A A A C
email
Retornando 51 resultados para o mês de 'Março de 2013'

Segunda-feira, 11/03/2013

Gente que faz o GENTE em Momento de Inauguração

Tags: 2ªcre.

 

No dia 1º de março foi inaugurado

O Ginásio Experimental de Novas Tecnologias Educacionais (GENTE)


Com a presença da Secretária Claudia Costin, do Subsecretário de Novas Tecnologias Educacionais, Rafael Parente e dos parceiros do projeto (MEC, Fundação Telefônica, Vivo, Instituto Natura, Intel, MSTech, Tamboro, Instituto Ayrton Senna, Instituto Conecta, e UNESCO)O GENTE funcionará na Escola Municipal André Urani, na Rocinha, com capacidade inicial para atender 180 alunos do 7º ao 9º anos.

 

 

Inauguração do Ginásio Experimental de Novas Tecnologias Educacionais

 

 

 

Da esquerda para a direita: Diretora Márcia Roberto, Secretária Claudia Costin e

o Subsecretário Rafael Parente

 


O GENTE é um novo conceito de escola, que agrega novas tecnologias educacionais e coloca o aluno no centro do processo de aprendizagem. O conteúdo, as habilidades e as competências serão desenvolvidos nas aulas digitais da Educopédia, plataforma que inclui material de suporte para professores, como sequencias didáticas com jogos digitais, vídeos e testes. As provas serão aplicadas por meio do sistema avaliativo Máquina de Testes, com correção automática e resultados imediatos.

 

 

Alunos assistindo a inauguração do GENTE

 


Todos os alunos já matriculados no Ginásio Experimental Carioca André Urani foram automaticamente matriculados, sem qualquer pré-seleção. No entanto todos os familiares tomaram ciência da nova proposta educacional. Na nova escola, paredes foram derrubadas e séries tradicionais foram extintas. De tal forma, os alunos que estariam entre o 7º e 9º anos serão agrupados em equipes de seis membros, chamadas de “times”, independentemente de sua série de origem. Para a formação e constante reformulação dos grupos, os alunos passarão por avaliações diagnósticas constantes que levarão em consideração as habilidades a serem desenvolvidas. Na lista de material escolar estão tablets, netbooks e demais recursos educacionais tecnológicos, como quadro digital, por exemplo.


Mas de nada adiantaria mudar o cenário e a metodologia, sem pensar no perfil do professor que atuará nesta realidade. No GENTE, os professores são mentores de um grupo e os orientadores de projetos transdisciplinares – uma espécie de arquiteto da aprendizagem.

 

 

Grupo de professores, Direção do GENTE, Secretária Cláudia Costin e o Subsecretário Rafael Parente

 


Além disso, o GENTE continuará preservando a identidade dos demais Ginásios Experimentais Cariocas: excelência acadêmica, educação para valores e projeto de vida do aluno.

 

Saiba mais sobre o Programa

 

Visite o Site do GENTE.


Assista ao Vídeo da Inauguração:

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 08/03/2013

Mulher... Característica: Sensibilidade

Tags: 5ªcre.

 

Ser sensível é uma das características naturais da mulher no lar, no trabalho, na escola, na  política.

 

Acostumei-me a ver associada a mim a sensibilidade e se esta tem um lado meio dramático e sofrido, tem também sua face positiva. Leio bem nas entrelinhas. Gosto de carinho. Perdoo com facilidade. Vejo o mundo ao meu redor com mais tolerância e recebo o bem que me fazem com alegria, fazendo questão de dizer ao benfeitor. Meus sentidos são mais alertas. Os cinco: tato, paladar, olfato, audição e visão. Juntos eles me trazem o mundo. Juntos eu os recebo com o sexto sentido, aquele que mora em minha alma e que me faz viver com intensidade as boas coisas da vida. Todas elas!
 

Evelyne Furtado

 

Uma das características naturais da mulher é a sensibilidade, característica que vem contribuindo para o engrandecimento do nosso país e notada através das artes, da educação e da cultura. 

 

Por ter um lado mãe que a genética influencia, a mulher consegue exercer múltiplos papéis com carinho e determinação. Desta forma sua presença contribui, e em muito, para harmonizar as diferenças, atenuar as tensões, fortalecer os pontos de convergência e realçar os interesses comuns. Em geral, ela tem mais atenção aos pequenos detalhes e um gosto apurado pela organização e perfeição. Assim, ela se destaca na educação pela forma de conduzir, com sensibilidade, o processo educacional e tudo que ele abraça em nossas escolas.

