A A A C
email
Retornando 101 resultados para o mês de 'Outubro de 2012'

Terça-feira, 23/10/2012

Poesia na Barão

Tags: 9ªcre, blogdeescolas, poesia.

O I Sarau Literário da E. M. Barão de Santa Margarida na 9ª Coordenadoria Regional de Educação foi um dia especial de Poesia, Música, Dança e Homenagens.

 

 

 

 

O I Sarau Literário da E.M. Barão de Santa Margarida aconteceu no dia 3 de outubro e foi a culminância de atividades ligadas ao fazer poético, realizadas pelos alunos ao longo desse ano.

 

O evento foi um desdobramento de dois eixos do nosso Projeto Político Pedagógico: o Projeto da SME Poesia na Escola e o Projeto Luiz Gonzaga. No Sarau, foram homenageados todos os alunos escritores da escola, e cada um recebeu o livro "Poesia na Barão" com a coletânea dos melhores poemas produzidos em sala de aula.

 

 

Patronos do Sarau

 

 

 

O escritor Ariano Suassuna, o poeta Manuel Bandeira e os compositores Luiz Gonzaga e Adoniran Barbosa foram os Patronos do Sarau, e tiveram sua vida e obra estudadas pelos alunos.

 

Sobre essas importantes figuras do cenário nacional foram apresentados poemas, canções, dramatizações e coreografias. Segundo depoimentos dos alunos, foi um dia inesquecível!

 

 

Vamos acompanhar através das imagens como foi o Sarau:

 

 

Professora Dilma Barrozo dando início ao evento e explicando
o significado e importância de um Sarau.

 

 

 

Professor Manuel Faleiro realizando a chamada dos alunos que leram as poesias produzidas por eles e as biografias dos Patronos do nosso Sarau:
Manuel Bandeira, Ariano Suassuna, Adoniran Barbosa e Luiz Gonzaga.


 

 

 

Alunos homenageando Adoniran Barbosa, com a coreografia da música "Tiro ao Álvaro".

 

 

 

Alunos do Projeto Autonomia Carioca, homenageando Adoniran Barbosa
com "Trem das onze". 


 

 

Alunos homenageiam Manuel Bandeira: Jogral com a poesia "Trem de Ferro".

 

 

 

Alunos homenageando Ariano Suassuna: dramatização "Auto da compadecida".

 

 

 

A Diretora Cátia de F. Dias Afonso parabenizando os alunos escritores.

 

 

 

Alunos recebendo o livro "Poesia na Barão", pela professora
de Sala de Leitura profª Eliane P. Gaspar.


 

 

 

Estiveram presentes no Sarau as professoras da Sala de Leitura Polo da E.M. Gastão Penalva Cristina e Joana. Ao centro, a Coodenadora Pedagógica Nilcy de Almeida da Barão.

 

 

 

Os alunos escritores da E. M. Barão de Santa Margarida

 

 

 

"Temos certeza que o clima poético, cultural, e festivo do I Sarau Literário da Barão contagiou e enriqueceu a vivência de nossos alunos!" Profª Eliane SL

 

 

 

A seguir um vídeo produzido durante o Sarau.

 

 

 

 Parabéns a toda equipe da E. M. Barão de Santa Margarida pelo excente trabalho realizado e por compartilhar conosco este momento de sucesso da sua Unidade.

 

 

Confira esta e outras atividades no Blog da E. M. Barão de Santa Margarida

 

 

 

Se a sua escola desenvolve trabalhos como este, venha compartilhar conosco.

 

Contatos da Representante da 9ª CRE:
Profª Márcia Cristina Alves
E-mail: marciacerqueira@rioeduca.net
Twitter: @marciacrisalves
Tel.: 94420157

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 23/10/2012

Escola Sustentável, Cidadão Saudável

Tags: 7ªcre, projetos.

  

 


 

A Escola Municipal Gastão Monteiro Moutinho está  localizada em Jacarepaguá, na Taquara e atende diariamente cerca de 500 alunos da Educação Infantil ao 6ºano do Ensino Fundamental. A unidade escolar  está desenvolvendo o projeto Escola Sustentável, Cidadão Saudável.

