A A A C
email
Retornando 28 resultados para o mês de 'Janeiro de 2019'

Quarta-feira, 16/01/2019

Vale a Pena Ler de Novo: Compartilhando Experiências na ExpoPEJA Regional

Tags: 8ªcre, peja, eja.

Quando o processo de escolarização é interrompido, não significa que um jovem ou adulto deverá abrir mão de concluir os estudos. A Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro oferece uma modalidade de ensino que visa proporcionar a conclusão do Ensino Fundamental para quem precisou deixar a escola. O Rioeduca mostra um pouco da Educação de Jovens e Adultos (EJA) da 8ª Coordenadoria Regional de Educação, na ExpoPeja.

 

 

Alexssander Barbosa e Erika Bonilha - Professores do EJA no CIEP Célia Martins Menna Barreto

 

 

A Educação de Jovens e Adultos (EJA) do Rio de Janeiro é uma modalidade oferecida em várias Unidades Escolares da cidade.Os alunos da EJA têm a oportunidade de aprimorar conhecimentos, vivenciar novas experiências e aprendizagens, considerando suas necessidades, interesses e projetos de vida e de futuro.

Todos os anos, as escolas realizam uma mostra de trabalhos aberta à comunidade, é a ExpoPeja. Nesse evento, as escolas apresentam um pouco do que trabalham com os alunos e a cada ano esse momento revela que se desenvolve com eles é muito mais do que atividades escolares, são aprendizados para a vida!

 

 

Coral de alunos da EJA do CIEP Célia Martins, após a apresentação da músca "Olhos Coloridos"

 

 

No dia 05 de dezembro de 2018, foi realizada, no Bangu Atlético Clube, a ExpoPeja Regional da 8ª Coordenadoria Regional de EducaçãoO evento é promovido anualmente com os alunos e professores do Programa de Educação de Jovens e Adultos (PEJA) e Gerência de Educação (GED).

A Expopeja Regional tem como intuito estimular o exercício da autoria, ao tornar públicas as produções de alunos e profissionais do PEJA, bem como vivenciar um momento de reflexão dos temas apresentados nos trabalhos expostos e apresentações.

 

 

Alunos do CIEP Padre Paulo após a peça Heróis do Conhecimento

 

 

Para a ExpoPeja, ao todo dezessete escolas expuseram seus trabalhos e oito realizaram apresentações. O CIEP Célia Martins Menna Barreto abriu as apresentações com um trecho do Teatro “Um Sonho De Liberdade”, que surgiu como desdobramento do projeto anual da unidade escolar.

 

A turma de Educação de Jovens e Adultos do CIEP, no centenário de Mandela, trabalhou as temáticas do respeito, diversidade, justiça e igualdade. Após o teatro, o coral da escola apresentou a música “Olhos Coloridos” de Sandra de Sá.

 

 

Alunos do CIEP Frei Veloso na representação do Museu da Empatia

 

O CIEP Vila Kennedy abrilhantou a noite com a música Gentileza, da cantora Marisa Monte, fruto do trabalho desenvolvido com o título: “Gentileza gera Gentileza no PEJA”.

 

As Escolas Municipais Tasso da Silveira, General Tasso Fragoso, Henrique de Magalhães, Marieta da Cunha da Silva e os CIEPs Thomas Jeffersson e Padre Paulo Corrêa Sá enriqueceram o evento com as respectivas apresentações: paródia da música “ A Estrada”, da banda Cidade Negra; peça teatral “A lenda do surgimento das águas”; a poesia “A escola que eu quero” ; dança interpretando a música “We are the world”; dramatização da lenda folclórica do Lobisomem e a peça “ Heróis do Conhecimento”.  

 

A cada apresentação era nítido o orgulho que os alunos traziam nos olhos! Estar ali significou mais do que um trabalho pedagógico, na verdade a ExpoPeja compartilha, incentiva e promove aprendizagens entre os alunos.

