A A A C
email
Retornando 48 resultados para o mês de 'Março de 2017'

Terça-feira, 14/03/2017

Meu Bichinho de Estimação

Tags: 2ªcre, alfabetizacao, literatura.

 

A professora Silvia Kirschbaum produziu um livro junto com sua turma de segundo ano do CIEP Doutor Bento Rubião. A apresentação do livro à comunidade escolar aconteceu em uma manhã de autógrafos.

 

"Meu Bichinho de Estimação" - Livro produzido pelos alunos do segundo ano do CIEP Doutor Bento Rubião


 

A fase da alfabetização é sem dúvida uma das mais importantes da vida escolar do aluno. A professora Silvia Kirschbaum contou ao portal Rioeduca o processo da construção de um livro com os alunos do segundo ano.


“Primeiramente porque considero a Instituição Escola como produtora de cultura. Em segundo lugar, acredito que todos nós podemos nos tornar autores, principalmente nossos alunos. E o fato de nossos alunos observarem suas próprias produções, sejam elas verbais ou pictóricas, publicadas em livros, ou em outras diversas formas de publicações, assim como expostas em murais da escola ou da sala de aula, contribuem para a formação da identidade social de cada um deles, além de reforçarem sua autoestima. Assim, buscava um tema para editar um livro escrito e ilustrado por eles. Minha turma, composta de estudantes muito falantes, apresentava ao mesmo tempo a timidez ao falar justamente nas rodas de conversa. Entretanto, eu os observei muito expressivos ao contarem a história de seus bichos de estimação. Esta conversa de roda surgiu espontaneamente e todos tinham uma história a contar. Uma história interessante, um causo. Na mesma hora, eu disse para eles que faríamos um livrinho com suas histórias. ”  Professora Silvia Kirschbaum.

O objetivo do projeto didático pedagógico era relacionar a oralidade com a escrita, fixando a escrita dos nomes próprios. O primeiro passo foi a elaboração de um texto coletivo no blocão em forma de tabela, onde foram registrados quais são os animais de estimação de cada aluno e qual é o nome próprio de cada um deles.

 

Registro no blocão

 

Em um segundo momento a turma participou de leitura de livros infantis, que tinham animais como personagens. Neste momento, o objetivo foi ampliar a leitura de diferentes narrativas que apresentassem relação do ser humano com animais, de forma explícita ou implícita.

A professora fazia votação com os alunos do livro a ser lido, aproveitando para praticar a cidadania e também para desenvolver neste momento a leitura e interpretação de gráficos, fixando o pensamento matemático.

 

Escolha do livro a ser lido pela turma.

 

No momento da escrita, os alunos puderam escrever sozinhos seus textos ou contar com a colaboração da professora e dos colegas. Após a escrita os textos foram revisados de forma coletiva ou individual, mostrando aos educandos a necessidade de revisar o texto após a escrita.

 

Revisão do texto junto com a turma.

 

“Quando comecei a editar as páginas do livro com os textos já revisados, no computador de casa, eu as levava para a sala de aula no dia seguinte e apresentava a produção à turma na forma de projeção, utilizando o Datashow. Nós líamos todos juntos o texto, então digitado e editado. Depois conversávamos e eu escutava suas opiniões.” Professora Silvia Kirschbaum

Durante a produção da capa do livro, a professora projetou no quadro branco uma história de Ruth Rocha, “A Escolinha do Mar”. Mostrou a capa do livro, dialogando com os alunos sobre a função de uma capa de livro, quais os elementos verbais e não verbais aparecem na capa. Neste dia também foi escolhido o nome do livro, através de votação.

A apresentação do livro à comunidade escolar aconteceu em uma reunião de responsáveis. A professora Sílvia relata como foi este encontro.

“A manhã de autógrafos me surpreendeu, a presença foi praticamente da metade da turma. Tanto os alunos como os pais demonstraram emoção e gratidão por um momento tão importante para a vida dessas crianças. Para mim, esta experiência deve ser renovada a cada ano. É muito interessante o resultado de editar produções da escrita dos estudantes do município, pois muitas escolas ainda buscam de seus alunos apenas produções escolares. Acredito que a escola deve produzir cultura, valorizando assim a cultura que as crianças produzem, pois criança é um ser pensante e criativo em crescimento.”  Professora Silvia Kirschbaum

 

Professora Silvia e aluna na manhã de autógrafos.


