A A A C
email
Retornando 18 resultados para a tag 'circular'

Terça-feira, 02/05/2017

Campanha “Aqui é um lugar de paz”

Tags: circular, campanha, paz.

 

Circular E/SUBE nº20

Rio de Janeiro, 28 de abril de 2017.

Assunto: Campanha “Aqui é um lugar de paz”.

 

Sr.(ª) Coordenador(a) de E/SUBE/CRE

 

Desde o início do mês de abril de 2017, a Rede Municipal de Ensino da cidade do Rio de Janeiro vem se mobilizando em torno da afirmação “Aqui é um lugar de paz”. Essa afirmativa alicerça uma campanha que pretende enfatizar a importância do diálogo na escola, envolvendo todos e cada um na discussão e no enfrentamento à violência e promoção da paz.

2. A campanha tem os seguintes objetivos:

a. Assegurar o direito à Educação de crianças e adolescentes, ameaçado pela violência;
b. Refletir sobre a função da Educação na construção de uma cidade de paz;
c. Ampliar práticas de construção de paz no cotidiano da Escola;
d. Promover a integração e o fortalecimento de nossa Rede de Ensino na construção da paz.

3. Para a continuidade da campanha, destacamos a importância de que as ações desenvolvidas estejam ancoradas nos seguintes princípios:

a. Fortalecimento de um movimento coletivo pela não-violência, por meio do diálogo entre pessoas, instituições e políticas do território;
b. Responsabilidade e compromisso de cada um no enfrentamento da violência e na construção da paz;
c. Conhecimento, reflexão e atuação nas diferentes dimensões e níveis de violência;
d. Refletir sobre a Escola como espaço de Proteção Integral de crianças e adolescentes;
e. Valorização do protagonismo do aluno na construção e desenvolvimento da campanha pela paz.

4. Uma carta-convite elaborada pelo Secretário de Educação, Esportes e Lazer será endereçada a toda a Rede Municipal de Ensino. Além de convidar cada Unidade Escolar a aderir à campanha, essa comunicação deve contribuir para apoiar e favorecer a mobilização da comunidade escolar, no mês de maio, mantendo a discussão sobre paz e violência. 

5. A campanha, nos seus três primeiros meses, deverá ser desenvolvida a partir de questões norteadoras e de materiais de apoio a serem sugeridos e disponibilizados pela SMEEL. No entanto, é fundamental que a escola possa imprimir sua singularidade a respeito dos temas tratados. Para tal, espera-se que cada escola realize seu próprio planejamento e desenvolvimento da campanha com a participação efetiva dos alunos e de outros atores da comunidade escolar e do território.

6. Nesse sentido, é importante a busca de parceiros locais – órgãos da Prefeitura e demais atores da sociedade civil – que possam integrar as ações planejadas pelas Unidades Escolares.

7. Para o planejamento e desenvolvimento das ações do mês de maio, sugerimos como questão norteadora o lema da própria campanha “Aqui é um lugar de paz”. Propomos que cada Unidade Escolar, a partir de sua realidade, possa dar maior sentido a essa afirmação, desenvolvendo debates e ações que possam produzir frases e imagens complementares ao tema.

8. Destacamos a importância de registrar as ações desenvolvidas ao longo do mês e solicitamos o envio desses registros para os “Rioeducadores” das CRE ou diretamente para rioeduca@rioeduca.net, que fará a divulgação dos trabalhos desenvolvidos.

9. Diante do exposto, a SMEEL apresenta um cronograma anexo, com as ações comuns a serem realizadas no mês de maio.

10. Na certeza de que somente ações conjuntas e intersetoriais promovem resultados positivos, contamos com a participação de todos.

 

Atenciosamente,

Jurema Regina de Araújo Rodrigues Holperin
Subsecretária de Ensino

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 21/07/2016

Atualização de Cadastro e Novos Procedimentos para Acerto da Vida Escolar

Tags: circular, sga, alunos, cadastro.

 



 



 


Rio de Janeiro, 07 de julho de 2016.


Assunto: NOVOS PROCEDIMENTOS PARA ACERTO DE VIDA ESCOLAR DOS ALUNOS


Comunicamos que, visando à agilização do atendimento aos acertos de vida escolar dos alunos, implantamos melhoria no SGA – Sistema de Gestão Acadêmica, criando nova funcionalidade, para que, a partir de agora, o Gerente da GED possa efetuar a abertura de COC do ano corrente, liberando os acertos de avaliações e frequências relativos ao ano letivo em curso.

Acesse o texto completo clicando no link: Circular E/SUBE nº 47

 

 

Assunto: ATUALIZAÇÃO DE CADASTRO DOS ALUNOS NO SGA

 

Considerando a importância de ter os dados referentes aos alunos atualizados, o que facilita o contato da escola com os responsáveis, e atendendo a solicitação do Ministério Público, para suas ações de proteção à criança e ao adolescente, solicitamos a realização de atualização dos dados cadastrais dos alunos na quinzena de 11 a 22 de julho do corrente ano, em todas as Unidades Escolares.

