A A A C
email
Retornando 48 resultados para o mês de 'Março de 2017'

Segunda-feira, 27/03/2017

Brincar Sem Muros 2017

Tags: 1ªcre, educação, infantil.

 

Unidades com Educação Infantil dão continuidade às Ações do Dia do Brincar sem Muros, que ocorre regularmente em todas as escolas da Rede.


Desde o ano de 2013, faz parte do Calendário Mensal das Unidades de Educação Infantil da Secretaria Municipal de Educação, Esportes e Lazer o “Dia do Brincar Sem Muros”: Toda última terça-feira do mês as unidades mobilizaram pais, professores e alunos, propondo essa atividade, o brincar, que é o principal modo de expressão na infância.

 


Sendo assim, a proposta é que a ação seja inserida na rotina da Educação Infantil, dando destaque ao universo lúdico, além de levar a família a refletir sobre a importância do Brincar.

O Primeiro Dia do Brincar em 2017 aconteceu excepcionalmente na penúltima semana do mês de fevereiro, em razão do Carnaval.

 

 


A Escola Municipal Dois de Julho, A Bombeirinho, aproveitou o início do ano letivo e apresentou o projeto “Rio, o berço do Samba”, que foi realizado por todas as turmas da Unidade Escolar para apresentar o Carnaval como uma festa popular do Rio de Janeiro, rico em sua cultura e de extrema importância para a economia da Cidade. O projeto iniciou com a apresentação do “Samba do Avião” de Tom Jobim na voz de Diogo Nogueira onde os professores apresentaram a nossa Cidade, seus pontos turísticos, suas belezas naturais, suas escolas de samba e ainda despertaram o interesse em conhecer, respeitar e cuidar do nosso Município principalmente aderindo à Campanha “Aqui o mosquito não se cria”.

 

 

Os responsáveis pelos alunos da unidade foram convidados a participar do dia do BRINCAR SEM MUROS, onde puderam conhecer um pouco do trabalho desenvolvido neste projeto, participar de atividades propostas e dividir um pouco do momento lúdico com seus filhos!

 

 


“Brincadeiras, presença e atenção: É isso que a criança espera dos seus pais, O brinquedo é somente um complemento...”
(Marcelo Pelucio)

 


Para Saber Mais:

Escola Municipal Dois de julho

Rua Ferreira Araújo, 119 - São Cristóvão

Direção: Ana Paula Mendes Miller

Direção Adjunta: Margareth Frey Leiros

Professor Articulador: Ana Cátia Landeira do Vale

E-mail: emdjulho@rioeduca.net


Telefone: 3895-8647

 

 


 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 27/03/2017

Resultado do Processo de Avaliação dos Atuais Coordenadores I

Tags: editais, coordenadores, resultado, avaliação.

 

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, ESPORTES E LAZER

EDITAL SMEEL N.º 10 , DE 24 DE MARÇO DE 2017 (PUBLICADO EM 27/03/2017)

 

Torna público, em consonância com o item 9.8 do Edital SMEEL n.º 02, de 20 de fevereiro de 2017, o resultado do processo de avaliação dos atuais ocupantes do Cargo Comissionado de Coordenador I das Coordenadorias Regionais de Educação da Secretaria Municipal de Educação, Esportes e Lazer da Cidade do Rio de Janeiro.

 

O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, ESPORTES E LAZER, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela legislação em vigor, tendo em vista as disposições contidas na Resolução SMEEL n.º 06, de 17 de fevereiro de 2017 e no item 9.8 do Edital SMEEL n.º 02, de 20 de fevereiro de 2017, torna público o resultado do processo de avaliação dos atuais ocupantes do Cargo Comissionado de Coordenador I das Coordenadorias Regionais de Educação da Secretaria Municipal de Educação, Esportes e Lazer da Cidade do Rio de Janeiro.


1. Do Resultado:

 

2. Este Edital entra em vigor na data de sua publicação.

 


Rio de Janeiro, 24 de março de 2017.

CESAR DE QUEIROZ BENJAMIN

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 24/03/2017

Lugar de Aprendizado e de Ser Feliz

Tags: 10ªcre.

