A A A C
email
Retornando 48 resultados para o mês de 'Março de 2017'

Quarta-feira, 08/03/2017

A Melhor forma de Combate é a Conscientização!

Tags: 8ªcre, dengue.

 

Apesar de não ser novidade, os cariocas ainda precisam se conscientizar de que para acabar com a proliferação do mosquito Aedes Aegypti todos têm que fazer a sua parte. A Escola Municipal Sampaio Corrêa entrou nessa campanha para informar e dar exemplos à comunidade.

 

 

 

A cidade do Rio de Janeiro tem um compromisso de cidadania que pode salvar vidas!

O combate ao mosquito transmissor da Dengue, Chikungunya e Zika depende da conscientização da população de que cada um precisa fazer a sua parte para o bem comum de todos os cariocas. 

O início do ano letivo foi marcado por uma semana de ações em todas as escolas e Creches da Rede Municipal do Rio de Janeiro.

A campanha recebeu o título de Aqui mosquito não se cria, e o objetivo é que essa mobilização se estenda por todo ano letivo.

 

 

A escola é um espaço para a construção de conhecimento. Sendo assim, nada mais importante do que a oportunidade de compartilhar esse aprendizado que é construído de forma colaborativa.

Não há outra maneira de vencer o Aedes Aegypti senão pela prevenção, ou seja, eliminação dos criadouros do mosquito. Esses e muitos outros assuntos ligados ao tema foram trabalhados com os alunos nas diferentes escolas.

Na Escola Municipal Sampaio Corrêa, os alunos tiveram a oportunidade de participar da organização das ações. Foram muitas atividades lúdicas e artísticas, que deram ainda mais graça e conteúdo à campanha.

 

 

A Escola Municipal Sampaio Corrêa contou com a parceria dos agentes de saúde da localidade, que trouxeram informações, responderam perguntas e exibiram um desenho animado sobre o tema.

Quanto mais os alunos se envolvem com o conteúdo apresentado, mais têm facilidade de estruturar o aprendizado e torná-lo uma prática concreta.

Depois de aprender sobre os sintomas, as estatísticas de vítimas da doença, as principais formas de eliminação dos criadouros, os alunos fizeram produção de textos, cartazes, desenhos, paródias e até se fantasiaram de mosquito!

A mobilização nos arredores da escola também foi um sucesso, o que trouxe à equipe pedagógica a sensação de dever cumprido.

 

 

O Rioeduca parabeniza à Escola Municipal Sampaio Corrêa pela participação nessa tão importante mobilização, de forma alegre e lúdica, enfatizando a colaboração e o potencial  criativo de seus alunos!

 

 

Sua escola pode ser a próxima a compartilhar experiências bem sucedidas.

Entre em contato com o Rioeduca!

 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 07/03/2017

Aqui Mosquito Não se Cria - 7ª CRE

Tags: 7ªcre, projetos, dengue.

 

A prefeitura do Rio de Janeiro lançou no dia 31 de janeiro a campanha "Aqui mosquito não se cria", na rede municipal de ensino, para intensificar o combate à proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor dos vírus da dengue, chikungunha, zika e febre amarela.

 

As escolas, creches e EDIs da 7ª Coordenadoria Regional de Educação estão desenvolvendo atividades envolvendo a campanha Aqui mosquito não se cria . Veja um pouco do trabalho de mobilização contra o mosquito trasmissor que está sendo realizado nas unidades escolares.

 

        Atividades de combate a dengue nas unidades escolares.

 

E. M. Gastão Monteiro Moutinho

A Gastão já iniciou suas ações contra o mosquito Aedes Aegypti. Juntamente com a Professora da Sala de Leitura, Osvaldice Maria, as crianças da Educação Infantil assistiram um vídeo educativo sobre o assunto e participaram de atividades sobre o tema.

O Grêmio Estudantil, acompanhados pela Coordenadora Ana Paula Marques e a professora responsável pelo grupo, Glauce Fontes; também representou todo o corpo discente distribuindo panfletos e conversando com a comunidade, no intuito da conscientização de todos sobre os cuidados de prevenção.

 

Turma de Educação Infantil aprendendo assistindo vídeo educativo sobre o mosquito transmissor.

 

Grêmio estudantil e a professora Glauce participando da campanha contra o mosquito.

