A A A C
email
Dicas, prática pedagógica, troca de experiências.
Retornando 25 resultados para o mês de 'Outubro de 2017'

Sexta-feira, 13/10/2017

Professor de Artes será Embaixador de Liderança no Toronto World Leadership Forum

Tags: professor, artes.

 

Marcelo Andriotti, professor de Artes da 10ª CRE e fundador da ONG Favela Mundo, foi nomeado como Embaixador de Liderança no Toronto World Leadership Forum, que será realizado nos dias 17 e 18 de novembro em Toronto, Canadá.

 

Marcelo representou o Brasil por anos consecutivos, como convidado, em eventos pedagógicos e culturais nos Estados Unidos / ONU, México, Cuba e Marrocos e ajudou mais de 4.100 crianças e jovens de 125 bairros no Rio de Janeiro com as aulas de teatro, música e dança da Favela Mundo. Com base em sua maravilhosa atividade social e sua implicação, agora ele representará o Brasil no Toronto World Leadership Forum, no Canadá.

Este Fórum é um esforço conjunto com a Schengen Peace Foundation, instituição sem fins lucrativos aprovada por Sua Majestade Henri, o Grão-Duque do Luxemburgo. Contribuirá para o fortalecimento de líderes de negócios, sociedade civil, política, ciência e universidades, com o objetivo de proporcionar uma plataforma única para inovadores e pioneiros de mais de 40 países, para trocar pontos de vista e experiências sobre as melhores práticas nos atuais desafios relacionados à liderança, à paz e ao empoderamento feminino.

Esta primeira edição do Toronto World Leadership Forum é apenas o início de uma série de Fóruns anuais, parte de um projeto maior, destinado a criar uma plataforma de liderança global, oferecendo oportunidades para mudanças positivas nas áreas de liderança e paz. O fórum fornecerá um quadro para discussões relevantes e construtivas sobre liderança, paz e empoderamento feminino e dará aos participantes a oportunidade de ouvir informações interessantes do Dr. Auma Obama, Brian Tracy, Jack Canfield, Ismael Cala e muitos outros.

Como Embaixador de Liderança neste Fórum, Marcelo Andriotti liderará e oferecerá mentoria a um grupo de profissionais, encorajando-os a estabelecer uma rede e a cooperar com os membros do grupo, criando um quadro para uma experiência de transformação.

Como embaixador, ele tem o direito de convidar os líderes de diferentes campos para fazer parte de sua delegação. Aqui está o link de registro inscrição em sua delegação: http://bit.ly/50andriotti130

“É uma honra ser um dos Embaixadores de um evento tão importante. Me inscrevi para ser participante e horas depois recebi um e-mail da organização do evento dizendo que eles viram meu trabalho com a Favela Mundo nas comunidades do Rio e queriam que eu fosse embaixador. Fiquei muito feliz com o reconhecimento. Estarei a frente de um grupo de pessoas, com interesses afins, de projetos que envolvam arte e cultura nas questões que o encontro debaterá: empoderamento feminino e paz. Como embaixador também estarei presente em eventos fechados para os palestrantes, onde poderei conhecê-los melhor e falar das atividades da Favela Mundo e conhecer novos projetos de 40 países. Tenho certeza que será uma experiência muito importante para mim e para o futuro de nossa entidade.”- comenta Marcelo Andriotti.

Atualmente o projeto Favela Mundo está desenvolvendo aulas de teatro, musicalização, violão, hip hop e jazz no EDI Maria Mazzetti, em Tomas Coelho e no EDI Senhora Percialiana de Alvarenga, na Cidade de Deus. Ao todo são 507 alunos beneficiados pela entidade criada pelo professor. 

 

 

Texto: Tássia di Carvalho, assessora de imprensa


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 13/10/2017

Mesa Redonda História e Cultura Afro-Brasileiras nas Escolas Municipais

Tags: mesa redonda, história, cultura.

 

 

Mesa Redonda com Professores Regentes da Rede Municipal de Ensino e os trabalhos que desenvolvem em sala de aula, com dois aspectos relevantes: a recuperação e valorização de aspectos da História e Cultura Afro-Brasileiras e o protagonismo de seus alunos:

   Professor André Coutinho, da E.M. Ceará: “Vamos Dançar o Caxambu: o Jongo na Escola”.

   Professor Wander Pinto de Oliveira, da E.M. Bernardo de Vasconcellos: “Projeto Ser e Pertencer”.

   Professor Gustavo Pinto, da E.M. Clementino Fraga: “NEAB AYÓ: Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros na Educação Infantil e Anos Iniciais”.

 

Data da Mesa Redonda: 31 de outubro de 2017

Programação: 13h30min às 14h – Credenciamento dos inscritos

                         14h – Abertura

                         14h30min às 17h – Apresentações, debate e encerramento

Local: Auditório da Escola de Magistratura do Estado do Rio de Janeiro, no FÓRUM, na Avenida Antônio Carlos, 4.º andar, Centro, em frente ao Edifício Garagem na mesma Avenida.

Público-alvo: Coordenadores Pedagógicos, Professores de Salas de Leitura e Professores Regentes da turmas da Educação Infantil ao 9.° Ano, da Educação de Jovens e Adultos, Profissionais das Equipes do NIAP e PROINAPE, Diretores e representantes dos NSECs.

Inscrições abertas e serão encerradas no próximo dia 23/10/2017 ou quando as vagas forem preenchidas.

