A A A C
email
Retornando 65 resultados para o mês de 'Novembro de 2018'

Segunda-feira, 12/11/2018

Projeto: Brincando, Cantando e Contando no Mundo da Leitura

Tags: 6.ª cre, 6ª cre, creche, leitura.

 

A Creche Municipal Luís de Souza da Costa Barros, utilizou o projeto anual e o subprojeto da Unidade Escolar, que fala sobre leitura, para trabalhar assuntos importantes e atuais que estavam acontecendo no terceiro bimestre como: folclore, cidadania e higiene pessoal. 

 

Vamos acompanhar o trabalho desenvolvido pela professora da turma E.I.-32, juntamente com as agentes de Educação Infantil?

 

Frente da Creche Municipal Luís de Souza da Costa Barros com alunos da Educação Infantil

 

 

O projeto anual da Creche Municipal Luís de Souza da Costa Barros é “Brincando, Cantando e Contando no Mundo da Leitura”. A partir dele, foram planejados vários subprojetos. Todo o trabalho que veremos adiante foi pautado no subprojeto, Brincando e Cantando com as Lendas, desenvolvido durante o terceiro bimestre. As  atividades desenvolvidas com os alunos da turma E.I – 32 foram planejadas e desenvolvidas pela professora regente, Andreia Alencar, e pelas Agentes de Educação Infantil, Cláudia de Melo e Carla Danielli.  

 

Para trabalhar a cidadania, o direito de voto, o respeito ao voto e o respeito à opinião do outro, a professora planejou uma atividade, na qual as crianças, através do voto, tinham que opinar sobre a lenda que seria trabalhada primeiro. A turma elegeu a lenda Boto Rosa pra iniciar as atividades. Foi um momento muito importante de reflexão e de exercício de seus direitos e deveres como cidadão, como integrante daquele grupo. A contação desta história para os pequenos foi muito divertida! Além de ouvir atentamente cada palavra da professora, cantaram e dançaram a música Boto Rosa e brincaram de jogo da memória.

 

 

Votação da história preferida

 

 

Jogo da memória de animais em extinção

 

 

O jogo da memória de animais fez com que as crianças pensassem sobre estes seres vivos que estão à beira da extinção. Um conceito novo foi lançado e durante as atividades realizadas, a professora e as agentes, foram conversando com os pequenos sobre o que levou estes animais à extinção; que outros animais estão em extinção e o que podemos fazer para ajudar a mudar esta situação. Para este momento as atividades planejadas foram: representação através de desenho e massa de modelar os animais em extinção; registro da letra inicial dos animais, técnica de pintura na lixa.

 

 

Roda de conversa sobre os animais em extinção

 

 

Modelagem e desenho do Boto / Escrita da primeira letra do nome da personagem principal

 

 

 

Roda de conversa

 

O segundo livro lido foi a Lenda da Iara. No momento da roda de conversa, os alunos demonstraram interesse pela temática da higiene corporal, pois, segundo a história, a personagem principal era muito vaidosa e cuidava muito bem de seus cabelos. Foi o momento das educadoras aproveitarem a curiosidade deles para iniciar uma conversa sobre a higiene com seus cabelos, fazendo uma ligação com os piolhos, que insistem em atacar as crianças.

 

Quando cuidamos do cabelo, ele fica limpo e sem piolho” e “Tia, minha mãe lava meu cabelo e depois cata o piolho e mata com o dedo” – relato de dois alunos da turma enviado pela professora Andreia

 

A partir deste momento, nasceu o projeto “Xô, Piolho!”, baseado no documento da BNCC que enfatiza a importância em usar experiências e realidades das crianças para dar vida ao currículo narrativo. A professora Andreia enfatizou que, desde pequena, as crianças são curiosas e exploram o mundo à sua volta e nós, como educadores, precisamos mediar esse processo em busca do desconhecido. As crianças levantaram hipóteses sobre o que é o piolho e como e onde ele aparece. Esse trabalho foi feito através de outras leituras como : A Verdadeira História das Tranças de Rapunzel, de Ana Luiza de Salles; Os Dez Amigos, de Ziraldo; a parlenda Dedo da Mão e adivinhações.

 

 

Trabalhando com livros e parlendas

 


A equipe criou, com a ajuda das crianças, um boneco utilizando materiais recicláveis. Eles o chamaram de Joaquim. Uma situação foi criada em cima desse personagem em relação ao piolho. Como ele estava com a cabeça cheio de piolhos, cada aluno tinha que leva-lo para casa um dia e passar o pente fino dele até que todos os bichinhos indesejáveis fossem sendo exterminados e ele voltasse a sorrir.

A partir disso, os responsáveis foram convidados a participar de diversas ações promovendo o cuidado e higiene pessoal. Esse momento de interação entre as famílias e a creche foi muito importante. Os alunos levaram para casa um pente fino com toda a explicação do projeto para que, assim, pudessem dar continuidade às ações de higiene com seus filhos.

 

 

Confecção do boneco com materiais recicláveis / Um dia do boneca na casa de uma aluna

 

 

“A proposta pedagógica na Creche Luís de Souza é promover projetos para aguçar o espírito investigativo de nossos pequenos, proporcionando a participação ativa deles nesse processo pedagógico. Também queremos criar oportunidades para envolver os responsáveis garantindo um desenvolvimento feliz e saudável das crianças.”relatou a professora articuladora Ana Lúcia Miguel

 

Responsáveis participando das atividades escolares

 

Parabéns à professora, Andreia Alencar, às Agentes de Educação Infantil, Cláudia de Melo e Carla Danielli e a toda equipe da C.M. Luís de Souza da Costa Barros pelo trabalho de excelência que realizam com nossas crianças. É um orgulho tê-los na 6.ª CRE!

