A A A C
email
Retornando 37 resultados para a tag 'jogos'

Quarta-feira, 02/05/2012

Inscrições para os Jogos Paralímpicos da Cidade do Rio de Janeiro

Tags: jogosparalímpicos.

 

Professor(a), temos o prazer de convidá-lo(a) a participar junto com seus alunos(as) incluídos(as) dos I Jogos Paralímpicos da Cidade do Rio de Janeiro que serão realizados nos dias 25, 26 e 27 de maio de 2012.

 

 

OBS: Atendendo a pedidos dos professores estamos prorrogando as inscrições para os I Jogos Paralímpicos da Cidade do Rio de Janeiro.


Pedimos que observem as deficiências a serem contempladas:DEFICIÊNCIA VISUAL, FÍSICA, AUDITIVA E INTELECTUAL. Observem que TRANSTORNOS GLOBAIS DO DESENVOLVIMENTO NÃO PARTICIPARÃO DESTA ETAPA DOS JOGOS.

 

Solicitamos que leiam atentamente o regulamento enviado anteriormente e que não esqueçam do envio do atestado médico e autorização de imagem para o endereço que consta no regulamento, pois os atletas que não tiverem os documentos acima, não participarão das competições. 

 

Nos dois primeiros dias, a abertura e as modalidades individuais ocorrerão na Vila Olímpica Manuel Gomes Tubino, (Rua Cândido Benício, n° 2.973, Mato Alto, Jacarepaguá), já o terceiro dia das competições e o encerramento, serão realizados no Parque dos Atletas (Av. Salvador Allende, s/nº - na Barra da Tijuca), ambos na Zona Oeste do Rio. Este evento é uma realização conjunta da SME, SMPD e SMEL e contemplará alunos que praticam atividades físicas nas três secretarias que tenham as seguintes deficiências: Física, Auditiva, Visual e Intelectual. 

 

O número de vagas é bastante limitado, sendo que cada atleta só poderá se inscrever em uma modalidade. Segue em anexo o Regulamento Geral do Jogos.


Obs.: Caso queira inscrevê-lo em uma modalidade coletiva, as equipes serão formadas pela Comissão Organizadora dos Jogos (formada por elementos das três secretarias, com a colaboração do TIME RIO)

 

Segue o link para as inscrições: http://bit.ly/I67W99


Maiores esclarecimentos por este e-mail ou pelo e-mail jogosparalimpicosrj@gmail.com

 

Comunicamos que, por motivo de força maior, os I Jogos Paralímpicos da Cidade do Rio de Janeiro foram adiados para os dias 16 e 17 de junho de 2012, sendo os dois dias a serem realizados na Vila Olímpica Prof. Manoel José Gomes Tubino - Mato Alto. A programação será enviada posteriormente.

Certos de sua compreensão,

 

[Coordenação dos Jogos Paralímpicos]

 

Veja o regulamento:

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 26/10/2011

Xadrez e Educação Física na E.M. Suécia

Tags: 3ªcre, blogsdeescolas, educaçãofísica, jogos, eventos.



 

Lembram do I Encontro de Xadrez da E.M. Suécia divulgado aqui no post O XEQUE MATE DA ESCOLA MUNICIPAL SUÉCIA? Pois é, dizem que quando começamos a numerar os eventos é porque sabemos que eles irão se repetir e durar. Aconteceu na primeira semana de outubro, não só o II Encontro de Xadrez da E.M. Suécia, mas também o I Encontro Intercolegial de Xadrez. Isso mesmo a boa iniciativa da Profª Ana Cristina Côrrea, com apoio do Gari Sidney Moreira e da direção da escola, rendeu ótimos frutos.

 

Para alegria da Ana, que é professora Educação Física, " É muito bom ver que as pessoas estão querendo aprender a jogar e se envolvendo neste projeto comigo. A profª Isabella Tatagiba, o nosso outro tio gari Jorge e outras professoras da escola."

