A A A C
email
Retornando 11 resultados para o mês de 'Fevereiro de 2019'

Quarta-feira, 27/02/2019

Acolhimento no EDI Professor Reinaldo José Aragão Barbosa - 8ª CRE

Tags: 8ªcre, edi, acolhimento, educação infantil.

 


Passar a frequentar uma escola é o marco de grande importância no desenvolvimento de uma criança. Para tornar esse momento uma experiência positiva para alunos e responsáveis, a Secretaria Municipal de Educação prevê em seu calendário o período de Acolhimento.

 

 

Ao iniciar o ano letivo, todas as escolas da Secretaria Municipal do Rio de Janeiro realizam o período de Acolhimento. Acolher é muito mais do que adaptação, é respeitar o tempo de cada criança e proporcionar a cada uma delas experiências positivas nos espaços escolares.

 

 

 

 

O período de Acolhimento foi realizado entre os dias 11 e 15 de fevereiro. O Acolhimento é tão importante tanto para as crianças que estão vivendo sua primeira experiência escolar, como também para aquelas que estão retomando sua rotina nas escolas.


Nesse contexto, trazemos a experiência do Espaço de Desenvolvimento Infantil Professor Reinaldo José Aragão Barbosa. A Unidade Escolar foi inaugurada em 04 de novembro de 2009. O EDI está localizado no Bairro de Bangu e possui 14 salas de aula, uma Sala de Recursos Multifuncional, uma Sala de Leitura e uma Sala para Atividades Diversificadas.

Toda a estrutura do EDI foi planejada para um bom atendimento aos alunos, com banheiros apropriados, refeitório, pátio interno, externo e um bom espaço para atividades ao ar livre.


 

 

 

O EDI Professor Reinaldo José de Aragão Barbosa realizou o período de acolhimento, dando os primeiros passos no seu projeto pedagógico anual que tem como tema: Construindo Saberes e Ampliando Sonhos!

 

Sabendo-se que a construção do saber acontece diariamente e de maneira coletiva, as famílias também participaram do período de Acolhimento e foram orientadas sobre o seu papel no desenvolvimento dos alunos.

 

“Neste período de acolhimento, nossa proposta foi a conversa aberta com as famílias, a escuta da fala das crianças e de seus familiares, para que possamos recebê-los de forma prazerosa, estabelecer parcerias e estreitarmos laços. O Acolhimento também foi uma oportunidade para explicar a rotina de nossa unidade e criar junto com os alunos os combinados e regras de convivência, e principalmente, estimular o gosto pela leitura. (...)”

                                                   Professora Cristina Carvalho –  Diretora do EDI Prof. Reinaldo José A. Barbosa


 

 

 

O planejamento anual do EDI Prof. Reinaldo José prevê um trabalho com a Literatura Brasileira para seus pequenos alunos, de forma que se consiga estimular o prazer pela leitura em cada um desses futuros leitores.

Para tal, o trabalho será voltado para os grandes nomes e obras da literatura infantil brasileira como: Ana Maria Machado, Ruth Rocha, Ziraldo, Maurício de Souza, Monteiro Lobato, entre outros.

Será proposto aos alunos o contato com diferentes gêneros de textos, entre eles as histórias em quadrinhos, as poesias e a literatura de cordel. O contato com esses vaiados textos é de grande valor para a iniciação da leitura.


 

 

 

Além da literatura, a proposta da equipe pedagógica do EDI Prof. Reinaldo José Aragão Barbosa irá abranger a temática Sustentabilidade Cidadã. Já estão sendo planejadas oficinas sustentáveis para os responsáveis, assim como um movimento de conscientização da preservação do meio ambiente.

Dessa maneira, caminhando juntos, escola e família estarão cada vez mais construindo e ampliando seus sonhos!

 

O Rioeduca deseja muito sucesso para todas as propostas!

 

Quer conhecer melhor o EDI Prof. Reinaldo José?

Endereço: Rua Roque Barbosa, s/nº - Bangu - Cep.: 21863-420

Tel.: (21) 3465- 4926

Email: edipbarbosa@rioeduca.net

Facebook: https://bit.ly/2GECmqK

 

 

 

Contato para publicações:


 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 26/02/2019

Semana de Combate às Arboviroses no CIEP João Batista dos Santos

Tags: 7ªcre, arboviroses.

 

        Semana de Combate às Arboviroses no CIEP João Batista dos Santos!

