A A A C
email
Retornando 23 resultados para o mês de 'Outubro de 2016'

Terça-feira, 11/10/2016

Portugames 2016

Tags: 1ªcre, projetos, eventos, educação física.

 

 

 

Jogos Olímpicos continuam a inspirar trabalhos em nossas escolas.

 

Localizada no Imperial Bairro de São Cristóvão, a Escola Municipal Portugal, atende alunos da Educação Infantil ao 6º Ano Experimental.

 

 

Tendo como inspiração os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, a escola realizou o "Portugames 2016", com o objetivo de estabelecer a socialização através de jogos e brincadeiras e desenvolver o censo crítico, o respeito ao próximo e o espírito esportivo.

 

 

Durante as aulas de Educação Física, dentro da própria turma, os alunos se dividiram em equipes para realizar as competições entre si.

Na educação Infantil, algumas modalidades trabalhadas foram: lançamento de bambolês, arremesso à cesta e corrida dentro dos bambolês

No Fundamental as modalidades foram: queimado, futebol, voleibol e cabo de guerra.

 

 

Em sala de aula, com o professor regente, foram realizados trabalhos de pesquisa sobre as modalidades esportivas, os países que competem nas Olimpíadas, sua cultura, bandeira, entre outros temas.

 

 

A Atividade contou com a Cerimônia Oficial de abertura e de Encerramento, mobilizando todos os alunos.

 

Professor Filipe, Regente de Educação Física na Escola Portugal

 

Para os professores, "momentos como estes, além de promover a integração entre os alunos, desenvolvem também o espírito cooperativo e a união entre todos os envolvidos pelo processo Educativo na escola".

 

Parabéns a todos os envolvidos no trabalho!

 

 

Para Saber Mais:

Escola Municipal Portugal

Avenida do Exército, 175 - São Cristóvão

Direção: Patrícia Ponte

Telefone: 3895-8632

E-mail: emportugal@rioeduca.net

 

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 10/10/2016

Festa da Amizade na E. M. Gaspar Vianna

Tags: 5ªcre, valores olímpicos, valores paralímpicos.

 

 

A Escola Municipal 05.14.023 Gaspar Vianna tem um tradicional evento anual chamado “Festa da Amizade”, que tem como objetivo principal enriquecer o conhecimento dos alunos sobre os temas específicos abordados em cada festividade e fortalecer comportamentos e valores relativos à respeito mútuo, trabalho em equipe e união da mesma, solidariedade e amizade.

 

Este ano a “Festa da Amizade” aconteceu em 16 de Julho de 2016 e com o tema “A Viagem Olímpica de Gasparzinho”. Toda a festa foi baseada em nosso PPP “Somos todos Campeões” e nossos alunos fizeram uma volta ao mundo dos países participantes das olimpíadas de 2016. Durante todo semestre foram trabalhados diversos temas e assuntos sempre priorizando os valores olímpicos: amizade, respeito, excelência e os valores paralímpicos, como determinação, coragem, igualdade e a inspiração. Valores estes que são uma rica fonte de inspiração para os jovens, seus amigos, sua comunidade e a sociedade como um todo.

 

 

Assim foram realizados concursos dos mascotes olímpicos e paralímpicos da escola com votação, premiação dos melhores e escolha dos nomes. Diversos trabalhos em todas as disciplinas abordando os temas e descobrindo curiosidades sobre algumas delegações participantes, confecções de bandeiras com sucatas e no dia de nossa festa para culminar nossos trabalhos e fechar com chave de ouro nosso 1º semestre, tivemos apresentações de diferentes danças representando os diversos países participantes dessas olimpíadas, brincadeiras, comidas e bebidas típicas.

 

 

Para o êxito e a excelência desse trabalho tivemos o apoio e a participação de toda a comunidade contribuindo e privilegiando o evento, o apoio fundamental dos professores do primeiro e do segundo segmento, da educação infantil e ainda dos professores da sala de recursos, que se empenharam em trabalhar as questões pertinentes aos valores olímpicos e paraolímpicos com os alunos, assim como a questão cultural dos países participantes desse evento. Os trabalhos das turmas ficaram em exposição na própria escola. Ainda contamos com a total colaboração de funcionários e da equipe de gestão da nossa escola, o que propiciou o sucesso desse evento. Foi uma festa surpreendente e muito animada!