 

A equipe da Escola Municipal Prefeito João Carlos Vital unida para o aprendizado e bem estar dos alunos

 

A E/CRE (10.19.009) Escola Municipal Prefeito João Carlos Vital está localizada à Rua Ferreira Nobre, 176 – Santa Cruz, zona oeste do Rio de Janeiro. A unidade atende 9 turmas com 327 alunos do 1° ao 6° ano experimental. Tem como diretora a professora Luciana Lopes de Carvalho, como diretora adjunta, a professora Maria Teresa Batalha Cardoso Gomes e como coordenadora pedagógica, a professora Lígia de Gouvea Muniz.

 

Alunos em atividade no pátio da Unidade Escolar

 

A equipe da Unidade Escolar acredita que escola é lugar de aprendizado e também lugar de ser feliz e, com isso, busca, a todo momento, implementar práticas que levem todas as pessoas envolvidas no cotidiano escolar a sentirem-se acolhidas e inseridas no processo de aprendizagem do aluno. Para eles, quando os alunos são bem recebidos, valorizados e têm oportunidade de participarem de atividades interessantes e planejadas em um ambiente acolhedor, produtivo e bem cuidado, o seu desempenho escolar só tende a crescer e essa criança tem assim a sua autoestima elevada, pois aprende que ela pode e deve ser autora da sua própria vida, de suas escolhas e decisões.

— A escola feliz é um lugar para onde sempre queremos ir, onde queremos estar, onde nos sentimos bem, aprendemos e encontramos amigos, com os quais podemos contar. Construir esse contexto que favoreça o sentido de felicidade e pertencimento do aluno tem sido a nossa busca incessante. Possuímos uma equipe comprometida e atuante, onde cada um (diretores, coordenador, professores e funcionários) está disposto e sente-se estimulado a trabalhar conjuntamente para um bem comum. Todos são responsáveis pelo sucesso escolar, alegria e desenvolvimento das potencialidades de nossas crianças. — afirma a diretora adjunta Maria Teresa

 

Visita ao Centro Cultural de Santa Cruz

 

Para que os objetivos sejam atingidos, a equipe procura sempre em consonância com o Projeto Político Pedagógico, cujo tema é: "Sorria, você está na escola!", oferecer e trabalhar com alunos atividades que deem a eles oportunidades de vivenciar momentos que os levem a conhecer e descortinar novos horizontes e novas possibilidades.

— O PPP é importante pelo fato de ser uma direção, um rumo para as atividades da escola, pois é uma ação intencional, que é definida coletivamente. É um documento democrático, por definir a identidade da escola e indicar caminhos para ensinar com qualidade. Ele ajuda a desenvolver uma educação eficiente que tem como foco, que tipo de cidadão queremos formar para a sociedade. O nosso PPP expressa a cultura, valores, crenças, significados, assim como um modo de pensar e agir de todos que colaboraram e colaboram com a sua elaboração e execução, ele também é um caminho para que todos possam mostrar sua habilidades e assim enriquecer ainda mais a nossa instituição. — afirma a Coordenadora Ligia.

Além de cumprir com o pedagógico de maneira responsável e comprometida, essas atividades enriquecem as ações, tais como: festas, festivais, culminância, passeios, apresentações teatrais, dança, música e arte. Além disso, permitem oportunizar aos educandos um novo olhar sobre o mundo, fazendo com que se sintam envolvidos e com vontade de estarem num ambiente que é capaz de levar em conta seus saberes, suas vivências e emoções. Sendo assim, esses alunos têm certeza de que escola é sim, lugar de gente feliz!

 

Palestra no Centro Cultural de Santa Cruz

 

— Entendemos que podemos e devemos fazer diferença na vida dos nossos alunos. Sendo assim, em 2017 nossas atividades terão como tema central a comemoração dos 450 anos do bairro de Santa Cruz, bairro possuidor de uma relação histórica com a fundação da cidade do Rio de Janeiro e que sempre soube tão bem acolher e receber pessoas de todos os lugares. É importante conhecer as raízes e a história do lugar em que vivemos. Nossa escola está situada em um bairro que conta com uma história muito rica, que deve ser trabalhada de forma interdisciplinar com intuito de resgatar e valorizar a nossa identidade. Devemos levar os nossos alunos e responsáveis a terem conhecimento e sentimento de pertencimento, a terem uma visão crítica e solidária e, além disso, a descobrirem e apreciarem todas as potencialidades, cultura e talentos que fazem parte da nossa região. No momento em que entendermos que todos nós somos também responsáveis pelo lugar que habitamos, poderemos então começar a transformar a nossa realidade. — afirma a diretora Luciana

