A A A C
email
Dicas, prática pedagógica, troca de experiências.

Terça-feira, 07/05/2019

Feliz Aniversário, EPF!

 

A Escola de Formação Paulo Freire (EPF) completa sete anos no dia 09 de maio, celebrando sua atuação na área de formação e valorização dos professores e demais servidores da Secretaria Municipal de Educação do RJ.

 

 


Conheça um pedaço da nossa história:


A EPF está localizada em um casarão histórico no Centro do Rio de Janeiro, construído em 1877, com o nome de Escolas Primárias da Freguesia de Sant'Anna. Em 1915 teve seu nome modificado para Escola Rivadávia Corrêa, abrigando a 2ª Escola Profissional Feminina, onde aconteciam oficinas de corte, confecções de chapéus e flores, espartilhos, datilografia e culinária.


No final dos anos 20, foi erguido um prédio anexo de cinco pavimentos e, em 1998, a Escola Municipal Rivadávia Corrêa passou a funcionar somente no prédio anexo, iniciando-se, então, a restauração da edificação do século XIX.


A partir de 2002, após a restauração, o casarão tornou-se a sede do Centro de Referência da Educação da Escola Pública da Cidade do Rio de Janeiro. Em 9 de maio de 2012 foi criada a Escola de Formação do Professor Carioca Paulo Freire e o Centro de Referência da Educação Pública passou a integrar a estrutura organizacional da escola de formação.


Em janeiro de 2019, a Escola passa a se chamar Escola de Formação Paulo Freire, estando a mudança do nome relacionada à ampliação de seu campo de atuação, agora, com ações que não se restringem mais aos professores, mas estendem-se para os demais servidores da educação do Município do RJ.


Para cumprir com suas atribuições, a EPF é formada, atualmente, por um gabinete e seis gerências, sendo elas: (1) Gerência de Formação Inicial; (2) Gerência de Formação Continuada do Professor Regente; (3) Gerência de Formação Continuada da Equipe Gestora; (4) Gerência de Fomento à Pesquisa e Avaliação Externa (5) Gerência de Ensino a Distância e o (6) Centro de Referência da Educação Pública da Cidade do Rio de Janeiro – Anísio Teixeira (CREP – AT).


Durante esta semana especial, cada Gerência contará um pouco da sua história ao longo desses 7 anos. Não percam!

 

Fonte: http://prefeitura.rio/web/epf/exibenoticias?id=9581643

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 03/05/2019

A Arte de Viver em Paz

O PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA/ PSE-Carioca está desenvolvendo um trabalho de Sensibilização envolvendo 480 professores/ profissionais das escolas da Rede Municipal de Ensino da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro e/ou parceiros do território, nas 11 (onze) Coordenadorias Regionais de Educação (CRE) para uma cultura de paz, por meio de Oficinas com a metodologia “A Arte de Viver em Paz”, totalizando 16 turmas no 1º semestre de 2019.

 

 

As Oficinas propõem reflexões e vivências dentro das ecologias pessoal, social e ambiental - geradoras de valores construtivos e de direitos humanos no ambiente escolar, familiar e comunitário, dentro do Convênio de Cooperação Técnica entre a UNIPAZ e Secretaria Municipal de Educação.


A presente proposta justifica-se em razão de potencializar mudanças de práticas na Rede Municipal de Ensino, na perspectiva de uma Educação para a Paz e Valores Humanos, no fortalecimento da autoestima e do cuidado integral, voltados para a comunidade escolar e parceiros do território.

 

Desta forma o projeto em questão está em consonância com um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) – ONU – Agenda 2030, que é: “Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis”.   

 

Enviado por: Cristiane Morandini E/SUBG/CIG - PSE Carioca


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 02/05/2019

Heróis do Tabuleiro quer entrar no Guinness Book em 2019

Tags: programa, heróis, tabuleiro.

