qual compareceram 75 escolas, além da Oficina para Coordenadores Pedagógicos, capacitando 1000 professores nessa função.

 

 

 Bê Alqueres, coordenadora Geral e gerente de Projetos Estratégicos da SME, Rafael Parente, subsecretário Municipal de Novas Tecnologias, Francisco Velasques, Formação e Comunicação e Redes Sociais. Na foto central, abaixo, profª Valéria Médice, coordenadora da 5ª CRE ao lado da equipe da SubTE. Nas fotos laterais, diretores de escolas.

                                            

 

 É preciso formar para transformar!

 


Para 2013, a SubTE estará capacitando professores para o uso da Internet, disponibilizando ferramentas para que as aulas fiquem mais atrativas, através dos cursos Transformação 2.0, Transformação 3.0 e no uso de outros meios para formação do professor, usando o Facebook, Twitter e Webinario.

 

No mês de fevereiro, a subsecretaria iniciou a semana de capacitação para professores: a Formação para Transformação. Essas capacitações aconteceram em locais diferenciados para professores de todos os segmentos e anos, professores de Salas de Leitura Pólo, professores de Educação Infantil e coordenadores pedagógicos.

 

Educoteca, Asas de Papel e Grandes Obras, Caixa Mágica e Ciranda Infantil, Pé de Vento 1 e Pé de Vento 2, além do uso da Educopédia na sala de aula farão parte, ao longo do ano, de outras capacitações direcionadas aos professores.

 

Os cursos Transformação 2.0 e 3.0 já estão disponiveis na Educopédia.

 

Diretores de escolas da 5ª Coordenadoria Regional de Educação em um momento de troca de opiniões.

 

 

Rafael Parente ao lado da professora Rosa Maria, diretora da E.M. Pará. Abaixo, diretores de escola.


  

 EDUCOPÉDIA

 

"A Educopédia é uma plataforma online colaborativa de aulas digitais, onde alunos e professores podem acessar atividades autoexplicativas de forma lúdica e prática, de qualquer lugar e a qualquer hora".

Blog Educopédia 2010.

 

São recursos encontrados na Educopédia:

 

Aulas digitais, cursos especiais, ferramentas (caderno digital, bate-papo), cursos para professores e gestores, Pé de Vento 1 e 2 e Educoteca.

 

Em 2013:

 

Educomundo, Máquina de Testes, Itinerário Formativo e Aulas offline.

 

 

EMBAIXADORES E ARTICULADORES DA SUBTE 

 

Os Embaixadores da SubTE serão professores e alunos indicados pela direção que atuarão dinamizando os programas e ações da Subsecretaria de Novas Tecnologias e incentivando o corpo docente a ser inovador. Eles atuarão nas 75 escolas que receberam carrinhos com netbooks para uso pelos alunos nas Escolas do Amanhã (escolas com baixo IDEB) e nas Salas de Leitura Pólo.

 

Os articuladores da SubTE são 11 Educopedistas que atuam em cada CRE, divulgando e dando suporte aos programas desta subsecretaria. O trabalho é baseado em visitas às escolas de baixo IDEB, na promoção de capacitações de acordo com a demanda da CRE e sob a coordenação do trabalho dos Embaixadores da SubTe. A professora Elaine Oliveira é a Articuladora na 5ª CRE.

 



RIOEDUCA

 

O Rioeduca.net é o canal oficial de comunicação entre todos os funcionários e alunos da Secretaria Municipal de Educação da Cidade do Rio de Janeiro.

 

No Portal Rioeduca, apresentamos os blogs: A Revolução Acontece, Educopédia, Entrevistas, Extensividade, Família, Infância, Professores e Rio de Leitores, que oferecem aos leitores matérias que visam mostrar tudo o que acontece dentro de cada uma de nossas Unidades Escolares. Nossos blogs são verdadeiros espaços de troca e de aprendizagem.

 

 

Além disso, oferece e-mail institucional para educadores, funcionários e alunos, facilitando a comunicação entre todos da rede municipal; comunicação horizontal e vertical constante; e-mail de acesso para a Plataforma Educopédia; e-mail para inscrições em Cursos Oferecidos pela SME; Dupla Regência, etc.

 

O Portal Rioeduca também disponibiliza Recursos Pedagógicos da Rede Municipal, como os Cadernos Pedagógicos – vídeos, Cadernos de FÉRIAS – vídeos, Nenhuma Criança a Menos - Coleção completa,  e outros, inclusive links para as redes sociais Facebook, Twitter e Orkut. 

 

A professora Liliane Ravani faz parte da equipe da SubTE e representou a gerente do Portal Rioeduca, professora Lilian Ferreira (ausente por problemas de saúde, mas conectada diariamente), no 1º Encontro com diretores de escolas da 5ª CRE, falando com muita propriedade sobre a funcionalidade do Portal Rioeduca.

 

A coordenadora Liliane Ravani, a professora Suzan Rocha e Francisco Velasquez com alguns integrantes da equipe SubTE no dia 23 de janeiro, durante o 1º Encontro com diretores da 5ªCRE.