A professora Silvia Kirschbaum agradece o incentivo e as orientações da professora Regina Martins, que acompanhou a turma através do projeto Escola em Foco.

O portal Rioeduca agradece a professora Silvia por compartilhar conosco esta rica experiência do processo de alfabetização.

O contato da professora Silvia Kirschbaum silviabaum@gmail.com

 

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

 

Renata Carvalho - Professora da Rede e representante do portal Rioeduca na 2ª CRE

renata.carvalho@rioeduca.net

 


 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 14/03/2017

Brincar sem Muros: Aqui Mosquito não se cria!

Tags: 11ªcre, brincar.

 

Na semana de 20 a 24 de Fevereiro, o EDI Tenente Pedro de Lima Mendes, realizou o Brincar Sem Muros, tendo como temática a Campanha "Aqui Mosquito não se Cria" e a festa mais popular do Rio de Janeiro, o Carnaval. CONFIRA!

 

O Brincar Sem Muros acontece em toda última terça-feira do mês (além do Dia Internacional), nas unidades de educação infantil. A Gerência de Educação Infantil da SMEEL envia mensalmente um tema pesquisado com muito carinho para que oriente as ações envolvidas na terça-feira em questão. O Dia Internacional do Brincar foi instituido em 1999 no dia 28 de maio. 

 

Turma EI - 42 

 

No Espaço de Desenvolvimento Infantil (EDI) Tenente Pedro de Lima Mendes, a turma EI-42 da professora Sandrea, além de confeccionar a Bandeira Xô Mosquito, elegeu o mestre-sala e a porta-bandeira para apresentarem a bandeira ao Bloco de Carnaval da escola.

Os alunos e seus responsáveis confeccionaram diversas máscaras de Carnaval, muitas delas em formato de Mosquito, o grande vilão do bloco de carnaval.

 

Confeccção de Máscaras para utilizar no baile de Carnaval

 

A turma EI-41, da professora Jacqueline, confeccionou uma máscara gigante.

 

Máscara gigante sendo confeccionada pela turma EI - 41

 

O bloco tirou nota 10 no quesito alegria e diversão, contando com porta bandeira e o mestra sala do bloco "Xô Mosquito"!

 

Bloco Xô Mosquito: Fantasias nota 10!

 

 

Quer saber mais sobre?

Unidade Escolar: EDI Tenente Pedro de Lima Mendes

Email: emtmendes@rioeduca.net

Telefone: (021) 3393-0052

 

Contato para publicações: 

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 13/03/2017

Oficina Itinerante 2017 - Núcleo de Artes Avenida dos Desfiles

Tags: 1ªcre, eventos, nucleodeartes, extensividade, oficinas.

 

 

 Reutilização e ressignificação dos objetos norteia os trabalhos desenvolvidos pelo Núcleo de Artes neste início do ano letivo.

 

 


Localizado no Sambódromo, coração do carnaval carioca, o Núcleo de Artes Avenida dos Desfiles atende aos alunos da Rede Municipal de Ensino, realizando Oficinas nas diversas Linguagens das Artes, em atividades de de contraturno.

O Núcleo está promovendo, neste início de 2017, aulas de interlinguagens das oficinas de Artes Visuais, Música e Vídeo. Com enfoque na reutilização e ressignificação de objetos, a ideia é estimular os alunos à construção de arte tridimensional, fazendo surgir o imprevisível, a partir de material reciclável. Elaboração estética e artística, experiência sonora e videofotográfica orientam o processo criativo. Sob o mote "O Improvável Surpreendente", a intenção é que a criatividade despertada evolua para a produção de algo novo, inédito e autoral.


O aspecto itinerante das oficinas integradas enriquece a experiência pela troca, pelo reconhecimento dos variados espaços escolares de cada comunidade escolar. O tema "Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento", escolhido pela ONU para 2017, inspira e norteia o início dos trabalhos. Turismo remete à intercâmbio, à aprendizagem intercultural, ao reconhecimento, respeito e valorização dos meios. O projeto também remete à ideia de sustentabilidade, desenvolvimento sustentável, atenta para contribuição econômica, social e ambiental, caminhando-se, assim, para uma cultura cidadã, uma cultura de paz.