 

Sobre o Projeto Político-Pedagógico da escola: “SOMOS TODOS CAMPEÕES”
 

Justificativa:

Á partir de relatos dos responsáveis e professores, identificamos a necessidade de um projeto onde fosse priorizado o combate à violência, drogas como fator motivador da violência, racismo, bullying, desigualdades sociais, conflitos religiosos, gravidez na adolescência, sexualidade e integração com meio ambiente. Esse projeto visa dentro do contexto social em que vivemos a necessidade de priorizar a “vida” em todos os seus aspectos: conhecimento, formação, valorização e transformação.

Essa proposta contempla a formação integral do ser, fundamental para a construção de uma nova sociedade com vida saudável, de qualidade e mais solidária, primando por valores e priorizando as relações sociais, equilibrando o desenvolvimento dos aspectos cognitivo e emocional.

O projeto “Somos todos campeões” justifica-se pelas competências básicas que a vida passou a exigir de todos nós e consequentemente dos jovens: dominar e colocar em prática os valores olímpicos e paralímpicos: amizade, respeito e excelência e determinação, coragem, igualdade e inspiração. Além de entender os vários conceitos de cidadania, tornando-se um cidadão consciente de seus deveres e direitos. Sendo assim, a escola, como mediadora dessas competências, deve acompanhar as mudanças.


Para saber mais sobre a escola:

Gaspar de Oliveira Vianna, médico e cientista paraense, nasceu em Belém a 11 de maio de 1885. Foi aluno do antigo Liceu Paraense, hoje Colégio Estadual Paes de Carvalho. Estudou Medicina no Rio de Janeiro, pois àquela época não existia ainda uma Faculdade de valor, versando sobre temas de Histologia, Histopatologia, Parasitologia, Micologia, Dermatologia e Terapêutica. Foi ele quem esclareceu, aos 23 anos de idade, as alterações anátomo-patológicas da então recém-descoberta doença de Chagas. Aos 27 descobriu a cura das leishmanioses, contribuindo para a salvação de milhões de vidas, em quatro dos continentes do globo, pelo que é considerado UM DOS MAIORES BENFEITORES DA HUMANIDADE. Genial e incansável, em menos de seis anos de exercício da profissão publicou 22 trabalhos científicos de inestimável valor.


Não é grande orgulho a Escola Municial 05.14.023 Gaspar Vianna trazer o nome deste médico exemplar como patrono?

A escola municipal Gaspar Vianna está localizada no Bairro Araújo em Irajá, conta com atendimento desde a Educação Infantil até o 9º ano e prima por uma educação de qualidade, busca permanente dos gestores e dos professores dessa unidade escolar.

 

Desenho do aluno Patrick Rosemberg em 18/05/2011 – foto de Gaspar Vianna
 

A escola:

E.M. 05.14.023 Gaspar Vianna
Rua Heron Domingues 122, Irajá - 21230-420
emvianna@rioeduca.net
3372-5041 3372-5665
http://emgasparvianna.blogspot.com.br/

 

 


 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 07/10/2016

Professor Luiz Carlos o Embaixador Ismart

Tags: 4ªcre, professor.

 

 

Ismart, um projeto que foi criado para apoiar o desenvolvimento de jovens talentos acadêmicos identificados em um processo seletivo anual. O instituto busca alunos com excelentes notas escolares, que gostam de aprender e apresentam motivação para superar desafios.

 

O Projeto é especialmente desenvolvido para estudantes do 7º e do 9º ano do ensino fundamental, com o objetivo de formar alunos protagonistas, que saibam se expressar com melhor desempenho acadêmico e que querem se preparar para os desafios do ensino médio. Os alunos têm acesso a uma plataforma de estudos online, realizam missões em equipe e participam de eventos formativos inspiradores. A jornada é composta por muitos aprendizados e oportunidades de fazer parte da rede Ismart.

