A A A C
email
Retornando 87 resultados para o mês de 'Dezembro de 2011'

Quarta-feira, 21/12/2011

Um mergulho para as Olimpíadas da Natação

Tags: 10ªcre.

 

Paulo Henrique Cásseres Teixeira, aluno da Escola Municipal Joaquim da Silva Gomes, da 10ª CRE, mergulha, imaginando fazer parte da História do Brasil Olímpico em 2016.

 

 

Paulo Henrique é carioca e nasceu no feriado do 1º de maio de 1998. Em 2016 ele estará completando 18 anos, três anos a menos do que Cesar Cielo, ao comemorar a vitória nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, conquistando, para o Brasil  a primeira medalha de ouro da natação nos 50 metros livre, em apenas 21s30.

 

Paulo Henrique com uma das quinze medalhas que conquistou em diversos campeonatos de natação.


Vendo as imagens estampadas no “Livro de Ouro – Medalhas do Brasil Olímpico”, que recebeu como reconhecimento pelas suas participações em campeonatos regionais de natação, o aluno Paulo Henrique também sonha em um dia ver o seu nome estampado entre os campeões mundiais da modalidade.

 

Capa do "Livro de Ouro, Medalhas do Brasil Olímpico", edição coordenada por Arnaldo Cardoso Pires, que narra a conquista da medalha por Cesar Cielo, nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, Natação - 50m Livre.

 


Na Escola Municipal Joaquim da Silva Gomes, onde freqüenta o 7º ano, matriculado na turma 1706, Paulo Henrique já tem uma espécie de “fã clube” com alguns admiradores e colegas que torcem pelo seu sucesso.
 

 

Segundo informações da mãe do aluno, Ana Paula Moreira Cásseres, tudo começou em 2008, quando ela resolveu matricular o filho na Vila Olímpica Oscar Schmidt, localizada na área do chamado Quarteirão Cultural do Matadouro, ao lado do Centro Cultural Municipal Dr. Antonio Nicolau Jorge e do Ginásio Experimental Carioca Princesa Isabel.

 

Aluno Paulo Henrique, com a mãe Ana Paula, ao seu lado, em companhia da diretora adjunta da E.M.J.S.G Valéria Monteiro (à esquerda) e da professora de Educação Física, Marcela (à direita).

Paulo Henrique recebendo o carinho da professora Sheila dos Santos, coordenadora pedagógica da Escola Municipal Joaquim da Silva Gomes.


Foi o professor e treinador do aluno, Reinaldo Lopes, quem passou a observar com mais atenção a performance do Paulo Henrique nos treinos realizados às terças e quintas-feiras, e acabou convencendo a mãe a deixá-lo participar também da equipe de atletas mirins do Clube Vasco da Gama, onde Paulo Henrique treina aos sábados.

 


Já em 2010, o aluno Paulo Henrique subia ao pódio para receber as suas primeiras medalhas, tanto nos Jogos Intervilas, uma competição que reúne atletas de todas as Vilas Olímpicas da Cidade do Rio de Janeiro, como também no Festival de Natação do Clube Luso-Brasileiro, localizado no bairro de Campo Grande e também no Campeonato Estadual de Verão, onde se disputa o Troféu Durval Monteiro.

 

Paulo Henrique com um dos livros adquiridos pela EMJSG no Salão de Livros de 2011.

 

Paulo Henrique, segundo à esquerda, no Campeonato Intervilas com seus colegas da natação em companhia do professor Reinaldo Lopes, no centro da foto.


Paulo Henrique, que tem treze anos, faz parte da categoria infantil e vem competindo em todas as modalidades de natação, tendo preferência pelos nados borboleta, costas e peito, disputando campeonatos individuais e também fazendo parte de equipes em revezamento, como aconteceu nos dias 8, 9, 10 e 11 de dezembro de 2011, quando conquistou cinco medalhadas em diversas modalidades.

 


Incentivado pelo professor Reinaldo Lopes, e apoiado sempre pela mãe, Ana Paula, o aluno Paulo Henrique já começa a fazer planos para 2012, contando com a sua indicação para representar o Clube Vasco da Gama e a Vila Olímpica Oscar Schmidt em campeonatos regionais e até internacionais.

 

 

Paulo Henrique com algumas das medalhas conquistadas.