 

 Escola Municipal 05.15.001 Pará

Mulher, com seu jeito especial de ser, você é exemplo de amor, perseverança, coragem, determinação, inteligência. Parabéns pelo seu dia! 

(EM Pará)

 

 

Ela ocupa posições de liderança em todas as áreas do conhecimento contribuindo para a consolidação de um país soberano, avançado e democrático. 

 

Seu empreendedorismo nato faz com que muitas famílias a tenham como o principal meio de subsistência.

 

 

Mulher na Presidência do Brasil


Dilma Rousseff, Presidenta da República, declarou ao povo brasileiro que as transformações ocorridas ao longo dos anos no Brasil e no mundo permitiram-lhe a ousadia de colocar, pela primeira vez, uma mulher na Presidência do nosso País.

 

Nascida em 14 de dezembro de 1947, em Belo Horizonte, Dilma Rousseff foi a primeira mulher eleita presidenta do país, iniciando o seu mandato presidencial a partir de 1 de janeiro de 2011. 

 

É mãe de uma única filha, Paula Rousseff de Araújo. Graduou-se em economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Foi Ministra do Ministério de Minas e Energia e, posteriormente, Ministra Chefe da Casa Civil. Também ocupou o cargo de Secretária Municipal da Fazenda de Porto Alegre e Secretária Estadual de Minas e Energia.

 

Em 2009, foi incluída entre os 100 brasileiros mais influentes do ano pela revista Época e, em novembro de 2010, a revista Forbes classificou-a como a 16ª pessoa mais poderosa do mundo. Foi a primeira mulher a abrir a Assembleia Geral da ONU em 2011, realizada em Nova Iorque. 

 

 

 


Mulher - Multitarefa


A mulher brasileira, sobretudo dos grandes centros urbanos, é uma profissional que, além do trabalho, administra sua casa e, não raro, estuda e encontra tempo para atividades de esporte e lazer.

 

Segundo Luiz Guilherme Brom, doutor em Ciências Sociais e Superintendente Institucional da Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (Fecap), apesar de ter entrado em massa no mercado de trabalho na virada da década de 1980 para 1990, a mulher não deixou de se desvincular das atividades do lar, ainda que com a ajuda de profissionais especializadas. Ela desempenha tarefas múltiplas.

 

“Filha, esposa, mãe, profissional... a mulher é 'várias' em uma só”.

 

De acordo com Brom, a característica multitarefa só contribui para seu sucesso e demonstra em muitas situações capacidade de organização superior a dos homens, e isso se deve certamente ao fato de que sempre foi mais exigida. Portal Sempre Materna 

 

 Creche Municipal 15.05.601 Olga Benário.

No princípio eu era Eva
Nascida para a felicidade de Adão
E meu paraíso tornou-se trevas
Porque ousei libertação!
Mais tarde fui Maria
Meu pecado remiria
Dando à luz Aquele
Que traria a salvação!
Mas isso não bastaria
Para eu encontrar perdão!
Passei a ser Amélia
“A mulher de verdade”
Para a sociedade!
Não tinha a menor vaidade
Mas sonhava com igualdade 
Muito tempo depois decidi:
“Não dá mais!
Quero minha dignidade,
Tenho meus ideais!”
Mas o preconceito atroz
Meus 129 nomes queimou
Então o mundo acordou
Diante da chama lilás!
Hoje não sou só esposa ou filha;
Sou pai, mãe, arrimo de família;
Sou ourives, taxista, piloto de avião,
Policial feminina, operária em construção!
Ao mundo peço licença
Para atuar onde quiser!
Meu sobrenome é Competência
O meu nome é Mulher!
                                                                      

Autora: Pérola Negra _ Policial Militar Feminina/SP
(Poesia enviada pela Creche Municipal Olga Benário)

 

A Mulher na Educação

 

No Brasil, oito entre dez professores da educação básica são mulheres, representando 81,5% do total, segundo Simone Harnik, redatora do Todos Pela Educação. Notícias Educação UOL.