 

Mas o que o xadrez tem a ver com a Educação Física? Parece que eles não combinam nem um pouquinho. Foi o que eu perguntei à professora Ana que me esclareceu que: "Eu consigo a concentração de alunos que muitas vezes, na sala de aula, não conseguem prestar atenção. Trabalho atenção, regras, respeito (cumprimentar o adversário e montar o tabuleiro ganhando ou perdendo uma partida). Eles aprendem que é preciso saber ganhar e perder, pois, na vida, passamos por essas situações também. Mostro que as aulas de educação física podem ir além do futebol, do queimado, dos desportos de um modo geral. Os alunos aprendem que é importante pensar antes de agir, pois no xadrez se você tocar numa peça, é obrigado a jogá-la."


Ou seja, o xadrez traz lições para a vida em todos os seus aspectos. Não se trata apenas de Mens sana in corpore sano. É um modo de ver a vida que se descortina para o aluno. Citando Kasparov, como a Profª Ana:

 

" Vejo na luta enxadrística um modelo exato da vida humana, com sua
luta diária, suas crises e seus incessantes altos e baixos."
(GM G. Kasparov)

 

Então, o II Encontro de Xadrez da E.M. Suécia ocorreu no dia 5 de outubro. Trata-se de um encontro interno em que participaram as turmas 1301, 1302, 1401, 1501 e 8101 (turma de projeto). Este torneio, que está sendo realizado de forma que uma turma jogue contra outra, está envolvendo muitos alunos e, por isso, terá andamento com semifinal e final no dia 20 de outubro de 2011.

 

 

 

 

 

Portanto, ainda não terminou. A professora acha importante ressaltar que a participação no torneio foi voluntária de acordo com o interesse do aluno. Segundo ela, " nosso objetivo é deixar que o aluno tenha a liberdade de dizer se quer participar ou não, pois, a partir do momento que tornamos algo obrigatório, deixa de ser prazeroso. Um dos objetivos desse Encontro, é manter o interesse dos alunos pela prática do xadrez e a integração entre as turmas. Pude perceber um grande interesse da maioria dos alunos em participar do nosso II Encontro de Xadrez da E.M. Suécia."

 

É o resultado de um trabalho realizado desde a E.I. A Educação Infantil jogando xadrez??!!! Eles iniciam sim com as noções básicas como o nome das peças, seu posicionamento no tabuleito no início do jogo e o movimento característico de cada uma delas. " Com as turmas de EI até 1200, procuro fazer estafetas para que eles corram e peguem a peça que eu solicitar no meio de outras peças misturadas. Formo duplas e ao meu sinal cada dupla monta o tabuleiro e vence a que montar o mais rápido possível e de forma correta. Faço também um quiz de perguntas para ver que turma acerta mais. Trata-se de perguntas sobre os movimentos das peças. O jogo com todas as regras, eu trabalho mesmo é com as turmas 1300 até 1500 e projetos." nos informa a professora. O vídeo ilustra um pouco estas atividades. Nele estão presentes o Gari Sidney Moreira e a Profª Isabella Tatagiba, parceiros no projeto:

 

 

 

 

Por sugestão da diretora adjunta Daniele, dos ex-alunos que foram para a E.M. Maranhão e do Tio Sidney, eles resolveram organizar também o I Encontro Intercolegial de Xadrez da E.M. Suécia 2011 que ocorreu no dia 6 de outubro. As escolas envolvidas foram: E.M. Suécia, E.M. Manuel Bomfim e E.M Maranhão. Foi um momento de integração e aprendizado para todos. A professora contou com a colaboração do Gari Sidney (como sempre, durante a oficina e nos 2 Encontros de xadrez) e do professor Alex Marinho Jorge da E. M. Manoel Bomfim. A turma esteve concentrada durante os jogos e ganhou até lanchinho preparado com amor pelas merendeiras.

 

 

Alex, Ana e Sidney e os enxadristas concentrados

 

 

E não pode faltar a foto dos vencedores do I Encontro Intercolegial de Xadrez da E.M. Suécia. Para mais fotos do evento, acesse o blog E.M.Suécia - PPP2011: "Suéci@.com".

