A A A C
email
Retornando 48 resultados para o mês de 'Março de 2017'

Segunda-feira, 20/03/2017

Oficina de Animação na Luta contra as Arboviroses

Tags: 6ªcre, arboviroses, núcleo de arte.

 

A oficina “Animação Trash”, do Núcleo de Arte Grande Otelo propôs aos alunos a criação de uma animação, na técnica stop motion, para alertar a comunidade escolar sobre as doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti. 

 

Na oficina "Animação Trash" do Núcleo de Arte Grande Otelo, são recebidos alunos das mais diferentes idades e níveis escolares

 

É bem provável que você já tenha ouvido falar sobre e o mais viável ainda que já tenha visto alguma animação feita com esta técnica. Ela é muito usada por gigantes do entretenimento, como a Disney, e também na criação de animações caseiras e não tão luxuosas. Stop Motion é um método que utiliza a disposição sequencial de fotografias diferentes de um mesmo objeto para simular o seu movimento. Essas fotografias são chamadas de quadros e normalmente são tiradas de um mesmo ponto, com o objeto sofrendo uma leve mudança de lugar, afinal, é isso que dá a ideia de movimento.

A oficina coordenada pela professora Imaculada Conceição Manhães, a partir do projeto “Anima Fora Zika – Chikungunya – Dengue”, teve como produto final a criação de um vídeo, utilizando a técnica acima descrita, alertando a comunidade escolar sobre um problema que aflige a saúde pública de nosso país: as doenças causadas pelo mosquito Aedes Aegypti. Para isso, eles utilizaram recortes de desenhos dos alunos.

 

Professora Imaculada Conceição

 

A realização deste projeto ofereceu aos estudantes várias oportunidades de experimentar, conhecer, trabalhar e refletir sobre a linguagem audiovisual, em especial a da animação, o que favoreceu a vivência de experiências artísticas e culturais no campo da arte do cinema. Eles puderam fazer uma conexão entre o artesanal (desenhos/recortes) e o tecnológico (edição no computador, captação fotográfica digital, pesquisas online), além de refletirem sobre ética, cidadania, respeito e cuidado e direito à vida.

O projeto durou por volta de quatro meses e aconteceu no segundo semestre de 2016. Ele foi intercalado com outras atividades de aprendizado dos elementos básicos de animação, das técnicas artesanais de animação: stop motion com recortes, com massinha e com bonecos; pixilation (animação com seres humanos); captação fotográfica das cenas “frame a frame” ou “quadro a quadro”; exercício de story board; edição entre outros.

 

Confecção de bonecos com massinha de modelar para realização da animação

 

Os professores realizaram conversas informais sobre as doenças causadas pelo mosquito e fizeram um levantamento sobre os seguintes pontos junto aos alunos sobre quem teve e/ou conhecia alguém que havia sido infectado pelo Aedes. Uma parceria foi feita com os professores das turmas regulares, onde estes realizaram com seus alunos pesquisas sobre o tema em questão: o que viram na televisão ou na internet; o que sabiam sobre a Zika, Dengue, Chikungunya e o mosquito transmissor.

Na sequência, os estudantes assistiram a vídeos de animação sobre o tema, em especial os do Projeto “Crianças contra a Zika”. Dentre eles, foi observado que alguns contavam histórias e outros, como os do projeto citado acima, eram videoclipes. Alunos e professores decidiram, então, que o vídeo criado por eles seria um videoclipe musicado.

 

Colocando em prática a técnica Stop Motion

 

Agora era só colocar a mão na massa! Foi criado um roteiro simplificado de quais cenas seriam importantes aparecer no vídeo. As crianças criaram os personagens e o cenário que deveria ter em cada cena de forma livre com grafite, lápis de cor, giz de cera, canetinha hidrográfica sobre papel A4. Os movimentos dos personagens e objetos desenhados e recortados para cada cena foram registrados quadro a quadro. Para a criação do vídeo final, forma selecionadas as cenas mais importantes para alertar as pessoas sobre os perigos das doenças causadas pelo mosquito e as formas de prevenção.

