A A A C
email
Retornando 80 resultados para a tag 'leitura'

Sexta-feira, 20/11/2015

O Mundo Encantado da Leitura

Tags: 4ªcre, leitura.

 

 

 

 

As crianças são muito receptivas aos estímulos que os professores apresentam. Quando o professor está encantado pela leitura e pelo seu potencial de crescimento, com certeza ele contagia os alunos!

 

 

"Procura-se um equilibrista que saiba caminhar na linha que divide a noite do dia que saiba carregar nas mãos um fino pote cheio de fantasia que saiba escalar nuvens arredias que saiba construir ilhas de poesia na vida simples de todo o dia."


                                                                              Classificados Poéticos, de Roseana Murray
 

 

 

 

O livro é um objeto de desejo do ser humano, assim como a leitura que se faz dele pode ser um processo de longo encantamento. Enquanto ser humano, seremos sempre uma consequência dos livros que lemos, teremos sempre uma marca dos autores com os quais dialogamos.

 

O Mundo Encantado da Leitura


Nosso projeto teve como objetivo geral estimular o gosto pela leitura vivenciando emoções, fantasias e imaginação, compreendendo que se escreve para que alguém leia.

 

 

Durante o processo de desenvolvimento, cada professora sorteou um clássico da literatura infantil no qual tinha a responsabilidade de envolver e desenvolver junto com seus alunos a história de uma forma lúdica sem que percebessem que seriam os personagens da história e, posteriormente, em datas marcadas - 13/10 (do 2º ao 5º ano e DI), 14/10 (EI e 1º ano) -, estariam apresentando para a comunidade.

Vendo toda empolgação e envolvimento de todos, inclusive e não menos importante a mão de obra artesanal dos responsáveis, professoras da Educação Infantil se reuniram para  apresentar para responsáveis e alunos a coreografia da música: "Emília, a boneca gente!", que nos remete à personagem de Monteiro Lobato, um ícone da literatura infantil brasileira.

Texto enviado pela professora Suzy Andrade

 

 

O ponto de partida para um bem sedimentado processo de alfabetização e letramento será, sem dúvidas, o trânsito intenso e diversificado por todas as práticas de linguagem. 

Assim, parafraseando a citação de Guimarães Rosa, aprender a ler é que é o ler mesmo. Em outras palavras, para ensinar a ler é preciso ler para o aluno, pelo aluno e com o aluno. E com prazer! Com muito prazer!

 

 

Parabéns a todos da Escola Municipal Presidente Gronchi, especialmente a Professora Suzy, por organizar o tempo e o espaço escolar para vivenciar o letramento através das atividades que  encantam pela leitura!

 

 

Escola Municipal Presidente Gronchi

Telefone (21) 3855-7010

E-mail: emgronchi@rioeduca.net
Endereço: Rua Jorge Lacerda
Jardim América
Rio de Janeiro - RJ
CEP: 21240-060
 

 

Ana Accioly - Representante Rioeduca da 4ª CRE

 

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Postado por Ana Accioly Ver Comentários (1)

Sexta-feira, 18/09/2015

Oralizando

Tags: 9ªcre, projeto, leitura.

 

 

 

 

Oralizando: projeto desenvolvido pela Escola Municipal DalilaTavares, envolvendo leitura com a participação de seus alunos.

 

 

Tendo em vista o projeto da Secretaria de Educação “Rio, uma cidade de leitores”, nossa escola tem investido em subprojetos em que o prazer pela leitura seja o principal objetivo.

Ler para obter conhecimento, ler pelo prazer de ler, ler para incluir-se na sociedade de leitores e sentir-se agente de sua história.

 

 

A partir dessa visão, foi iniciado o projeto ORALIZANDO, que consiste em uma apresentação com leitura de textos feita pelos alunos. Foi um grande campeonato. Foram lidos textos de Clarice Lispector, Fernando Pessoa, Vinícius de Moraes, Henfil entre outros. Toda escola foi envolvida: direção, professores, funcionários e alunos.

 

 

A cada etapa, fomos diminuindo o número de participantes, até chegarmos aos últimos colocados, que ocuparam o 1º, 2º e 3º lugares.

 

 

Medalhas foram distribuídas! Foi um grande momento para a escola.

Tivemos um participante em destaque, o aluno Lucas Gomes Matias, do 5º ano, que leu lindamente para todos nós, sendo aplaudido e abraçado por todos.

 

 

Parabenizamos a todos os alunos pelo empenho, e agradecemos a toda família Dalila Tavares pelo apoio, em especial à professora Jane, que foi a grande idealizadora do evento.

