A A A C
email
Retornando 38 resultados para o mês de 'Abril de 2015'

Segunda-feira, 20/04/2015

Educar Para Inovar e Inovar Para Educar

Tags: professor, inovação, tecnologia, transformação3.0.

 

 

 

Inovação Tecnológica é algo que está presente em nosso cotidiano e que quando ouvimos estas duas palavras, somos remetidos a pensar em qualidade, genialidade, avanço e outras expressões que se associam com o que é diferenciado e que está à frente do nosso tempo. Como professor de temas associados à aplicação tecnológica, procuro sempre meios de compreender e sistematizar formas mais fáceis e efetivas para transmitir aos meus alunos e àqueles que assistem às minhas palestras, o que pode ser inovação tecnológica de maneira acessível. Aquilo que falarei a seguir é resultado destas minhas reflexões, pesquisas e aplicações sejam elas profissionais ou didáticas.
 

Neste princípio, vamos entender o sentido de ambas as palavras:

  • Inovação: é uma palavra latina que tem como tradução literal renovação, ou seja, alguma coisa que está muito além de criar ou inventar, e que atribui um novo sentido de prática visando a otimização;

 

  • Tecnologia: antes de falarmos sobre ela, é importante entender duas outras palavras: Filosofia e Ciência. Pois, enquanto - em linhas gerais - a Filosofia é o saber para saber, a Ciência é o saber para fazer e a Tecnologia é o fazer para dominar. Desta maneira, a releitura dos procedimentos vigentes, é utilizada para obter melhores resultados não só do produto final, mas, também, em relação ao custo/benefício. Para isto surge uma nova variável na equação, a criatividade e, por conseguinte toda a complexidade também associada ao termo.

 

O uso da expressão Inovação Tecnológica sempre vem associada a algum tipo de genialidade, algo que quebra paradigmas, onde alguém com uma ideia genial realizou aquilo que antes ninguém tinha pensado fazer, promovendo uma revolução, seja no âmbito restrito do seu espaço profissional ou de forma mais ampla em escala global. Com isto, em um curto espaço de tempo criou-se um novo modelo de salvador, um novo arquétipo de herói, alguém extremamente genial que poderá revolucionar muita coisa. Penso que este senso comum é muito perigoso e até mesmo sabotador, pois, aqueles que estão distantes dos processos muitas vezes, são levados a crer que os resultados apresentados surgiram de uma maneira quase que espontânea. Simplesmente devido a uma partícula de genialidade, brotou-se uma ideia, e pronto, a solução como um passe de mágica, apareceu. Porém, é importante refletir sempre, que tudo que tem um fim, obviamente também tem um começo e por mais redundante que isto pareça devemos ressaltar, pois os processos de criação e finalização sempre são ocultos e por estarem distante de nós, nos leva a pensar muitas vezes, no imediatismo em que as coisas possam ter chegado àquele resultado. Existe gráfico que explica as variáveis de perfis inovadores onde dois eixos se cruzam, um vertical (que vai de Trabalho até Diversão) e outro horizontal (que vai de Pensamento Racional até Pensamento Fantasioso). Estas variáveis se cruzam entre si gerando outras resultantes, por exemplo:

  •  Pensamento Racional + Diversão = Perfil Experimental - Ole Kirk Christiansen (Criador do Lego) 
     
