A A A C
email
Retornando 74 resultados para o mês de 'Outubro de 2013'

Segunda-feira, 21/10/2013

Tributo a Vinicius

Tags: 1ªcre, projetos.

 

A Escola Municipal João de Camargo, localizada em São Cristovão, desenvolveu com os alunos do PEJA o Projeto "100 Anos de Vinicius de Moraes". As turmas do PEJA I (171 e 191) tiveram a oportunidade de conhecer um pouco da vida e da obra desse grande compositor e poeta.

 

O ano de 2013 marca o centenário de um dos artistas mais completos da História do Brasil. Se estivesse vivo, Vinicius de Moraes, renomado poeta e compositor, completaria 100 anos no mês de outubro.

 

Vinicius de Moraes - O Poetinha

 

Vinicius de Moraes - O Poetinha

 

Marcus Vinicius da Cruz e Mello Moraes nasceu no Rio de Janeiro, em 1913, e desde muito cedo revelou quão talentoso era. O Poetinha se tornou também diplomata, jornalista e compositor.


A obra de Vinicius é vasta, passando pela literatura, teatro, cinema e música. Na música foi parceiro de Tom Jobim, Toquinho, Baden Powell e Carlos Lyra. O Poeta deixou uma marca importante no universo infantil. Fazem sucesso ate hoje: “Casa”, “Relógio”, “Pinguim”, o ”Peru”, ”Foca” e outros mais.

 

Sarau Literário

 

Como culminância, a Escola Municipal João de Camargo realizou um Sarau Literário no Auditório da Escola. Assim, cada turma pode mostrar o que aprendeu. Os alunos da turma 1701, declamaram "Eu sei que vou te amar" e foram muito aplaudidos pelos colegas. Em seguida, todos puderam cantar a música projetada na tela.

 

 

Alunos do PEJA encenam "Garota de Ipanema".

 

O ponto alto do Sarau foi a encenação de "Garota de Ipanema", em que alunos representaram Tom Jobim, Vinciius de Moraes e a Garota de Ipanema. Todos cantaram a música com bastante entusiasmo. Uma justa homenagem ao Poetinha, que emocionou a todos.

 

 

Os alunos  fazem dramatização sobre a vida do Poetinha.

 

Como definiu Carlos Drummond de Andrade: "O único poeta brasileiro que ousou viver sob o signo da paixão. Quer dizer, da poesia em estado natural".


 

* Professor, queremos conhecer e divulgar o blog e os projetos desenvolvidos por sua escola. Aproveite este espaço que é feito para nós! Entre em contato com o representante do Rioeduca em sua Coordenadoria e participe. *

 


Professora Rute Albanita
 Representante Rioeduca.net da 1ª Coordenadoria Regional de Educação
ruteferreira@rioeduca.net
Twitter: @Rute_Albanita

 

 

COMPARTILHE E COMENTE!

 

 

                              

 

 

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 21/10/2013

Projeto CriÁrvore

Tags: 6ªcre, extensividade.

 

No mês de setembro, o CIEP João do Rio, em Guadalupe, realizou o projeto CriÁrvore com os alunos do 1º e do 2º ano. O objetivo principal é conectar os alunos com o desenvolvimento de uma árvore e potencializar o ensino através da interdisciplinaridade.

 

Se você está pensando um ano à frente, semeie uma semente. Se você está pensando dez anos à frente, plante uma árvore”. Poeta Chinês, 500 a.C.

 

Houve tempo em que plantar uma árvore era um prazer, brincadeira de criança. Tempos depois se tornou uma espécie de obrigação civil divulgada amplamente por diversas e contínuas campanhas. Infelizmente o prazer não existe mais, nem as campanhas.

 

É preciso resgatar o olhar das pessoas para esses seres vegetais! Cada árvore é única na sua textura, cor, cheiro, folhas, flores e frutos. Está sempre presente como um símbolo maior, marcante e sábio. Acompanham nossas histórias, gerações após gerações, nunca se fazendo indiferente à presença do ser humano, ao contrário, sempre nos dando muito do que necessitamos.

 

A essência da beleza humana está protegida dentro da nossa alma, assim como a semente que a árvore gera para se multiplicar. Todo nosso potencial e valores estão dentro dessa semente que temos que cuidar alegremente, dando condições para esses valores tão belos brotarem, crescerem e inspirarem… E podemos acessá-los através do cuidado, respeito e amor com outros seres da natureza!