 

 

Trabalhos presentes na ExpoPeja 2018

 

 

"Foi meu primeiro desafio por estar recentemente compondo a equipe da Gerência de Educação da 8ª Cre. A ExpoPeja apresenta trabalhos excelentes!"  Professor Welton Souza

 

O evento contou com a presença da Gerente de Educação da 8ª CRE, professora Diala Azevedo, as equipes gestoras e docentes das Unidades Escolares, alunos, pais e convidados, totalizando, aproximadamente, quatrocentas pessoas.

A ExpoPeja apresenta a todos o trabalho que é feito com seriedade para os jovens e adultos da Cidade do Rio de Janeiro!

 

O Rioeduca parabeniza os alunos e os professores da Educação de Jovens e Adultos do Rio de Janeiro!

 

 

 

Para contato com a 8ª CRE

Endereço: Rua Biarritz, s/nº

Tel.: 3332-1948

 

 

Contato para publicações:


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 15/01/2019

Vale a Pena Ler de Novo: I Feira de Experiências Interessantes na E.M.Dunshee de Abranches

Tags: 11ªcre, feira, experiências.

 

A I Feira de Experiências Interessantes da Escola Municipal Dunshee de Abranches trabalhou conteúdos de Ciências do Ensino Fundamental, especificamente do 9ºano. O projeto foi criado na tentativa de sistematizar os conhecimentos adquiridos, durante as aulas, de forma lúdica e prazerosa.

Confira!

 

 

 

O trabalho foi realizado com as 3 turmas do 9º ano sob a direção da professora Vanise Cardoso De Magalhães, teve a duração de 2 meses (setembro e outubro), com culminância no dia 05 de novembro.

 

 

 

 

Alguns objetivos foram específicos durante o projeto, como por exemplo, o incentivo ao uso da internet para a pesquisa de dados, a compreensão de conceitos científicos, o desenvolvimento da competência leitora e da compreensão de textos informativos e científicos e a valorização do trabalho em grupo como meio de desenvolver a cooperação na construção coletiva do conhecimento.

O projeto se iniciou com a apresentação em sala de aula, incentivando a participação dos alunos. Os grupos foram formados e cada grupo pesquisaria em diversos meios a escolha do experimento a ser realizado.

 

 

 

 

Na proposta experiência deveria ser apresentada, em sala de aula, por escrito com a explicação científica, assim como a possibilidade de sua realização, levando em conta os materiais a serem usados.

Após todas as experiências serem aprovadas, foram confeccionados cartazes e houve a Exposição dos Experimentos na Feira.

 

 

 

 

Durante a feira, os grupos explicavam seu experimento e mostravam o resultado.

 

 

 

 

A culminância se deu com a participação de todos os envolvidos. O comprometimento dos alunos foi o ponto alto do evento, pois eles demonstraram muita responsabilidade e envolvimento no desenvolvimento das atividades. Desta forma, podemos inferir que este tipo de atividade é um excelente recurso no processo de ensino- aprendizagem, já que possibilita que os alunos a adquiram os conteúdos de uma forma prazerosa, significativa, diferente e investigadora, fazendo com que se tornem cada vez mais críticos e construtores de seu processo ensino-aprendizagem.

 

Quer saber mais sobre?

Unidade escolar: E.M. Dunshee de Abranches

E-mail: emdunshee@rioeduca.net

Telefone: 3975-0073 / 2463-7762

 

 

Contato para publicações: 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 15/01/2019

Vale a Pena Ler de Novo: Coma Bem, Viva Melhor!

Tags: 7ªcre, projetos.

O EDI Professora Norma Andrade Nogueira participa da Jornada de Educação Alimentar e Nutricional 2018 promovida pelo PNAE ( Programa Nacional de Alimentação Escolar). A Jornada tem como tema norteador a promoção da alimentação saudável e a prevenção da obesidade infantil no ambiente escolar. 

 

O EDI Professora Norma Andrade Nogueira desenvolveu diversas atividades envolvendo os temas  propostos pela Jornada de Educação Alimentar e Nutricional 2018 (EAN). Confira agora o relato enviado ao Rioeduca sobre as atividades, considerando os temas: Propaganda e publicidade de alimentos para o público infantil e envolvimento da família na alimentação escolar: Vamos aprender juntos!

 

 

 

Tema : Propaganda e publicidade de alimentos para o público infantil

Título : Coma bem, viva melhor!

