A A A C
email
Retornando 89 resultados para o mês de 'Abril de 2012'

Segunda-feira, 23/04/2012

O Estudo do Hino Nacional na E. M. Rodrigo Otávio

Tags: 4ªcre, blogdeescolas, projetos.

 

Desde 22 de setembro de 2009, o Hino Nacional Brasileiro tornou-se obrigatório em escolas públicas e particulares de todo o País. Ao menos uma vez por semana, todos os alunos do ensino fundamental devem cantá-lo. A lei foi sancionada dia 21 de setembro de 2009,  pelo vice-presidente, no exercício da Presidência, José Alencar.

 

 

Escola Municipal Rodrigo Otávio realiza um trabalho todo especial voltado para o ensino do Hino Nacional Brasileiro. As crianças que estão em contato com o Hino Nacional, aprendem, gostam e sabem cantar direito; mesmo que a maior parte das palavras tenha um significado desconhecido para elas.

 

" As turmas 1701, 1901 e 1903 desenvolveram um projeto sobre o Hino Nacional Brasileiro. Num primeiro momento, assistiram  a videos contendo letra e música do Hino Nacional; souberam por que e como surgiu o hino e quem são os autores. Em seguida, analisaram a ordem direta dos versos e fizeram um glossário para descobrir o significado de algumas palavras. 

 

Para finalizar e descontrair, a professora passou um vídeo do Youtube, com candidatos que tentavam entrar no programa Ídolos, cantando o hino de maneira totalmente errada, inventando palavras que não existem na nossa língua!" (Texto retirado do http://emrodrigootavio.blogspot.com.br/)

 
 
 
 
 
 
 
 
 

Fique Sabendo um Pouco Mais Sobre o Hino Nacional

 

 

De acordo com o Capítulo V da Lei 5.700 (01/09/1971), que trata dos símbolos nacionais, durante a execução do Hino Nacional, todos devem tomar atitude de respeito, de pé e em silêncio. Civis do sexo masculino com a cabeça descoberta e os militares em continência, segundo os regulamentos das respectivas corporações. Além disso, é vedada qualquer outra forma de saudação (gestual ou vocal como, por exemplo, aplausos, gritos de ordem ou manifestações ostensivas do gênero, sendo estas desrespeitosas ou não). Texto retirado da  http://pt.wikipedia.org/wiki/Hino_Nacional_Brasileiro

 
 
 
 
 
 
 
 
 
Parabéns aos professores e alunos envolvidos nesse projeto, pois temos o dever de conhecer nossa história e os personagens que agiram para a formação da nossa Nação.

 

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 20/04/2012

Buscando a Saúde na Essência do Ser

Tags: 5ªcre, blogsdeescolas, projetos.

A Creche Municipal Estrelinha Dourada fica localizada no bairro de Irajá e pertence ao grupo de Creches da 5ªCRE. É gerenciada pela professora Elizabeth que, junto a sua equipe, estão fazendo um trabalho diferenciado onde as crianças iniciam a aprendizagem de forma prazerosa e saudável.

 

 

 
Pautado no PPP  “Estrelinha Dourada é agora e já, promovendo Saúde em Irajá", a creche está desenvolvendo, desde 6 de fevereiro, com término em 19 de maio, o  primeiro subprojeto “Buscando a SAÚDE na essência do SER...”, tendo como objetivo principal a saúde das relações na vida em sociedade.

 


"Nossas crianças estão conhecendo o “mundo” e fazem isso através das relações, das interações com outras pessoas e objetos, com o meio em que estão inseridas.

 

Partindo deste pressuposto, buscaremos abordar os seguintes temas: diversidade, identidade da turma, relacionamentos, conceito de grupo, regras de convivência, valores, afetividade, família e lazer. Sempre com foco na qualidade das  “relações saudáveis”..."


 

Turma da Amizade e a Turma do Abraço

 

As professoras da creche relatam que nomearam as turmas de acordo com o tema proposto, enfatizando a construção de valores e a identificação da criança e seu grupo, após observarem o comportamento e as características de cada turma. Assim surgiram a Turma da Amizade (EI 40 – Maternal I) e a Turma do Abraço (EI 30 – Maternal II).

 

 

As professoras Suzana e Letícia, respectivamente, Turma da Amizade e do Abraço, apresentaram o trabalho e contaram um pouco sobre como chegaram ao nome de cada uma, explanando o trabalho desenvolvido.


“Iniciamos o tema contando para as crianças a história TODO MUNDO PRECISA DE UM AMIGO, para que pudessem perceber a importância de ter uma pessoa em quem possam confiar.

 

A história narra como nossa vida é diferente quando temos um amiguinho por perto. No decorrer da leitura as crianças identificaram e reproduziram as “caretas” dos personagens fazendo associações com os sentimentos em destaque (alegria ou tristeza).