 

 

"A árvore que sabia dar-se" é uma história sobre a amizade sem condições. Que é, ao mesmo tempo, uma lição de consciência ecológica. Foi baseada no clássico infantil de Shel Silverstein (1930-99) "A Árvore Generosa" (1964).

 

Vamos apreciar a natureza e as árvores da mesma maneira como apreciamos a presença de um amigo sincero!

 

Projeto CriÁrvore

 

O Centro Integral de Educação Pública (CIEP) João do Rio localiza-se em Guadalupe, zona norte do Rio de Janeiro, e atende alunos da Educação Infantil ao 5º ano. A gestora desta unidade escolar, professora Deise Nunes, juntamente com sua equipe, pensa em deixar cidadãos melhores para o futuro do nosso planeta.

 

Por isso, as professoras Alexandra Moreira (1.102) e Noemi Pereira (1.201) entraram de cabeça no projeto CriÁrvore, desenvolvido pela E/SUBE/CED – Extensividade, em parceria com o Centro de Educação Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente. Esse projeto consiste na distribuição de sementes de árvores nativas da mata atlântica para a produção de mudas.

 

As professoras receberam um kit contendo as sementes e o manual com as instruções de cada etapa do projeto. O objetivo principal é  conectar os alunos ao processo de desenvolvimento de uma árvore, de modo que eles presenciem a germinação e o desenvolvimento das sementes até a sua plenitude.

 

O monitoramento do projeto está sendo feito através do registro de fotografias, desenhos e histórias. Um contador de árvores está sendo construído para que, em 2014, se faça uma estimativa de quantas árvores cresceram junto ao projeto, quantas foram plantadas nas escolas e quantas foram destinadas ao reflorestamento.

 

 

A professora Alexandra Moreira, turma 1.102, tem o intuito de criar, naturalmente, uma consciência ecológica e abrir espaço para a preservação da natureza pelas futuras gerações.

 

A escola é um ambiente propício para se levar educação ambiental e formar cidadãos mais responsáveis.

 

Com o projeto CriÁrvore, a professora Noemi Pereira, turma 1.201, está propondo um novo caminho que levará seus alunos a uma nova relação com o meio ambiente.

 

Estimular nas crianças o respeito ecológico e mostrar a elas a importância da sua participação no cuidado com o meio ambiente em que vive é um dos objetivos do projeto CriÁrvore.

 

Com este projeto, os professores do CIEP João do Rio puderam oferecer aos alunos atividades interdisciplinares, mostrando a importância da valorização das árvores, além de torná-los agentes responsáveis pela criação e transformação da sua realidade.

 

O trabalho realizado com os alunos ajudará a determinar as atitudes e posturas das crianças frente ao mundo. Através do exemplo dado na escola, eles crescerão e se tornarão adultos comprometidos em todos os aspectos, inclusive no respeito ao nosso planeta. Como vimos, a educação ambiental é levada a sério no CIEP João do Rio!

 

Parabéns às professoras Alexandra Moreira e Noemi Pereira, por abraçarem este projeto de forma tão consciente! Os questionamentos acerca dos problemas ambientais devem ser encarados de forma coletiva, em que todos os cidadãos podem e devem fazer a sua parte. É um orgulho ter o trabalho desta equipe de sucesso no Portal Rioeduca!

 

Conheça um pouco mais do trabalho do CIEP João do Rio visitando o Facebook da escola! Para curtir, clique AQUI!

 

Quer ter o seu trabalho publicado no Portal Rioeduca? Entre em contato com a representante de sua CRE! Divulgue suas práticas pedagógicas! Este espaço é meu, é seu é nosso! Até a próxima semana!

 

Professora Patrícia Fernandes – Representante do Rioeduca na 6ª Cre
Twitter: @Paty_PFF
Facebook: patrícia_pff@yahoo.com.br
E-mail: pferreira@rioeduca.net

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 21/10/2013

Quem é o Diferente...

Tags: blogsderioeducadores, educopédia, mídias, especialistas, inclusão.

Há algum tempo, a Educação de qualidade às crianças que necessitam de atenção especial por suas deficiências e/ou transtornos do desenvolvimento e/ou altas habilidades, que vislumbre sucesso em seu processo de aprendizagem, é foco de discussão, organização e fomento de políticas no cenário nacional e internacional.