 

O CIEP João Batista dos Santos realizou diversas atividades envolvendo o combate ao mosquito Aedes Aegypti, durante o período de 18 até 22 de fevereiro, semana de combate às arboviroses nas Unidades Escolares da Rede Municipal. Além disso, durante essa semana, também tiveram a oportunidade de assistir a uma apresentação de alunos da Escola de Música e Cidadania.


Os alunos do CIEP João Batista dos Santos aprenderam e lembraram questões importantes sobre o mosquito Aedes Aegypti através de atividades de rodas de conversa, pesquisas, entrevistas com funcionários, produção de músicas e pequenos cartazes de acordo com os anos escolares.

 

 


Na Educação Infantil, os alunos das turmas EI 51 e EI 42, juntos com as professoras Viviane Rose, procuraram água acumulada e identificaram possíveis focos em torno do prédio escolar.

 

 

Alunos procurando água parada e focos do mosquito Aedes na unidade escolar.

 

 

Os alunos do Ensino Especial juntos com a professora Alessandra entrevistaram funcionários e professores sobre as arboviroses, aprendendo dados importantes sobre sintomas e como se cuidar.

 

 

Alunos  fazendo entrevistas com tema prevenção e combate as arboviroses.

 


Alunos do segundo ano prepararam pequenos cartazes com desenhos e frases de combate ao mosquito Aedes Aegypti. As turmas 1303, da professora Vania, e 1304, da professora Cleide, confeccionaram mosquitos de papel e conversaram sobre o perigo real do Aedes: "Se não tomar muito cuidado, um simples mosquitinho pode acabar com o seu carnaval!"

 

 

No segundo ano, produção de frases e pequenos cartazes sobre o combate ao mosquito .

 

 

Cartazes, em inglês, feitos por alunos do 3º ano.

 

 

Confecção de máscaras na aula de inglês.

 

 

Confecção de mosquitos de papel feitos por alunos do 3º ano.

 


No dia 22 de fevereiro, todos os alunos realizaram uma passeata, no entorno da escola, para conscientizar a comunidade. A ação contou com a apresentação de músicas autorais, criadas pelos alunos em suas aulas, após discussões sobre o tema.

 

 

Passeata feita com todos os alunos da escola.

 

 

 


Além da semana de combate as Arboviroses, o CIEP João Batista dos Santos está desenvolvendo o projeto anual Da escola para o Mundo. Unindo essas duas ações, a Unidade Escolar, no dia 19 de fevereiro, recepcionou, com muito entusiasmo, alunos da Escola de Música e Cidadania (Polo Cidade de Deus) da Agência do Bem. Sob o comando do maestro Vitor Damiani, os alunos da Escola de Música e Cidadania encantaram com boa música.

Partindo de um dos cinco pilares (Parcerias, paz, planeta, pessoas e prosperidade) da Agenda 2030 da ONU, o CIEP inicia o ano letivo de 2019, revendo antigos parceiros e firmando novas alianças. Tudo isso, para que os alunos possam ter o melhor em sua formação.

 

 

Apresentação dos alunos da Escola de Música e Cidadania.

 

 

           Alunos da Escola de Música e Cidadania junto com alunos do CIEP.

 

Parabéns a todos os envolvidos pelo trabalho reaizado!

 

Não se esqueça, faça a sua parte!

 

 

Sobre a escola:

Unidade Escolar : 07. 34.502 CIEP João Batista dos Santos

Diretor Geral:  Renato Aranha

Diretoras Adjuntas:  Carolina Menucci e Tatiane Medeiros

Coordenadora Pedagógica: Lucimere Felix

Endereço:Rua Edgar Werneck, 1.565

telefone :3432-4283

Email:ciepsantos@rioeduca.net

:

 

      Contato para publicações:


 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 26/02/2019

Enfrentamento das Arboviroses

Tags: 2ªcre, ciências, dengue, arboviroses.

 

Os alunos do sexto e sétimo anos da Escola Municipal Francisco Manuel participaram de uma campanha de prevenção as arboviroses.

 

 

Os alunos do sexto e sétimo anos, turmas 1.601 e 1.701, da Escola Municipal Francisco Manuel, localizada em Vila Isabel, voltaram às aulas demostrando grande preocupação contra o vetor transmissor de doenças como Dengue, a Zika e a Chikungunya.