"É com muito orgulho que Luis Carlos da Silva Gomes, diretor da Escola Municipal Odilon Braga, fala sobre seus alunos. Há 31 anos na escola, oito deles como diretor, este professor de matemática é o novo embaixador do Ismart – o primeiro no Rio de Janeiro. O professor-embaixador tem o papel de formador de opinião e de divulgador não só do processo seletivo, mas da instituição como um todo. Além de identificar alunos talentosos e prepará-los para concorrer às oportunidades do Ismart, o embaixador apresenta o projeto aos demais professores, coordenadores e diretores da rede púbica de ensino. Ou seja, sua participação não fica restrita ao envolvimento da própria escola com o Ismart.

 

Luis Carlos conheceu o instituto em 2008, antes de assumir a direção da escola – que fica em Cordovil, zona norte da cidade. “O projeto parecia tão bom para os alunos, que até desconfiei se era de verdade mesmo”, diz. Em 2009, primeiro ano em que indicou alunos para o processo seletivo, conseguiu que um deles fosse aprovado. Desde então, o professor nunca mais faltou aos encontros com o Ismart e passou a divulgar cada vez mais o projeto na Odilon Braga.

Pela parceria de longa data com o Ismart e pela consistência na participação durante os processos seletivos, Luis Carlos recebeu em junho o pin de ouro, em formato de coruja, entregue pelo Ismart aos embaixadores. “Foi uma grata surpresa. E foi um reconhecimento não só para mim, mas para toda a escola. Começaram a nos olhar de forma diferente”, afirma o diretor.

O segredo do sucesso, segundo Luis Carlos, é divulgar muito o processo seletivo e acompanhar, um a um, todos os alunos indicados. Ele também fala sobre o projeto nas reuniões com os responsáveis, que ocorrem bimestralmente.

 


Os estudantes selecionados pelos professores para concorrer às oportunidades do Ismart são acompanhados de perto. “Não adianta indicar o aluno deixar ele para lá”, ensina. Além de receber aulas de reforço de matemática e de português, os candidatos têm apostilas com modelos de questões de anos anteriores. Também contam com o incentivo do diretor e dos professores. “Eles precisam saber que estamos aqui para apoiá-los durante todo o processo”.

Os casos de sucesso acabam ajudando a criar uma divulgação boca a boca dentro da escola. Assim que ganhou a “corujinha”, por exemplo, o diretor passou de sala em sala para mostrá-la aos alunos. Criou também um mural do Ismart, com fotos dos alunos já aprovados para o projeto. “Hoje o Ismart está vivo aqui dentro da escola.

Desde que assumiu a direção, Luis Carlos começou a implementar um projeto político-pedagógico cujo lema é “Amar também se aprende na escola”. Por meio de parcerias com diversas instituições, ele conseguiu levar até a Odilon Braga projetos que têm como objetivos ampliar o horizonte dos alunos, desenvolver habilidades e criar uma relação mais forte com a escola.

Dessa forma, os estudantes já puderam observar as estrelas com um telescópio do planetário, reciclar óleo usado e trocá-lo por material de limpeza, e atualmente cuidam de uma horta. “Queremos ter uma escola viva, que faça diferença na vida dos alunos. Hoje a Odilon Braga está cheia e tenho uma lista de espera para matrículas. Isso mostra que conseguimos transformar esse lugar e que a comunidade reconhece esse esforço”, afirma o professor. Para ele, tornar-se embaixador do Ismart foi mais um reconhecimento ao seu trabalho de educador."

 

 


 


   
           



Yammer Share

Postado por Ana Accioly Ver Comentários (0)

Quinta-feira, 06/10/2016

Jogos Acessíves na 1ª Paralimpíada da Roberto Simonsen

Tags: 8ªcre, olimpíadas, paralimpíadas, ensino especial, inclusão.