De acordo com dados da Sinopse do Professor da Educação Básica/INEP, divulgada pelo MEC (Ministério da Educação) em 2010, existem quase 2 milhões de professores, dos quais mais de 1,6 milhão são do sexo feminino.

 

Escola Municipal 05.15.005 Oswaldo Aranha

Mulheres virtuosas!
Mulheres que se doam!
Mulheres que trabalham!
Mulheres que fazem a diferença!
Mulheres incansáveis!
Mulheres que amam!
Mulheres que choram!
Mulheres que riem!
Mulheres que não se deixam abater
e dão a volta por cima.

Texto enviado pela diretora, professora Denise Menezes (EM Oswaldo Aranha).

 

Para a socióloga Magda de Almeida Neves, da PUC-Minas, a sociedade brasileira associa a função do professor a características geralmente consideradas femininas, como a atenção, a delicadeza e a meiguice.

 

 Escola Municipal 05.15.003 Olegário Mariano,

Mulher, criação Divina capaz de sorrir/chorar e na vida caminha.

Frase enviada pela profª Sandra (EM Olegário Mariano).


 

Na escola, professoras, merendeiras, serventes, secretárias, garis, mães, são papéis desempenhados pela mulher que, com sua sensibilidade nata, consegue ter um olhar diferenciado, atento e presente.

 

 Escola Municipal 05.14.016 Pires e Albuquerque

 "A mulher em toda história da humanidade vem se destacando pela garra e coragem de fazer um mundo melhor. Na E.M Pires e Albuquerque não é diferente toda equipe (maioria mulher) vem com a garra de construir uma escola de turno único e assim fazer da escola pública do RJ, uma escola de referência na história da humanidade. Parabéns a todas as mulheres que constroem a cada dia a nossa história."

Texto enviado pela Direção e Equipe da EM Pires e Albuquerque

 

São essas mulheres envolvidas no processo ensino-aprendizagem dos nossos meninos e meninas que criam laços afetivos e colaboram para o êxito escolar de nossos alunos, e a escola é o espaço centralizador dessa mediação.

 

CIEP 05.15.501 Augusto Pinheiro de Carvalho 

 "A trajetória da Mulher no CIEP Augusto Pinheiro de Carvalho tem sido marcada 
pelo sabor da competência, cheiro de parceria e som do desafio. 
Desafio que acolhe, planeja e replaneja, faz mediação, valoriza e constrói junto
- Família e Escola – saberes, laços de amizade e boa convivência. Parabéns a todas as mulheres do CIEP e dessa Rede Pública de Ensino, que com garra, compromisso e sensibilidade tem compactuado por uma Educação de Qualidade!"

Texto enviado pela professora Márcia Valença, Diretora do Augusto Pinheiro de Carvalho. 
  

Fazendo parte tanto da equipe pedagógica, do pessoal de apoio, da administração escolar, quanto da própria família, pela própria mãe, todas participam de alguma forma do desenvolvimento do aluno na escola.

 

 EM  05.14.027 Sebastião de Lacerda.

"Em nossa escola valorizamos o ser humano envolvido em cada tarefa que contribui para o desenvolvimento de nossos alunos. Como a escola foi entendida por anos como extensão do lar, a mulher sempre foi vista e mais solicitada a esse serviço, de cuidar, proteger, educar e criar os pequenos. A responsabilidade de formar cidadãos cabe a toda uma sociedade que esteja comprometida com seu futuro e seu desenvolvimento, cabe a cada um desempenhar bem a sua parte, sempre com carinho, dedicação e comprometimento. Nós, mulheres, merecemos muito essa comemoração e reconhecimento, pois além do lado social de mulher, mãe e Administradora da própria casa, temos o lado profissional que desempenhamos com igual maestria. Parabéns mulheres responsáveis, guerreiras, vitoriosas e sobre tudo acolhedoras, que muitas vezes doam seu tempo e dedicação aos outros, em detrimento de si mesmas."

 

Texto enviado pela Coordenadora Pedagógica, profª Lucia Pereira (EM Sebastião de Lacerda).
 

 

Embora a mulher tenha uma força extraordinária na educação, a responsabilidade dos estudos recai sobre todos: pais, professores e sobre o próprio filho-aluno. É uma responsabilidade partilhada e, portanto, nenhuma das três partes deve permanecer à margem desta tarefa.