      

 

EDI Debret

O EDI Debret começou as atividades de combate ao mosquito Aedes aegypti em parceria com a enfermeira Camilla e do agente de saúde Lucas Viana do CF Gérson Bergher. As crianças puderam aprender mais sobre o combate ao mosquito, através de um bate papo e depois fizeram um cartaz coletivo.

Os responsáveis do Espaço de Desenvolvimento Infantil Debret também participaram de uma reunião realizada no dia 11 de fevereiro com a presença da equipe da Clínica da Família  que apresentou uma palestra sobre o tema.

 

Cartaz coletivo sobre o combate ao mosquito transmissor.

 

Confecção de cartaz coletivo sobre combate ao mosquito transmissor.

 

Palestra com responsáveis do EDI Debret. 

 

E.M. Marisa Vargas Menezes

Na E. M. Marisa Vargas Menezes foi montada uma tenda na entrada da escola onde foram distribuídos folhetos explicativos, receita de repelente feito em casa.Também foi montado um circuito com objetos que poderiam se tornar possíveis focos da dengue, onde os alunos iam ultrapassando esses obstáculos à medida que iam respondendo as respostas de forma correta.

Todos os alunos fizeram cartazes, botons e viraram caçadores do mosquito.Houve também uma caminhada no entorno da comunidade.

 

                 Caminhada na comunidade.

 

E. M.  Rio das Pedras

Os alunos da Escola Municipal Rio das Pedras estão tendo palestras educativas sobre as doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti com os palestrantes da Clínica da Família. A escola atende alunos do 7º ao 9º ano do ensino fundamental.Os professores de Ciências conversaram com os alunos sobre a campanha Aqui mosquito nâo se cria. Entre as atividades de mobilização , visita pela escola para localização de possíveis focos de mosquito com a parceria da Clínica da Família e oficinas no laboratório de Ciências da Escola.

 

Palestra com alunos.

 

E. M. Azerbaijão

As professoras fizeram, com as crianças, cartazes para expor no pátio da escola.Outras turmas fizeram panfletos para distribuir nas proximidades de suas casas.Outras crianças foram para casa com "botons" como caçadores do mosquito e também confeccionaram "mosquitos" (de fantoche).

Na educação física, eles brincaram de acertar o alvo que era o mosquito.Também foi realizada reunião com os responsáveis, com a presença de agentes da saúde da Clínica da Família Bárbara Mosley de Souza.

 

Cartazes no pátio da escola.

 

Alunos do 2º ano produzindo fantoches do mosquito.

 

E. M. Octavio Frias de Oliveira

A professora Maria Cláudia das turmas 1301 e 1302 confeccionou mural com alunos depois de conversar sobre o mosquito transmissor .O 6º ano experimental produziu cartazes com pesquisas sobre o assunto e produziu um grande mural no corredor interno da unidade escolar para apreciação de todos os alunos.

 

             Mural no corredor interno da unidade escolar.

 

Mural da turma 1301 e 1302.

 

Para auxiliar o uso dos materiais sobre o tema em sala de aula, também está disponível, no Portal MultiRio, um guia com sugestões de uso pedagógico para produções educativas de combate ao mosquito. Vídeos, áudios, jogos, aplicativo, quadrinhos e reportagens foram produzidos pela empresa para sensibilizar a comunidade escolar e o público em geral sobre ações de prevenção. Esse material está reunido na coletânea Detona Aedes!, disponível no Portal MultiRio.

A MultiRio também fez o desenvolvimento técnico do aplicativo Aqui Mosquito Não Se Cria, que traz a descrição das doenças, os sintomas de cada uma e informações sobre unidades de atendimento de saúde. O app também oferece a opção de criar um checklist personalizado para verificação de possíveis focos de larvas do mosquito, com lembrete em dia e horário definidos pelo usuário. O aplicativo está disponível na loja da MultiRio no Google Play.

 

 Parabéns a todos os envolvidos pelo trabalho realizado!

 

Contatos das unidades escolares:

E.M. Gastão Monteiro Moutinho:

emmoutinho@rioeduca.net

EDI Debret:

edidebret@rioeduca.net

E.M. Marisa Vargas Menezes:

emmarisavargas@rioeduca.net

E.M Rio das Pedras:

empedras@rioeduca.net

E.M Azerbaijão:

emazerbaijao@rioeduca.net

E.M. Octavio Frias de Oliveira:

emooliveira@rioeduca.net

Contato para publicações :

robertavitagliano@rioeduca.net

 

 

 


 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 06/03/2017

Na 6.ª CRE Mosquito não se Cria!