 

 

Um dos pontos de destaque é que o diálogo acerca dessa temática necessita envolver culturas, políticas e práticas de inclusão, pois são dimensões fundamentais para analisar cenários educacionais e propor estratégias mais inclusivas. Perpassa desde conceitos inclusivos até mudanças atitudinais nas escolas, entendendo a escola instituição, como um espaço de constituição de sujeitos marcada pelas forças ambivalentes da sociedade contemporânea e das representações que suscitam do encontro dos indivíduos nos grupos sociais.

 

http://mundodesalienado.wordpress.com/2013/08/23/escolas-inclusao-social-e-a-crianca-com-deficiencia/.

 

A compreensão do papel que a pessoa com deficiência ocupa na relação com seus pares confere significado importante ao planejar a ação educativa. Ressignificando o papel da formação dos profissionais que se encontram no lócus da mediação deste processo - o professor -, baseando-se em estudos acerca da formação inicial e continuada deste. Não se trata da proposição de um “professor inclusivo”, mas da capacidade de pensar sobre o pensar, agir e sentir sua prática pedagógica.

 

http://www.inclusive.org.br/?p=19615

 

Será que um dia chegaremos a um consenso sobre quais características deveria ter o “educador inclusivo”? Um segundo questionamento decorre deste primeiro: se a resposta a esta indagação fosse afirmativa, conseguiríamos que tais características fossem devidamente adequadas a qualquer contexto educacional? Qual a importância de compartilharmos os sentidos e significados da inclusão em educação com os futuros professores e os que já se encontram na ativa?

 

http://www.sismmac.org.br/noticias.asp?id=2047&id_cat=1.

 

O “educador inclusivo” não deve ser encarado como um modelo ideal a ser seguido. É ter como padrão a atuação em prol de estratégias diversificadas e agindo na personalização do ensino. A inclusão se faz em processo e, como tal, seu entendimento deve ser compartilhado por todos os envolvidos que, por sua vez, assumirão o papel de atores nessa construção. Compreendendo a representatividade dos alunos com deficiência, mais um elemento significante à constituição do cenário escolar.
 

_____________________________________________________

Referências:

Texto completo pode ser visitado em:

http://www.faetec.rj.gov.br/desup/images/democratizar/v7-n1/democratizar-20131-luciane.pdf.

 

 

Luciane Porto Frazão de Sousa é Pedagoga, Psicopedagoga, Especialista em Educação Especial, Mestre em Educação e Doutoranda em Educação. Atuando na Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Superior, articulando e promovendo processos de inclusão, docência, formação de equipe multidisciplinar, formação de educadores. Pesquisadora nas temáticas inerentes à diversidade, cotidiano escolar, educação e reabilitação de pessoas com deficiência. Docente e conteudista de cursos EAD; na Pós-graduação da Universidade Cândido Mendes. Educopedista formadora na SME/RJ.

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 18/10/2013

EDI Karine e Vila Olímpica Félix Miéli: uma Parceria Saudável

Tags: 5ªcre.

O Espaço de Desenvolvimento Infantil Karine Lorraine Chagas de Oliveira e a Vila Olímpica Félix Miéli Venerando desenvolveram uma parceria de ações sociais. E quem saiu ganhando foram as crianças da nossa rede de educação e suas famílias.

 

Inaugurado no dia 21 de julho de 2011, o Espaço de Desenvolvimento Infantil 05.15.801 Karine Lorraine Chagas de Oliveira, localizado à Rua Ururaí, 550, em Honório Gurgel, tem o privilégio de ter como vizinha a Vila Olímpica Félix Miéli Venerando.

 

Em julho de 2012, quando completava um ano de existência, o EDI Karine Lorraine Chagas de Oliveira foi matéria no Portal Rioeduca.

 

Na primeira e última foto, professoras Jussara Francisca Dutra (de blusa rosa), diretora, e Maristela Costa Pestana (de blusa estampada), diretora adjunta. Na segunda e terceira foto, os espaços físicos do EDI.

 

O EDI Karine Lorraine Chagas de Oliveira atende crianças do bairro de Honório Gurgel e comunidades vizinhas na modalidade creche e pré-escola, com idades que variam de 6 meses a 5 anos e 11 meses, em horário integral.

 

Como gestora desse espaço, a professora Jussara Francisca Dutra, acompanhada pela professora, diretora adjunta, Maristela Costa Pestana, respaldada pelas ações da Coordenadora Pedagógica, professora Katia Regina Pereira, fazem-no mais especial, acompanhadas de uma grande equipe.