 

Belo trabalho realizado pela E. M. Dalila Tavares! Equipe e alunos estão de parabéns!
Contato com a U. E. pelo telefone 3394-2174, ou pelo e-mail emtavares@rioeduca.net.

 

 


 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 16/09/2015

Piquenique Literário na Escola Especial Rotary Club

Tags: 11ªcre, piquenique, leitura.

 

 

 

A sala de leitura da Escola Especial Municipal Rotary Club, localizada na Ilha do Governador, organizou um piquenique literário com os alunos. Confira!

 

A professora Silvia Salles, responsável pela sala de leitura da escola, realizou um super piquenique com os alunos, visando promover a leitura e ampliar as experiências literárias dos alunos.

A Escola Especial Rotary Club pertence à rede de ensino do município do Rio de Janeiro na 11ª CRE, sendo uma escola especializada para atendimento de crianças com necessidades educacionais especiais.

 

Leitura do livro "Florentina e o porquinho vão fazer um piquenique".

 

A atividade foi planejada para a Semana da Educação Infantil. Foram atendidas duas turmas, uma por turno, tendo dois alunos integrados com necessidades educacionais especiais em cada turma.

Primeiro foi realizada a contação de história do livro "Florentina e o porquinho vão fazer um piquenique" e, logo após, os alunos pintaram bandeirinhas para enfeitar o piquenique.

 

Pintando bandeirinhas para enfeitar o piquenique.

 

Depois, foi conversado sobre a organização do piquenique com a escolha do nome dele. A turma da manhã decidiu por "Piquenique do Arco-íris" e, a da tarde, "Piquenique do Lanche". Decidimos, também, o que cada um iria trazer fazendo uma lista.

 

Compartilhando leitura, exemplo de inclusão.

 

Decidimos onde seria através de uma votação pelos lugares preferidos: parque ou quadra. A quadra venceu.

No dia marcado, 23 de agosto, fizemos o piquenique com as guloseimas, leituras e muita brincadeira. Foi um sucesso!

 

Quer saber mais sobre a atividade? Ligue para a escola:

Telefone: 2463-0156 ou 3393-4215

E-mail: emrotaryc@rioeduca.net

 

 

Laura Fantti Davilla Serpa
Representante Rioeduca da 11ª CRE
Facebook: https://www.facebook.com/groups/1607751852842237
Twitter: https://twitter.com/laurafanttini
WhatsApp: 96852-3714
E-mail: lauradavilla@rioeduca.net

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 03/07/2015

Caixas de Escritores Retratando a Literatura e Escritores da República Dominicana

Tags: 5ªcre, leitura.

 

 

 

O resgate da história da Escola República Dominicana e do seu bairro, sua identidade e suas perspectivas futuras foram os desafios enfrentados para que a professora da Sala de Leitura Menino Maluquinho Silvana Lima pudesse dar vida às Caixas de Escritores.

 

A Escola Municipal 05.15.059 República Dominicana, através da professora da Sala de Leitura Silvana Lima, desenvolveu o projeto "Caixas de Escritores". O trabalho surgiu de uma solicitação da 5º CRE: as escolas com nomes dos países latino-americanos deveriam retratar a literatura e/ou escritores desses países para que fossem apresentados no Salão do Livro e em exposição na própria CRE. 

 

 

"O PPP 'República Ontem, Hoje, Amanhã e Sempre...' propõe o resgate da história da nossa escola e do bairro, sua identidade atual e suas perspectivas futuras. Partindo do princípio que as turmas de 4º e 5º anos planejavam um estudo sobre a República Dominicana em vários aspectos, trabalhei na Sala de Leitura com alunos da turma 1502, através de pesquisa supervisionada na internet, o levantamento de dados sobre autores e dados literários”, relata a professora Silvana Lima.


E continua: “mais especificamente, localizamos geograficamente a República Dominicana. Pesquisamos alguns eventos literários e escritores dominicanos. Com material impresso, partimos para retirar dados importantes da vida dos autores. Depois, sob a minha orientação, os alunos fizeram um resumo do material obtido. De posse dos resumos, elaborei as artes, anexando imagens dos autores e eventos aos textos. A diretora Maristela e a coordenadora pedagógica Celma nos auxiliaram encapando as caixas e colando as folhas impressas. Resultado final: nossas 'Caixas de Escritores' ficaram prontas e agradaram a todos pelas informações contidas e pela forma de apresentação”, finaliza a professora Silvana Lima, regente de turma da Sala de Leitura Menino Maluquinho. 

 

 

 

 

Conheça mais a República Dominicana clicando aqui.

 

Texto enviado pela professora Regina Bizarro.

 

 

Marcus Mortati – Representante do Rioeduca na 5ª CRE
E-mail: marcusmortati@rioeduca.net

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share