Para alguns especialistas da área esportiva, 2016 será o Ano das Olimpíadas da Natação, exatamente porque os jogos estarão acontecendo na Cidade do Rio de Janeiro, que nasceu sob a égide e símbolo da água.

 


Que os sonhos olímpicos do aluno Paulo Henrique Cásseres Teixeira possam ser concretizados, e que todos os atletas com potencial, em qualquer modalidade esportiva, sejam incentivados e apoiados desde o surgimento das vocações, para que o “Livro de Ouro das Medalhas do Brasil Olímpico” seja ampliado em número de páginas, e de medalhas, em quantidade e qualidade.
 

 

 

 

 

 

                                                                           

 

Print Friendly and PDFPrintPrint Friendly and PDFPDF


 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 21/12/2011

Pequenos Cientistas da C.M. Tia Mana Estudam a Água

Tags: 3ªcre, creches, educaçãoinfantil, saúde.

 

A Creche Municipal Marcilia Catarina da Costa Orgélio - Tia Mana, da 3ª CRE, está formando pequenos cientistas. Este ano o projeto Água de brincar, água de beber, água de viver mergulhou a criançada nas propriedades do nosso líquido essencial e eles fizeram muitas descobertas.

 

A água, característica quase exclusiva do nosso planeta e responsável direta pela formação e manutenção da vida, está presente em tudo ao nosso redor. Precisamos, então, estar mais atentos a ela. Foram estes pensamentos que nortearam a criação do projeto Água de brincar, água de beber, água de viver. Na justificativa do projeto, podemos ver com detalhes os porquês de colocá-lo em prática.

 

" A água é um importante componente do planeta Terra e o ambiente natural de desenvolvimento de todos os organismos vivos. Também sabemos que a água atrai as crianças de todas as faixas etárias. Graças às suas propriedades (a água corre...), às transformações pelas quais passa (mudança de estado) e às que causa a outras substâncias (misturas, soluções), é empregada em grande número de atividades capazes de ajudar a criança a realizar as primeiras abstrações (a idéia de matéria e de conservação, aproximação do estado líquido...). Associando a água à torneira, à chuva, à neve e ao gelo, a criança começa a elaborar um nível inicial de abstrações. Começa a entender que essas diversas realidades convergem para uma mesma substância: a água.
O tema da água volta ao longo de toda a escolaridade. Após uma primeira aproximação predominantemente sensorial na creche, o aprendizado continua nos anos seguintes, em que são enunciadas as primeiras propriedades.
Além disso, hoje em dia, a escassez e o uso abusivo da água doce é uma realidade. Faz-se necessária e urgente a mobilização de todos, pois este problema se agrava cada vez mais.
Pensando nisto, desenvolvemos o projeto Água de brincar, água de beber, água de viver a fim de despertar um espírito observador através de experiências sensoriais e ressaltar a importância da água para os seres vivos e o nosso planeta. "

 

 



 

 

A ideia era colocar os pequeninos em contato com a fonte da vida em diferentes estados, temperaturas, misturas e fazê-los observar os efeitos e consequências da presença ou uso da água em experiências simples. Atividades como lavar objetos, colocá-los na água e observar o que ocorre em cada situação. Misturar a água com sal, açúcar, areia, limão, vinagre e outras substâncias e líquidos para registrar as diferenças ( ou não) de aparência. Ver o derretimento do gelo e pensar como ocorre esta "mágica" e refazê-la (!). Claro que sempre respeitando o lúdico que é característico da idade. Confiram no vídeo um pouquinho de alguns dos experimentos realizados pelos pequeninos.

 

 

 

 

 

 

As turmas dos EI – 50 e 51, EI – 40 e 41, EI – 30 e 31 fizeram gelatina e café, sentiram a água quente e fria, filtraram, regaram e experimentaram de várias maneiras. Perceberam a função da água em nossas vidas ao verem seu uso na cozinha ao regar e lavar as plantas com que se alimentarão e como a água funciona para nos lavar e lavar nossas roupas. Cada pequeno gesto realizado pelas turmas levou-os a perceber a importância da água não só em nossas vidas, mas também na vida do planeta.

 


Eles ainda tiveram tempo para visitar as obras de Salvador Dalí relacionadas com a água e recriá-las. Salvador Dalí foi hábil desenhista e famoso pintor. Sua imaginação, repleta de imagens inquietantes, se refletia em suas obras. A exposição com os trabalhos recriados foi um sucesso. Além de Pequenos Cientistas, eles são pequenos artistas.

