A A A C
email
Retornando 74 resultados para o mês de 'Abril de 2011'

Domingo, 17/04/2011

BLOG DA 9ª CRE – E.M. GASTÃO PENALVA

Tags: 9ªcre, blogsdeescolas.

 

Esta é uma Escola do Amanhã da Prefeitura do Rio de Janeiro. O que isso significa?

 

É um programa desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação (SME), tendo a UNESCO como Agência Executora.

 

Um dos objetivos é o aumento do tempo de permanência das crianças em atividades educacionaios (7h), transformando a escola em um espaço diferenciado de educação, aumentando os índices de aprendizagem dos alunos e estreitando os laços com a comunidade.

 

Entre outras ações temos o contraturno com oferta de atividades e oficinas que mobilizam os jovens, Programa de Ciências (Cientista do amanhã) com uma abordagem diferenciada que estimula a investigação, a curiosidade e a criatividade, Conexão de Banda Larga abrindo as portas do mundo através da Internet, Convênio com Universidades, Mobilização de Mães Voluntárias, Mobilização de Educadores Comunitários, Formação de monitores do 9º ano.

 

Vamos conhecer a equipe da E. M. Gastão Penalva.

 

Profª Anilía, Diretora Nelzi Dantas, Adjunta Luciana, Profs. do 1º e 2º turnos

 

Conheça o Blogastão através do link http://blogastao.blogspot.com/  e siga mais este blog da 9ª CRE.

 

A equipe Rioeduca deseja sucesso à E.M. Gastão Penalva.


   
           



Yammer Share

Domingo, 17/04/2011

1° FESTIVAL AUDIOVISUAL DA REDE SME-RJ

Tags: artesvisuais, capacitação.

 

 

 

 

 

 

 

PRORROGADAS ATÉ O DIA 15 DE ABRIL (2011) AS INSCRIÇÕES DO 1° FESTIVAL AUDIOVISUAL DA REDE PÚBLICA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DO RIO DE JANEIRO

 


Foram prorrogadas, até o dia 15 de abril, as inscrições para o I Festival Audiovisual de Rede Pública Municipal de Educação do Rio de
Janeiro, evento que acontece na cidade carioca de 4 a 11 de novembro de 2011.

 

Para participar, basta enviar uma cópia em DVD do filme e uma cópia em CD de uma imagem representativa da película, no formato jpeg com 300 dpi de resolução, para a Gerência Mídia e Educação da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro (SME), localizada na Rua Afonso Cavalcanti, 455, 4º. andar, sala 423, na Cidade Nova. É necessário encaminhar, junto com o material, a ficha de inscrição que encontra-se em anexo.

 

O 1° Festival Audiovisual de Rede Pública Municipal de Educação do Rio de Janeiro tem como objetivo divulgar as produções audiovisuais de alunos da Rede Pública Municipal do Rio de Janeiro e promover um fórum de reflexão e debate sobre os conteúdos da produção audiovisual,

ampliando o campo de visibilidade da diversidade de culturas e identidades da cidade.

 

Na programação do festival, está prevista a exibição de filmes produzidos por professores e alunos da Rede Pública Municipal do Rio de Janeiro.

 


Informações:

Adelaíde Léo
Gerência de Mídia Educação-SME/RJ
(21)2976-2318
(21)2976-2319

 

 

NOTAS: Informações recebidas de Adelaíde Léo (Gerência de Mídia Educação-SME/RJ) via e-mail

 

FONTE: blog CONEXÃO DAS ARTES SME-RJ (cliquem no link ao lado):  http://conexaodasartes-sme-rj.blogspot.com/

 


 


   
           



Yammer Share

Sábado, 16/04/2011

Uma escola sem muros

Tags: 10ªcre.

 

 

Desde fevereiro de 2011, quando comecei a visitar as escolas municipais da 10ª Coordenadoria Regional de Educação para as postagens do Rioeduca, já estive em dezesseis unidades escolares: Prefeito João Carlos Vital, Bertha Lutz, Fernando de Azevedo, Japão, Ponte dos Jesuítas, José de Mello, Júlio Cesário de Mello, Ronald de Carvalho, Princesa Isabel, Joaquim da Silva Gomes, Hélio Pellegrino, Professor Arthur Thiré, Otelo de Souza Reis, CIEP Barão de Itararé, Bento do Amaral Coutinho e Professor Francisco José Antonio.


