A A A C
email
Retornando 97 resultados para o mês de 'Outubro de 2011'

Sexta-feira, 28/10/2011

Anna Amélia Queiróz Carneiro de Mendonça - Uma defensora da Educação!

Tags: 8ªcre.

 

 

Anna Amélia Queiróz Carneiro de Mendonça.

 

                                                                   

 


Poetisa, tradutora e feminista carioca, teve poemas e crônicas publicados pelos mais importantes jornais do país.


Não tem limites a vastidão de qualidades e, portanto, de adjetivos, que se precisaria empregar para descrever uma personalidade como a de Anna Amélia Queiróz Carneiro de Mendonça.


A multiplicidade de facetas de que se valeu para conviver com seu tempo chama atenção logo de início: pioneira, foi a primeira mulher membro de um tribunal eleitoral do país; defensora da educação e dos estudantes, foi presidente da Casa do Estudante do Brasil durante mais de 40 anos e ajudou a fundar a Associação Brasileira de Estudantes.

 

 

 


A carioca Anna Amélia de Queiróz Carneiro de Mendonça, passou a infância no interior de Minas Gerais, em Itabirito, na Usina Esperança, primeira siderúrgica comercial a funcionar regularmente no Brasil, um pioneirismo de seu pai, José Joaquim de Queiroz Júnior.


Anna Amélia não estudou em escola, foi educada por preceptoras brasileiras, inglesas e alemãs.Aprendeu inglês, francês e alemão.

A rimar, parece que Anna Amélia nunca teve que aprender; toda a família se lembrava da menina de pouco mais de três anos a exclamar, de olho no tempo, ainda sem dominar todos os erres:

 

 

 

 

Anos mais tarde era confirmado seu talento como escritora!

Os poetas sabem falar sobre o amor de forma sensível e profunda!
Anna Amélia não foi diferente. Vejam o belíssimo poema escrito por ela sobre o tema:

 

 

 

Na rua Biarritz, em Bangu, existe uma escola da Rede Municipal que recebeu este nome, para homenagear esta grande mulher!

Inspirados por seu amor e dedicação  aos estudantes do Brasil, a equipe de educadores da Escola Municipal Anna Amélia de Queiróz Carneiro de Mendonça, investe em projetos e ações que visam formar jovens atuantes na busca de uma sociedade melhor, respeitando as diferenças e acreditando na igualdade de direitos de todo cidadão!

 

O Rioeduca parabeniza a 8ª CRE e toda  a Comunidade escolar !

 

Procure o representante de sua CRE e divulgue as ações de sua escola!

 

Fonte: http://www.antoniomiranda.com.br/iberoamerica/brasil/ana_amelia.html

http://poesiasselecionadas.spaceblog.com.br

 

                                                                           

 

Print Friendly and PDFPrintPrint Friendly and PDFPDF


 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 28/10/2011

"Vê... Estão chegando as flores"

Tags: 5ªcre, blogsdecreches, projetos, portalrioeduca.

 

A primavera é a estação das flores. É a época em que ocorre o florescimento de várias espécies de plantas. Portanto, é um período em que a natureza fica bela, presenteando o ser humano com flores coloridas e perfumadas. A função deste florescimento é o início da época de reprodução de muitas espécies de árvores e plantas. 

 

Na primavera, algumas flores se destacam: rosa, girassol, margaridinha, orquídea, jasmim, hortênsia, jasmim-estrela, lágrima-de-cristo, boca-de-leão, crisântemo, violeta, dama-da-noite e muitas outras.

 

Essas flores são as crianças de  nossas creches municipais.

 

São as crianças da Creche Municipal 05.14.608 Joseph Barbera, que apresenta para a Rede Municipal e o Mundo o seu projeto...

 

"VÊ... ESTÃO CHEGANDO AS FLORES".

 

 


Por que trabalhar este Projeto?

 

O projeto "Vê... Estão chegando as flores" tem como justificativa o Meio Ambiente de forma que se perceba a necessidade de preservá-lo, destinando-se a conscientização da comunidade escolar de que nossas crianças serão as "futuras flores que enfeitarão nosso jardim".