 

Da esquerda para a direita: Daniel (2º colocado), Douglas (campeão) e Leonardo (3ºcolocado)

 

A Professora Ana ainda agradece a todos os colaboradores e participantes e nos presenteia com uma bela frase ( que suponho seja o lema da escola): "Nenhum de nós é tão bom quanto todos nós juntos". Completando com "outro ponto importante é ver os alunos me procurando na escola perguntando sobre o xadrez e não mais somente sobre o futebol e o queimado. Isso para mim, é o reconhecimento de um trabalho e de que eu toquei no coração deles. Gostaria muito que eles soubessem o quanto são importantes para mim!"

 

Imagens, textos (adaptados) e vídeos recebidos via email enviado pela Profª Ana Cristina Côrrea

 

                                                                            

 

Print Friendly and PDFPrintPrint Friendly and PDFPDF


 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 02/09/2011

O Papel do Xadrex Escolar na E. M Frederico Eyer - 7ª CRE

Tags: 7ªcre, jogos.

 

Alunos participando dos Jogos Estudantis do RJ da EM Frederico Eyer

 

A professora Fatima Bispo, que leciona Educação Física na E. M Frederico Eyer, vem desenvolvendo um trabalho importantíssimo com os alunos da escola. Através da prática do xadrez, eles têm a oportunidade de aprimorar suas habilidades cognitivas, relacionamento interpessoal, valores éticos e, ainda, se divertirem. Sua abordagem do esporte permite aos estudantes irem além do raciocínio lógico-matemático, comumente relacionado ao jogo. Outra vantagem do trabalho é exercitar a competitividade sadia, que respeita regras e o espaço do outro, ensinando os alunos a lidar também com a derrota e constatar a possibilidade de auto-superação diante dos desafios que se apresentam.

Em seu blog, a professora e árbitra auxiliar da Confederação Brasileira de Xadrez alerta, entretanto, que a mera inclusão do xadrez no espaço escolar não o torna pedagógico. É preciso uma conscientização e mediação por parte dos profissionais da Educação, não basta deixar os alunos jogando e simplesmente observar. É preciso ter objetivos pedagógicos e uma metodolgia clara com a prática do esporte no âmbito escolar, que pode vir a assumir os formatos curricular e extracuricular. O xadrez não apenas estimula o raciocínio, como também facilita as demais aprendizagens escolares, uma vez que estmula a criatvidade, as habilidades psicomotoras, a atenção, a memória e a percepção.
 
 
Professores participando da Oficina de Xadrez Escolar
 

O excelente trabalho da profissional não se restringe apenas aos alunos. Ela também representa uma Oficina de Xadrez Escolar para Professores da 7ª CRE, que no momento atende apenas professores de Educação Física, mas em breve se estenderá aos demais docentes. Alguns dos docentes não sabiam jogar e em pouco tempo já desenvolveram gosto e habilidade no jogo.
 
Desejamos que os benefícios deste projeto continuem enriquecendo cada vez mais as possibilidades da educação municipal. A seriedade e o fundamento das ideias defendidas pela docente acerca do uso do Xadrez Escolar mostram claramente não apenas a viabilidade, mas a necessidade de tal iniciativa ser adotada em nossas escolas. A abordagem pedagógica do esporte em questão, conforme descrito acima, vai além do lúdico e potencializa a capacidade de assimilação dos conteúdos curriculares convencionais.
 

                                          

 

Print Friendly and PDFPrintPrint Friendly and PDFPDF


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 25/08/2011

Mini Festival de Basquete do Projeto GIBI de 2011 da 4ª CRE.

Tags: educaçãofísica, jogos, competições, 4ªcre.

 

 

     PROJETO GIBI NA ESCOLA


GIBI = Grupo de Iniciação ao Basquete Infantil

O Projeto é uma ação de contraturno (só para os alunos das escolas participantes) e tem como parceiros: SME, AMBERJ (Associação Máster de Basquete do Estado do Rio de Janeiro) e Fundação VALE.