Cada uma delas tem as suas especificidades, se destacam pelos seus projetos e pela maneira como a sua direção, grupos de funcionários e de professores, alunos e comunidade escolar interagem para o desenvolvimento dos trabalhos pedagógicos e compartilham das atividades que animam a vida escolar, isto é que comprovam que aquela escola tem alma própria, e não apenas existe em razão de uma estrutura física.


Tenho observado, e na medida do possível fotografado, as fachadas dos prédios escolares visitados, como também as dependências, laboratórios, salas destinadas às atividades especiais, quadras esportivas, refeitórios, mas, principalmente, as salas de aulas, pois a partir dali é possível perceber a aparência de vida de cada uma das escolas visitadas.


No caso da Escola Municipal Professor Francisco José Antonio, que sem qualquer favor e nenhuma dúvida, é considerada uma das mais bonitas escolas de toda a nossa rede pública do Rio de Janeiro, pude constatar que o sentido de vivacidade e animação ultrapassa os limites geográficos do espaço escolar, e alcança de forma benéfica boa parcela da comunidade de Santa Veridiana, em Santa Cruz, onde a escola está localizada.


 

A comunidade onde se encontra a E.M. Professor Francisco José Antonio recebeu o nome de Veridiana, em homenagem à Santa (imagem) que nasceu na Itália.

 

É um prédio vistoso e está encravado em parte alta do morro da Bandeira, em torno do qual foram surgindo as casas dos moradores, pequenos estabelecimentos comerciais, algumas oficinas, a associação de moradores e uma capela em devoção à Santa Veridiana, do Núcleo Eclesial de Base da Igreja Católica.


A Escola Municipal Professor Francisco José Antonio é dirigida pela professora Flávia Vianna, que tem como adjunta a professora Carmelita Maria Mathias Edde e como coordenadora pedagógica a professora Maria Leonor Coelho da Paixão Santiago.
 

 

 

Maria Leonor (foto ao lado) começa contando um pouco da história do surgimento da comunidade de Santa Veridiana, e da capela em sua devoção, explicando que antes da construção do prédio escolar, as crianças eram obrigadas a atravessar a movimentada via que faz a ligação entre os bairros de Santa Cruz e Guaratiba, já que não existiam escolas nas proximidades do conjunto Santa Veridiana.


“A escola Professor Francisco José Antonio foi construída para que os moradores tomassem conta”, diz Maria Leonor.


De fato, quem chega pela primeira vez à Escola Municipal Professor Francisco José Antonio, tem a impressão de que ela está realmente integrada ao ambiente urbano comunitário, que parece não ter sido devidamente planejado, mas sim ocupado assistematicamente, ao longo dos anos, pelos atuais moradores.

 


Se o prédio da escola Professor Francisco, com parte da sua fachada coberta por tijolos vitrificados é muito lindo e vistoso pelo lado de fora, é no ambiente interno das salas de aulas, que podemos perceber o sentimento de exaltação e de entusiasmo dos professores e alunos, na tarefa pedagógica de ensinar e de aprender.


 

 

                                                   Professora Tábata com os seus alunos da Turma 1101 

 

 

Em companhia da coordenadora pedagógica conheço toda a escola e visito todas as turmas em aula, além da quadra, refeitório, salas da direção e espaços de atividades esportivas e de lazer. A quadra é coberta e tem o piso revestido com grama sintética, além de um palco em concreto armado para grandes reuniões, encontros e apresentações.


Leonor conta um pouco sobre a biografia do patrono, Professor Francisco José Antonio, lembrando que ele, sendo fundador e diretor de vários colégios particulares da região, como o São José, o Dom Óton Mota, o Cinco de Julho e a Faculdade Machado de Assis, foi sempre muito solidário e prestativo, citando testemunhos de pessoas amigas que disseram que, sem dispor de recursos financeiros para custear seus estudos, foram contemplados com bolsas integrais, concedidas pelo professor Francisco.
 

Professor Francisco José Antonio, Patrono da escola em foto acima publicada em reportagem sobre a sua atuação como responsável pela distribuição de mudas de árvores frutíferas e paisagísticas em Santa Cruz.

 

O patrono da escola também é conhecido em Santa Cruz pelo seu trabalho de conscientização ecológica desenvolvido durante quase meio século. Na “Semana da Árvore” o professor Francisco fazia distribuição de mudas de árvores frutíferas e paisagísticas, cultivadas por ele, para todas as escolas da região.
 