 

O Portal Rioeduca, com muito carinho, homenageia todas as mulheres brasileiras, especialmente aquelas que desempenham a tarefa de educar, sejam elas mães ou professoras. Cada uma contribuindo de alguma forma para que o objetivo da educação municipal seja concretizado, ou seja, o de formar indivíduos autônomos e habilitados a se desenvolver profissionalmente e como cidadãos.

 

Créditos de imagens (flores):

Gifts > http://cantinhoencantado.blogs.sapo.pt/60931.html

 

Escolas e professores, participem das publicações do portal Rioeduca enviando para o representante da sua CRE projetos desenvolvidos e/ou atividades que impactaram a aprendizagem de seus alunos.

 

Acompanhem e comentem nos blogs das Escolas da Rede Municipal de Educação da Cidade do Rio de Janeiro. Clique aqui para saber o e-mail do seu representante.

Se você está com dificuldade de acessar seu e-mail do rioeduca.net veja aqui o passo a passo de como abrir sua solicitação na Central de Gerenciamento.
 

Representante do Rioeduca na 5ªCRE _ Professora Regina Bizarro

Twitter: @rebiza / Facebook: rebiza

E-mail: reginabizarro@rioeduca.net

 

                                


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 08/03/2013

Meia Hora de Leitura

Tags: 10ªcre, incentivo à leitura, pé de vento, alfabetização.

 

O projeto “Meia hora de leitura”, da Escola Municipal Mário Lago, tem a professora Maria Cristina como a sua principal incentivadora.

 

 

 

Escrevo este texto em pleno período de férias escolares. É 23 de janeiro, quarta-feira bastante quente. Tarde convidativa para bons mergulhos em uma das praias lindas da nossa cidade. Mas as três professoras estão lá na escola, tal como havíamos combinado.

 

Chego à Escola Municipal Mário Lago já com o expediente encerrado para o público externo. Na quadra, ao lado do estacionamento dos automóveis, várias crianças batendo bola. Converso com duas meninas que estão aparentemente melancólicas.

 

 - Queria que as aulas começassem logo, diz uma delas.

 

 - É muito chato, ficar sem fazer nada, acrescenta a outra.

 

São alunas da escola, com nove, talvez dez anos, que estão saudosas. Querem aulas. Querem “fazer alguma coisa nas férias”, como insistem em afirmar.

 

Se elas estão falando em voltar à escola em pleno período de férias, seria possível concluir que gostam da escola? Que indícios poderíamos apontar, além do bom trabalho dos profissionais da educação na Escola Mário Lago e do ótimo relacionamento da direção com toda a comunidade escolar?

 


 

Na escola, sou recebido pela diretora Kátia, pela diretora adjunta Nara e pela professora Maria Cristina. Pelo horário oficial estabelecido pela Secretaria Municipal de Educação para este período de férias, já poderiam estar em casa, mas estão ali, pois fazem questão de prestar um depoimento para o Rioeduca.

 

Conversamos sobre os avanços alcançados na Escola Mário Lago, depois que as novas gestoras assumiram.

 

Em resumo, as principais transformações verificadas no período de um ano e alguns poucos meses são assinaladas com palavras como comprometimento, responsabilidade, bom relacionamento, planejamento participativo, seriedade no trabalho, bons exemplos, estreitamento das relações com os pais, mães, responsáveis e comunidade escolar, e realização de culminâncias dos projetos com maior frequência.

 

São muitos os projetos da Escola Municipal Mário Lago. Tanto os de âmbito interno, como aqueles propostos pela 10ª CRE ou pela SME Rio. E a diretora Kátia relembra as palavras da secretária de Educação, Claudia Costin, repetidas pela coordenadora pedagógica Gracinha Muller: que “o administrativo deve sempre trabalhar em proveito do pedagógico”, não o contrário.

 

 

 

Gravo um breve depoimento da professora Maria Cristina que, segundo a diretora Kátia, tem se destacado pelo excepcional desempenho das suas funções.

 

Maria Cristina Machado Inácio Borba, a Cris, é bastante jovem, mas já tem pelo menos dez anos de magistério.

 

Na Escola Mário Lago, a professora Cris tem dado aulas para alunos das turmas de 2º ano com atividades diversificadas, mas sempre buscando focalizar a leitura.