 

 

Entre temas como acessibilidade, inclusão e superação, um evento que proporcionou a reflexão sobre o desafio de dar a todos as mesmas oportunidades: a 1ª Paralimpíada da Escola Municipal Roberto Simonsen.

 

Alunos da E.M. Roberto Simonsen na cerimônia de abertura dos Jogos Paralímpicos

 

Incluir socialmente e pedagogicamente são ações distintas, porém a escola exerce um papel de fundamental importância para que as práticas que nela acontecem possam contribuir efetivamente para uma sociedade mais respeitosa e justa.

Educar para a Inclusão pressupõe quebrar paradigmas e propor a abertura para o novo. Cada pessoa é única e não se pode afirmar quais desafios as pessoas com deficiência são capazes de superar.

Após os Jogos Olímpicos, a Cidade do Rio de Janeiro viveu dias de grande aprendizado com a Paralímpíada. Atletas de todo o mundo com diferentes deficiências estiveram aqui demonstrando o quanto podem ser capazes de inspirar, de mostrar coragem, determinação e superação.

 

Alunos da Classe Especial da E.M. Getúlio Vargas exibindo balões formando a palavra Igualdade

 

A Escola Municipal Roberto Simonsen realizou no dia 12 de setembro sua 1ª Paralimpíada. Cada turma ficou responsável por representar um país e o 9º ano representou os refugiados.

Nos preparativos os alunos pesquisaram, confeccionaram bandeiras e cartazes sobre o tema.

Como material de consulta, o professor Alexssander Barbosa, regente de Geografia, doou uma grande quantidade de jornais onde havia reportagens sobre os jogos Olímpicos e Paralímpicos.

Os alunos pesquisaram as modalidades e as adaptações que são feitas para que os atletas possam executar cada esporte.

 

Professora Silvia Carla e a aluna Elysangela da turma 1603, da E.M. Roberto Simonsen

 

No dia da cerimônia para a abertura dos jogos foram apresentados os valores paralímpicos e foi citado para os presentes a existência dos Direitos da Pessoa com Deficiência, mas a mensagem maior que a equipe pedagógica da E. M. Roberto Simonsen almejou trazer à comunidade é que todas as pessoas, com deficiências ou não têm o direito de iguais oportunidades na nossa sociedade e que na vida podemos escolher nos curvar diante dos desafios e dificuldades ou buscar superar nossos limites e fraquezas.

Para tornar esse momento ainda mais importante para todos os participantes, a professora de Educação Física, Marisa Cunha, convidou as turmas da Classe Especial da E. M. Getúlio Vargas para interagir com os alunos da E. M. Roberto Simonsen.

Os alunos foram recebidos com muito carinho por todos e retribuíram com igual simpatia e animação. Juntos eles participaram de demonstrações de Corrida de Cegos e Vôlei Sentado. Apesar de serem modalidades Paralímpicas, os alunos se mostraram muito interessados em participar dos jogos.

 

Alunos realizando a Corrida de Cegos

 

"O mais importante desse evento foi perceber o quanto ele mexeu com todos nós! Isso foi percebido na maneira como nossos alunos receberam os alunos da Classe Especial da escola Getúlio Vargas, na empolgação e vontade de participar dos jogos junto com eles (...) e  nas reflexões que os próprios professores fizeram a respeito de superação."

                                                    Silvia Carla - Diretora Adjunta da E.M. Roberto Simonsen

 

Alunos praticando o Vôlei Sentado sob a orientação dos professores Flávio e Marisa

 

Parabéns a todos os professores da Escola Municipal Roberto Simonsen, em especial aos professores de Educação Física: Marisa Cunha e Flávio Abdala.

 

E.M. Roberto Simonsen:

Diretora Geral: Iussinara de Freitas Nogueira

Diretora Adjunta: Silvia Carla Soares

E-mail: emrsimonsen@rioeduca.net

Blog: Blog da Roberto Simonsen

 

 

 

Entrem em contato com o Rioeduca para compartilhar as ações da sua escola!

 

Para publicações da 8ª CRE: neildasiilva@rioeduca.net

 

 


   
           



Yammer Share