A A A C
email
Retornando 23 resultados para o mês de 'Outubro de 2016'

Quinta-feira, 20/10/2016

O Segredo de uma Professora Inesquecível

Tags: 8ªcre, professora.

 

 

Qual seria o segredo para lecionar por mais de quatro décadas sem perder o entusiasmo e a criatividade? A professora Eneida Iguape de Melo é um exemplo inspirador para professores e alunos de nossa cidade.

 

Professora Eneida Iguape - E. M. Nações Unidas

 

Desde que ingressou no Curso de Formação de Professores, por vontade de seu pai, Eneida nunca mais se viu de outra forma, senão professora.

Na Escola Municipal Nações Unidas, a professora Eneida iniciou sua carreira como alfabetizadora e regente da Sala de Leitura. Por pouco tempo atuou em outra unidade, mas logo retornou para esta escola que adotou como sua e lá permanece até o dia de hoje.

Eneida é reconhecida entre os professores como um exemplo e uma inspiração. Sua espontaneidade, alegria e criatividade são contagiantes!

 

e

Professora Eneida Iguape e seu aluno Brendo Mello 

 

"No ano de 2010 fui convidada para participar do projeto Autonomia Carioca, como regente da turma Aceleração 3. Desde então tem sido uma experiência muito gratificante! Já participei de outros projetos, mas esse foi o mais consistente e significativo pra mim (...) quero colaborar com melhoras reais na vida escolar dos meus alunos. Isso não depende só de mim, mas procuro fazer a minha parte. Talvez muitos não entendam o motivo de uma professora com 64 anos de idade e 43 anos de magistério ainda sentir prazer em ir para a escola, se envolver com os alunos e se comprometer com o desenvolvimento de cada um deles. Não sei explicar, só sei sentir."

                                                                                                                                                                                                                                    - Professora Eneida Iguape de Melo -

 

Alunos da Turma 6001, Projeto de Aceleração 6

 

Eneida é formada em Geografia, ciência que proporciona a melhor compreensão do planeta em que vivemos, mas nas turmas de projeto de correção de fluxo onde atua, o objetivo da professora vai além. Ela deseja despertar em cada jovem a paixão pelo saber, o desejo de descobrir e os sonhos com o futuro!

Com o passar dos anos e as experiências vividas, a formação cidadã e a educação de qualidade tornaram-se um alvo constante, para isso a professora Eneida não abre mão de participar efetivamente da elaboração do Projeto Político Pedagógico de sua escola. Ela procura manter um diálogo aberto com os responsáveis dos aluno e busca ver em cada dificuldade, um desafio a ser vencido.

Em sua trajetória, Eneida já foi responsável pelo CCE (Centro Cívico Escolar), Sala de Leitura, turmas de alfabetização, Projetos e até já colaborou com a criação de uma Cartilha, em parceria com outras duas professoras.  

Seu diferencial está na competência e paixão com a qual leciona e se envolve com os assuntos educacionais. Vários ex-alunos retornam à escola para rever e abraçar a professora que marcou a trajetória de suas vidas.

 

 

O Rioeduca parabeniza a professora Eneida Iguape pelo trabalho desenvolvido na E. M. Nações Unidas!

 

 

 

Para novas publicações da 8ª Cre, entre em contato com:

E-mail: neildasilva@rioeduca.net

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 19/10/2016

Professores Inspiradores - 7ªCRE

Tags: 7ªcre, projetos.

 

 

 

No dia 15 de outubro é comemorado o Dia do Professor. Uma data mais que especial que celebra a importância deste profissional nas instituições escolares.

 

O Rioeduca parabeniza a todos os professores e lembra da importância desse profissional para a formação dos indivíduos. Um professor inspirador pode fazer a diferença na vida das pessoas.

A origem do Dia do Professor se deve ao fato do Imperador D. Pedro I ter instituído um decreto sobre o Ensino Elementar no Brasil, em 15 de outubro de 1827, assim criando as escolas de primeiras letras em todos os vilarejos e cidades do país.

No ano de 1947, o professor paulista Salomão Becker, em conjunto com três outros profissionais da área, teve a ideia de criar nessa data um dia de confraternização em homenagem aos professores. Mais tarde, em 1963, a data foi oficializada pela lei Decreto Federal 52.682, que, em seu Art. 3º, diz que “para comemorar condignamente o dia do professor, os estabelecimentos de ensino farão promover solenidades, em que se enalteça a função do mestre na sociedade moderna, fazendo delas participar os alunos e as famílias”.