 

Segundo Amílcar Del Chiaro Filho, "as nossas esperanças de um mundo melhor precisam estar bem alicerçadas, para que o edifício da fraternidade seja sólido e firme. Este alicerce deverá ser a educação. Porém não apenas a instrução, mas também a educação moral, e de uma moral praticada, vivida, valorizada. A maioria das pessoas acreditam que as nossas esperanças de construir esse mundo novo está na criança. Todos concordam que a criança é o futuro. Mas não haverá futuro se não cuidarmos delas agora". 



Pensando em cuidar do futuro de todos é que a equipe da CM Joseph Barbera vem se empenhando trabalhar com amor, dedicação e respeito a educação moral valorizando o Meio Ambiente, pois só esses valores morais poderão transformar nosso atual mundo, num mundo muito melhor.


 

 O projeto prevê os seguintes objetivos:

 

• Desenvolver o conceito de preservação do meio ambiente;
• Estimular a oralidade;
• Desenvolver a coordenação motora e a criatividade através de atividade lúdicas;
• Conhecer diferentes cores e texturas;
• Aprender noções simples de plantio;
• Perceber as diferentes transformações que ocorrem durante o crescimento das flores e plantas;
• Estimular o prazer de ouvir histórias;
• Desenvolver a expressão corporal através da música e da dança.

 

Desenvolvimento

 

Rodinhas de conversa, pintura coletiva com diferentes tipos de materiais e cores, recorte e colagem, contação de histórias, plantio de mudas e sementes, dramatização da música "A Linda Rosa Juvenil (turmas do Maternal II).

 

 


 

Culminância

 

A Culinância aconteceu dia 7 de outubro e a direção, PEI's, AAC's e Recreadoras prepararam a Festa da Primavera para Pais e Responsáveis, com exposição dos trabalhos, mural de flores com o rostinho das crianças, apresentação de danças e dramatização da música "A Linda Rosa Juvenil".

 

Do berçário ao maternal, as flores desabrocharam ao final...

 

As turmas dos Berçários (EI-50 e EI-51) e as turmas do Maternal I (EI-40 e EI-41) dançaram músicas com temas relativos à flores e primavera.

 

As turmas do Maternal II (EI-30 e EI-31) dramatizaram a música "Linda Rosa Juvenil".

 

 

  

Mural de flores da CM Joseph Barbera

 

  

 

Mas o projeto "Vê...estão chegando as flores" não para com a culminância, está sendo trabalhado todos os dias, pois preservar o meio ambiente é um trabalho contínuo. E, com certeza, a NATUREZA agradece.

 

As Creches desempenham um importante papel na formação da personalidade da criança e desde 2003 a Secretaria Municipal de Educação/RJ tem a responsabilidade do seu funcionamento e a gerência de todo trabalho pedagógico.

 

Agora temos a oportunidade de conhecer de perto, uma a uma, os trabalhos que elas desempenham através do Portal Rioeduca.

 

Obrigada a Creche Municipal Joseph Barbera por nos dar hoje esta oportunidade.

 

Quer conhecer mais sobre o trabalho da Creche  Municipal Joseph Barbera?
Então acesse o blog http://cmjbarbera.blogspot.com/

 

Se você professor e/ou sua escola desenvolve ou desenvolveu algum projeto ou atividade bacana; se você, sua escola ou se algum aluno tem Blog, clique na imagem abaixo para obter o e-mail do representante do Rioeduca na sua CRE.

Escreva para ele, nós faremos a divulgação.

 

 

A equipe do Rioeduca tem muito orgulho do trabalho de todas as Escolas, Creches, EDIs e CIEPs da rede e ficará muito contente em recebê-lo.

