A A A C
email
Retornando 107 resultados para a tag 'educopédia'

Segunda-feira, 10/09/2012

Feira Literária e Educoteca no GEC Princesa Isabel

Tags: embaixadores, da, educopédia.

 


Durante os 03 dias da Feira Literária do Gec Princesa Isabel jovens protagonistas do Grupo Quarteirão de Leitores apresentaram a Educopédia e a EDUCOTECA aos alunos inscritos na oficina de multileitura. 

 

 

 

 

A proposta foi conhecer o ambiente da educopédia e principalmente a EDUCOTECA.

 

 

 

 

Também deu tempo pra conhecer as disciplinas...

 

 

 

 

...ativar o email do rioeduca...

 

 

 

 

...brincar aprendendo, aprendendo a brincar.

 

 


 

 

Tudo foi bem avaliado pelos alunos.

 

 

 

 

Quem não sabia recebeu ajuda.

 

 

 

 

E ainda deu tempo de entrar no Facebook e no Youtube.

 

 

 

 

 

Algumas turmas ficaram de fora, mas atendendo a pedidos, repetiremos a dose em setembro.

 

 

 


TRABALHO REALIZADO PELA PROFESSORA
EMBAIXADORA DA EDUCOPÉDIA
ANGELA APARECIDA PEREIRA(ANGELA MANGARÁS)
E IVANE SALES (SALA DE LEITURA) 

 

 

Fonte: http://santacruzleitores.blogspot.com.br/2012/08/feira-literaria-e-educoteca-no-gec.html

 

 

 

 

                                      

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 29/08/2012

Semana de Alfabetização na 6ª CRE

Tags: 6ªcre, capacitação, educopédia.

 

A 6ª Coordenadoria Regional de Educação realizou a formação dos professores de 1º ao 3º ano na Semana de Alfabetização  com o objetivo de consolidar o Pacto Carioca pela alfabetização. Os professores participaram de várias atividades durante esta semana: palestra com o prof.º Júlio Furtado, Oficina do Pé de Vento, Oficina da Educopédia e Oficina de Alfabetização e Letramento.

 

A Semana de Alfabetização 2012, consolidando o Pacto Carioca pela Alfabetização, aconteceu no início de agosto e foi dedicada aos professores de 1º ao 3º ano do Ensino Fundamental.

 

No período de 30 de julho a 03 de agosto, os professores participaram de palestras e oficinas voltadas para a atuação deles como alfabetizadores e como agentes de transformação de uma realidade que não condiz com o ideal de sociedade em que acreditam e defendem.

 

As ações realizadas nesta semana tiveram grande importância e impacto na formação e atuação diária do professor. Novos horizontes foram almejados! Percebeu-se que cada atitude, cada escolha tem que ser consciente e segura.

 

O professor alfabetizador precisa ser um problematizador, ou seja, alguém que propõe desafios, que coloque o alfabetizando na condição de autor. Seu papel é propor atividades onde a escrita apareça como instrumento de interação, pois a aquisição da leitura e escrita ocorre quando é usada de forma real, concreta, não de forma artificial e simulada.

 

Nesta concepção, foi pensada a Semana de Alfabetização da 6ª CRE. Um momento para os alfabetizadores compartilharem saberes e experiências, numa forma conjunta de ensinar e aprender coletivamente.

 

 

Professores da 6ª CRE participam das atividades da Semana de alfabetização

 

 

No dia 30 de julho, professores, coordenadores pedagógicos e diretores reuniram-se em suas Unidades Escolares para replanejar o 2º semestre. Cada U. E. montou a dinâmica, a partir  do texto Hora dos Três R's: Refletir, Reavaliar e Replanejar, enviado pela Gerência de Educação da 6ª CRE.

 

No dia 31 de julho, a Prof.ª Patrícia Fernandes, Assistente da GED,  ministrou a Oficina do Pé de Vento no Laboratório de Informática da E. M. Rose Klabin. Esta oficina tinha por objetivo analisar o programa e montar, junto com os professores, atividades que pudessem ser desenvolvidas no dia a dia a partir do Pé de Vento.

 

 

Professores participam da Oficina do Pé de Vento na E. M. Rose Klabin

 

 

 

Professores de 1º ao 3º ano relatam experiências sobre o uso do Pé de Vento em sala de aula

 

 

No dia 1º de agosto a prof.ª Patrícia Fernandes ministrou também a Oficina da Educopédia, onde a plataforma foi apresentada.  Os professores conseguiram seu e-mail rioeduca, aprenderam como baixar as apresentações e o plano de aula e usá-las sem a necessidade de estarem logados na Educopédia. No final da oficina, os equipamentos foram todos desligados e a prof.ª Patrícia ensinou aos professores como ligar o datashow no computador e usá-los.

 

A Oficina foi um sucesso! A aceitação dos professores a este trabalho foi percebida na avaliação que eles fizeram e nos comentários que deixaram na folha de avaliação.