 

Especialistas apontam a publicidade infantil como grande vilã do aumento do consumo dos alimentos altamente calóricos, processados e com baixo valor nutricional. Sendo assim, ela está diretamente ligada a obesidade infantil, uma vez que as crianças são consideradas sensíveis e vulneráveis a propaganda.


Não é incomum encontrar crianças fazendo escolha pelo suco de caixinha do super-herói favorito, o biscoito que ela viu no anúncio do intervalo do desenho e por aí vai.


As propagandas são abusivas e provocam malefícios a saúde, pois essa exposição corrobora com a promoção de hábitos alimentares não saudáveis, que ficam enraizados na nossa cultura.


Sendo assim, pensamos em trazer para essa etapa da Jornada de EAN a discussão de novas formas de promover os alimentos saudáveis, através do relato e da escuta das crianças, garantindo que elas possam se expressar e serem representadas nesse processo.


O trabalho com as crianças se iniciou com a apresentação de alguns alimentos, onde eles puderam experimentar, sentir das mais diferenciadas formas. As turmas da pré-escola foram convidadas a montar um piquenique com alimentos saudáveis e durante esse processo as crianças foram instigadas a gravar pequenos vídeos falando sobre os alimentos ali inseridos, as frutas.

 

Crianças experimentando frutas diversas.

 

 

Piquenique realizado na unidade escolar.

 

 

Crianças reunidas, após o piquenique.

 

Num segundo momento, eles puderam assistir vídeos e se reconheceram enquanto autores do processo de divulgação e promoção de uma alimentação de qualidade.

 

Ainda dentro do tema, as turminhas do maternal 1 prepararam um outdoor a partir de atividades realizadas com os responsáveis e as crianças, com o intuito de conscientizar a importância de consumir produtos naturais, in natura.

 

Por fim, Eles fizeram um suco de abacaxi com hortelã, retirado na nossa horta e após a degustação e aceitação pela grande parte das crianças, elas seguiram na confecção do outdoor, no hortifrúti do maternal 1 o abacaxi é rei! Os responsáveis se surpreenderam com aceitação por parte das crianças.

 

 

 

 

Tema: Envolvimento da família na alimentação escolar

Título: De bem com seu prato - família e creche servindo saúde e alimentando a vida!

 

Envolver as famílias não é uma tarefa fácil, no entanto, essa parceria é fundamental para o desenvolvimento das crianças. Sendo assim, o EDI Norma tem a preocupação de estabelecer e reafirmar esse vínculo constantemente, pois acreditamos que essa é uma condição indispensável para uma educação de qualidade.


No primeiro momento, convidamos a mãe do pequeno Arthur, que é estudante de nutrição para uma entrevista com as turminhas da pré-escola. As crianças elaboraram vários questionamentos a respeito dos alimentos, de sua importância e da profissão da mãe convidada, Joelma.

 

 

Roda de conversa com a Joelma, mãe do Arthur e estudante de nutrição,

 


Após a entrevista e de uma conversa sobre a importância da merenda escolar, sua formulação, e seus benefícios os pequenos foram para a cozinha preparar o suco do Hulk e um das Princesas, para acompanhar o almoço.


Suco do Hulk


Ingredientes:

2 folhas de couve (da horta)
Suco de algumas laranjas

Procedimento: 

Coloque tudo no liquidificador, depois é só passar na peneira e pronto!
Sirva com gelo.


Suco das Princesas


Ingredientes:


2 Beterrabas
Suco de algumas laranjas

Procedimento:

Coloque tudo no liquidificador, depois é só passar na peneira e pronto!
Sirva com gelo

 

 

 Aprendendo a receita de sucos com ingredientes saudáveis.

 

A atividade foi dirigida pelas lactarista da unidade com o auxílio das crianças. Os responsáveis acompanharam a atividade e acabaram degustando a receita junto aos seus pequenos, que demostraram familiaridade com a receita preparada. Os pais se mostraram bem surpresos com a aceitação das crianças e isso só comprova que uma alimentação saudável começa aqui sim e desde muito cedo!