As oficinas estão acontecendo na E. M. Tia Ciata, escola localizada nas vizinhanças do Núcleo.

 



No primeiro contato com as crianças foi abordado o entendimento dos alunos sobre sucata. Assim surgiram vários conceitos, tais como: "...sucata é tudo que é velho e que não se usa mais...", "...são os cacarecos velhos...", ..."é tudo lixo...!".


À partir dessa percepção foi o conceito de sustentabilidade mostrando aos alunos a possibilidade de novos usos para esses materiais, que possuem "vida longa" quando desperdiçados na natureza, prejudicando o meio ambiente.

Para estimular o uso das sucatas, foi realizada uma mostra de objetos criados por outros alunos de mesma faixa etária, já frequentadores do Núcleo de Arte. O resultado é o encantamento e o estímulo para novas produções criativas.

 

 


A permissão da produção livre, autoral e descompromissada com a realidade objetiva, somada à variedade de materiais oferecidos, resulta em construções tridimensionais "inomináveis" - criatividade, habilidades motoras e abstrações são naturalmente experimentadas, na elaboração do objeto pensado por cada um.

Os alunos foram instigados a "batizar" suas criações com nomes surpreendentes: "Morelenga", "Flexi", "Ticibunga" entre outros. A diversidade das linguagens artísticas permitiu que o grupo desenvolvesse instrumentos musicais, seres e objetos absolutamente originais e ainda registrarem suas produções em vídeo.

 


 

Aqui procuramos mostrar um pouco do trabalho de qualidade que é desenvolvido pelo Núcleo de Artes Avenida dos Desfiles. Parabéns a toda equipe de professores que realiza esse trabalho de excelência na Rede Municipal. Nossos alunos merecem o Melhor! 

 

 

Colaborou com o texto: Adriana Oliveira


Para Saber Mais:

Núcleo de Artes Avenida dos Desfiles

Rua Salvador de Sá , s/nº - Sambódromo

Responsável: Adriana Santos Oliveira

Telefone: 2213-5946

E-mail: nucleartdesfiles@rioeduca.net

 

 

 


 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 13/03/2017

Resultado da Avaliação dos Coordenadores de CREs

Tags: edital, coordenadores, avaliação.

 

 

EDITAL SMEEL N.º 05, DE 10 DE MARÇO DE 2017. (PUBLICADO NO DO DE 13/03/2017)

Torna público, em consonância com o item 7 e subitem 9.4 do Edital SMEEL n.º 02, de 20 de fevereiro de 2017, o resultado da avaliação realizada pela Banca Técnica dos atuais ocupantes do Cargo Comissionado de Coordenador I das Coordenadorias Regionais de Educação da Secretaria Municipal de Educação, Esportes e Lazer da Cidade do Rio de Janeiro.

O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, ESPORTES E LAZER, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela legislação em vigor e, tendo em vista as disposições contidas na Resolução SMEEL n.º 06, de 17 de fevereiro de 2017 e no item 7 e subitem 9.4 do Edital SMEEL n.º 02, de 20 de fevereiro de 2017, torna público o resultado da avaliação realizada pela Banca Técnica dos atuais ocupantes do Cargo Comissionado de Coordenador I das Coordenadorias Regionais de Educação da Secretaria Municipal de Educação, Esportes e Lazer da Cidade do Rio de Janeiro.


1. Resultado:

 

2. O candidato que discordar da avaliação da Banca Técnica, poderá, interpor recurso, conforme disposto nos subitens 7.1 e 9.5 do Edital SMEEL n.º 02, de 20 de fevereiro de 2017.

3. A apresentação do Plano de Gestão feita pelos Coordenadores relacionados neste Edital, a ser avaliada pelos Diretores das Unidades Escolares de suas respectivas E/CRE, conforme dispõe à alínea “c” do art. 9.º da Resolução SMEEL n.º 06, de 17 de fevereiro de 2017, será realizada no dia 20/03/2017, às 10h, em locais a serem divulgados em Edital próprio.

4. Este Edital entra em vigor na data de sua publicação.


Rio de Janeiro, 10 de março de 2017.
CESAR DE QUEIROZ BENJAMIN


   
           



Yammer Share