 

Representante da 5ªCRE _ Profª Regina Bizarro

Onde me encontrar:

Twitter> @rebiza

E-mail rioeduca.net> reginabizarro@rioeduca.net

 

 

                                          

 

Print Friendly and PDFPrintPrint Friendly and PDFPDF


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 28/10/2011

Palavras e Imagens - Profª Maria da Glória E.M. General Osório 6ªCRE

Tags: 6ªcre, homenagem, diadoprofessor.

 

 

Profª Glória e seus alunos!

 

Recebi um e-mail de Fatima Braga, diretora adjunta da E.M. General Osório, com um pedido muito especial, divulgar o projeto de trabalho da professora Maria da Glória. Ela relatou com tanto carinho esta mestra de sua escola, que eu achei interessante reproduzir suas palavras: 

 

"A professora Maria da Glória Guimarães Santiago  - relata Fatima Braga - está na rede municipal de ensino há 26 anos, atuando como professora do primeiro segmento. Maria da Glória é regente da turma do 5º ano. Sempre procurou adequar seus métodos à realidade dos alunos. Incentivando-os a leitura e a criação de textos poéticos. A professora planeja suas aulas de forma que o aluno desenvolva suas potencialidades e criatividade, por meio de uma ação pedagógica que desafie, incentive e leve o aluno a construir o conhecimento através de situações significativas e contextualizadas, numa perspectiva interdisciplinar. Acreditar na capacidade do aluno. Ser carinhosa, amorosa, incentivadora e amiga dos seus alunos é sua prática pedagógica."

 

Reunindo o encanto das palavras com o encanto das imagens e das formas, a escolha por trabalhar a linguagem da poesia com a linguagem visual é um procedimento pedagógico que leva a um gosto (que poderíamos chamar de) natural pela aprendizagem, pela busca do saber... E é esse o procedimento das propostas de trabalho da professora Maria da Glória!

 

Realmente, um trabalho encantador! Confiram neste-book - "Brincando de Poesia" - algumas das produções de seus alunos:

 

BRINCANDO DE POESIA

(Livro Virtual)

 

Myebook - Brincando de Poesia - click here to open my ebook

 

Cliquem aqui para acessar o livro na página do Myebook

 

 

 

 

Acima, formas artísticas para trabalhar Educação Ambiental

 

 

Os alunos construindo conhecimento na aula da profª Maria da Glória

 

 

 

 

PARABÉNS A PROFª GLÓRIA E SEUS ALUNOS!

 

PARABÉNS A E.M. GENERAL OSÓRIO!

 

UM AGRADECIMENTO ESPECIAL A PROFª FATIMA BRAGA!

 

 

 

                                                                            

 

Print Friendly and PDFPrintPrint Friendly and PDFPDF


 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 28/10/2011

Arte, ecologia e cidadania - N.A. Nise da Silveira

Tags: 3ªcre, artesmusicais, artesvisuais.



 

“A arte não responde; pergunta!”
(Bienal da MERCOSUL
Porto Alegre-2003)

 

O Núcleo de Artes Nise da Silveira participou da Mostra de Dança da 3ª CRE com coreografias baseadas no Projeto Político Pedagógico É pau, é pedra, é o fim do caminho... (clique para ver na íntegra). Vamos conhecer um pouco do projeto e como as coreografias o desenvolveram.

 

" O Núcleo de Artes tem como função não só ampliar o tempo de permanência do aluno na escola, mas, ao fazê-lo, atender as duas demandas nos campos simbólico e cognitivo.
O aluno vem em busca de formas de expressar sua sensibilidade, suas habilidades, quer se situar no mundo, perante seu grupo e sua família, mostrando que é capaz de fazê-lo, seja dançando, pintando, escrevendo, representando.

 

Isso deve levá-lo também a refletir acerca do mundo que o cerca e a manifestar-se criticamente de uma forma nova, não usual no seu cotidiano, utilizando-se da linguagem da arte como expressão de seu posicionamento no mundo."

 


Este ano o Núcleo Nise da Silveira mudou-se, como vimos no post Conhecendo as novas instalações do N.A. Nise da Silveira - 3ª CRE, e repensou a sua prática levando em conta que estamos no Ano Internacional das Florestas inseriu o tema em seu planejamento.