 

 

 

A Escola Gastão Monteiro Moutinho possui um histórico de ações sustentáveis no decorrer dos anos. Faz-se necessário anualmente renovar essas ações e desenvolver atividades sobre o tema, uma vez que é um assunto que não se esgota e que sempre deve ser lembrado.

 

Todos os professores estão envolvidos no projeto Escola Sustentável, Cidadão Saudável com a participação de todas as turmas, respeitando classes e faixas etárias.

 

 

O projeto tem como objetivo geral conscientizar professores, funcionários, crianças e familiares sobre a importância de boas práticas sustentáveis para a preservação do meio ambiente e como  colaborar para um mundo melhor para outras gerações.

 

 

 

Objetivos Específicos

 

 


• Propor vivências práticas aos alunos;


• Incentivar a coleta seletiva do lixo e manutenção da limpeza do ambiente;


• Iniciar a confecção e o cultivo da horta;


• Estimular o baixo consumo de água e energia com consciência;


• Valorizar bons tratos aos animais;


• Colaborar para hábitos de alimentação saudável;


• Incentivar o consumo consciente.

 

 

Conteúdos
 

Os conteúdos tradicionais continuam sendo os referenciais do sistema educacional e não se pode deixar de incluí-los. Transversalmente, serão focados os temas: Ética, Meio Ambiente, Pluralidade Cultural e Saúde.

 

 

Disciplinas


 

Língua Portuguesa, Matemática, História, Geografia, Ciências, Artes, Educação Física e Música.

 

Metodologia


 

Os métodos pedagógicos têm sido diversificados, modernizados e vêm acompanhando toda a evolução da tecnologia de informação. As atividades serão variadas, ficando a cargo de cada professora escolher a metodologia que melhor se adapte ao objetivo. 

 

Recursos


Materiais recicláveis, gincana de embalagens, mudas e materiais recicláveis; oficina de artes com montagem de bijuterias e roupas com material alternativo, confecção de horta vertical, apreciação de filmes e documentários em DVDs, CDs, músicas, livros educacionais ambientais.

 

 

 

 

A divulgação do projeto será feita por meio do blog, Facebook, Portal Rio Educa, Informativo 7ª CRE, cartazes internos e externos para comunidade, bilhetes e murais.


 

Cronograma


 

Aproveitando as datas do Dia da Compreensão Mundial (17/09), Dia da Árvore (21/09), Dia Mundial sem carro (22/09) e o Início da Primavera (23/09), e após a passagem das provas do 3º bimestre, as atividades foram programadas da seguinte maneira:

 


 


A intenção do projeto é também, colaborar para a união de todos e conscientização geral, propiciando a interação de todas as turmas em todos os conteúdos. Será muito eficaz e engrandecedor, se todos participarem e colaborarem com o tema promovendo maior conhecimento, comprometimento e prazer. Portanto, todos os alunos estarão envolvidos no projeto como um todo na intenção de gerar uma escola melhor e pessoas melhores.

 

 

  

 

 

PARTICIPEM, TAMBÉM, DESTE ESPAÇO QUE É NOSSO, DAS ESCOLAS, DOS PROFESSORES, DOS ALUNOS E DEMAIS FUNCIONÁRIOS QUE FAZEM A EDUCAÇÃO CARIOCA!

CONFIRAM NO LINK A SEGUIR, QUAL É O REPRESENTANTE DE SUA CRE
E DIVULGUEM O QUE SUA ESCOLA REALIZA!
RIOEDUCA NET - A REVOLUÇÃO ACONTECE: QUEM SOMOS NÓS?


http://portalrioeduca.mstech.com.br/sobrenos.php


 

 Roberta Vitagliano é professora da rede municipal

e representante do Rioeduca na 7ªCRE

 

robertavitagliano@rioeduca.net

 

twitter:@robertacarmina
 

 

                               

 

 

 

x


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 23/10/2012

Quando Crescer, Vou Ser...