Tags: 6.ªcre, arboviroses.

 

 

Professores, funcionários, alunos e responsáveis das escolas da 6.ª CRE, preocupados com o avanço das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes, vestiram a camisa da campanha “Aqui mosquito não se cria”. Juntos, estão realizando ações concretas para impedir o avanço da Dengue, Zika e Chikungunya. 

 

Todos na luta contra o Aedes aegypti

 

As atividades desenvolvidas nas escolas e nas comunidades do entorno, durante a primeira semana de mobilização, apresentaram de uma maneira divertida as características e curiosidades sobre o mosquito Aedes aegypti. A comunidade escolar descobriu que é possível evitar que a Dengue, a Chikungunya e a Zika se espalhem pelo bairro, pela cidade e pelo país. Através de diversas brincadeiras, os professores vêm ajudando seus alunos a perceber o quanto é importante manter o ambiente livre deste transmissor de doença para, assim, proteger a saúde dos seus familiares, amigos e vizinhos. 

Diretores e professores resolveram transformar toda a comunidade escolar em agentes protetores da saúde. No Ciep Anton Makarenko, Costa Barros, o que não faltou foi trabalho sobre o combate às arboviroses. Através de vídeos e músicas, as turmas conheceram as doenças causadas pelo Aedes, seus sintomas e como se deve combatê-lo. Os conhecimentos dos alunos foram verificados por meio do Quiz, um jogo de perguntas e respostas muito divertido e que ajudou a fixar tudo o que aprenderam na primeira semana de mobilização.

 

Confecção de fantoche do mosquito Aedes para realização de teatro

 

O PEJA da E. M. Charles Anderson Weaver e a E. M. Paraíba confeccionaram um excelente repelente caseiro, à base de cravo da índia, que pode ser usado por adolescentes e adultos, incluindo as mulheres grávidas. Ele possui uma propriedade inseticida que afasta mosquitos, moscas e formigas. Professores e alunos colocaram a mão na massa e fabricaram vários vidros deste poderoso remédio que previne a picada do mosquito Aedes aegypti.

Para produzir o repelente, foram utilizados três ingredientes: álcool (500ml), cravo da índia (1 pacotinho – 10g) e óleo de amêndoas (110ml). Após separar todos os componentes, os alunos, sob a orientação e supervisão de seus professores, misturaram o álcool e os cravos em um frasco escuro bem fechado para não deixar a luz passar. A mistura ficou descansando por quatro dias. Durante esses dias, alguns alunos ficaram responsáveis em agitá-la, duas vezes por dia. Depois, foi só acrescentar o óleo corporal, agitar e começar a usar.

 

Confecção de repelente na E.M. Charles Anderson Weaver (PEJA) e E.M. Paraíba

 

A primeira reunião de responsáveis da Educação Infantil, realizada no dia 11 de fevereiro - “Dia D de Combate ao Mosquito na Cidade do Rio de Janeiro” – foi um importante momento para as escolas, edis e creches envolver toda a comunidade escolar no desenvolvimento de ações pertinentes à campanha “Aqui mosquito não se cria”, além de acolher as famílias e agregá-las à dinâmica deste espaço de aprendizagem. O Edi Professora Marise Garcia Miranda contou com o apoio do Centro de Referência Especializada de Assistência Social (CREAS) João Hélio Fernandes, em Guadalupe, e com a representante da Assessoria de Integração da 6.ª Cre.

Estes parceiros fizeram o lançamento da campanha para os responsáveis e deram várias orientações sobre o que fazer para impedir o ciclo de vida do Aedes: manter o quintal limpo; manter garrafas em local coberto; manter os ralos vedados; lavar os bebedouros de animais domésticos entre outras. Chamaram a atenção dos pais para observar qualquer alteração em seus filhos e levá-los à unidade de saúde mais próxima de sua residência para uma avaliação médica em caso de manchas vermelhas pelo corpo; recusa alimentar; dor ao manuseio; febre e choro intenso. 

 

Reunião de Responsáveis no EDI Professora Marise Garcia Miranda

 

Para vencermos a luta contra o Aedes aegypti precisamos unir forças e estabelecer parceiras no ambiente em que vivemos. É fundamental que todos trabalhem de forma integrada, de modo a promover estratégias pedagógicas que esclareçam todas as dúvidas sobre a transmissão das arboviroses e que favoreçam a sua prevenção. Faça a sua parte! Aqui mosquito não se cria!