 

Segundo a prof.ª Danielle Monteiro, a capacitãção foi muito construtiva e prática, servindo como uma excelente ferramenta de trabalho.

 

De acordo com a prof.ª Valessa Leite, foi uma das reuniões mais proveitosas nos últimos tempos. Ela se surpreendeu! Há muito tempo estava esperando por reuniões deste tipo, onde você sai com o concreto e é só colocar em prática.

 

 

Professores de 1º ao 3º ano participam da Oficina da Educopédia na Semana de alfabetização

 

 

O prof.º Júlio Furtado é conhecido por seu dinamismo e carisma. Encanta a todos quando fala. A palestra do professor falou sobre avaliação nos tempos atuais. Durante o evento, ele fez várias reflexões com os professores. Foram discutidos os seguintes assuntos durante o evento: o modo como avaliamos hoje continua o mesmo de antigamente, as concepções da avaliação, a avaliação como fonte de informação, o conceito de avaliação da aprendizagem, as etapas da avaliação da aprendizagem e a diferença entre constatar e avaliar.

 

A partir disso, os professores começaram a vislumbrar que a constatação é  excludente e a avaliação é inclusiva. As funções da avaliação e a diferença entre avaliar e dar notas deixaram os professores pensativos. Quando o prof.º Júlio começou a refletir sobre o que deve acontecer em uma verdadeira avaliação e sobre os princípios dela, o grupo enriqueceu o momento com vários comentários.

 

No final da palestra, a prof.ª Kátia Barboza, Gerente de Educação da 6ª CRE  e o prof.º Júlio Furtado sortearam livros de sua autoria para os presentes.

 

 

Prof.º Júlio Furtado dá palestra na 6ª CRE sobre avaliação

 

 

 

Prof.º Júlio Furtado contribui de forma significativa para a formação dos professores de 1º ao 3º ano

 

 

Para fechar a semana com chave de ouro, as professoaras Débora Belloni e Simone soares ministraram no auditório da E. M. Max Fleiuss a Oficina Alfabetizar Letrando. Esta oficina teve por objetivo repensar as práticas diárias de alfabetização e propor novas ações alfabetizadoras.

 

Durante esta semana, foram capacitados em torno de 400 professores! Um sucesso! Como tudo o que a 6ª CRE realiza!

 

Parabéns aos professores e à equipe da Gerência de Educação da 6ª CRE, por buscar meios de melhorar sua prática através de estudo,  troca de experiências e por terem plena consciência de que é deles a responsabilidade de abrir as portas do conhecimento aos alunos.

 

Envie o seu projeto para ser publicado no Portal Rioeduca! Divulgue o seu trabalho! Nós somos a seXta CRE!

 

Patrícia Fernandes - Representante do Rioeduca na 6ª CRE

Twitter: @PatriciaGed

E-mail: pferreira@rioeduca.net

 

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 24/08/2012

Educação Digital Infantil

Tags: 3ªcre, educaçãoinfantil, educopédia, blogsderioeducadores.

 

 

Os paradigmas da educação estão mudando para adequar-se ao mundo cada vez mais digital que nos cerca. A Educação Infantil não poderia ficar de fora. Vejamos como a Prof.ª Elidia Correia desenvolve este projeto em sua turma na E. M. Senegal, na  3ª CRE.

 

 

Há muito tempo a Educação Infantil ou pré-escolar deixou de lado a concepção de jardim de infância. Aquele conceito definia as crianças como sementes que se desenvolviam naturalmente e cabia ao professor “regá-las” e apoiá-las em seu processo. Hoje, sabemos que a criança não recebe passivamente o saber, mas o constrói a cada novo elemento que encontra. A interação entre ela, o mundo, o conhecimento, seus pares e o professor contribui igualmente para que seu aprendizado se elabore e reconstrua continuamente. O uso da tecnologia e mídias digitais é, hoje, um dos saberes indispensáveis mesmo aos pequeninos. Sabendo disso, a professora Elidia Correia desenvolve, com seu E.I. 30, na E. M. Senegal, da  3ª CRE, um projeto de educação digital.

 

 

 

 

 

 

 

 

Sua formação em Educação à Distância permite-lhe uma visão privilegiada desse processo. Assim, a apresentação do mundo digital aos alunos foi da maneira lúdica com que eles estão habituados a lidar em suas interações. A professora lhes apresentou o computador partindo da base do trabalho em educação infantil: o estudo e reconhecimento do nome, já partindo para as observações que ajudarão no processo de alfabetização como a quantidade e o tipo de letras que podem ser utilizadas na hora de escrever.

 

 

 

 

 

 

 

O reconhecimento do próprio corpo, das suas particularidades e funcionalidades também ganhou espaço na telinha do computador. Para a criança de hoje, nativa digital, a tecnologia é tão natural quanto a televisão foi para tantos de nós. Eles a dominam naturalmente, sua linguagem lhes é clara e aprender com ela é sempre um prazer. O registro em papel é secundário, mas ainda válido. Nesta fase inicial da infância o concreto é muito necessário para a aquisição do saber. Então as descobertas sobre o corpo foram também registradas de maneira mais tradicional a partir do trabalho feito com o uso da Educopédia.