Tags: 2ªcre, protagonismojuvenil.

A turma 1.502 da Escola Municipal Pedro Ernesto participou de um projeto desenvolvido pela revista Ciência Hoje, direcionado aos alunos do 5ºano do Ensino Fundamental.

 

 

 

A professora Renata Carvalho, representante do portal Rioeduca na 2ªCRE, foi à unidade escolar conversar com o professor Lázaro Carvalho, regente da turma 1.502, e com a professora Elizabeth Mendes, diretora da escola.


Durante a visita foi possível conhecer e conversar com os alunos que participaram do projeto, além de colher informações e opiniões deles sobre a participação na atividade proposta pela revista Ciência Hoje.

 

 

 

Diretora Elizabeth Mendes, professor Lázaro Carvalho e alunos da turma 1.502

 

 

O professor Lázaro nos conta que, para participar do projeto, era necessário desenvolver uma atividade com a turma utilizando as revistas "Ciência Hoje". Cada aluno, mensalmente, recebe um exemplar da revista para ler e trabalhar os assuntos em classe. 


O interesse pelo tema profissões foi despertado após a leitura do artigo  "Quando crescer, vou ser...”.  Começaram as discussões sobre o assunto, e surgiu a ideia de visitar alguns lugares para conhecer os profissionais que neles trabalham.

 

Por aproximadamente dois meses e meio, fizemos algumas visitas inspirados no artigo da revista Ciência Hoje. Vimos e conhecemos algumas atividades, com renomados profissionais que exercem funções vitais para o funcionamento da nossa cidade como  Bombeiro Militar, engenheiro, arquiteto, garçom, chefe de cozinha, professor e até câmeramen.


O objetivo era que a turma ampliasse seu conhecimento bem como sua experiência em relação às profissões e que a partir daí potencializasse a seguinte ideia: faça o que fizer, dedique-se sempre com muito amor.” ( Professor Lázaro Carvalho, regente da turma 1.502).


 

 

 

Durante as aulas, elaborou-se um roteiro com algumas perguntas a serem feitas no momento da visita. Os alunos perguntaram aos profissionais quais eram os passos necessários para seguir a profissão que eles exercem e se gostam de trabalhar com o que escolheram.


A turma 1.502 visitou a Multirio, a RioUrbe, restaurantes e até o Corpo de Bombeiros. Desta forma, puderam ter uma perspectiva de profissões além daquelas que já conheciam. Nesses lugares, os jovens conversaran com os profissionais e também observaram de perto os equipamentos utilizados por eles no exercício de suas profissões.


 

 

Visita ao Corpo de Bombeiros

 

 

A professora Elizabeth Mendes, diretora da unidade escolar, comenta que participar do projeto da revista Ciência Hoje oportunizou aos alunos conhecerem diferentes profissões. Além disso foi notório tanto encantamento como o envolvimento dos educandos pelo projeto.  Eles demonstraram mudança de comportamento e amadurecimento diante do processo de aprendizagem.


Os alunos da turma 1.502 também deixaram suas opiniões sobre a participação neste projeto. Vejamos:
 

Eu fui ao Corpo de Bombeiros, gostei muito da visita e o mais importante foi conhecer tudo sobre a profissão que eu escolhi. Conheci também os mais variados automóveis que eles utilizam.” Aluna Andressa Moraes de Souza

 

Eu fui a diversos passeios, ao restaurante À Mineira, à Multirio e ao Corpo de Bombeiros. Essas visitações foram muito legais, e eu aprendi que todas as profissões são importantes. A revista Ciência Hoje, me fez pensar: O que eu vou ser quando crescer? ... Chefe de Cozinha.”  Aluno José Jardiel do Nascimento Silva

 

Eu gostei de todos os passeios, mas principalmente o relacionado à profissão de câmeramen, pois despertou meu interesse e agora eu sei como são feitos os programas e também como eles operam a câmera. Aprendi que eles utilizam uma câmera específica para seu trabalho e no estúdio de televisão que conhecemos existem vários tipos.