 

Professora Cirlene com os alunos da Turma 1201

 

Sobre o Projeto Político Pedagógico e subprojetos em desenvolvimento na Escola Municipal Professor Francisco José Antonio, a coordenadora pedagógica, Maria Leonor, diz que existe uma preocupação de todos para orientar os alunos e ensinar boas maneiras, respeito aos professores e colegas, preservação do patrimônio escolar e também com ênfase para o cuidado com a higiene pessoal e saúde familiar e escolar.


“Estamos atualmente sem a nossa sala de leitura, que foi adaptada para servir como sala de aula, em razão da grande procura por matrículas, mas estamos desenvolvendo trabalhos de incentivo à leitura objetivando preparar os nossos alunos para as provas que serão aplicadas nos próximos bimestres. Cada professor organiza uma caixa com livros, que são emprestados aos alunos em sistema de rodízio. Em seguida, todos são orientados para a realização de trabalhos relacionados aos livros que leram”, informa a coordenadora pedagógica Maria Leonor.


Sendo uma escola fundada antes da realização das últimas provas do IDEB, a E.M. Professor Francisco José Antonio ainda não dispõe de dados referentes às últimas avaliações, mas a professora Leonor garante que todos os professores estão se empenhando bastante para que a escola consiga uma boa classificação em todas as avaliações internas e externas.


 

Michele e Valéria (auxiliares de creche) e dona Sandra, com as crianças do Maternal II da E.M. Professor Francisco José Antonio, em horário de descanso.

 

Acredito que o querido professor Chico, com quem tive a grande honra e o prazer de conviver durante vários anos, e que muito me ajudou na fundação e consolidação do Núcleo de Orientação e Pesquisa Histórica de Santa Cruz, a partir de 1983, estaria muito feliz em saber da homenagem que lhe foi prestada pela 10ª Coordenadoria Regional de Educação, Secretaria Municipal de Educação e Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, com a designação de uma escola tão bonita, dinâmica e atuante, como ESCOLA MUNICIPAL PROFESSOR FRANCISCO JOSÉ ANTONIO.


Para Maria Leonor, o sentido de ser uma “escola sem muros”, tem muito a ver com o fato de a escola Professor Francisco José Antonio estar aberta à comunidade, e também com toda a sua equipe gestora, professores e funcionários, em estimular a responsabilidade coletiva e as diversas parcerias, principalmente com as famílias dos alunos.

 


Sinvaldo do Nascimento Souza
Professor Responsável da 10ª CRE no RIOEDUCA


   
           



Yammer Share

Sábado, 16/04/2011

TIA MONICA E O CADERNO DE “QUEIXAS”!

Tags: 9ªcre.

 

A nossa querida professora Mônica Mendes de Souza, que da aula para a turminha do 3º ano, na E.M. Professor Gilberto Bento da Silva (9ª CRE), descobriu uma ótima maneira de fazer seus alunos escreverem melhor e pararem com as “queixinhas” em sala de aula.

Ela nos conta...


“Eu trabalhava com uma turma de projeto que não se interessava por nada! Nenhuma atividade despertava na turma a vontade de aprender. Com a necessidade de tornar a aula possível, e depois de separar brigas e ouvir queixas o tempo todo, tive uma ideia. Só aceitaria queixas por escrito!


Cortei alguns pedaços de papel, coloquei numa cesta, peguei um caderno, encapei para poder colar as “queixas” e expliquei que quem quisesse reclamar, contar qualquer coisa de alguém, deveria pegar um papel, colocar a data, do que se tratava e assinar.


Logo meus objetivos foram sendo atingidos:


Pararam com as pequenas queixas (aquelas queixas desnecessárias).


O comportamento, da turma, foi melhorando, já tinham interesse em escrever e ler.


Não queriam escrever errado. Perguntavam onde era a letra maiúscula, sinais de pontuação, como escrevia determinada palavra...


Com o passar do tempo o caderno de queixas não tinha mais tanta serventia, pois não havia muitas queixas. Então, por isso, o caderno de queixas virou caderno de recados para a professora.


Esse ano resolvi fazer novamente o caderno.


A turminha gosta de falar e fazer queixas.


JÁ ESTÁ DANDO RESULTADOS!!”


Tia Monica adorei a sua ideia, receba nosso carinho!!!


 


   
           



Yammer Share