 

Pesquisa sobre a Dengue e confecção dos personagens, em papel, para compor a animação

 

A música para o vídeo clipe foi realizada graças à colaboração do professor Iuri e seus alunos. A aluna Stefany foi a encarregada de fazer a edição inicial das cenas. A edição final, com a sincronização do áudio, ficou por conta da professora Imaculada que, seguindo as sugestões dos demais alunos, concluiu o vídeo inserindo os créditos e as cenas editadas pela Stefany. O aluno Lucas Braz foi o responsável em fazer a animação digital da abertura. Foi um verdadeiro trabalho de parceria! 

A animação, resultado deste belíssimo trabalho educacional e de utilidade pública, foi apresentada na Mostra Final do Núcleo de Arte Grande Otelo para a comunidade escolar. Para a alegria de todos ela também foi selecionada para a 6ª Mostra Audiovisual Joaquim Venâncio, evento realizado desde 2011 pelo Núcleo de Tecnologias Educacionais em Saúde – NUTED, que reúne alunos e professores do ensino fundamental e médio em um encontro voltado à exibição da produção audiovisual estudantil.

 

Professor Iuri com seus alunos compondo a música do vídeoclipe

 

De forma lúdica, a metodologia desenvolvida para a produção de filmes animados estimula o desenvolvimento de diversas habilidades e competências fundamentais para o desenvolvimento de crianças e de jovens: criatividade, planejamento, síntese, abstração, concentração e comunicação. A linguagem da animação deve estar presente na sala de aula como fonte de conhecimento e ação para questões sociais e não apenas como um recurso didático, possibilitando a professores e alunos novas formas de expressão que os ajudem a viver na sociedade contemporânea, fortemente marcada pela presença do audiovisual. Parabéns aos professores e alunos do Núcleo de Arte Grande Otelo pelo trabalho desenvolvido com nossos alunos. É um orgulho tê-los na 6.ª CRE!

 

Vídeoclipe produzido na Oficina de Animação

 

Quer saber um pouco mais sobre a Oficina de Animação oferecida pelo Núcleo de Arte Grande Otelo? Entre em contato com a equipe!

Telefone: (21) 3358-1085

E-mail: nuclearteotelo@rioeduca.net

 

Não esqueça de deixar o seu comentário! Ele é muito importante para nós!

Até a próxima semana!

 

 


 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 20/03/2017

Projeto Travessia

Tags: niap, projeto, travessia.

 

Clique na imagem para conhecer o site do NIAP

 

A Equipe do Núcleo Interdisciplinar de Apoio às Unidades Escolares – NIAP e da Sociedade Brasileira de Psicanálise do Rio de Janeiro (SBP-RJ) convidam os diretores das Unidades Escolares para conhecer o projeto TRAVESSIA.

 

Esse projeto visa a construir, coletivamente, dispositivos úteis ao enfrentamento das dificuldades cotidianas em nossas escolas. Cada vez mais, os profissionais da educação encontram-se exigidos em seus recursos emocionais para lidar com as diferentes demandas que surgem em sala de aula.

 

Convidamos os Diretores da Rede para uma reunião no dia 22 de março, quarta-feira, às 9h, na sede da SBPRJ - à Rua Davi Campista, 80, Humaitá - ocasião em que todos terão a oportunidade de ouvir de perto sobre essa iniciativa.

 

As inscrições serão realizadas diretamente na SBPRJ, através da secretária Regina, pelo telefone 21-2537-1333.

 

Um grande abraço. Até lá!


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 20/03/2017

Seminário PEJA: Uma Lacuna no Museu

Tags: geja, peja, museu, seminário.

Para acessar o cartaz clique na imagem

 

 

Museu da República lança ação educativa pioneira com jovens adultos

 

Numa ação pioneira no universo museal brasileiro, o Museu da República lançou o projeto “PEJA, uma lacuna no museu”, em parceria com a rede municipal de ensino da Prefeitura do Rio de Janeiro, através do Centro de Referência no Ensino de Jovens Adultos-CREJA, e os CIEP’s Gregório Bezerra e Geni Gomes.