  •  Diversão + Pensamento Fantasioso = Perfil Visionário - Walt Disney
     
  •  Pensamento Fantasioso + Trabalho = Perfil Inventivo - Steve Jobs 
     
  • Trabalho + Pensamento Racional = Perfil de Cálculo - Albert Einstein 


Tudo é uma questão de padrões, pois, por mais simples que possa ser este gráfico, ele serve de base para sistematizar perfis, tanto de realizadores como de suas realizações. Cada ser humano é único em sua essência, na sua formação, naquilo que sensibiliza e também em como pode ver de forma diferente a solução para problemas comuns. Uma maneira para explicar esta configuração baseia-se no binômio, cognição e expressão. Isto se aplica a nós mesmos, à nossa família, aos nossos alunos, aos nossos colaboradores, etc. Além do ponto final e do ponto inicial existe uma jornada. Este caminhar é muito rico e especial, pois aquilo que possa surgir, vem de um ímpeto de transformar e de agregar valor e com capacidade e potencialidade de transformação. O processo de criação tem muitas transformações ao longo do processo, a adaptação e superação dos percalços é uma das partes mais valiosas que fazem a ideia se materializar, e certamente o que for aprendido se refletirá em outros projetos em forma de experiência. Logo, a inovação é uma resultante de fatores como formação, perspectiva e até mesmo como nos colocamos frente ao nosso espaço. A técnica é muito importante, porém a necessidade de transformar e de inovar como está intrínseca ao ser humano às vezes é necessária que seja estimulada e respeitada.

 


  Francisco Tupy

Professor do Colégio Visconde de Porto Seguro de Tecnologia  Educacional e da   Oficina de Games. Formado em Geografia pela    FFLCH-USP, Mestre e Doutorando pela ECA-USP.

Atua em projetos na parte de Game Design e Gamificações.
Nas horas vagas pratica Jiu-Jitsu, anda de skate e coleciona quadrinhos
 

 

 


 

 

Você conhece o curso da Educopédia para Professores Transformação 3.0 ? Que tal conhecer?

Entre na Educopédia, Curso para Professores e busque o ícone Transformação 3.0 .

Assista aqui um vídeo da aula 1.

 

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 17/04/2015

Dia Mundial da Água na Creche Acalanto

Tags: 5ªcre, eventos.

 

 

A água cai da chuva, é quente e fria, se bebe e toma banho, assim alunos da Creche Municipal 05.14.606 Acalanto vêm sendo conscientizados da sua importância e é o que veremos através do trabalho abaixo.

 


Comemorando o Dia Mundial da Água a Creche Municipal 05.14.606 Acalanto vem desenvolvendo um trabalho junto aos alunos com objetivo de conscientizar sobre a importância de cuidá-la para que não acabe.

As turmas do Maternal II (EI-30 e EI 31), envoltas nas possibilidades do projeto anual, vêm desenvolvendo trabalhos prazerosos e encantadores.

 

Segundo a diretora, professora Selma Martins Farias, tais quais as características específicas dessa faixa etária, o tema identidade tem sido força motriz de grandes descobertas! Estamos descobrindo a importância de cuidar de si, do outro, do espaço em que vivemos, entre outras coisas. Com isso, a PEI Luciana Sales Araújo e as AEIs Raquel Olivetti e Vivian Vieira aproveitaram para conscientizar a galerinha sobre o Dia Mundial da Água, comemorado no último dia 22 de março. Em roda de conversa falaram sobre a importância da água para todos e sobre a importância de preservar esse bem finito.

 

 

 


As crianças constataram que usamos a água para beber, tomar banho, lavar roupa e fazer comida. E quando chove são gotas de água que caem lá do céu! Fizeram uma colagem de gotas com papel oficio branco. Sentiram e comparam a temperatura da água: quentinha e fria. Descobriram que quando a água vai para o congelador ela vira gelo. Fizeram um circuito de guarda-chuva, onde subiram e desceram nas cadeiras da sala segurando um guarda-chuva, ou chapéu como muitos chamam, e passamos por uma cama de gato feita com elásticos. Brindaram com os amigos a importância dessa data. Foi muito divertido! Nós adoramos, confiram, finaliza a professora Selma Farias.

 

 



Fazem parte da equipe da Creche Municipal Acalanto as professoras Selma Farias, Diretora; Maria da Conceição Gonçalves Glória, Adjunta; Luciana de Araujo, PEI; Raquel Olivetti, AEI da turma EI-30, manhã; Vivian Vieira, AEI da turma EI-31, tarde.