Para homenagear esta data tão importante, conheça a história de professores inspiradores da 7ª CRE que fazem a diferença nas suas unidades escolares e na vida de muitos estudantes.

 

 

 

 

 

Professora Ana Paula Crespo Marques

 

Ana Paula Araújo Crespo Marques, regente na Escola Gastão Monteiro Moutinho, é formada pela Escola Normal Carmela Dutra desde 1993, tendo realizado estudos adicionais em Educação Infantil no ano seguinte. Desde cedo, demonstrou amor e entusiasmo pelos pequeninos, investindo numa dinâmica criativa, lúdica e prazerosa para as turmas de Educação Infantil.

Em 2002 tornou-se professora regente da Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro, tendo passado desde então por vários anos escolares. Trabalhou do 1º ao 5º Ano Escolar, sempre demonstrando o mesmo dinamismo e comprometimento. Entretanto, seu encontro mais produtivo deu-se com as turmas de Educação Infantil. Reconhecida por toda a comunidade escolar, Tia Ana Paula, como carinhosamente é conhecida pelas mães, é, sem dúvida, a professora que encanta e emociona pelo seu empenho, seu vigor e amor pelos alunos.

Formada em Educação Física, coloca muito a sua formação em prol das suas aulas. Explora todos os sentidos, aguça o saber e transmite felicidade, que contagia as crianças. Sua aula é sempre um grande divertimento!

Atuante nos Projetos da escola, proporciona a todos os colegas o compartilhamento de ideias, sugestões e colabora para que sempre a proposta político-pedagógica da escola "Para que a Escola nos dê cidadãos" esteja pontuada em todo o percurso escolar.

Reinventando-se a cada momento, inspira nossa escola a continuar trilhando o caminho do sucesso, investindo não só na capacitação profissional, como também no planejamento, na transformação de um currículo e na forma como trabalhamos, desafiando-nos dia a dia.

 

 Professora Ana Paula ensinando sobre a higiene dos dentes.

 

 

Professor Luiz Felipe Lins

 

O professor Luiz Felipe Lins atualmente leciona na E. M. Francis Hime. Mestre em Matemática pela UniRio, com Pós Graduação em Educação Matemática pela PUC. Regente na rede municipal desde 1996. Atuou da 5ª a 8ª série na Escola Municipal Silveira Sampaio e também no Ensino Médio no Colégio Estadual Brigadeiro Schortch.

Se pudéssemos resumir a trajetória do Professor Luiz Felipe em uma palavra, seria campeão. Com participação nas Olimpíadas de Matemática como OBMEP, OMERJ, CANGURU e OBM já são 425 premiações para alunos, 221 medalhas, 12 premiações de professor e 29 premiações para a escola. Pelo trabalho que realiza, pelos alunos que conquista com o aprendizado da Matemática e com um resultado tão expressivo, temos um professor inspirador.

O professor Luiz Felipe foi aluno da rede muncipal, das Escolas Alina de Brito e Silveira Sampaio e do Colégio Estadual Brigadeiro Schortch. Luiz Felipe conta "que teve no Colégio Estadual Brigadeiro uma professora que me mostrava uma Matemática de maneira diferente: desafiadora, prazerosa e com finalidade. Aos 20 anos, oriundo de uma escola pública de qualidade desde a pré-escola, ingresso na Universidade Estadual do Rio de Janeiro no curso de Matemática com a intenção de dedicar-me à carreira docente e fazer com que essa disciplina se torne prazerosa e desafiadora."

Os jogos fazem parte do fazer pedagógico do professor Luiz Felipe. O professor já nos relatou anteriormente que "os jogos sempre fizeram parte do meu fazer pedagógico. Não consigo reportar minha prática sem associar o uso de jogos na minha rotina. Jogos industrializados (cara a cara, Lig4, resta 1, Contra Ataque) e jogos elaborados por eles. As minhas aulas são voltadas para a aprendizagem. Quando falo em aprendizado, falo em permitir que o aluno seja capaz de fazer reflexões e tornar-se independente na busca de algo mais."
 

 

Professor ensinando com jogos.

 

 

Professora Maria do Carmo Porto

 

 

A professora de Ciências Maria do Carmo ingressou na rede em 2003 e está atualmente na E. M. Dom Pedro I e já trabalhou na E. M. Rodrigues Alves. Sendo Pós graduada em Tecnologias Educacionais para as Ciências da Saúde através do NUTES/UFRJ e com MBA em Gerência em Entorno Ambiental pela UVA.