 


Quer conhecer um pouco mais do trabalho desenvolvido pela equipe da Luís de Souza da Costa Barros?

Entre em contato com a Unidade Escolar!

 

Creche Municipal Luís de Souza da Costa Barros

E-mail:cmlbarros@rioeduca.net

Telefone: 2407-3740

 

Não esqueça de deixar o seu comentário! Ele é muito importante para nós!

Até a próxima semana!


 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 12/11/2018

Peça sobre bullying leva alunos à reflexão

Tags: bullying, gpec, teatro nas escolas.

Quem é você?

Peça sobre bullying leva alunos à reflexão

 

 

O Teatro nas Escolas, desenvolvido pela Cesgranrio em parceria com a Gerência de Projetos de Extensão Curricular (GPEC) da Secretaria Municipal de Educação, mostra aos alunos da Rede Municipal de Ensino a importância do respeito, da solidariedade e da amizade.

A peça Quem é você?, de Leandro Bellini, foi escrita especialmente para o Teatro nas Escolas e aborda um tema em voga nos dias atuais: o bullying, muitas vezes praticados em escolas públicas ou não.

O espetáculo apresenta uma narrativa original, na qual os alunos são convidados não apenas a observarem com cuidado aqueles que sofrem o bullying, mas, principalmente, os que o praticam

Os objetivos principais do Teatro nas Escolas são o de formar plateia e promover reflexão entorno dos temas abordados.

Durante todo ano de 2018 os atores se deslocaram para 92 escolas com o intuito de apresentar a peça, que foi muito bem recebida pelos alunos e que acabam por se identificar com o tema.

 

Texto enviado por:

Waleria Carvalho

E/SUBE/GPEC


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 12/11/2018

Uma entrega além dos muros da escola

Tags: dança, professores, gpec.

 

Uma entrega além dos muros da escola

 

 

Cerca de 80 professores da Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro estão cada vez mais empenhados em oferecer o melhor para os seus alunos.

 

Prova disso que se entregaram, de corpo e alma, ao Seminário Movimentos em Rede, coordenado pela Gerência de Projetos de Extensão Curricular (GPEC) da Secretaria Municipal de Educação, cuja culminância aconteceu no Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro, na Tijuca, no dia 3 de julho, das 9h às 17h.

 

Além disso, 15 professores exibiram toda sua arte e talento na abertura da Mostra de Dança com a coreografia SOMNES (mistura que surge de sono, insônia, som e solidão).

 

Com toda dedicação, assim como os demais que participaram de todo o processo, os professores Daniela Gaspar Soares, Sandra Moraes, Inglyd da Silva Sá, Karine Dull Sampaio Madureira Barbosa, Marcio Dias Pereira, Iara Ferreira Cortês, Poliani da Silva Pascouto Raphael, Liliana Durão D´Avila, Verônica Bazilio Terra Ferreira, Marcia Cristina da Silva Victor Gonçalves, Bruna Marques Ribeiro Gomes, Ronilson Silva Pires, Juliana Gomes Ferreira e Elisabete Pinheiro Costa subiram ao palco do Teatro Nelson Rodrigues, no Centro da Cidade, e apresentaram belo espetáculo mostrando a importância de se ter consciência corporal e aliá-lo à arte.

 

Alunos que estavam na plateia aplaudiram a apresentação.

 

De março a junho, todos os professores inscritos no projeto tiveram várias oficinas de dança no Centro Coreográfico.

 

Profissionais das artes como Claudia Petrina, Cosme Galindo, Veríssimo Junior, da GPEC, deram aulas.

 

Foram oferecidas oficinas da História da Dança e Danças Brasileiras, com Ana Paula Santiago e Mônica Ferreira Luquet; Dança do Ventre com objetos ministrada por Andréia Vieira da Costa e Claudia Suellen Teixeira, e Dança Afro Contemporâneo com Marcia Victor.

 

Também houve oficinas com Pedro Bárbara, da 5ª CRE, Juliana Manhães, Giselda Fernandes, Maria Elvira Machado e um convidado internacional: o bailarino Diego López.

 

A GPEC agradece toda dedicação e empenho dos professores que abraçaram este projeto e espera contar com todos no ano que vem! 

 

 

Texto enviado por:

Waleria Carvalho

E/SUBE/GPEC


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 12/11/2018

Ponto facultativo nas repartições públicas municipais no dia 16 de novembro de 2018

Tags: ponto facultativo.

 

 

DECRETO RIO Nº 45337 DE 9 DE NOVEMBRO DE 2018

 

 

Estabelece ponto facultativo nas repartições públicas municipais no dia 16 de novembro de 2018 e dá outras providências.

 

O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela legislação em vigor,

 

DECRETA:

 

Art. 1º O ponto será facultativo nas repartições públicas municipais no dia 16 de novembro de 2018, excluídos desta previsão os expedientes nos órgãos cujos serviços não admitam paralisação.

 

Art. 2º A Secretaria Municipal de Saúde editará Resolução regulamentando o expediente nas Unidades de Saúde da Rede Pública Municipal.

 

Art. 3º Este Decreto entra em vigor na data da sua publicação.

 

Rio de Janeiro, 9 de novembro de 2018; 454º ano da fundação da Cidade.

 

MARCELO CRIVELLA

 

Clique AQUI para acessar a publicação no Diário Oficial.


   
           



Yammer Share