 

Ache no Portal Rioeduca todas as matérias relecionadas às escolas e aos professores da 5ª Coordenadoria Regional de Educação clicando aqui.

 

GENTE - Ginásio Experimental de Novas Tecnologias

 

Durante o 1º Encontro da SubTE na 5ªCRE, Rafael Parente comentou como será este novo modelo de escola:

“Nos espaços de aprendizagem, cada aluno fará parte de uma família de seis (6) alunos (um será o lider). Três (3) famílias comporão um (1) time, que terá um professor-mentor. Normalmente, os alunos trabalharão individualmente, buscando desenvolver as habilidades do seu itinerário formativo. Mas, em momentos específicos da semana (na sexta-feira, principalmente), trabalharão coletivamente na produção de conteúdos, problemas, vídeos, jogos digitais, etc e também nos projetos transdisciplinares. Sempre que o aluno tiver uma dúvida, ele buscará ajuda primeiro em sua família, depois com o professor-mentor e com o tutor virtual”.

 

No GENTE a educação é contextualizada, considerando o aluno como sujeito, protagonista de sua formação como ser humano e cidadão.

 

Inicialmente, 180 crianças e jovens da Rocinha usufruirão deste espaço privilegiado de aprendizagem, que recebeu o nome Ginásio Experimental de Novas Tecnologias Educacionais, inserido na Escola Municipal André Urani. O espaço foi totalmente reformulado para essa nova proposta, perdendo paredes, lousas, mesas individuais e professores tradicionais, ganhando grandes salões, tablets, “famílias”, times e mentores. Será um modelo de escola e educação voltada para o Séc. XXI, século em que as informações "voam".

 

 

Até o ano de 2014 a SME pretende ampliar o número de escolas no modelo do GENTE.


Essa equipe é mesmo nota DEZ!

 

 

Equipe da Subsecretaria Municipal de Novas Tecnologias, E/SubTE, gerenciada por Rafael Parente.                          
 

 

Escolas e professores, participem das publicações do portal Rioeduca enviando para o representante da sua CRE projetos desenvolvidos que impactaram a aprendizagem de seus alunos.

 

Acompanhem e comentem nos blogs das Escolas da Rede Municipal de Educação da Cidade do Rio de Janeiro. Clique aqui para saber o e-mail do seu representante.

 

Se você está com dificuldade de acessar seu e-mail do rioeduca.net, veja aqui o passo a passo de como abrir sua solicitação na Central de Gerenciamento.

 

Representante do Rioeduca na 5ªCRE _ Professora  Regina Bizarro

Twitter: @rebiza / Facebook: rebiza

E-mail: reginabizarro@rioeduca.net
 

                                

 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 30/10/2012

Seleção para Direção do GENTE

Tags: educopédia, gente.

 


As inscrições para Diretor da Escola Municipal André Urani serão até quinta-feira, 01 de novembro de 2012. Essa escola será o primeiro Ginásio Experimental de Novas Tecnologias Educacionais (GENTE) a partir de 2013. Se você é um gestor com perfil inovador e que gosta de desafios, essa é a sua chance de desenvolver um trabalho diferenciado.



Segue texto extraído do Diário Oficial do dia 18 de outubro de 2012 com os detalhes da vaga.



              SUBSECRETARIA DE ENSINO
   2ª COORDENADORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO
EDITAL E/SUBE/2ªCRE Nº 09, DE 17 DE OUTUBRO DE 2012.

 

                        Torna público a Unidade Escolar da E/SUBE/
                        2ª Coordenadoria Regional de Educação com
                        Cargo em Comissão de Diretor em vacância.

 

A Coordenadora da E/SUBE/ 2ª COORDENADORIA REGIONAL DE
EDUCAÇÃO, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela legisla-
ção em vigor e tendo em vista o disposto na Portaria E/SUBG/CGG Nº 52,
de 08 de setembro de 2011, torna público a Unidade Escolar em vacância
no âmbito desta Coordenadoria.

1. E/SUBE/CRE(02.27.005) Escola Municipal André Urani – Estrada
da Gávea, nº 147 – Gávea.

Os Professores/Especialistas de Educação, ativos, da Rede Pública Munici-
pal (A) de Ensino, que compõem o Banco de Certificados, interessados
em pleitear o Cargo Comissionado de Diretor na Unidade Escolar elencada,
deve comparecer à Assessoria de Ação Integradora da E/SUBE/2ª Coorde-
nadoria Regional de Educação, Praça Álcio Souto, s/nº,Lagoa/Fonte da
Saudade, tel:2537-0411, até às 18 horas do dia 23/10/2012, onde deverá
comprovar sua certificação e preencher formulário específico explicitando
o desejo, além de apresentar a documentação necessária.


É condição precípua que os interessados já tenham cumprido o período
de Estágio Probatório e possam comprovar, através de documento hábil
de estabelecimentos de ensino devidamente legalizados, um mínimo de
5(cinco) anos de regência, se Professor; ou um mínimo de 5(cinco) anos
de experiência no cargo, caso seja Especialista de Educação; além da
declaração de Curso Superior.
 

Saiba mais sobre o GENTE:

 

Gente, a reinvenção da escola.