 

Em seguida, fomos para a área externa da creche para que pudéssemos captar com fotografias os momentos nos quais eles estavam felizes, ajudavam uns aos outros e brincavam juntos.

 

Decidimos, após a reflexão sobre a coletânea de fotos tiradas  e pela participação das crianças, chamá-la de TURMA DA AMIZADE, porque toda a creche tem inspirado esse sentimento. Com isso, produzimos um “reconto” sobre o livro citado, no qual nossas crianças ilustram as páginas do livrinho, demonstrando o relacionamento e o entrosamento ente a turma e educadoras.” 

 

 

 

(Profª Suzana – Turma da Amizade – EI 40)

 

 

“Desde o início do ano, pudemos perceber o quanto esta turma gosta de fazer carinho e abraçar uns aos outros. As educadoras sempre incentivaram esta prática, até mesmo para fazer parte da socialização.

 

Em um momento da “rodinha”, contei a história “TODO MUNDO PRECISA DE UM ABRAÇO”, e todos ficaram muito entusiasmados. A partir desta história, produzimos um reconto com as falas das crianças, explicando para que damos abraços.  Foi muito interessante. Eles puderam perceber que atitudes de carinho são vivenciadas a todo o momento.

 

Fizemos uma dramatização e registramos com fotos, partindo das falas reproduzidas na rodinha.  Confeccionamos então o livrinho da turma, nomeada por eles como a TURMA DO ABRAÇO. Desde esse dia, nossa “Turma do Abraço” não esqueceu que esse simples ato de abraçar pode dizer muita coisa, envolvendo toda a creche nesse sentimento.” 

 

 

 

 (Profª Letícia – Turma do Abraço – EI 30)

 

 

 

Estreitando laços de amizade entre as crianças, professoras e responsáveis, a C. M. Estrelinha Dourada visitou a Lona Cutural João Bosco, no bairro de Vista Alegre, levando o maternal II (3 anos) a participar da I Mostra Cine Carioquinha, dia 06/03/12.

 

As crianças se divertiram muito no trajeto de ônibus  entre a Creche e a Lona, além de assistirem com muita alegria o filme Desmond e a Armadilha do Monstro do Brejo, de Magnus Carisson (Suécia).


 

 

 

 

 

Dar carinho é só o começo. O educador mostra que se importa com seus alunos quando observa o que eles sentem e valoriza as capacidades e os gostos de cada um. Trabalhar com sentimentos envolve delicadeza e percepção aguçada.

 

Quer conhecer mais sobre a C. M. Estrelinha Dourada?

Então clique em http://cmestrelinhadourada.blogspot.com.br/

 

 Se  você ou sua escola desenvolve ou desenvolveu algum trabalho que tenha causado impacto na aprendizagem escreva para nós ,através  dos e-mails da representante do Rioeduca na sua CRE.

 

Para saber o endereço do representante da sua CRE, clique AQUI.
 


Profª Regina Bizarro_ Representante do Rioeduca na 5ªCRE

E-mail: reginabizarro@rioeduca.net

Twitter: @rebiza
  

 

                               

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 20/04/2012

Ler é um Prazer!

Tags: 6ªcre.

 

 

 “Um país se faz com homens e com livros”.

Essa frase criada por Monteiro Lobato demonstra, não somente a valorização que ele dava à leitura, mas também a sua forte influência no mundo literário.

 

 

O Dia da Literatura Infantil, 18 de abril, é comemorado na E. M. Ana de Barros Câmara com contação de história pelos professores e dramatização com os personagens do Sítio do Pica Pau Amarelo.

 

A E. M. Ana de Barros Câmara, no Dia da Literatura Infantil, relembrou a importância do escritor Monteiro Lobato. Foi um dia muito prazeroso para os pequenos, que atentamente participaram das atividades oferecidas.

 

A data escolhida para comemorar o Dia Nacional do Livro Infantil, a partir de 2002, é uma homenagem ao nascimento do escritor Monteiro Lobato.

 

Monteiro Lobato criou aventuras com personagens bem brasileiros, recuperou os costumes e lendas do folclore nacional. Ele  misturou  elementos da literatura universal, da mitologia grega, dos quadrinhos e do cinema.

 

 

                                             Algumas obras de Monteiro Lobato

 

 

 

Como viveu grande parte de sua vida em fazendas, seus maiores sucessos fizeram referências à vida num sítio, assim criou o Jeca Tatu, um caipira muito preguiçoso.

 


Monteiro Lobato criou uma das maiores obras da literatura infantojuvenil: O Sítio do Pica Pau Amarelo.