Heróis do Tabuleiro quer entrar no Guinness Book em 2019

 


Em 2019, a Rede Pública Municipal do Rio de Janeiro quer entrar para o Guinness Book realizando o maior evento de xadrez escolar do mundo, de uma mesma rede de ensino. O encontro acontecerá em novembro e reunirá mais de 10.000 estudantes da Rede Municipal de Ensino no Rio de Janeiro no mesmo espaço. O desafio é do Programa Heróis do Tabuleiro: “xadrez para além do xeque-mate", coordenado pela professora Fátima Bispo.

 

O projeto Heróis do Tabuleiro consiste em aulas de xadrez em escolas do Ensino Fundamental I, dentro das turmas atendidas (caracterizando-se como uma atividade curricular e não extracurricular), com foco em alunos que apresentam baixo desempenho acadêmico. A intenção é implantar aulas de xadrez curricular destinadas aos alunos do 1º ao 5º ano e 6º experimental, nas 11 CREs, utilizando esse jogo milenar como uma ferramenta de enfrentamento das dificuldades de aprendizagem.

Além de entrar para o Guinness, o projeto tem outras importantes metas em 2019: atender a 45.600 alunos da Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro, em 125 escolas de Ensino Fundamental I e criar um “Núcleo científico de xadrez e aprendizagens”.

 

Entre os objetivos do Heróis do Tabuleiro estão desenvolver pesquisa científica para investigar, acompanhar e contribuir com a produção de conhecimento na área de xadrez escolar e aprendizagem; criar um programa de estágio de forma a garantir um bom atendimento aos alunos durantes as aulas e cobrir a lacuna na formação acadêmica dos estudantes de Educação Física referente ao xadrez; realizar um encontro anual de xadrez com os alunos do Programa, com vista a entrar no Guinness Book; realizar um evento científico por ano contemplando a temática Xadrez Escolar.

 

Espera-se capacitar 40 professores de Educação Física para atuarem no Projeto. Os professores interessados em integrar o Projeto devem entrar em contato com a GED de sua CRE.

 

Enviado por: 

Coordenacao de Projetos de Extensao Curricular

E/SUBE/CPEC


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 02/05/2019

Mulher Cidadã: Programa Maria da Penha vai à escola em Osvaldo Cruz e Campo Grande

Tags: programa, mulher, cidadã.

Seminário Mulher Cidadã - Programa Maria da Penha vai à Escola em Osvaldo Cruz e Campo Grande

 


O Seminário "Mulher Cidadã: Programa Maria da Penha vai à escola”, uma realização das secretarias municipais de Educação e de Assistência Social e Direitos Humanos, que aconteceu no auditório do CASS no dia 15 de abril para as 1ª, 2ª, 3ª e 11ª CREs, será realizado no dia 8 de maio, no Palácio 450, em Osvaldo Cruz, das 9h às 12h, e será destinado a representantes e professores das 4ª,5ª,6ª e 7ª CREs. No dia 13 de maio será para as 8ª, 9ª e 10ª CREs, em Campo Grande.

O Seminário conta com a participação da Secretaria Municipal de Educação, Talma Romero Suane, do Secretário Municipal de Assitência Social e Direitos da Mulher, João Mendes de Jesus, da subsecretária de Políticas Para a Mulher, Joyce Braga, da coordenadora do Comitê de Gênero da Educação, Waleria de Carvalho, e da promotora Carla Araújo, do I Juizado da Violência Doméstica e Familiar contra a mulher.

O objetivo de realizar o Seminário Mulher Cidadã: Programa Maria da Penha vai à Escola, que foi muito bem avaliado pelos que estiveram no CASS, é o de sensibilizar a comunidade escolar sobre a questão da violência doméstica e debater a questão, de acordo a lei sob o nº 6.427, de 18 de dezembro de 2018, sancionada pelo prefeito Marcelo Crivella.

Ao final do Seminário, a promotora Carla Araújo lançará o livro, "As Marias do Brasil", sobre violência doméstica.

 

Enviado por:

Coordenacao de Projetos de Extensao Curricular

E/SUBE/CPEC


   
           



Yammer Share