 

 

Quer saber um pouco mais sobre o que nossas escolas estão fazendo para combater as arboviroses? Entre em contato com a 6.ª Coordenadoria de Educação da 6.ª Cre! 

E-mail: gedcre06@rioeduca.net

Telefone: 2457-0017 ou 2457-0023

 

 

Não esqueça de deixar o seu comentário! Ele é muito importante para nós!
Até a próxima semana!

 

 



 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 06/03/2017

Cronograma de Apresentação dos Candidatos ao Cargo de Coordenador I

Tags: edital, coordenador, seleção.

 

Secretaria Municipal de Educação, Esportes e Lazer

Ato do Secretário
EDITAL SMEEL N.º 04, DE 03 DE MARÇO DE 2017. (PUBLICADO NO DO DE 06/03/2017)

 

Dispõe, em consonância com o contido no subitem 11.3 do Edital SMEEL n.º 03, de 20 de fevereiro de 2017, sobre a apresentação, à Banca Técnica, do Plano de Gestão e da proposta de ação concernente a um Estudo de Caso, a ser realizada pelos servidores inscritos no processo de seleção de candidatos ao Cargo Comissionado de Coordenador I das 2ª, 3ª, 4ª e 7ª Coordenadorias Regionais de Educação da Secretaria Municipal de Educação, Esportes e Lazer.

O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, ESPORTES E LAZER, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela legislação em vigor, tendo em vista as disposições contidas na Resolução SMEEL n.º 06, de 17 de fevereiro de 2017 e no subitem 11.3 do Edital SMEEL n.º 03, de 20 de fevereiro de 2017, torna público o cronograma para a análise, pela Banca Técnica, do Plano de Gestão e da proposta de ação concernente a um Estudo de Caso, a serem apresentados por servidores inscritos no processo de seleção de candidatos ao Cargo Comissionado de Coordenador I das 2ª, 3ª, 4ª e 7ª Coordenadorias Regionais de Educação da Secretaria Municipal de Educação, Esportes e Lazer da Cidade do Rio de Janeiro, em razão de vacância.

 

1. Cronograma:

1.1. Apresentação, pelos candidatos, do Plano de Gestão e da proposta de ação concernente a um Estudo de Caso, a serem avaliados pela Banca Técnica no Nível Central da SMEEL, na sala 326, horário das 9h às 17h, dos dias 09 e 10 de março de 2017, de acordo com a escala a seguir:

 

1.1.1. Candidatos da 2ª Coordenadoria Regional de Educação – dia 09/03/2017:

a) 11/217879-6 - GISELE MARIA DE AMORIM BANDEIRA – 9h

b) 10/173523-2 - DOUGLAS TEIXEIRA CARDELLI – 10h

c) 10/285242-4 - ALDO FURRIEL GONÇALVES – 11h

 

1.1.2. Candidato da 3ª Coordenadoria Regional de Educação – dia 09/03/2017:

a) 11/108.015-9 - CLAUDIO MAIA FIGUEIREDO – 12h

 

1.1.3. Candidatos da 7ª Coordenadoria Regional de Educação – dia 09/03/2017:

a) 11/166722-9 - MARIANA GROLLA DE SOUSA – 14h

b) 10/216876-3 - ANDERSON PAULINO DE SOUZA – 15h

c) 11/117062-0 - GISELE MATHIAS CLEMENCIO – 16h

 

1.1.4. Candidatos da 4ª Coordenadoria Regional de Educação – dia 10/03/2017:

a) 11/100274-0 - MARISA BARROS DE PINHO – 9h

b) 11/202559-1 - FATIMA DAS GRAÇAS LIMA BARROS – 10h

c) 11/147408-9 - ELIANE FERREIRA SILVA – 11h

d) 11/235278-9 - REGINA STELA PEDROSO PASCHOA – 12h

e) 11/234425-7 - DANIEL CORRÊA MATOS – 14h

f) 11/147998-9 - MARCIA FILGUEIRA NUNES – 15h

 

2. Este Edital entra em vigor na data de sua publicação.

 


Rio de Janeiro, 03 de março de 2017.
CESAR DE QUEIROZ BENJAMIN

 


   
           



Yammer Share