— Nossos eventos pedagógicos são sempre muito animados, além da oportunidade para conhecermos melhor a comunidade. A escola é tão querida que recebe visita de profissionais aposentados, responsáveis e até ex-alunos, que sempre têm uma história de afeto para contar. É claro que existem muitas dificuldades que precisamos superar, mas trabalhamos para vencê-las diariamente. Nosso Projeto Político Pedagógico tem como tema “Sorria! Você está na escola” e trata da alegria e do prazer de estudar e interagir, não somente no ambiente escolar como na sociedade. Focado na formação cidadã desenvolvemos, através de algumas parcerias, diversas ações de saúde, bem-estar assim como apresentações culturais. O PPP valoriza as interações humanas entre alunos, professores, funcionários e família, pois acreditamos que a formação cidadã se dá através dessas. — afirma a professora Bruna Mathias

 

Ação da saúde na escola

 

Quer saber mais sobre o projeto?
Entre em contato com a Unidade Escolar.

E/CRE (10.19.009) Escola Municipal Prefeito João Carlos Vital
Email: emjcvital@rioeduca.net

 


 


 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 23/03/2017

Diagnose: investindo na alfabetização das crianças na 9ªCRE

Tags: 9ªcre, alfabetização, diagnose.

 

Ler, escrever e calcular são habilidades fundamentais para as crianças terem sucesso em sua trajetória escolar. Assim, iniciamos o ano letivo de 2017 com as orientações para a Diagnose das turmas de 1º, 2º e 3º ano do Ensino Fundamental. A Gerência de Educação da 9ª CRE se reuniu com os Coordenadores Pedagógicos para orientar sobre as atividades de diagnose com vistas a favorecer o processo de alfabetização de todas as crianças.

 

 

“Quando o professor começa a falar de escrita para as crianças, precisa lembrar-se de que a maioria delas já tem informações a respeito. Se ele fizer com que elas explicitem essas informações, conversando a respeito do que sabem, terá um bom motivo e um caminho interessante para ensinar a ler e a escrever.” (Cagliari, 2009, p.119).

 

A alfabetização é um momento muito importante na trajetória dos alunos. As habilidades de Leitura, Escrita e Matemática são fundamentais para seu sucesso escolar e são parte da Diagnose para alunos do 1º, 2º e 3º ano, encaminhada pela equipe da Coordenadoria de Educação, através da Circular E/SUBE/CED nº 004/2017. Para direcionar as orientações da CED sobre a realização da Diagnose, a equipe da Gerência de Educação da 9ª CRE reuniu-se com os Coordenadores Pedagógicos em fevereiro. 

 

 

O Coordenador Pedagógico é reconhecido como um par importante no processo educativo, por ser um parceiro do professor na realização do trabalho pedagógico e nas propostas para as crianças. Encontros e reuniões com boas discussões entre a GED e os Coordenadores Pedagógicos faz parte de uma parceria já antiga que contribui para o bom desempenho das escolas e repercurte na prática do professor.

 

 

A Professora Patrícia, da E. M. Mafalda Teixeira Alvarenga é regente de uma turma do 2º ano, que ela acompanha desde o 1º ano, no ano passado. Viveu os primeiros dias de aula conhecendo os momentos de aprendizagem de cada aluno e de toda a turma, e ainda firmaram juntos novos combinados para este ano letivo. O trabalho pedagógico visa ampliar as habilidades iniciais da alfabetização, por isso é importante conhecer o que sabem as crianças hoje e prosseguir com uma proposta de planejamento que torne as crianças capazes de cumprir habilidades básicas com relação a Leitura, Escrita, Matemática e as demais áreas.  

 

 

“Com a diagnose não se pretende buscar o que “falta”, mas sim o que cada criança já construiu e o que ainda precisa construir para conseguir apropriar-se da leitura e da escrita, desenvolvendo, concomitantemente, o seu raciocínio lógico. Esta é a função da escola: construir conhecimento.” (Caderno de Diagnose, 2017, p. 04 )

 

 

 

 

Professores e coordenadores pedagógicos devem informar as realidades diagnosticadas. Estas informações podem ajudar na construção das propostas de trabalho para a alfabetização de todas as crianças na idade certa, cumprindo as habilidades necessárias nos anos iniciais do Ensino Fundamental. Com a avaliação das habilidades das crianças, das turmas e escolas nas mãos, Gerência de Educação, Coordenadores Pedagógicos e professores podem construir caminhos com ações específicas para o sucesso escolar dos alunos na 9º CRE.
 


   
           



Yammer Share