Link de inscrição: https://goo.gl/forms/lCU8w9mvIDdTBdyk2

Organização: Equipe do Programa Rio-Escola Sem Preconceito da Secretaria Municipal de Educação
 

 

Fonte da imagem: https://naij-ask.gencdn.com/questions/28069-46a8d9-africa-culture.jpg


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 11/10/2017

III SMEEEJA - Seminário Municipal das Escolas Exclusivas de Educação de Jovens e Adultos

Tags: creja, seminário.

 

III SMEEEJA - Seminário Municipal das Escolas Exclusivas de Educação de Jovens e Adultos/ CREJA e CEJA Maré

 

Nos dias 12 e 13 de setembro de 2017, foi realizada a 3ª edição do SMEEEJA, com o tema Educação das Relações Étnico-Raciais Afro-Brasileira e Indígena, no Centro Municipal de Referência de Educação de Jovens e Adultos (CREJA) e no Centro de Educação de Jovens e Adultos da Maré (CEJA Maré).

O SMEEEJA foi idealizado com o objetivo de promover um encontro das Escolas Exclusivas de Educação de Jovens e Adultos, no âmbito da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro, reunindo alunos e professores dessas escolas e das demais escolas do PEJA dessa rede de ensino.
 As atividades realizadas (palestras, oficinas, mostras etc.) se propõem a socializar aspectos da realidade das escolas exclusivas de EJA em nosso município.

Os temas do SMEEEJA não se concentram diretamente sobre as questões estruturais, metodológicas etc., mas são propostos no intuito de nos remeter à reflexão sobre temáticas que atravessam os nossos cotidianos, seja no interior da escola ou, de forma mais ampla, na sociedade em que vivemos.

No III SMEEEJA, contamos com a apresentação do Grupo de Capoeira da Vila Olímpica da Maré e do Grupo de Teatro “Parte Dele”, com a peça “Expressões Culturais”; e com as rodas de diálogos:

• História e Cultura Afro-brasileira, com a Profª. Ângela Costa (Professora PEJA EaD CREJA e Mestre em Tecnologia Educacional NUTES/UFRJ);

• História e Cultura Indígena, com a Profª. Mariana Souza (Professora PEJA EaD CREJA e Mestre em Letras Vernáculas-Língua Portuguesa/UFRJ);

• Quem tem medo da África? Com o Prof. Osmar Soares da Silva Filho (Professor Colégio Pedro II e Doutor em Letras-Ciência da Literatura/UFRJ; e

• UBUNTU, uma filosofia africana baseada na humanidade, respeito e solidariedade, com a Profª. Ana Paula Venâncio (Professora CAp ISERJ e Mestre em Educação/UNIRIO).


 O evento foi marcado também por uma homenagem, em sua abertura, a Paulo Freire, em vista da proximidade da semana da Alfabetização, da sua relevância para o campo da EJA no Brasil e dos 20 anos de sua partida.

 

CREJA - Abertura - Ana de Oliveira (Diretora Adjunta CREJA)

CREJA - Abertura - Fátima Valente (Diretora CREJA) e Neyla Tafakgi (Coord. Pedagógica CREJA)

CREJA - Abertura - Prof. Daniel de Oliveira (Prof. Orientador PEJA EaD CREJA)

CREJA - História Cultura Afro-Brasileira e Indigena - Profa Angela Costa (CREJA)

CEJA Maré - Quem tem medo da África - Prof. Osmar Soares (CPII convidado)

CREJA - História Cultura Afro-Brasileira e Indigena - Profa Mariana Souza (CREJA)

CREJA - História Cultura Afro-Brasileira e Indigena - Profas Mariana Souza e Angela Costa (CREJA)

CREJA - Ubuntu - Profa Ana Paula Venâncio (CAp ISERJ - convidada)

CEJA Maré - Apresentação

CREJA - Participação - Alunos do CREJA 

CREJA - Participação - Alunos do CREJA 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 10/10/2017

Projeto Agentes de Inclusão

Tags: iha, projeto, sala de leitura.

 

A Sala de leitura do Instituto Municipal Helena Antipoff: Professora Sônia Maria Maltez Fernandez, tem o prazer de apresentar:

 

Projeto Agentes de Inclusão

 

O Projeto é uma iniciativa do Instituto Municipal Helena Antipoff, que consiste em uma ação anual desenvolvida junto aos alunos da Rede Municipal de Ensino da Cidade do Rio de Janeiro contribuindo para o processo de Inclusão dos alunos Público-alvo da Educação Especial: alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades/superdotação.

Desde sua primeira edição em 2009, o projeto contribuiu para o processo de inclusão dos alunos da Educação Especial tornando-se uma ferramenta importante para minimizar as barreiras atitudinais. Esta ação é uma iniciativa da Sala de Leitura Professora Sônia Maria Maltez Fernandez, como formação à frente da comunidade escolar.

 

 O Instituto Municipal Helena Antipoff desenvolverá o Projeto Agentes de Inclusão:

  • Relato sobre o tema da diversidade no contexto escolar com casos bem sucedidos de inclusão, para alunos matriculados nas unidades escolares da SME;
  • Ação Era Uma Vez , contemplando os alunos da Educação Infantil.


As escolas interessadas em participar do evento deverão enviar um e-mail para: saladeleituraiha@rioeduca.net manifestando o desejo. Entraremos em contato com as Unidades Escolares e com as respectivas Coordenadorias confirmando a inscrição.


Período de Inscrição: 10/10/2017 até 20/10/2017. Após o período de inscrição divulgaremos as escolas contempladas, para a realização da atividade nos meses de outubro e novembro de 2017.

 

Atenciosamente,

Tatiane Cunha

Sala de Leitura IHA 


   
           



Yammer Share