Em minha opinião, a revista Ciência Hoje, ajudou a escolher a profissão que eu quero ter quando crescer.” Aluna Leila Vitória


 

Parabéns à E. M. Pedro Ernesto por oportunizar aos alunos atividades que promovam o protagonismo juvenil e a educação para a cidadania.

 

Professor, o portal Rioeduca é um espaço feito por e para professores. Participe também! Entre em contato com o representante de sua CRE para divulgar o blog ou projetos desenvolvidos por sua escola.

 

Gostou desta publicação? Deixe um comentário e clique em curtir para compartilhá-la com seus amigos no Facebook.

 

Contato:
 Renata Carvalho – Professora da rede e representante do Rioeduca, na 2ªCRE
Email: renata.carvalho@rioeduca.net
Twitter: @tatarcrj

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 22/10/2012

Harmonia, vibração e tonalidade

Tags: 10ªcre, patrono, ncm, realfa, acelera, mais educação, rio de leitores.


 

 

Na escola que tem como patrono o mais conhecido padre músico da história brasileira, situada na Rua da Orquestra e nas cercanias das ruas do Compositor, do Pianista, do Gravador, do Letrista, do Cantor e do Sabiá, realiza-se trabalho de conjunto almejando a educação de qualidade.

 

 

Fotos da montagem acima, a partir da primeira foto superior à esquerda: 1 - Capa do livro de autoria da professora Cleofes Person de Matos sobre o Padre José Maurício Nunes Garcia, Patrono da Escola; 2 - Professora Heleacir da Silva Siqueira, com uma das suas alunas da turma 8401.  3 - Professor Ricardo, de Artes Cênicas, com alunos do 6º ano caracterizados para apresentação teatral de avaliação; 4 - Professoras Cintila Damasceno Lima, de Inglês, organizadora do Blog da escola; Jaqueline dos Santos Muniz, diretora e Marta Magalhães de Souza, coordenadora pedagógica; 5 - Aluno do 1º ano, da turma 1102, da professora Elisabete Figueiredo Serrano,  iniciando o processo de leitura;

 

 

Ao marcar a visita à Escola Municipal Padre José Maurício, o que despertou a minha curiosidade, quando consultei o Google Maps, foi a quantidade de nomes de ruas relacionados à música.

 


A escola está localizada na Rua da Orquestra.  Antes de chegar até lá passei pela Rua do Compositor e depois me depareicom outros nomes, como Rua do Sabiá, Rua do Pianista, Rua do Gravador, Rua do Letrista e Rua do Cantor.

 

O próprio patrono da escola, Padre José Maurício Nunes Garcia, foi o mais importante compositor de música sacra da História do Brasil colonial.

 


 

 

Segundo informações do diretor adjunto, professor Francisco de Assis Souza, que já foi diretor geral da escola, tais denominações provém da época do surgimento dos conjuntos habitacionais, na administração do então governador Carlos Lacerda, do Estado da Guanabara, que procurava dar certa identidade aos conglomerados urbanos que foram surgindo a partir da década de 1960.

 

 

 

Placa de bronze da inauguração da E.M Padre José Maurício na administração do governador Carlos Lacerda, no então Estado da Guanabara.


 

 

Desde então, a população cresceu, as características rurais foram desaparecendo aos poucos, e a Escola Municipal Padre José Maurício, inaugurada no dia 3 de dezembro de 1964, teve o numero de matrículas ampliado, sendo uma das raras unidades escolares do município do Rio de Janeiro que ainda funcionam em três turnos.

 

 

 


Toda aquela região de Guaratiba, incluindo o sub bairro do Jardim Maravilha, carecede novas escolas, creches, espaços de educação infantil.   Conforme informações repassadas pelas diretoras Jaqueline dos Santos Muniz da escola Padre José Maurício e Margarete Rodrigues da escola Padre Carlos Henrique de Souza, a Prefeitura do Rio está atenta e preocupada com a situação, tanto que, o IPLAN Rio tem realizado visitas e inspeções, procurando áreas para novas construções além de estudar todas as possibilidades de reforma, ampliação e reconstrução dos prédios escolares existentes.