Maria do Carmo é uma professora que ao longo dos anos letivos busca elevar a autoestima dos seus alunos através do conhecimento. Para que seus alunos consolidem a aprendizagem e a leve para seu cotidiano, apresenta na prática o que está nos livros. Inspira quando o conceito didático ganha vida no laboratório de Ciências e no espaço escolar, impulsiona os alunos ao arroubo ao perceberem que aprender é tão papável e que está próximo da realidade. Sente-se gratificada quando a aprendizagem torna-se significativa e auxilia no entendimento do universo que os rodeia.

Na Escola Municipal D.Pedro I está desenvolvendo o Projeto Cultivando para Aprender, que acontece com as turmas do 7º ano, a partir da necessidade de familiarizar os alunos com o Reino Vegetal e seus aspectos, uma vez que a maioria dos alunos nasceu e vive em cidade grande e não consegue conceituar certos termos como “caule”, “semente”, “germinação”, e, mais ainda, não conseguem compreender que um vegetal se reproduza e seja um ser vivo.

Também está desenvolvendo o Projeto Segurança Alimentar e Promoção da Alimentação Saudável com alunos do 7º ano com idade entre 12 e 13 anos, idade esta em que começam a preferir alimentação do tipo "fast food" e a pular refeições importantes como o café da manhã, embora ainda precisem de cálcio e proteínas para a construção de suas estruturas corporais adultas. Justifica-se, portanto, o trabalho a partir da necessidade de despertar a consciência de que certos alimentos são importantes para a saúde, além de apresentar um produto alimentício comum para crianças e adolescentes que pudesse ser degustado e que despertasse a curiosidade sobre como acontece o fenômeno da transformação do leite em iogurte, gerando um momento especial para discutir questões científicas, objetos deste trabalho - as células e o Reino Monera, além dos objetivos específicos supracitados. Com os projetos “QUEBRA-CABEÇA dos órgãos e sistemas humanos” e “Cultura de fungos e bactérias” a prática facilita a conceituação dos conteúdos escolares.

Maria do Carmo nos conta que "Como professor, poder ensinar um conteúdo no qual o aluno consegue compreender o assunto tratado, por estar familiarizado com o mesmo, fisicamente e concretamente, facilita muito o trabalho. Quando o aluno sai do esquema caderno e lápis ele cria laços com o professor e passa a apreciar o ato de aprender.

 

     Professora ensinando com experiências práticas em sala.

 

 

Agradecimento especial às informações enviadas por Marleyde Ferreira (coordenadora da D.Pedro I), Glauce Fonte (Apoio Coordenação, Mídia e Grêmio Estudantil) e ao professor Luiz Felipe Lins.

 

 

 

Parabéns a todos os professores inspiradores que fazem a diferença nas escolas!

 

 

 

Contato da E.M. Gastão Monteiro Moutinho:

emmoutinho@rioeduca.net

Contato da E.M. Francis Hime:

emhime@rioeduca.net

Contato da E.M. D.Pedro I:

emdpedro@rioeduca.net

 

Contato para publicações:

robertavitagliano@rioeduca.net

 

 

 


 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 18/10/2016

Professora Inspiradora: Ana Paula Cavadas

Tags: 6ªcre, professor inspirador.

 

 

Para comemorar o Dia do Professor, celebrado no dia 15 de outubro, o Portal Rioeduca reuniu histórias de docentes que fazem a diferença na educação carioca e são considerados inspiradores por seus alunos, seja pelos métodos inovadores de ensino, seja pela trajetória exemplar em sala de aula.

 

Professora Inspiradora da 6.ª Cre

 

A professora Ana Paula Cavadas, da 6.ª Coordenadoria Regional de Educação do Rio de Janeiro, é a nossa homenageada da semana. Suas aulas são aguardadas com entusiasmo e carinho e servem de exemplo para seus pupilos e também para seus colegas.

Nasceu em uma família de educadores, com bisavós e avós que sempre contribuíram para a educação do país. “Fui inspirada pelos exemplos que vivenciei na minha família a seguir o caminho árduo, mas valoroso de ensinas as criaturas humanas”, relatou a professora.