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 24/10/2012

Facebook, Unindo Pessoas e Construindo Conhecimento

Tags: 6ªcre, educopédia, protagonismojuvenil.

 

A professora de Língua Portuguesa, Márcia Neves, da Escola Municipal Monte Castelo está realizando  a Gincana de Língua Portuguesa no Facebook com os alunos do 7º ano. Seu principal objetivo é ajudar a fazer da sala de aula um ambiente mais interativo, dialógico e de aprendizagem significativa.

 

 

Qual professor nunca flagrou um dos seus alunos utilizando o celular para trocar mensagem de texto, vídeos, fotos ou entrar nas redes sociais no meio de uma explicação ou da realização de uma atividade? Essa é uma cena bastante comum hoje em dia.

 

E qual professor nunca se sentiu um peixe fora d'água ao observar seus alunos falando sobre as modernas funções dos celulares, assim como realizar postagens e compartilhar informações nas redes sociais?

 

É inegável que as Tecnologias da Informação e Comunicação mudaram as nossas vidas. Mas essa mudança não ocorreu de maneira linear para alunos e professores. Sendo assim, a lacuna pode ser preenchida a partir do momento em que o professor reconhecer a necessidade de convidar a tecnologia a se fazer presente no contexto de sua prática pedagógica.

 

O nível de interesse e curiosidade dos alunos por algumas mídias deve ser visto como uma pista pela qual o professor consiga delinear  melhor o caminho que o educando poderá traçar rumo ao conhecimento.

 

Certa da necessidade de realizar uma real mudança  em sua prática pedagógica, no que se refere ao uso das Tecnologias da Informação e Comunicação, a professora Márcia Neves da Escola Municipal Monte Castelo está realizando com os alunos das turmas 1.702 e 1.704 uma gincana no Facebook.

 

 

 

 Márcia Neves além de ser professora de Língua Portuguesa é  Educopedista

 

 

O objetivo principal da professora Márcia Neves é tornar sua prática mais envolvente e contribuir  para a aprendizagem significativa de seus alunos. Além disso, pretende que os educandos aprendam de forma autônoma, dinâmica, colaborativa e que sejam capazes de transformar em conhecimento a enxurrada de informações que recebem.

 

 

 

 A Rede Social mais popular do mundo  pode fazer com que as aulas dos professores fiquem mais dinâmicas, ajudando-os a conquistarem seus alunos

 

 

A professora Márcia solicitou às turmas 1.702 e 1.704 que se dividissem em equipes de 5 ou 6 alunos. O passo seguinte foi a exposição de uma aula utilizando a plataforma da educopédia. Após a aula foi explicado aos alunos o funcionamento da Gincana de Língua Portuguesa no Facebook.

 

A professora posta no Facebook, no grupo da Escola Municipal Monte Castelo, toda 4ª feira, a partir das 18 horas, uma questão de Língua Portuguesa. O ponto a ser resolvido geralmente é retirado da Educopédia

 

Os alunos têm dois dias para encontrar a resposta em suas equipes. A partir das 18 horas de 6ª feira, o grupo que enviar a resposta certa primeiro ganhará os pontos. Ao final da gincana, a equipe vencedora fica isenta da prova da professora, devendo apenas fazer as provas bimestrais  e de produção de texto da prefeitura do Rio de Janeiro. As equipes vencedoras de cada turma ainda disputarão prêmios. A galerinha está muito animada!

 

 

 

O contato com os estudantes na internet ajuda o professor a conhecê-los melhor e a desenvolver habilidades necessárias à aprendizagem dos conteúdos ensinados

 

 

 

Aproveitar o tempo que os alunos passam na internet para promover a aprendizagem  ajuda-os a desenvolverem o senso crítico e incentiva os mais tímidos a manifestarem suas opiniões

 

 

 

A mídia social  está mudando a maneira como nos comunicamos e interagimos de uma forma inédita. Os professores precisam conhecer e entender essa tecnologia para que sejam capazes de atender as necessidades educacionais dos alunos de hoje

 

 

 

O Facebook promove o entusiasmo pelo aprendizado e tem grande capacidade de engajar os alunos em uma experiência de aprendizado ativa.

 

 

 

 

Conheça um pouco mais da Gincana no Facebook acessando https://www.facebook.com/groups/164948706963067/

 

 

A professora Márcia Neves adotou uma nova postura frente ao processo de ensino e de aprendizagem. Ela atentou para o potencial educativo do Facebook e construiu uma interface criativa e construtiva entre a escola e as redes sociais.

 

Parabéns à professora Márcia por utilizar as redes sociais para o desenvolvimento e o crescimento de seus alunos por meio do compartilhamento de conhecimentos e da comunicação. O Facebook a está ajudando a produzir conhecimento coletivo numa espécie de rede cooperativa de aprendizagem.

 

 

Gostou desta atividade? Realize-a com seus alunos e depois nos conte a sua experiência. Será um prazer divulgar o seu trabalho no Portal Rioeduca. Nós somos a seXta CRE!

 

 

Professora Patrícia Fernandes - Representante do Rioeduca na 6ª CRE

Twitter: @PatriciaGed

E-mail: pferreira@rioeduca.net

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share