 

 

 

 

O uso da tecnologia apaixona e todos queriam um computador só para si. A professora Elidia providenciou a realização de tal desejo e viu aparecer na telinha do notebook de brinquedo aquilo que mais havia encantado cada um. Em todos, a busca do saber foi estimulada e é certo que eles voltarão a estes recursos para novas aprendizagens. Afinal, quando prazer e aprender andam juntos é tudo mais gostoso.

 

 

 

Acompanhem no blog Educação Infantil - SME, a continuidade do projeto, as reflexões e ações da professora Elidia Correia com sua turma. Confiram!

 

 

 

 

 

 Contate-nos

angela.freitas@rioeduca.net

twitter @angeladario

facebook Angela Regina de Freitas

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 22/08/2012

Estagiária Capacita Professores da E. M. Rose Klabin no uso da Educopédia

Tags: 6ªcre, capacitação, educopédia.

 

No final do 1º semestre, a estagiária Juliana de Almeida, da  E. M. Rose klabin, capacitou os professores da Unidade Escolar no uso da Plataforma Digital Educopédia. Esta ação foi realizada para dar a oportunidade de os professores conhecerem e aplicarem  os conteúdos da Educopédia e seus planejamentos.

 

A Educopédia é uma plataforma online colaborativa de aulas digitais, onde alunos e professores podem acessar atividades autoexplicativas de forma lúdica e prática, de qualquer lugar e a qualquer hora.

 

David Albury, Diretor de Design e Desenvolvimento Global Education Leader's Program (GELP) e Abel Caine, Especialista da Unesco para recursos educacionais reconhecem publicamente  a importância da Educopédia  para a educação Carioca.

 

 

Especialistas falam sobre a importância da Educopédia para a educação

 

 

Para que esta evolução realmente aconteça, é necessário que alunos, estagiários e professores estejam de pleno domínio desta plataforma para que possam utilizá-la e incentivar o seu uso.

 

Em parceria com a MSTech, a Educopédia realizou, no período de 28 de maio a 1º de junho, capacitação para os estagiários que atuam nas escolas da Rede Municipal  de Ensino, com o objetivo de habilitá-los a apresentar em suas escolas os recursos digitais que a SME desenvolve atualmente.

 

Para dar  continuidade ao trabalho iniciado com a formação, a equipe da Educopédia sugeriu que cada equipe pedagógica organizasse, no mês de julho, um momento para que os estagiários pudessem fazer o repasse para os professores da U. E. em que atuam, pois é preciso garantir que todos os envolvidos no processo educacional tenham a oportunidade de conhecer e aplicar os conteúdos da Educopédia e seus planejamentos.

 

A E. M. Rose Klabin não perdeu esta oportunidade e organizou um momento no dia 11 de julho para a estagiária Juliana de Almeida fazer o repasse da capacitação que participou para os professores da escola. Foi um momento muito rico, de aprendizagem e de grandes ensinamentos.

 

 

Juliana de Almeida, estagiária da E. M. Rose Klabin capacita professores no uso da Educopédia

 

Vamos ver alguns momentos da capacitação realizada pela estagiária Juliana de Almeida no laboratório de Inforrmática da E. M. Rose Klabin.

 

 

Professores assistem atentos às explicações dadas pela estagiária Juliana Almeida

 

 

 

Professores colocam em prática o que estão aprendendo na plataforma digital

 

 

 

Professores conhecem a Educoteca, a Biblioteca Virtual da Educopédia

 

 

 

Professores conhecem os livros da Educoteca

 

 

Muitas vezes a união da educação com a tecnologia  ainda é encarada de forma delicada. Um dos problemas que posso citar é a dificuldade dos professores em utilizar a tecnologia em benefício de suas aulas, pois requer desses profissionais novas competências e habilidades.

 

Este problema não é enfrentado pela E. M. Rose Klabin, que conta com uma equipe gestora, Aline Menduiña e Andréa Casadonte que incentiva de forma total a introdução das novas tecnologias no ambiente escolar, assim como a capacitação de seus professores.

 

Parabéns às Diretoras Aline Menduiña e Andréa Casadonte, por proporcionarem aos seus professores momentos de formação e discussão de novas práticas pedagógicas em prol  da melhoria do ensino e da aprendizagem.

 

Parabéns à estagiária Juliana de Almeida por oportunizar uma formação voltada para o uso das novas  tecnologias que a SME oferece, objetivando a integração do educador no processo de aprendizagem, desempenhando o papel de facilitador entre aluno e a construção do conhecimento.

 

Patrícia Fernandes - Representante do Rioeduca na 6ª CRE

Twitter: @PatriciaGed

E-mail: pferreira@rioeduca.net

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share