Acesse o texto completo clicando no link: Circular E/SUBE nº 48

 

 


 



                            



 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 17/06/2016

Procedimentos para o 2º COC do Ano Letivo de 2016

Tags: coc, circular.

 

 

 

 

Circular E/SUBE nº 40

                    Rio de Janeiro, 17 de junho de 2016.

Assunto: PROCEDIMENTOS PARA O 2º COC DO ANO LETIVO DE 2016

 

 

Sr(a). Coordenador(a) de E/SUBE/CRE
Sr(a). Assessor(a) de Integração da E/SUBE/CRE
Sr(a). Gerente da E/SUBE/CRE/GED
Sr(a). Diretor(a) de Unidade Escolar

 

 Apresentamos os procedimentos a serem adotados no SGA, no COC 2, de modo a minimizar, ao máximo, erros de lançamento de dados e garantir o fechamento dentro do prazo.


CONSELHOS DE CLASSE DO 2º COC: 04, 05 e 06 de julho

 

- Deverão ser lançados: frequência, notas e conceito global.

- A atribuição do CONCEITO GLOBAL está estabelecida na Resolução SME nº 1123, de 24 de janeiro de 2011, em seus artigos 2º e 3º e respectivos parágrafos, e na Deliberação E/CME nº 19, de 17 de março de 2009, em seus artigos 2º (parágrafo único) e 3º. (Ver Anexo desta Circular: Esclarecimentos sobre atribuição do Conceito Global.)

ATENÇÃO: Esse anexo deve ser entregue aos professores antes do dia do COC, devendo ser analisado no início do 2º momento deste COC.

- Na atribuição do Conceito Global, nos grupamentos em que o Professor II é responsável pelas disciplinas básicas (Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, História e Geografia), faz-se necessária a participação ativa dos Professores I de Arte, Língua Estrangeira e Educação Física.

- DESESC: A digitação deve ser encerrada até o dia 01/07/2016, para que a migração esteja concluída no primeiro dia de COC. Fechada a digitação no DESESC, compete à direção da Unidade Escolar imprimir os resultados de cada turma e entregá-los ao seu Professor Regente.

- Para diminuir a possibilidade de erros nos resultados, os lançamentos devem ser efetuados, em sua maioria, antes da realização do COC (04, 05 e 06/07), para que os quadros totalizadores e o “Relatório de Fechamento do COC” possam ser utilizados no COC para discussão e conferência. Os professores deverão efetuar a conferência dos lançamentos (Notas/frequência/GLB). Após as análises e discussões do COC, alterações deverão ser registradas para acerto no sistema.

- Realizar, sempre que possível, o COC no 1º dia previsto.

- Emitir a Relação de Fechamento de COC para conferência, antes de fechar o COC no SGA.

- Lembramos que os lançamentos dos projetos Aceleração 2A, 3 e 6, este ano, acontecem para todas as disciplinas, inclusive a frequência e o Conceito Global.

 

ATENÇÃO!

CRONOGRAMA DO FECHAMENTO - SCA/SGA

- Todos os lançamentos devem estar efetuados até 13/07/2016.

- Dia 16/07 teremos a Reunião de Responsáveis e somente esta pendência deverá existir no sistema - SCA/SGA.

- Fechamento do 2º COC: 22/07/2016.

COLABORE: Dados lançados e conferidos, execute, imediatamente, os procedimentos de fechamento deste COC. Não espere o último dia!

ALERTA:

É responsabilidade da Direção da Unidade Escolar conferir todos os lançamentos do COC e executar os procedimentos necessários para o cumprimento dos prazos estabelecidos.

 

SOLICITAÇÃO

Solicitamos ciência desta Circular a toda a comunidade escolar.

 

Atenciosamente,

Antonio Augusto Alves Mateus Filho
Assistente I da E/SUBE/CED

 

ANEXO

1. RESOLUÇÃO SME N.º 1123, DE 24 DE JANEIRO DE 2011.

Art. 2.º A avaliação do processo de desenvolvimento e aprendizagem dos alunos do 1.º ao 9.º ano do Ensino Fundamental e do Programa de Educação de Jovens e Adultos – PEJA – deverá ser expressa, a cada Conselho de Classe, por meio de um conceito global, definido pela Secretaria Municipal de Educação (SME), o qual determinará, ao final do ano letivo, a aprovação ou reprovação do aluno.

§ 1.º O conceito global considerará as avaliações dos professores, os resultados nas provas bimestrais e o aspecto formativo do desenvolvimento do aluno.

§ 2.º No 1º Ano do Ensino Fundamental, será atribuído, a cada bimestre, um conceito global ao aluno.