Dessa maneira, foram orientados pela professora de Ciências, Deborah Senra Amado, a procurarem em suas residências ou em bibliotecas públicas materiais (jornais, revistas, panfletos, artigos da internet e propagandas) que abordassem o que tem sido feito pelo governo na luta contra as arboviroses e qual o papel de cada um na luta contra o mosquito.

 

Alunos preparando cartazes com o material pesquisado.

 

 

Além das medidas de combate ao mosquito, também foram pesquisadas medidas preventivas que podem ser usadas no nosso dia a dia. Nesse contexto, os alunos pesquisaram a utilização de uma pastilha, denominadas Dengue Tech, usada em locais que possam haver acúmulo de água, uma vez que tal produto mata larvas, caso elas se formem. 

 

Trabalho em grupos sobre as arboviroses.

 

 

Além disso, durante as aulas, foram feitas discussões sobre o procedimento de  inserção, no meio ambiente, de um mosquito transgênico, incapaz de gerar filhotes.


Esses mosquitos, chamados pelos cientistas de OX513A, são idênticos ao Aedes aegypti – exceto por dois genes modificados, colocados pelo homem. Um deles faz as larvas do mosquito brilharem sob uma luz especial (para que elas possam ser identificadas pelos cientistas). O outro é uma espécie de bomba-relógio, que mata os filhotes do mosquito. A ideia é que ele seja solto na natureza, se reproduza com as fêmeas de Aedes e tenha filhotes defeituosos – que morrem muito rápido, antes de chegar à idade adulta, e por isso, não conseguem se reproduzir. Com o tempo, esse processo vai reduzindo a população da espécie, até extingui-la.


Porém, o que mais chamou atenção dos alunos foi a campanha do Governo Federal ”10 minutos sem Dengue” que visa o investimento de 10 minutos do tempo das pessoas para procurar, na própria casa ou ambiente de trabalho, locais que possam ser focos do mosquito Aedes Aegypt. Os alunos entendem que somos todos contra o mosquito e cada um precisa fazer a sua parte.


Os alunos também leram sobre a importante participação de representantes da Saúde, Educação, Segurança Pública (PM e Bombeiros), Assistência Social, Defesa Civil e Forças Armadas que permite a aquisição e disponibilização de equipamentos e insumos para aplicação de inseticidas e larvicidas.


Muitos alunos pesquisaram informações confiáveis e atualizadas no site divulgado pelo governo (http://combateaedes.saude.gov.br/) e levaram para sala de aula peças gráficas como encartes educativos, cartazes, folders, filipetas, gibis, dentre outros.


Ficou claro aos alunos que existe um grande incentivo por parte dos governantes na luta e no combate as Arboviroses. Essas doenças podem causar microcefalia em recém-nascidos, dores musculares, hemorragia e até mesmo a morte. Por isso, cabe à população reforçar o controle do vetor nas residências e em seus ambientes de convívio.

 

 

Elaboração de cartazes sobre arboviroses.

 

A aluna Maria Luiza Rosa escreveu ao final da atividade que adorou realizar este trabalho, pois ela aprendeu que precisa ter cuidado com o mosquito que transmite doenças perigosas como a Dengue a Zika e a Chikungunya.


A aluna Ana Luiza de Oliveira escreveu: “Para mim a realização do trabalho foi bem legal e fiz mais amigos. Além de, ter aprendido mais sobre como me prevenir das arboviroses.”

A aluna Maria Luiza Santana colocou: “Eu gostei muito do trabalho da aula de ciências. Foi muito legal, pois aprendi alguns jeitos diferentes de enfrentar as arboviroses.”

Os cartazes foram espalhados pela escola e todos os alunos puderam perceber que para se combater as doenças, precisamos combater os focos de reprodução dos vetores, ou seja a água. Para isso, precisamos da ação conjunta de todos. TODOS CONTRA A DENGUE!


Agradecemos a professora Deborah Senra por compartilhar conosco este trabalho. Desejamos sucesso a toda comunidade escolar.

 

 

Quer saber mais?

O contato da Escola Francisco Manuel é:  emfmanuel@rioeduca.net

Telefones: 3238-4592 / 3238-4591

 

 

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 25/02/2019

Juntos Novamente!!!

Tags: 1ªcre, acolhimento.

 

Unidades da 1ª CRE realizam atividades de Acolhimento, tendo como eixo central a AFETIVIDADE.

 

Como parte do Calendário Pedagógico Anual das Unidades Escolares da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro, a Semana de Acolhimento, período em que alunos e professores estão de volta, é um período de importância ímpar para que o Ano Letivo comece com o “pé direito” .