 

Atividades no Laboratório de Ciências

 

Estudou numa escola tradicional de Nova Iguaçu – RJ, o Instituto Iguaçuano de Ensino, e depois no Colégio Renovação. Fez graduação na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e pós-graduação na Universidade do Estado do Rio de Janeiro. 

Atualmente faz mestrado na Universidade Federal do Rio de Janeiro na linha de pesquisa Informática, Educação e Sociedade. Seu estudo é focado nos Games Inteligentes, que são jogos que ensinam os alunos a pensar a partir da resolução de problemas e da requisição das funções executivas.

 

Aula Passeio

 

Entrou na Prefeitura do Rio de Janeiro no ano de 2007, quando trabalhou na 10ª Cre em duas escolas localizadas na comunidade do Aço e de Antares: Ciep Roberto Morena e E.M. Aldebarã. “Lá despertei o meu olhar e o meu carinho pelos jovens que vivem na comunidade”, afirmou Ana Paula.

Neste momento, atua nas escolas Charles Anderson Weaver (Coelho Neto) e Escritor e Jornalista Daniel Piza (Pavuna) -, ambas na 6.ª Cre. Lá desenvolve com seus alunos do sexto e do sétimo ano o projeto “Desenvolvendo a metacognição através do games e do laboratório de ciências”.

 

Trabalhando com games

 

A professora Ana Paula Cavadas acredita que os avanços tecnológicos precisam ser considerados como uma ferramenta eficaz para o desenvolvimento de uma educação democrática, que possa atingir de forma integral a todos os indivíduos, das mais diversas classes sociais. Para tanto, se faz necessário a aplicação de técnicas descritas por teóricos da neurociência cognitiva, como Barbel (1996), Flavel (1970), Marques (2009) e Seminério (1987).

Durante a execução do projeto, foram utilizadas duas técnicas: Elaboração Dirigida (1987) e Fio Condutor (2009). A primeira propõe a resolução de problemas através da aplicação de perguntas e o professor age como mediador do conhecimento. A segunda é um processo pelo qual o sujeito toma posse de sua cognição na medida em que enfrenta desafios propostos, tornando seu conhecimento oculto em explícito, viabilizando a ocorrência de saltos cognitivos.

 

Laboratório de Ciências: grande aliado no desenvolvimento da metacognição

 

Para alcançar tais objetivos, a professora Ana Paula Cavadas mesclou as atividades do laboratório de ciências com visitas à Sala de Leitura, exibição de filmes e desenvolvimento da narrativa com a criação de histórias e descrição de experimentos, realizadas no Prezi e Google Docs.

A intenção principal da professora, com o desenvolvimento deste trabalho, é levar os alunos a uma educação metacognitiva onde conseguem pensar sobre o pensar, ou seja, elaborar estratégias que promovam a sua própria aprendizagem. Segundo Ana Paula Cavadas, alcançar uma educação de excelência é possível, aliando o conhecimento da neurociência e da informática.

 

Construindo games com os alunos do sexto ano

 

Mais do que repassar conhecimentos de uma disciplina específica, o professor que inspira vai além e exerce as funções de líder, modelo e mentor. Exerce não só uma ação ou profissão, e sim um modo de vida.

Deixamos aqui a nossa homenagem à Professora Inspiradora da 6.ª Cre, prof.ª Ana Paula Cavadas, que motiva seus alunos a desenvolverem sua autoconfiança e capacidade de refletir sobre seus atos e pensamentos.

Saiba mais sobre a data!

O Dia do Professor é comemorado, anualmente, em 15 de outubro. A data se tornou feriado escolar por meio do Decreto n.º 52.682, de 14 de outubro de 1963. Apesar da homenagem recente, a profissão é uma das mais antigas do mundo. No Brasil, o primeiro registro da presença de uma escola foi em 1549, em Salvador.

Quer saber um pouco mais sobre o trabalho da professora Ana Paula Cavadas com seus alunos? Entre em contato com nossa Professora Inspiradora!


Professora Ana Paula Cavadas / (21) 2407-0919

E-mail: anapcavadas@gmail.com

 

Não esqueça de deixar o seu comentário! Ele é muito importane para nós!

Até a próxima semana, pessoal!

 


 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 17/10/2016

De Bem Com a Vida: Cidadão Carioca, Cidadão de bem

Tags: 10ªcre.

 

 

A escola desenvolveu um projeto com o jeito carioca de ser e, assim, trabalhou vários temas importantes.