 

Lavando a couve para o suco do Hulk.

 

 

 

         Preparando a receita Ratatouille.
 

 

O berçário também participou desta etapa da jornada de EAN. Eles prepararam biscoitinhos para receber os responsáveis em um chá da tarde, feito com ervas da nossa horta.


As professoras trouxeram a já conhecida da turma, a Dona Maricota com sua cesta saudável para preparar o chá com os responsáveis. A atividade foi muito divertida e abriu possibilidades para muitas trocas com as famílias.

 

Hora da história : a cesta de Dona Maricota.

 

 

                 Hora do chá : atividade de integração com a família.
 

 

Parte da equipe do EDI e crianças do maternal 2.

 

 

 

 

O EDI Norma acredita e apoia a ideia da interação com as famílias, pois esse movimento enriquece as nossas atividades e contribui com para o pleno desenvolvimento dos nossos pequenos.

 

 

Parabéns a todos os envolvidos pelo trabalho realizado!

 

 

Contato para publicações:

robertavitagliano@rioeduca.net

 

Contato do EDI Professora Norma Andrade  Nogueira:

edinogueira@rioeduca.net

 

Contato para publicações:

 


 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 15/01/2019

Vale a Pena Ler de Novo: Representante de Turma - Desenvolvendo a Cidadania

Tags: 2ªcre, educaçãoinfantil.

 

Os alunos do EDI Igor Moraes da Silva participaram de um projeto que incentivou a cidadania e o pensamento democrático.

 

A partir do momento de eleições que vivemos no segundo semestre de 2018, a professora Tamires Coutinho, regente do Maternal, no EDI Igor Moraes da Silva, aproveitou para desenvolver um projeto cujo os objetivos foram a participação cidadã dos alunos e o incentivo ao pensamento democrático, que contou ainda com a colaboração das auxiliares Viviane Belo e Maria do Carmo.

 

 


O projeto destacou a importância de introduzir a responsabilidade social desde a Educação Infantil. Com a eleição do representante de turma, as crianças do maternal II puderam desenvolver aos poucos as primeiras noções de cidadania, participação política, entendimento do sistema eleitoral (voto individual e secreto, urna, cabine, primeiro turno e segundo turno - quando acontece empate), possibilitando assim a formação inicial de uma consciência política.

 

 

 

 


“Quem você acha que será um bom representante?” – Pergunta feita pela professora Tamires, antes dos alunos escolherem o voto.


A ideia promoveu nos alunos atitudes de cooperação, participação, responsabilidade, tolerância, sensibilidade e espírito de liderança. “Quem ganha a votação se compromete a ajudar a todos no que for preciso e a ser um bom exemplo para seus amigos.” Explica a professora.

 

 

 


As crianças adoraram e ficaram entusiasmadas com o projeto. As famílias e a comunidade escolar apoiaram a ideia.


Em um primeiro momento, foi perguntado aos alunos quem gostaria de se eleger representante. Apenas as fotos das crianças interessadas foram disponibilizadas dentro da cabine para votação. Como ainda são muito pequenos, o sistema de organizar por fotos é importante para que eles possam escolher visualizando. Cada um escolheu um amigo para votação e escreveu o nome do candidato eleito em um papel legível e grande (trabalhando o letramento e o reconhecimento das letras). 


Após todos votarem, os alunos sentaram na roda junto com a professora e contaram juntos os votos. Se houvesse empate, haveria segundo turno.


A criança com mais votos seria o representante durante toda semana, colocaria um crachá de representante e se comprometeria a ajudar todos os amigos e a dar bons exemplos.


“Acho muito bom eles poderem exercer a cidadania. Gostei muito do projeto”. Relatou a mãe de uma aluna da turma. Ela disse, ainda, que a filha chegou em casa contando que votou e que o amigo tinha sido eleito.


Agradecemos a professora Tamires Coutinho por compartilhar conosco esta atividade que incentivou a cidadania e o pensamento democrático na Educação Infantil.

 

Quer saber mais?

O contato do EDI Igor Moraes da Silva é: edisete@rioeduca.net

Telefone: 2484-7809

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

 

 

 



 


   
           



Yammer Share