A iniciativa é um desdobramento de um outro projeto realizado pela instituição, chamado “Educação e Cidadania” e que conquistou o 5º Prêmio Ibero-Americano de Educação e Museus, tendo sido desenvolvido a partir da exposição comemorativa dos 70 anos da CLT. A premiação envolveu a seleção de projetos de excelência na área de educação museal em países de língua portuguesa e espanhola.

 

Projeto PEJA – uma lacuna no museu

 

Os estudantes do PEJA (Programa de Educação de Jovens Adultos) são o público-alvo desse projeto. São, em sua grande maioria, trabalhadores que por sua condição socioeconômica têm dificuldades de acesso a espaços culturais, como cinemas, teatros e museus. Foi pensando nisso que o Museu da República buscou viabilizar essa presença a partir do uso do dinheiro do prêmio conquistado ano passado (US$ 10 mil) e assim custear as despesas de transporte e alimentação dos participantes do projeto, bem como a confecção dos banners da exposição itinerante que percorrerá as escolas envolvidas. Para saber mais

 

Fonte: http://museudarepublica.museus.gov.br/museu-da-republica-lanca-acao-educativa-pioneira-com-jovens-adultos/


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 20/03/2017

Resultado do processo de seleção de candidatos ao Cargo Comissionado de Coordenador I

Tags: editais, coordenadores, seleção.

 

 

EDITAL SMEEL N.º 08, DE 17 DE MARÇO DE 2017(PUBLICADO NO DO DE 20/03/2017)

Torna público, em consonância com o item 10 do Edital SMEEL n.º 03, de 20 de fevereiro de 2017, o resultado do processo de seleção de candidatos ao Cargo Comissionado de Coordenador I das Coordenadorias Regionais de Educação, em razão de vacância.


O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, ESPORTES E LAZER, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela legislação em vigor, tendo em vista as disposições contidas na Resolução SMEEL n.º 06, de 17 de fevereiro de 2017 e no item 10 do Edital SMEEL n.º 03, de 20 de fevereiro de 2017, torna público o resultado do processo de seleção de candidatos ao Cargo Comissionado de Coordenador I das Coordenadorias Regionais de Educação em razão de vacância.
 

1. Do Resultado:

2. Do Recurso

2.1. O candidato que discordar da avaliação realizada pela Banca Técnica, poderá interpor recurso, conforme disposto no § 3.º do art. 4.º da Resolução SMEEL n.º 06, de 17 de fevereiro de 2017.

2.1.1. Fica definido como novo prazo para interposição de recurso a ser formalizado em formulário próprio que acompanha o Edital SMEEL n.º 03, de 20 de fevereiro de 2017, as datas 21 e 22 de março de 2017.

2.1.2. O formulário para a interposição de recurso deverá ser datado e assinado pelo candidato e entregue, no período das 9h às 18h, no Nível Central da SMEEL, na E/SUBG/CGG – Rua Afonso Cavalcante n.º 455, Prédio CASS, sala 353, Cidade Nova, onde o documento será inserido no processo administrativo do candidato, dirigido à Comissão Recursal que, após exame, publicará o Resultado em Diário Oficial no dia 24/03/2016.


3. Da Avaliação pelos Diretores

3.1. Fica fixada a data de 27/03/2017, a partir das 10h, para a apresentação do Plano de Gestão a ser avaliado pelos Diretores das Unidades Escolares de suas respectivas E/CRE, conforme dispõe a alínea “d” do art. 7.º da Resolução SMEEL n.º 06, de 17 de fevereiro de 2017.

3.2. Os locais para a apresentação de que trata o subitem 3.1. serão divulgados em Edital próprio a ser publicado no Diário Oficial.

4. Este Edital entra em vigor na data de sua publicação.


Rio de Janeiro, 17 de março de 2017.

CESAR DE QUEIROZ BENJAMIN


   
           



Yammer Share