E.M. Humberto de Campos

 

Em todas as unidades, as mais diversas propostas foram desenvolvidas.

 

O EDI Parque da Alegria, localizado na região Portuária do Caju, iniciou seu acolhimento na recepção da equipe, em seu retorno das Férias. O diretor-ajunto da unidade, professor Bento, realizou a dinâmica “O presente”, onde os funcionários recebiam “presentes de grego” e juntos, tinham que buscar soluções para os problemas. O objetivo da dinâmica era mostrar que quando trabalhamos em equipe, os desafios do dia a dia ficam mais fáceis de serem vencidos.

 

Explorando os espaços do EDI Parque da Alegria

 

 

O espaço físico da unidade também estava todo decorado com murais de boas vindas para receber, além da equipe, as famílias e os alunos que estavam retornando, tornando o ambiente especial para todos. 

 

As famílias foram convidadas a conhecer todos os espaços e a conversar com a equipe das turmas de seus filhos no de 2019.

 

 

Responsáveis também foram acolhidos

 

 

E, o mais esperado momento do Acolhimento: O retorno dos aluno! A Equipe do berçário recebeu seus bebês e suas famílias com muita música e ludicidade. Os bebês deram um show, ambientando-se ao novo ambiente prontamente!

 

As turmas do Maternal exploraram os ambientes do EDI e vivenciaram momentos de magia, com faz de conta, brinquedos, livros e muito mais. Já as crianças da pré-escola estavam ansiosas pelo retorno e se divertiram muito ao reencontrar amigos e professores: brincando, explorando e convivendo nos diferentes espaços a rotina da unidade.

 

 

Juntos outra vez no EDI

 

 

Na Escola Canadá, na comunidade do São Carlos, os alunos acolheram os colegas, contando histórias com fantoches. A turma de 3º ano foi com um coração de souvenir, símbolo de afetividade.

 

 

Acolhimento com protagonistas infantis na Escola Canadá

 

 

A Escola Vicente Licínio Cardoso, unidade de Ensino Fundamental II, que atende turmas do 7º ao 9º ano em turno único, recebeu os alunos do 7º ano com uma programação especial.

Como são alunos que ingressaram este ano na escola, planejaram dinâmicas, nas quais eles se descontraíssem e começassem a formar laços, assim como realizaram atividades de visita aos espaços da escola para que os jovens se ambientassem ao novo espaço e cotidiano de atividades.

Uma atividade que este grupo realizou foi confeccionar uma "Cápsula do tempo" com suas expectativas. Essa cápsula, por sua vez, será aberta somente quando esse grupo de alunos estiverem no  9º ano.

 

 

Escola Vicente Licínio  Cardoso

 

 

Na acolhida dos alunos do 8º e 9º ano, que já eram alunos da unidade, a Unidade Escolar planejou um dia diferente, onde todos puderam se sentir acolhidos e animados para o novo ano escolar que se inicia.

 

Nesse início de ano, foram realizadas ações das mais diversas, cujo objetivo de todas as Unidades Escolares era de criar o sentimento de pertencimento em todos que fazem parte da Comunidade Escolar em que estão inseridos.

 

 

EDI Zélia Gattai Amado

 

 

Nas fotos abaixo, acolhimento nas Escolas Humberto de Campos, Catumbi e Floriano Peixoto.

 

 

 

A essência do que foi essa semana de Acolhimento nas unidades da 1ª Coordenadoria Regional de Educação pode ser resumida com o vídeo da professora Rosana Pinto, da Escola Guatemala, localizada no bairro de Fátima, recebendo os pequenos para um dia de aula. 

 

 

CLIQUE NA FOTO ABAIXO E ASSISTA AO "BOM DIA" DA PROFESSORA ROSANA, NA ESCOLA GUATEMALA

 

 

 

 

"Nada mais belo que olhar de criança no sol da manhã

Chuva de carinho é o que posso pedir nessa imagem tão sã

Lindo no horizonte o amanhã que eu nunca esqueci

Doce lembrança do sonho que eu vejo daqui !"

(Milton Nascimento/ Tiago Iorc)

 

 

Para Saber Mais

Gerência de Educação da 1ª Coordenadoria Regional de Educação

Telefone -   2233-2763

E-mail gedcre01@rioeduca.net  

 


   
           



Yammer Share