 


Os principais personagens são: D. Benta, a avó; Emília, a boneca falante; Tia Nastácia, a cozinheira que preparava famosos bolinhos de chuva; Pedrinho e Narizinho, netos de D. Benta; Visconde de Sabugosa, o boneco feito de sabugo de milho; Tio Barnabé, o caseiro do sítio que contava vários “causos” às crianças; Rabicó, o porquinho cor-de-rosa; dentre vários outros que foram surgindo através das diferentes histórias.


 

Ler Monteiro Lobato é entrar em um mundo novo e explorá-lo! Seus livros são mágicos e por isso permitem ao leitor viajar para lugares inacreditáveis.


 

Os pequenos alunos da E. M. Ana de Barros Câmara viajaram por este mundo mágico através de seus professores que realizaram um trabalho envolvente e contagiante.  No Dia da Literatura Infantil  contaram diversas histórias e dramatizaram com os alunos os personagens do Sítio do Pica Pau Amarelo de Monteiro Lobato.

 

 

 

 

 

 

 Dramatização com a Profa Fatima

 

 

 

 

Alunos ouvindo atentamente belas histórias da Literatura Infantil

 

 

 

Profa Beatriz (Sala de Leitura) - contação de história

 

 

 

Clique na imagem para saber mais sobre Monteiro Lobato 

 

 

 

 

Monteiro Lobato era um homem movido a paixões:

      pelas crianças,
     pelo Brasil
      e pela comunicação

 

 

 

Acesse o vídeo da comemoração do Dia da Literatura Infantil  na E. M.  Ana de Barros Câmara

 

 

  

 

 

 

Fatima Lucia Braga

Representante Rioeduca 6ªcre

fatimabraga@rioeduca.net

 

 

                                       

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 20/04/2012

Resgatando Valores com a E. M. Hermenegildo de Barros

Tags: 3ªcre, escoladafamília, cidadania, blogsdeescolas, artescênicas.



 

 

O Projeto Político Pedagógico de uma escola precisa estar intimamente ligado àquela comunidade escolar. Precisa atender os anseios dos indivíduos que ali vivem e se relacionam. Assim pensa a E. M. Hermenegildo de Barros, ao definir seu projeto para 2012. Vamos conhecê-lo?

 

Localizada no bairro do Engenho da Rainha, a E. M. Hermenegildo de Barros decidiu no início do ano criar um Projeto Político Pedagógico que atendesse as demandas da comunidade escolar, conhecidas através de questionários preenchidos no final do ano letivo de 2011.

 

Era urgente buscar a revalorização da escola e da comunidade e o estudo do passado foi o caminho escolhido por eles. O projeto foi elaborado em conjunto por pais, alunos e equipe da escola que insistiu na criação conjunta e foi conhecer com pessoalmente a comunidade que atende.

 

 

 

Relato da equipe do Bairro Educador que acompanhou a escola

 

 

Assim, de volta à escola, o PPP tomou corpo nas mãos de todos e ficou resumido no logo criado por todos os participantes da elaboração. A imagem central foi uma caricatura da escola de 2008, de autoria desconhecida, para simbolizar esse mergulho no passado. As mãos que protegem e envolvem a escola são as que participaram e participarão do dia a dia desse resgate.

 

 

 

 

 

Então, a primeira parte era descobrir que rainha era esta que possuía um engenho. E o que é um engenho? O que significa ser rainha?

 

 

 

 

Dois momentos do projeto

 

 

E, além de revalorizar a comunidade, é preciso dar valor aos seus habitantes, à escola e aos alunos. A escola preparou atividades em que os pais e responsáveis foram ouvidos e acolhidos em suas reivindicações e anseios. Na Escola de Pais e nas Rodas de Leitura de pais, eles podem participar ativamente da vida escolar de seus filhos.

 

 

 

 

E os alunos? Estão adorando! Já tiveram um dia de reis e rainhas com direito a coroa e tudo. Refletiram que rainha é essa que tinha um engenho e as diferenças entre ela e as rainhas que eles conhecem (dos contos de fadas e do Carnaval). Até experimentaram uma sobremesa com o alimento preferido da D. Carlota Joaquina (ela mesma, a dona do engenho!): frutas. E, para continuar, pois o projeto está só começando, assistiram à peça preparada e encenada por professores e funcionários (confiram o vídeo em destaque): Será que o Engenho é da Rainha? Com direito a debate e making of registrados no post NOSSA PEÇA TEATRAL FOI UM SUCESSO !!!

 

 

Tudo isso e muito mais está registrado no blog E.M. Hermenegildo de Barros. Lá, estão o vídeo da visita ao Morro do Engenho, o trabalho da Sala de Leitura, uma deliciosa receita de gelatina de abacaxi, a fruta que tem coroa, e outras atividades. Não percam!!!

 

 

 

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share