§ 3.º Do 2º ao 5º Ano do Ensino Fundamental, será atribuído um conceito global ao aluno, além de se registrarem, no Boletim Escolar, as notas obtidas nas provas bimestrais de Português, Matemática e Ciências.

§ 4.º Do 6º ao 9º Ano do Ensino Fundamental, será atribuído um conceito global ao aluno, além de se registrar, no Boletim Escolar, em cada uma das disciplinas do currículo, a média, em escala de 0 (zero) a 10 (dez), de todas as avaliações bimestrais, tanto as programadas pelo professor como as provas elaboradas pela SME.

§ 5º. Do 6º ao 9º Ano do Ensino Fundamental, também serão registradas, no Boletim Escolar, a cada bimestre, as notas das provas bimestrais, aplicadas pela Secretaria Municipal de Educação.

§ 6.º A atribuição do conceito global e da média das disciplinas não exclui o registro significativo em cada disciplina, a ser feito no Diário de Classe.

Art. 3.º O conceito global, que refletirá o desenvolvimento e a aprendizagem do aluno no período considerado para o Conselho de Classe (COC), deverá se constituir na síntese dos apontamentos realizados no Diário de Classe.

§ 1.º Para a atribuição do conceito global, deverão ser observados os seguintes aspectos:

I – Muito Bom (MB): atingiu os objetivos propostos para o período, não tendo necessitado de atividades específicas de recuperação paralela;

II – Bom (B): atingiu os objetivos propostos para o período, com participação eventual em atividades específicas de recuperação paralela;

III- Regular (R): atingiu parcialmente os objetivos propostos para o período, necessitando, constantemente, de recuperação paralela, com novas e diferenciadas atividades.

IV – Insuficiente (I): após a recuperação paralela, não atingiu os objetivos mínimos propostos para o período.

§ 2.º No Ensino Fundamental, do 3º ao 9º Ano, ficará retido o aluno que obtiver conceito global I (Insuficiente) ao término de cada ano escolar.

§ 3.º Devido ao caráter processual da alfabetização, não deverá haver retenção no 1º e no 2º Ano.

§ 4.º O aluno que for considerado apto para o ingresso no Ensino Médio, por meio de concurso de seleção realizado por instituição de ensino de rede pública, não poderá ser retido no 9º Ano.

 

2. DELIBERAÇÃO E/CME nº 19, DE 17 DE MARÇO DE 2009:

Art. 2º - O Conselho de classe terá como finalidades:

I – analisar dados referentes ao desenvolvimento do aluno no processo de aprendizagem; da relação professor-aluno; do relacionamento entre os próprios alunos e, de outros assuntos específicos da turma;

II – sugerir medidas pedagógicas a serem adotadas, visando superar as dificuldades detectadas;

III – deliberar a respeito do conceito global dos alunos.

Parágrafo único. Na atribuição do conceito global do aluno, a cada bimestre, serão considerados:

a) o grau de atingimento, pelo aluno, dos objetivos propostos para o período;

b) os resultados obtidos, pelo aluno, nas avaliações;

c) evolução do desempenho escolar;

d) as anotações significativas feitas pelo professor no registro individual do aluno, a partir de suas observações sistemáticas;

e) o resultado obtido, pelo aluno, na recuperação paralela, quando dela teve necessidade.

Art.3.º Nos aspectos qualitativos da avaliação observar-se-á o desenvolvimento do aluno quanto:

a) à liberdade de ação, de expressão e de criação;

b) às interações que estabelece no espaço social;

c) à compreensão e ao discernimento de fatos e à percepção de suas relações;

d) à capacidade de análise e de síntese.
 

 

 

                            

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 08/04/2016

Aplicação da Provinha Brasil 2016 – Etapa I

Tags: professores, avisos, circular.

 

A Provinha Brasil 2016 – Etapa I, prevista para os dias 11 e 12 de abril, terão suas datas alteradas, tendo em vista que só foram entregues à SME no dia 31 de março e estão sendo separadas e empacotadas para serem entregues na semana de 11 a 15 de abril.
 

Assim, a Provinha Brasil, que substitui as provas bimestrais do 2º Ano, será aplicada nas seguintes datas:


- Leitura (LPL) – dia 18 de abril;
- Matemática – dia 19 de abril.


 A prova bimestral de Alfabetização Escrita deve ser aplicada na data prevista: 13 de abril.

 

Cada escola receberá, além dos cadernos de prova de Leitura e de Matemática para os alunos, três guias:


- Guia de Aplicação da Prova de Leitura;
- Guia de Aplicação da Prova de Matemática;
- Guia de Correção e Interpretação dos Resultados.

 

Para maiores detalhes, acesse a Circular E/SUBE nº 27 .

 

 

 

                            

 

 

 

 


   
           



Yammer Share