 

 


 

 

O contato tão precoce com princípios científicos fundamentais como a observação, o registro e a experimentação certamente renderá belos frutos na vida acadêmica deles. Bem como o ponto de vista da arte, de expressão do mundo como o experimentamos, será determinante em sua visão múltipla de tudo que conhecerão. A água é elemento facilitador dessa aprendizagem já que proporciona uma ludicidade já conhecida das crianças. Assim, brincar e aprender se misturam como água e açúcar tornando a aprendizagem ainda mais doce.

 

Confiram no blog Creche Tia Mana o segundo vídeo do projeto Água de brincar, água de beber, água de viver com mais descobertas da Educação Infantil.

 

 

 

 

Imagens e trechos retirados do blog Creche Tia Mana e enviados pela Profª Rute Albanita, articuladora da creche.

 

                                                                            

 

Print Friendly and PDFPrintPrint Friendly and PDFPDF


 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 21/12/2011

Arte e Construção da Identidade Local na E. M. Presidente Roosevelt

Tags: 8ªcre.

 

Com muitas cores e talento os alunos da Escola Municipal Presidente Roosevelt, sob o comando do professor de Artes Fábio Lopes, trabalharam na construção de um ambiente mais acolhedor e alegre na escola.

O trabalho com os pincéis resultou em uma bela obra: um mural com a bandeira da escola, que a identifica e enche de orgulho toda a comunidade escolar!

 

 

 

Ao longo do ano, a Escola Municipal Presidente Roosevelt passou por ações de manutenção e reforma.


As instalações do prédio necessitavam de cuidados e reparos. A pintura foi feita, porém apresentava um ambiente sóbrio e nada envolvente.

 

O objetivo do projeto é tornar a escola um espaço de aparência agradável, com identidade e construído com a participação do grupo.

 

 

Definições para a execução do projeto:

 

1º O Espaço - 

 

No consenso entre professores e alunos, foi escolhido o auditório como área a ser revitalizada inicialmente, por ser o espaço mais democrático da escola, abrigando projetos, eventos, amostras do Cine Clube, reuniões com responsáveis e outras atividades.

 

2º O Tema -

 

O tema foi escolhido em votação nas aulas de Artes Plásticas. As sugestões foram selecionadas pelos professores nas reuniões de Centro de Estudos.

O tema mais votado foi o Meio Ambiente. Os alunos refletiram sobre a questão da poluição visual e dos critérios a serem observados quanto ao tamanho, formas e cores dos desenhos que seriam feitos.

O que a princípio não estava programado foi a sugestão da direção da unidade escolar de inserir no projeto de pintura, o desenho da bandeira símbolo da escola.

A bandeira da Escola Municipal Presidente Roosevelt foi criada a partir de um concurso de desenho realizado entre os alunos nas aulas de Artes Plásticas no ano de 2010.
Tal fato deu ao painel um duplo toque de criação por parte dos alunos, somando-se a escolha e pintura do tema ao registro do desenho que foi escolhido como o que mais identificava a escola.
 

 3º A Pintura –

 

O desenho do mural e a pintura foram realizados no horário das aulas de Artes Plásticas pelos alunos do 7º, 8º e 9º ano, orientados pelo professor da disciplina.

Primeiro foi feito o esboço que, posteriormente, foi ampliado na parede e pintado com tinta PVC e pigmento líquido.

O emprego de diferentes técnicas de desenho, pintura e materiais serviram para reforçar e aplicar o conhecimento adquirido nas aulas de Artes Plásticas ao longo do ano letivo.
 


 

 

Alunos dividem as tarefas de desenho e pintura do mural

 

 

 

Aluno demonstra claramente a satisfação de participar da construção do mural

 

 


"Há quem diga que todas as noites são de sonhos.
Mas há também quem garanta que nem todas, só as de verão.
Mas no fundo isso não tem muita importância.
O que interessa mesmo não são as noites em si, são os sonhos.
Sonhos que o homem sonha sempre.
Em todos os lugares, em todas as épocas do ano, dormindo ou acordado."