 

Parceria, uma Opção Ideal

 

Ao ligar para o EDI Karine Lorraine Chagas de Oliveira com objetivos de saber quais ações pedagógicas estão acontecendo, surpreendi-me com a revelação da parceria construída com a Vila Olímpica Félix Miéli Venerando em prol dos alunos.

 

Sendo assim, fui ao encontro dos professores do EDI e me surpreendi mais uma vez com um trabalho de qualidade, que a parceria da Vila Olímpica só acrescenta. Registrei tudo e compartilho nesta matéria com os leitores do Portal Rioeduca.

 

Conheci, também, o "Trenzinho da Leitura", que está em fase de acabamento e que constitui uma biblioteca ambulante, dando continuidade ao trabalho de leitura que vem sendo desenvolvido pelas professoras do EDI.


"Muito mais que desenvolvimento das habilidades físicas, a parceria da Vila Olímpica Félix Miéli Venerando com o EDI Karine Lorraine Chagas de Oliveira propicia aos alunos momentos encantadores, abrindo janelas para novas possibilidades e descobertas. Eles deixam transparecer como sendo um momento mágico estar na Vila Olímpica", afirma a professora Jussara e equipe.


Vila Olimpica Félix Miéli Venerando

 

A Vila Olimpica Vila Olímpica Félix Miéli Venerando foi inaugurada em 2012 e conta, nos seus 22 mil m², com um ginásio coberto, três quadras poliesportivas, um campo de futebol de grama, duas piscinas (adulto e infantil), pista de atletismo com caixa de areia e um parque infantil. Com capacidade para atender 5.300 pessoas, atualmente conta com 4.100 inscritos.

 

Atividades oferecidas: taekwondo, jiu jitsu, capoeira, judô, futsal, futebol, voleibol, handebol, atletismo, ginástica rítmica desportiva, dança de salão, ginástica para terceira idade, ginástica localizada, alongamento, natação, hidroginástica e caminhada, além das modalidades adaptadas para Pessoa com Deficiência: futsal, caminhada (atletismo), iniciação desportiva, natação, psicomotricidade e capoeira.


A Vila funciona de terça a sexta-feira, das 7h às 22h e, aos sábados e domingos, das 8h às 17h. O endereço é: Rua Ururaí, s/nº, Honório Gurgel.

 

Fotos da Vila Olímpica Félix Miéli Venerando.

 

EDI Karine a a Vila Olímpica Félix Miéli Venerando

 

Dentre as ofertas que a Vila dispõe, o EDI Karine participa com seus alunos das aulas de taekwondo, capoeira e futsal.

 

Diretora, professora Jussara, com a professora da turma, Alessandra, e o professor Miguel.

 

Professoras e diretora do EDI Karine com alunos e o Mestre Noquinha.

 


Às quartas e sextas-feiras, as turmas de EI participam das aulas de futsal, orientadas pelo professor da Vila, Marcos Antonio. Às terças e quintas-feiras, outras turmas participam das aulas de taekwondo orientadas pelo professor da Vila, Miguel de Lima e Capoeira, com Mestre Noquinha.

 

Este trabalho vem sendo desenvolvido desde 2012 e há alternâncias semestrais de atividades para que todas as crianças possam aprovetá-las.

 

Professor Miguel de Lima, orientador de Taekwondo das turmas do EDI Karine.

 


Mestre Noquinha ministra aulas de Capoeira para as turmas do EDI.
 

 

Dessa parceira, surgiu a oportunidade de algumas crianças participarem de outras atividades, já que esse trabalho faz com que desperte nos pequenos a vontade de estar naquele espaço onde o esporte é o principal eixo da alavanca para uma vida saudável. Quem sabe daí saiam futuros atletas!


Parabéns à equipe do EDI Karine Lorraine Chagas de Oliveira pelo trabalho que vem desenvolvendo com muito carinho e entusiasmo.

 

Obrigada às professoras Mariléia, Jussara e Katia, pela calorosa recepção proporcionada à representante do Rioeduca na 5ª CRE, professora Regina, ao visitar pela primeira vez o EDI Karine Lorraine Chagas de Oliveira.


Conheçam e acompanhem o blog do EDI Karine Lorraine Chagas de Oliveira: http://edikarinelorraine.blogspot.com.br/

 

Regina Bizarro_ Representante do Rioeduca/5ªCRE
E-mail: reginabizarro@rioeduca.net
Twitter: @rebiza
Facebook: Regina Biza


Rioeduca/5ªCRE no Facebook:

https://www.facebook.com/groups/rioeduca5cre/

 

 

                               

 


   
           



Yammer Share