 


" Nosso Núcleo de Arte está situado na fronteira da Serra da Misericórdia, com seus últimos resquícios de Mata Atlântica, seus quase 900 mil habitantes em sua maioria em 98 favelas que compõem o Complexo do Alemão, da Penha e do Juramento.

 


Assim, podemos constatar que o assunto “florestas” não é algo distante, subjetivo, que diz respeito apenas a “ecochatos”, atrás de macacos dourados, tartarugas e árvores.

 


É assunto presente e permanente na qualidade de vida, nas possibilidades de permanência da vida, na pureza da água que bebemos, do ar que respiramos. O uso responsável que fizermos das florestas e de sua sustentabilidade, garantirá nossa sobrevivência no planeta."

 

A partir daí e sob a inspiração da frase que abre este artigo, a metodologia foi definida. " Essa é a metodologia: escolher a imagem, o texto, a peça, a música, a dança; trabalhar os olhos, os ouvidos, o corpo, “escavando” sentidos, interagindo com a obra e recriando, “fazendo dessa experiência um encontro de outra ordem com a arte e as coisas da vida.”(Mirian Celeste e Gisa Picosque) (...)

 


Diante do tema escolhido, fazer a busca pessoal, a pesquisa e a seleção. Na sala de aula, expor os alunos à nova situação. Digerir antropofagicamente e regurgitar uma nova criação." Enfim, fazer arte é repensar sua realidade e expressá-la artisticamente. Perguntar de outra maneira, não fornecendo a resposta, mas buscando-a. " Essa afirmação dá o norte para a empreitada: o trabalho com arte suscita mais perguntas que respostas. O professor pesquisador formula constantemente suas perguntas e conforme encontra as respostas, formula novas perguntas. As certezas são efêmeras, a busca é que é constante."

 

O resultado vem através das coreografias apresentadas. Alma Lavada, de responsabilidade das profªs. Carmem Lúcia e Viviane, mostra as águas de março que "fecham o verão e lavam as almas dos homens, trazendo frescor, harmonia e poesia neste trabalho coreográfico."

 

 

Já a coreografia S.O.S Floresta repensa essa floresta tão próxima, na Serra da Misericórdia e tão distante por causa da ocupação desordenada. "A música da primeira parte da coreografia foi composta por Wesley Frias, aluno de Hip Hop, e alerta sobre a devastação da natureza causada pelo homem. Precisamos replantar esperança." A responsável foi a Profª. Cláudia Teresa.

 

A coreografia Som da Terra "traz uma narrativa poética e contemporânea, ainda se questionando por que se derrubam árvores. Este trabalho coreográfico mostra um figurino reciclado, reaproveitando restos de malha, conduítes de obra e latão de lixo, para compor a cena coreográfica e tinta flúor para os efeitos com uso de luz negra. As Profªs. Responsáveis são Cláudia Teresa e Joselene Lemos."

 

 

Por fim, a Tropa de Elite das Artes entra em cena com o belo painel representando o cenário do Complexo do Alemão, pintado pelos alunos de Artes Visuais da Profª Maria Celina.

 

 

A Tropa de Elite das Artes quer " divulgar e dar a devida importância ao trabalho com a Arte na Unidade de Extensão. (...) A arte transforma vidas e já percebemos isso no comportamento de nossas crianças. O trabalho coreográfico foi elaborado pelas profªs. Cláudia Teresa e Joselene Lemos."

 

Certamente, a arte e o esporte proporcionam aos alunos uma perspectiva de futuro diferente. O aplauso ao final das apresentações é mais um incentivo a este porvir melhor.

 

 


 

 

Veja com atenção o vídeo com algumas fotos das apresentações:

 

 

 

 

Imagens, texto do PPP do Núcleo de Artes e outros adaptados cedidos pela Profª Joselene Lemos.

 

                                                                            

 

Print Friendly and PDFPrintPrint Friendly and PDFPDF


 


   
           



Yammer Share