A UNIDADE ESCOLAR:


- Deverá possuir uma quadra coberta, com os acessórios necessários para a prática do basquetebol, a saber: linhas demarcatórias; estrutura para sustentação da tabela; tabela e aro. Piso da quadra em bom estado, sem buracos.
- Ter disponibilidade de dois horários pela manhã e dois horários pela tarde (horários de 1 hora) em dois dias na semana, na quadra de esportes. Por exemplo:
- 3ª e 5ª de 9h às 10h e de 10h às 11h
- 2ª e 4ª de 14h às 15h e de 15h às 16h
* A necessidade de dois horários é para atender as diferentes faixas etárias.
 (faixa etária atendida pelo projeto: de 9 a 15 anos)
Obs: Caso a escola não possua a disponibilidade de dois turnos, é possível oferecer um turno só. Porém, não é o ideal. Uma parte da população da escola não será contemplada.

OS PROFESSORES:


- Ter disponibilidade para atender aos horários das oficinas oferecidos pela escola. (turmas de 25 alunos)
- Ter disponibilidade de 4 horas semanais de centro de estudos
- Ter disponibilidade para capacitação que acontecerá em 21 e 22 de julho de 2010
- Caso o prof. atue em apenas um turno, ele terá 4 horas de oficinas e 4 horas de centro de estudos semanalmente. Portanto, ele terá uma dupla regência de 8 horas.
- Caso o prof. atue nos dois turnos, ele terá 8 horas de oficinas e 4 horas de centro de estudos semanalmente. Portanto, ele terá uma dupla regência de 12 horas.

MATERIAL FORNECIDO PELA SME:


- bolas de basquete de dois tamanhos (mirim e oficial)
- cones de sinalização
- coletes para jogo
- redes para os aros
- uniforme para os alunos participantes

 

FESTIVAL DO PROJETO GIBI DA 4ªCRE NO SESC DE RAMOS
 

Estiveram presentes no evento as Professoras Maria Helena (Gerente da GED) , Sandra Jardim e o Professor Fábio (os três na foto em destaque acima)

 

O JOGO E SEUS  MOMENTOS EMOCIONANTES

A PREMIAÇÃO

A EQUIPE

E.M. TEOTONIO VILELLA -  Prof: CARLOS VAGNER CARVALHO

E.M. LUIZ CESAR SAYÃO GARCEZ -  Prof: Cleber Pereira Bueno


E.M. HERBERT MOSES –  Prof: Ana Lúcia

CIEP MINISTRO GUSTAVO CAPANEMA - Prof: André Peixoto 

Escolas participantes

 


CIEP JUSCELINO KUBITSCHEK - MANGUINHOS
Prof: NILTON CESAR SPINELLI
TATIANA CAMARGO TEIXIERA VIEIRA 

E.M. TEOTONIO VILELLA – MANGUINHOS
Prof: CARLOS VAGNER CARVALHO
JOSÉ CARLOS NUNES MOREIRA

E.M. MINISTRO LAFAYETTE DE ANDRADA –  CORDOVIL
Prof:Cleide Severino Campalice da Costa

E.M. TENENTE GENERAL NAPION – RAMOS
Prof: Tonimar de Carvalho 

E.M. LUIZ CESAR SAYÃO GARCEZ- OLARIA
Prof: Cleber Pereira Bueno 

CIEP MINISTRO GUSTAVO CAPANEMA - BONSUCESSO
Prof: André Peixoto 

E.M. CIENTISTA MARIO KROEFF – PENHA
Prof: Fabio Bernardo Bastos 

E.M. HERBERT MOSES – JARDIM AMÉRICA
Prof: Ana Lúcia


E.M. ANITA GARIBALDI – ILHA DO GOVERNADOR 
Prof: Fabio Bernardo Bastos 

 

                                           

 

Print Friendly and PDFPrintPrint Friendly and PDFPDF

 


   
           



Yammer Share