 

O projeto “Meia hora de leitura”, conforme explica a diretora adjunta Nara Vilar, foi encampado por todos os professores, com outros tantos desdobramentos, como a “Ciranda de livros”, empréstimos, roda de leitura e incentivo ao diálogo permanente dos alunos entre si sobre o conteúdo do livro que leu.

 

Cris também menciona o seu trabalho com o “Pé de Vento” que, segundo ela, tem contribuído muito para ampliar o interesse dos alunos pela leitura e ajudado também no processo de alfabetização.

 

Para a professora Maria Cristina, o projeto “Meia hora de leitura” tem sido um verdadeiro sucesso porque, além de todas as ações promovidas pela escola para incentivar a leitura em sala de aula, os responsáveis também passaram a se envolver, já que as crianças levam os livros para casa e pedem aos pais e parentes para que façam a leitura em família.

 


Sinvaldo do N. Souza, professor representante do Rioeduca na 10ªCRE
Contatos: E-mail: sinvaldosouza@rioeduca.net

Facebook/SinvaldoSouza
Twitter: @SinvaldoNSouza


 

 

 

 

                                      

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 08/03/2013

Professora Iracema, Exemplo de Mulher e Educadora

Tags: 1ªcre.

 

 

No mês em que o mundo inteiro comemora o Dia Internacional da Mulher, o Rioeduca homenageia as professoras da nossa rede. São as que, munidas de talento e força, lutam todos os dias pela justiça, democracia e cidadania.

 

“A professora abriu e ampliou as faculdades com que Deus havia me dotado: de amar, de raciocinar, de agir, de falar, isto é, todos os meios de comunicação com o próximo” (Testemunho de Helen Keller sobre a Professora Anne Sullivan)

 

Não poderíamos citar o nome de todas as professoras, assim, contaremos aqui um pouco da história de Professora Iracema, representando o trabalho de todas nós.



A História

“Tudo que te dou,  passou pelo meu coração”
(Maria Montessori)

 

Iracema de Jesus Matias Pinto é professora desde 1966. Entrou para a rede em 1975 e lecionou por três anos na Escola Municipal André Vidal de Medeiros em Santa Cruz. Depois, começou sua jornada na Escola Municipal Mem de Sá no Bairro do Rio Comprido. No ano de 1982, foi trabalhar na secretaria da unidade e, em 1988, se tornou diretora adjunta. Após 25 anos de trabalho, tornou-se diretora da Escola Municipal Mem de Sá. Hoje, a escola tem 742 alunos, da Educação Infantil ao 5º ano.

 

Iracema é esposa de Antonio, mãe de Teresa Cristina, carinhosa avó do jovem Heitor, e também professora. No entanto, o destaque desta linda história se deve a uma soma de virtudes que fez com que Iracema transformasse a E.M. Mem de Sá em um espaço de inspiração, amor e afeto.

 

 

Professora Iracema com alunos e professores em evento na escola.

 

O compromisso dessa gestora foi além de ensinar crianças ou de administrar uma instituição educacional. Ela possibilitou a seus funcionários: criar asas, alçar voos e multiplicar as ações que ensinou através de atitudes sensatas, de ações equilibradas e de uma gestão baseada no amor.

 


“Ela é a Tia Iracema”

(Ana Paula - Diretora Adjunta da Escola Mem de Sá)

 

Ana Paula, atual diretora adjunta da escola, relata que conheceu Iracema em setembro de 2001, em uma Colônia de Férias, e pouco depois começou a trabalhar com ela. “Escolhi dar aulas na Mem de Sá e então conferi no dia a dia aquilo que já havia percebido e me agradado antes... Iracema agrega a equipe de trabalho de tal forma que nos tornamos uma família... A Família Mem de Sá! ”

 

 

           Ana Paula, diretora adjunta, ao lado esquerdo da Professora Iracema

 

Ana relata que a história da escola se confunde com a história de vida da própria gestora, e conclui que “diretora”  tornou-se um título para toda a comunidade, ela é a TIA IRACEMA. Tanto as crianças, como os adultos e até mesmo os mais velhos sempre se reportam a ela assim, com o merecido reconhecimento de quem guerreou pelo bem de cada criança.

