A A A C
email
Retornando 45 resultados para o mês de 'Novembro de 2016'

Quinta-feira, 17/11/2016

Inspiração no dia a dia da Classe Especial

Tags: 8ªcre, educação especial, iha.

 

 

Os alunos com deficiência na Escola Municipal Getúlio Vargas estão descobrindo habilidades, criatividade e desenvolvimento de seu potencial através de oficinas. Mais do que uma atividade lúdica, essas oficinas contribuem com a inclusão social, o conhecimento de si mesmo e a superação de desafios.

 

Professora Vera Lúcia Alves e os alunos da Classe Especial da E. M. Getúlio Vargas

 

A educação especial é uma educação organizada para atender específica e exclusivamente alunos com determinadas necessidades especiais.

Na Escola Municipal Getúlio Vargas, a professora Vera Lúcia Alves tem experiência de mais de 15 anos regendo a Classe Especial da unidade.

Atualmente, com a classe de surdos e a professora Márcia Cristina com a classe de deficientes intelectuais, a professora Vera Lúcia está realizando um projeto de desenvolvimento de habilidades manuais e culinárias para o dia a dia dos alunos.

 

Alunos da Classe Especial na oficina de tapetes

 

É direito da pessoa com deficiência ter o máximo desenvolvimento possível de sua personalidade, dos seus talentos e da sua criatividade, assim como suas habilidades físicas e intelectuais.

Ao proporcionar diferentes experiências aos alunos da classe especial, a escola cumpre seu importante papel para a inclusão e para o desenvolvimento individual, subtraindo as dificuldades e multiplicando as possibilidades e as habilidades.

O projeto é baseado em oficinas. Os alunos já participaram de oficinas de crochê, artesanato, tapetes e pintura. Na oficina de culinária já produziram doces e salgados de forno.

Cada etapa das atividades é um universo de aprendizagem para todos.

 

 

O aluno William Breno dando os retoques finais na sua produção

 

Ao iniciar o trabalho com as oficinas, os alunos são reunidos e a proposta é apresentada. São relacionados os materiais que serão usados e a professora esclarece aos alunos onde são adquiridos esses produtos.

Todas as etapas do trabalho que será realizado são detalhadamente registradas através da escrita e de imagens no blocão ou no mural da sala.

Na etapa da produção, os alunos experimentam as texturas, as cores e a habilidade para cortar, separar, alinhavar, colar e concentrar-se para realizar a atividade até a sua conclusão.

 

O aluno Yuri empenhando-se na preparação do material para a oficina

 

As propostas das oficinas estimulam, entre outros saberes, a criatividade e a autonomia.

Com o auxílio do telefone celular, os alunos podem também registrar as etapas das oficinas e posteriormente recorrer ao registro para repetir a produção do que foi realizado na escola.

 

"A professora Vera realiza um trabalho que merece ser compartilhado! Sempre tem uma novidade na Classe Especial. Ela e a professora Márcia Cristina estão proporcionando uma aprendizagem significativa e prazerosa para esses alunos (...)"

Luciane Antunes - Coordenadora Pedagógica da E.M. Getúlio Vargas

 

 

A aluna Deise, com o celular,  fazendo o registro das etapas da oficina de culinária

*     *     *

"Diga-me eu esquecerei, ensina-me e eu poderei lembrar, envolva-me e eu aprenderei."

                                                                                                                                 Benjamin Franklin

 

O Rioeduca parabeniza a professora Vera Lúcia Alves, que é inspiração para outros professores regentes de Classes Especiais!

 

Sua escola também realiza um projeto significativo?

Entre em contato comigo:

Neilda Silva - Representante do Rioeduca na 8ª Cre

neildasilva@rioeduca.net

 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 17/11/2016

Resolução 1436 - Alteração de Calendário - Creche Conveniada.

Tags: creches, matricula.

 

 

RESOLUÇÃO SME Nº 1436 ,DE 07 DE NOVEMBRO DE 2016 (PUBLICADA NO DO DE 08/11/2016)

 

Dispõe sobre a alteração do cronograma de que trata o Anexo Único da Resolução SME Nº 1420 de 18 de outubro de 2016.

 

A SECRETÁRIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela legislação em vigor,

RESOLVE:

Art.1º Fica alterado o cronograma contido no Anexo Único da Resolução SME Nº 1.420 de 18 de outubro de 2016, que passa a vigorar na forma que acompanha este ATO.

Art. 2º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação.