                                                                                                        ( Shakespeare )

 

 

O professor de Artes Plásticas da escola sonhou e acreditou junto com seus alunos na possibilidade da construção coletiva de um ambiente mais agradável para todos!

Como o aluno se sente parte deste ambiente e vê um pouco de si estampado nas paredes e muros da escola, a pichação é coisa do passado!

A responsabilidade de preservar o trabalho é coletiva!

 

Professor Fábio Lopes - Artes Plásticas da E.M. Presidente Roosevelt

 


Ao término da pintura do mural, alunos e professor escreveram seus nomes, a lápis, na base da pintura da árvore.

 


“A obra deve prevalecer ao artista!”

 


As assinaturas ficaram registradas de forma muito discreta, porém o registro de todo o trabalho em equipe ficará fortemente gravado na memória dos alunos.


 

 

Hoje a escola tem o colorido e a aparência que foi desejada por seus alunos e construída de forma democrática e repleta de aprendizado!

A escola está orgulhosa de sua bandeira, suas cores e todo o sentimento que envolve os que dela participam!

O Rioeduca parabeniza a direção, os professores e alunos da E.M. Presidente Roosevelt pelo projeto e pela bela realização dele!

 

 

Quais projetos marcaram sua escola em 2011?

 

Conte para o Rioeduca!

 

Entre em contato com neildasilva@rioeduca.net 

 

Vamos dividir a alegria de fazer parte de uma escola de qualidade!

 

 

                                                                            

 

Print Friendly and PDFPrintPrint Friendly and PDFPDF


 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 20/12/2011

Já é Natal nas Escolas da 5ª CRE

Tags: 5ªcre, blogsdecreches, blogsdeescolas, natal.

 

 

Ser criança na época do Natal é muito divertido, pois a
festa reúne um monte de coisas boas, como:
família, férias, presentes e, claro, Papai Noel.
Já é Natal nas Escolas da 5ª CRE!

 

 

Esta é uma publicação especial de Natal.

 

Rioeduca, Escolas e Creches da 5ªCRE desejam à todos um Natal de paz, de alegria e muita reflexão em torno do Nascimento de Jesus Cristo.

 

 

Origem do Natal e o significado da comemoração



Festejamos o Natal dia 25 de Dezembro, quando comemoramos o nascimento de Jesus Cristo.

 

Na antiguidade, o Natal era comemorado em várias datas diferentes, pois não se sabia com exatidão a data do nascimento de Jesus. Foi somente no século IV que o 25 de dezembro foi estabelecido como data oficial de comemoração. Na Roma Antiga, o 25 de dezembro era a data em que os romanos comemoravam o início do inverno. Portanto, acredita-se que haja uma relação deste fato com a oficialização da comemoração do Natal.

 

As antigas comemorações de Natal costumavam durar até 12 dias, pois este foi o tempo que levou para os três reis Magos chegarem até a cidade de Belém e entregarem os presentes (ouro, mirra e incenso) ao menino Jesus. Atualmente, as pessoas costumam montar as árvores e outras decorações natalinas no começo de dezembro e desmontá-las até 12 dias após o Natal.

 

Fonte de imagem Google

 

 

Do ponto de vista cronológico, o Natal é uma data de grande importância para o Ocidente, pois marca o ano 1 da nossa História.

 

Embora tradicionalmente seja um feriado cristão, o Natal é amplamente comemorado por muitos não-cristãos, sendo que alguns de seus costumes populares e temas comemorativos têm origens pré-cristãs ou seculares. Os costumes populares modernos, típicos do feriado, incluem a troca de presentes e cartões, a Ceia de Natal em família, músicas natalinas, festas de igreja e a exibição de decorações diferentes, incluindo as árvores de Natal, pisca-piscas, guirlandas e presépios. Além disso, o Papai Noel é uma figura mitológica popular em muitos países associada com os presentes para crianças.

 

 Atividades natalinas nas escolas da 5ª CRE

  

As escolas e creches da rede municipal se antecipam e comemoram o Natal com seus alunos e responsáveis.

 

Os Autos de Natal, a visita de Papai Noel, as Cantatas de Natal, os presentinhos para as turmas, o coral, as oficinas natalinas para alunos e suas mães, fizeram parte dessa grande variedade de atividades que aconteceram na primeira quinzena de dezembro em nossas escolas. E, a partir dessas atividades comemorativas, resolvemos agradecer  à todos que nos prestigiam com a leitura diária   e  os  comentários  das   publicações   no   Portal    Rioeduca.