 
 

O prédio original da Escola Municipal Padre José Maurício, construído há quase meio século, destinava-se, inicialmente, aos alunos do antigo primário, mas hoje, além de turmas dos anos iniciais do Ensino Fundamental, há também outras do 6º, 7º e 8º anos.

 

Existe ainda uma turma de ensino especial para alunos deficientes auditivos.  A professora regente dessa turma, Elisabete Figueiredo Serrano, é auxiliada pelo intérprete Everton, vinculado à Associação dos Profissionais Tradutores e Intérpretes de Língua Brasileira de Sinais do Rio de Janeiro, a APILRJ.


 

O prédio anexo, construído há dez anos, que inclui quatro salas de aula, dois banheiros e uma casa para morador, já se encontra pequeno diante do grande número de procura de matrículas.

 
 

Assis e Jaqueline informam que a Escola Municipal Padre José Maurício recebe adolescentes vindos de longe, inclusive da Ilha de Guaratiba, com um efetivo total que já chega a 876 alunos.

 



 

 

 

Assim como uma orquestra precisa de conjunto, harmonia, tonalidade e vibração para o sucesso da sua apresentação, também o trabalho da Escola Municipal Padre José Maurício, como de qualquer outra unidade escolar, requer a combinação de certos elementos que vão proporcionar os resultados almejados. No caso da escola em questão, a excelência na qualidade da educação.

 


Eis o caminho que vem sendo percorrido sob a liderança da diretora Jaqueline, que conta com o apoio do diretor adjunto Assis, com a dedicação e empenho da coordenadora pedagógica Marta Magalhães de Souza e de toda equipe escolar, composta por 22 professores e 14 funcionários.

 

Algumas professoras da Escola Municipal Padre José Maurício já trabalham na unidade há vários anos É o caso da professora Gardênia Alves de Almeida, que já foi diretora adjunta e atualmente trabalha como regente da turma 1401.

 


 

 

 

Acompanho a professora Gardênia, na saída dos seus alunos, ao final do primeiro turno, e tenho a felicidade de poder conhecer um pouco da dedicação daquela experiente educadora, que já está readaptada em uma das suas matrículas, mas ainda mantém vigor para dar a tonalidade certa na vibração tão necessária ao conjunto harmônico da orquestra simbolizada pela escola.

 


Sobre outros projetos existentes na Escola Municipal Padre José Maurício, como o “Realfabetização 2B”, o “Mais Educação” e o “Nenhuma Criança a Menos”, a coordenadora pedagógica, professora Marta Magalhães de Souza, faz um breve resumo.  Ela explica que todos têm como objetivo proporcionar aulas de reforço aos alunos com idades defasadas em relação aos anos de estudo.  Isto cria possibilidades para a permanência deles por mais tempo na escola, participando de oficinas e atividades atrativas a fim de que recuperem o tempo perdido.

 

Durante a minha visita, além dos professores já citados (Elisabete e Gardênia), outros mais merecem menção especial.  São eles: o professor de Artes Cênicas, Ricardo; a professora de Inglês Cintila, responsável pela criação e manutenção do Blog da escola; e a experiente professora Heleacir, que se destaca pela dedicação à turma 8401, buscando a correção idade/estudo, no Projeto Acelera.

 


 

 

O Padre Músico, José Maurício Nunes Garcia, considerado o maior compositor de música sacra do período de transição do Brasil Colonial para o Brasil Imperial, certamente aprovaria o esforço de todos da Escola Municipal que leva o seu nome.  Eles trabalham com o objetivo de promover um trabalho conjunto, harmonioso e vibrante, em busca de sintonia por uma educação de qualidade naquela região do bairro de Guaratiba.

 


Contatos: Professor Sinvaldo do Nascimento Souza, representante do Rioeduca na 10ª Coordenadoria Regional de Educação.
E-mail: sinvaldosouza@rioeduca.net

Twitter: @SinvaldoNSouza


 

 

                                      

 

 

 


   
           



Yammer Share