 

Rio de Janeiro, 07 de novembro de 2016

Bettina Maria Cantuária Libonati
Substituta Eventual da
Secretária Municipal de Educação
Decreto “P” n.º 141, de 18/03/2016, publicado
No DO Rio n.º 05, de 21 de março de 2016

 

 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 17/11/2016

Cadernos de Aplicação da Provinha Brasil de Leitura e de Matemática

Tags: provinha, brasil.

 

MATEMÁTICA

 

LEITURA

 

  Caro(a) Professor(a),

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), por meio da Diretoria de Avaliação da Educação Básica (Daeb) e com o apoio da Secretaria de Educação Básica (SEB) do Ministério da Educação (MEC) e de universidades que integram a Rede Nacional de Formação Continuada de Professores da Educação Básica do MEC, implementou, em 2008, a Avaliação da Alfabetização Infantil – Provinha Brasil. Trata-se de um instrumento de avaliação aplicado no início e no término do ano letivo, com a finalidade de auxiliar professores e gestores a monitorarem os processos de desenvolvimento da alfabetização oferecida nas escolas públicas brasileiras.

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 16/11/2016

Visita ao FABLAB/SENAI

Tags: 7ªcre, projetos.

 

 

 

Alunos do 9° ano da E. M. Dom Pedro I visitaram o FABLAB/SENAI em Benfica e tiveram a oportunidade de conhecer um pouco sobre o desenvolvimento de projetos de fabricação digital e cursos profissionalizantes da instituição.

 

Durante o ano de 2016, a professora de geografia Silvina Leal da Escola Municipal D. Pedro I iniciou um trabalho com todas as turmas de 9º ano relacionado com as chamadas tecnologias de ponta, FABLAB, que é uma abreviação da língua inglesa para denominar "laboratório de fabricação”. 

 

   Alunos do 9º ano visitando o FABLAB.

 

            Setores do FABLAB.

 

FABLAB é um espaço em que os alunos de diversas áreas se reúnem para realizar projetos de fabricação digital de forma colaborativa usando tecnologia de ponta, participando de todo processo produtivo e buscando soluções para as indústrias, esse é o conceito de FABLAB.

Os alunos tiveram a oportunidade de conhecer de perto essa tecnologia ao visitarem as instalações do SENAI com as explicações dos eminentes professores do SENAI/Benfica sobre o que acontece no FABLAB.

Ficaram maravilhados com a oportunidade, tomaram conhecimento dos cursos profissionalizantes oferecidos pelo SENAI, o que tem mais avançado nessa área dentro da cidade do Rio de Janeiro e no mundo, tiveram oportunidade de circular pela cidade, num verdadeiro tour urbano, foram muitas as descobertas e otimizaram esse trabalho de campo produzindo redações que traduziram emoções, sentimentos e expectativas.

 

   Alunos sendo recepcionados pelo técnico do Senai.

 

Eles agregaram conhecimentos, recursos e valores! Os alunos se "apoderaram" de informações/conhecimentos, mesmo que superficialmente, do que está acontecendo no mundo em termos de tecnologias, e experienciaram o que foge totalmente ao seu cotidiano.

 

     Parte do Armazém de Ideias do FABLAB.

 

O objetivo foi atingido, pois os alunos aguçaram a curiosidade, se sentiram valorizados, estimulados, elevaram sua autoestima! O conhecimento nos envolve, nos liberta, como diz o Prof. Mario Sergio Cortella; nossa vida pode ser curta e nem por isso precisa ser pequena.

 

    Conhecendo um dos setores de acabamento.

 

Mas a oportunidade também se estendeu ao grupo de Professores da E. M. Dom Pedro I, praticamente todas as disciplinas foram contempladas com o trabalho de campo, num total de 11 colegas que tiveram a possibilidade também desse contato.

 

                           Mural produzido após da visita ao FABLAB.

 

        Mural produzido após visita ao FABLAB.

 

A professora Silvina Leal relata que é " Impossível não agradecer ao Universo, ao Dr. Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira e seus colaboradores, Professores Andrea, Jacqueline, Bruno e Clóvis por toda a logística envolvida (transporte, lanche, tempo) durante quatro dias, que determinou o êxito da aula-campo, como também a todo pessoal do SENAI/Benfica e à direção e coordenação pedagógica da EM Dom Pedro I."

 

   Informações enviadas pela coordenadora Marleyde Ferreira.

 

Para saber mais sobre o FABLAB/Senai:

http://www.cursosenairio.com.br/link-rede-fablab-rj,36.html

Contato da E.M. Dom Pedro I:

emdpedro@rioeduca.net

Contato para publicações:

robertavitagliano@rioeduca.net

 

 

Parabéns à todos os envolvidos pelo trabalho realizado!

 

 


   
           



Yammer Share