Nosso agradecimento chega em forma de cartões virtuais, que foram feitos especialmente para vocês desejando  um grande e ...

 

Feliz Natal!

 

 

Escola Municipal 05.15.060 Irmã Zélia _ http://www.emiz.tk/

 

 

 

Escola Municipal 05.15.001 Pará_ http://jornalparaler.blogspot.com/

 

 

 Escola Municipal 05.15.007 Francisco Frias da Mesquita_ http://emfranciscofrias.blogspot.com/

 

 

Creche Municipal 05.14.609 Parque BomMenino_ http://cmpqbommenino.blogspot.com/

 

 

 

 Escola Municipal 05.15.010 Alfredo Russel _ http://emarussel.blogspot.com
 

 


Creche Municipal 05.15.604 Gercinda Rosa Fonseca_ http://cmgfonseca.blogspot.com/

 

 

 Creche Municipal 05.15.602 São Miguel Arcanjo_ http://cmsmarcanjo.blogspot.com/

  

 

 Escola Municipal 05.14.019 Rosa Bettiato Záttera_ http://www.vitrinerbz.blogspot.com/

 

 

 

Escola Municipal 05.14.034 José Alpoim_ http://emjalpoim.blogspot.com

 

 

 Escola Municipal 05.15.005 Oswaldo Aranha_ http://escolamunicipaloswaldoaranha.blogspot.com/

 

 

 

Escola Municipal 05.15.019 Waldemiro Potsch_ http://emwaldemiropotsch.blogspot.com/

 

Escola Municipal 05.15. 047 Frei Leopoldo

 

  

  

Creche Municipal 05.15.602 Tia Maria do Jongo_ http://crechetiamariadojongo.blogspot.com/

 

 

 Escola Municipal 05.15.003 Olegário Mariano_ http://emolegariomariano.blogspot.com

 

 

 Creche Municipal 05.15.60  Buriti Congonhas_  http://cmburiticongonhas.blogspot.com/

 

 

 

Escola Municipal 05.15.063 Padre José Maurício Tomas

 

 

 Escola Municipal 05.15.036 Rocha Pombo_ http://emrochapombo.blogspot.com/

 

 

 Creche Municipal 05.15.605 José Raimundo de S. Alves_ http://cmjrsalves.blogspot.com/

 

 

 

Escola Municipal 05.14.007 Albert Sabin _ http://emsabin2011.blogspot.com

 

 

Solarata  da Escola Municipal José Alpoim

 

 Apresentação dos alunos do Maternal II dia 9 de dezembro.

 

As férias estão chegando e você já sabe o que fazer?

 

A temporada das férias escolares está chegando e a grande maioria dos pais trabalha, sendo assim, nem todos têm o privilégio de acompanhar os filhos nesse período. As colônias de férias são uma boa opção de lazer e diversão para a garotada.

 

 

Fonte de imagem Google

 

 

Fiquem atentos às inscrições para as Colônias de Férias nos Clubes, no SESC, no Zoológico, no Planetário, enfim, nos muitos locais, gratuitos e outros remunerados, onde as crianças poderão viver dias de alegria e lazer.

 

Algumas Colônias de férias:

Jardim Zoológico 

Planetário

Casa da Espanha

SESC Madureira

GAL Berço dos Sonhos

 

Para aqueles que não forem participar de Colônia de Férias ou mesmo viajar, se divertir com a família  é tudo de bom e nada melhor que ir ao cinema, visitar os familiares, passear nos shoppings, ir à praia, ao futebol, passear pelos inúmeros Parques da Cidade, além de muitas outras opções de lazer que o Rio de Janeiro oferece.

 

 Se você professor e/ou sua escola desenvolvem ou desenvolveram algum projeto
ou atividade interessante; se você, sua escola ou se algum aluno tem blog,
clique na imagem abaixo para obter o e-mail do representante do
Rioeduca na sua CRE.


 

 

Professora Regina Bizarro_ Representante do Rioeduca na 5ªCRE

Twitter: @rebiza

E-mail: reginabizarro@rioeduca.net

                                                                           

 

Print Friendly and PDFPrintPrint Friendly and PDFPDF


 


   
           



Yammer Share