 

As Fortes Chuvas

 

Em abril de 2010, fortes chuvas caíram sobre a cidade do Rio de Janeiro e desabrigaram dezenas de famílias da comunidade atendida pela escola. Tia Iracema não pensou duas vezes e abriu os portões da unidade às vítimas da tragédia. Ela “brigou” por eles, e com apoio da Secretaria de Educação, garantiu a retomada da dignidade dessas famílias através do recolhimento de donativos e do suporte em parceria com as secretarias de saúde e assistência social.

 

 

“100% Coração - Nos incentivou a Voar”

(Paula Cancela - Gestora do EDI Heloisa Marinho)

 


Paula Cancela foi professora da E.M Mem de Sá por 10 anos, e não esconde o orgulho por ter convivido com Iracema. “Ela é uma pessoa 100% coração! Sempre prioriza a gestão humana procurando atender as necessidades de cada colega de trabalho! Não tem vaidades, sabe empoderar sua equipe!”

 

Paula Cancela, atual diretora do EDI Heloísa Marinho (blusa verde), ao lado da Professora Iracema.

 

Segundo a professora, hoje gestora do Espaço de Educação Infantil Heloísa Marinho, o amor é a melhor palavra para traduzir o trabalho de Iracema. Paula conta que ao assumir o EDI, foram os braços de Iracema que a receberam quando precisava de acolhimento emocional e orientação para continuar a caminhada. Paula sabe que executa um trabalho de qualidade, pois foi inspirada por uma grande mestra.

 


Lema da Mem de Sá - Educar e Amar

(Débora Ramos - Diretora do EDI Simone Souza Pimentel)

 

Débora trabalhou 10 anos com Tia Iracema. Sua admiração cresceu ainda mais quando, no último ano, foi diretora adjunta de Iracema. Foi no dia a dia, na forma de conduzir a gestão, que aprendeu o que é realmente solidariedade, compreensão.

 

Débora Ramos (blusa verde) abraçando Ana Paula, atual adjunta da E.M Mem de Sá.

 

Débora, agora gestora do Espaço de Educação Infantil Simone Souza Pimentel, reconhece e agradece a oportunidade de aprender e crescer com uma pessoa tão especial.

 

Professora Iracema - Inspiração, trabalho e garra

 

Tia Iracema com seu grupo de Professores na Escola Mem de Sá.

 

Tia Iracema é na verdade um exemplo para todos nós. Há 35 anos na Educação, sua chama continua acesa. A vontade e a garra de realizar um trabalho de qualidade não diminuiu com o passar dos dias. Sua comunidade a ama, não só por ser gentil e acolher a todos, mas por acreditar no ser humano, por ter fé que a educação transforma o mundo.

 

Parabéns à Tia Iracema e a todas as professoras que, como ela, são visionárias e multiplicam o conhecimento, o afeto e o amor. Mulheres que não temem ousar e que apostam nos seus sonhos e nos sonhos dos que as cercam.

 

 

 

“A Educação é fator importante para termos uma sociedade mais fraterna, atingindo a todos sem diferenças sociais. Por isso, o lema da E.M. Mem de Sá é EDUCAR É AMAR!!!!”

(Professora Iracema Pinto)

 



Professores que contribuíram para esta publicação:


Professora Sônia Cristina (Gerência de Infraestrutura - 1ª CRE)

Professora Célia Bessa (Professora Articuladora)

Professor Jorge Luiz (Diretor adjunto da E.M Celestino da Silva e ex-professor da E.M. Mem de Sá)

Professora Ana Paula (E.M. Mem de Sá)

Professora Paula Cancela (Gestora do EDI Heloisa Marinho)

Professora Débora Ramos (Gestora do EDI Simone Souza Pimentel)

Professora Vânia Enes

 

Blogs das Unidades Escolares Citadas:


Escola Muncipal André Vidal Negreiros (10ª CRE)

Escola Municipal Mem de Sá

 

EDI Heloisa Marinho
 

EDI Simone Sousa Pimentel

 

 

* Professor, queremos conhecer e divulgar o blog e os projetos desenvolvidos por sua escola. Aproveite este espaço que é feito para nós! Entre em contato com o representante do Rioeduca em sua Coordenadoria e participe. *

 


Professora Rute Albanita

 Professora e Representante Rioeduca.net da 1ª Coordenadoria Regional de Educação
ruteferreira@rioeduca.net
Twitter: @Rute_Albanita

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share