 

A E/CRE (10.19.010) Escola Municipal José de Mello está localizado à Praça da Legalidade, s/n° - Santa Cruz, zona oeste do Rio de Janeiro. A unidade atende atualmente alunos da creche a Pré-Escola ao 5° ano e tem como diretora, a professora Liliane de Melo Marques (tataraneta do patrono), como diretora adjunta, a professora Tatiana Vaz Castro e como Coordenadora Pedagógica, a professora Eliane de Oliveira Miranda.

 

Parte da equipe da Unidade Escolar

 

O corpo docente é formado por professores comprometidos e capacitados, capazes de proporcionar aos seus alunos uma aprendizagem alegre e interessante, bem ao estilo carioca de ser. Contando, também, com todo o apoio de seus funcionários, voluntários e estagiário, na busca diária por um trabalho de qualidade.

A comunidade escolar, bastante participativa e integrada ao trabalho educacional, percebeu que nos últimos tempos a história vem contribuindo para que se instaure na sociedade, mecanismos de transformação; como também preocupa-se com a conservação do jeito alegre e solidário do carioca ser e inspirou-se no grande evento das Olimpíadas Rio 2016 realizado nesta cidade maravilhosa. Foi assim que nasceu o projeto de trabalho pedagógico da escola.

Com o projeto em mãos, a Unidade Escolar entrou em ação. Com o objetivo de fomentar a produção e a difusão de conhecimentos relacionados à memória e à cultura popular do carioca, a escola desenvolveu o 1º bimestre.

— Orgulho de ser carioca! Orgulho de ser do bem! E ser carioca é gostar de festejar, é gostar de ajudar, é se aventurar, é curtir a natureza do Rio, é gostar de viver em harmonia! Foi movido por esses sentimentos que o trabalho pedagógico desenvolvido abrangeu atividades de passeio à Cidade das Crianças, à Foz Águas, de confecção de livrinhos autobiográficos, de exposição de trabalhos referentes às músicas que retratam o espírito carioca, de apresentação de dramatizações, poesias, jograis e corais com o tema da Páscoa, dentre outros. — afirma a diretora Liliane Marques

Também sob esses valores, a Sala de Leitura desenvolveu um trabalho prazeroso e dinâmico, levando às salas de aula, histórias emocionantes e divertidas, contadas por seus professores caracterizados por personagens referentes às histórias; e que despertaram nos alunos um grande interesse pelos empréstimos de livros, bem como, por debates entre si, que perduram até hoje.

 

Trabalhos feitos pelos alunos da escola

 

Assim, o trabalho educacional com os alunos da Escola Municipal José de Mello prosseguiu, levando-os a reconhecer os valores de uma boa convivência na escola, na família, na Cidade e no meio ambiente, como forma, também, de se reconhecerem como cariocas “do bem”.

— Ser carioca simpático, gentil e solidário é ter o dever de cuidar bem de sua natureza. E assim, também, foi desenvolvido, em parceria com a TAO - Educação e Sustentabilidade, o Programa de Educação Ambiental em Área de Reflorestamento (PEAR), onde nossos alunos e toda essa comunidade tiveram oportunidade de vivenciar uma série de ações voltadas para a sensibilização e o estímulo ao cuidado com o meio ambiente, e da importância urgente do reflorestamento do nosso planeta. Foram criadas hortas orgânicas, horta vertical e receitas saudáveis. — declara a diretora adjunta Tatiana.

 

Plantações do alunos no Programa de Educação Ambiental

 

Para ser um verdadeiro cidadão carioca é preciso criar relações com práticas de leitura e escrita, é preciso compreender e questionar, sobretudo fazer a chamada “leitura de mundo” a partir de suas práticas sociais. E um momento especial para essa prática foi a Semana de Alfabetização realizada pela escola. Os alunos puderam viver e brincar no mundo letrado, onde, de maneira lúdica, puderam experimentar o quanto a leitura e a escrita podem ajudá-los, de modo crítico, a participar das questões sociais democraticamente.

 

Alunos atividades no quintal da escola

 

Quer saber mais sobre o projeto?
Entre em contato com a Unidade Escolar.

E/SUBE/CRE (10.19.010) Escola Municipal José de Melo
Telefone: 3395-1325
Email: emjmello@rioeduca.net

 

Rodrigo Abreu
é Professor da Rede Municipal
e Representante do Rioeduca da 10ª CRE
Contato: rodrigosantos@rioeduca.net
WhastApp: 98848-6724 

 


   
           



Yammer Share