 

 

 

                              

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 17/04/2015

Projeto "Sextas Musicais"

Tags: 1ªcre, eventos, projetos.

 

 

 

 Projeto Sextas Musicais leva música, diversão e arte aos alunos, professores e responsáveis da E.M. Marechal Marechal Trompowsky.


Localizada na região da Mangueira, a Escola Municipal Marechal Trompowsky atende alunos desde a Educação Infantil até o 6º Ano Experimental.

 

 

A Escola vem desenvolvendo o Projeto Sextas Musicais, sob coordenação do Professor Nilson Teixeira, de Educação Musical: São encontros que acontecem na última sexta-feira do mês, onde os alunos mostram trabalhos musicais coletivos, desenvolvidos em sala de aula. Nesse sentido, o fazer musical, fundamentado nas orientações pedagógicas, estimulam a produção como objeto de aprendizagem cultural e histórica.

 


 

A primeira apresentação, realizada dia 27 de março de 2015, trouxe como tema os 450 anos da cidade do Rio de Janeiro.

Participaram uma turma da Educação Infantil, o 6º ano experimental, o grupo de Flauta doce e a bateria da escola.

 


A turma do EI trouxe no seu repertório duas canções infantis: Lá vem o seu Noé e Meu limão meu limoeiro, além da dramatização de Garota de Ipanema e uma performance de “Escapulário”, poesia de Mário de Andrade e música de Caetano Veloso em homenagem ao Pão de Açúcar.

 


A turma do 6º ano Experimental, com participação especial do grupo de flauta doce, interpretou a famosa canção Cidade Maravilhosa, Aquele Abraço de Gilberto Gil, Valsa de uma Cidade do Ismael Neto e A Voz do Morro do grande compositor Zé Keti.

 


Como encerramento do nosso evento, a bateria da escola apresentou o samba enredo do G.R.E.S. Estação Primeira de Mangueira de 2015 - Agora chegou a vez vou cantar: mulher de Mangueira, mulher brasileira em primeiro lugar.

 

 

Este é mais um trabalho de Qualidade desenvolvido por nossos professores. Parabéns Escola! Nossas Crianças merecem sempre o Melhor!!!

 

 

*Professor, este espaço é nosso! Queremos divulgar as ações de sucesso desenvolvidas por você e por sua escola. Entre em contato com o Representante Rioeduca de sua Coordenadoria e envie seus trabalhos para publicação.



Professor Alexandre Roque de Araujo
Representante Rioeduca.net da 1ª Coordenadoria Regional de Educação
alexandrearaujo@rioeduca.net
Twitter: @Alexandre_Roque

 

COMPARTILHE E COMENTE!

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 16/04/2015

Vivências e Descobertas na Educação Infantil

Tags: 8ªcre, educaçãoinfantil.

 

 

Abrir as portas para o mundo fora da escola é fundamental para uma aprendizagem que valoriza o olhar da criança e suas interpretações. O Espaço de Desenvolvimento Infantil Rafael Pereira da Silva colocou este conceito em prática numa visita inesquecível ao Planetário da Gávea.

 

 

"Instigar a curiosidade da criança é a melhor forma de despertá-la para o saber!"

                                                                 Edgar Morin

 

No dia 13 de março, os alunos do Espaço de Desenvolvimento Infantil Rafael Pereira da Silva tiveram uma aula muito diferente. Os alunos participaram das atividades do projeto Estação Educativa, no Planetário da Gávea.

Foram momentos muito especiais para os pequenos do EDI, pois no roteiro da visita estavam previstas atividades lúdicas e científicas.

Oficinas de artes, pinturas com bolhas de sabão numa sala em branco, contação de histórias, cantigas de roda e muita animação fizeram parte deste dia super especial.

A aprendizagem fora da escola é estimulada principalmente pela curiosidade e certamente é um recurso importante para o desenvolvimento das crianças.

 

Equipe da Estação Educativa na contação de histórias

 

As crianças do EDI Rafael Pereira da Silva ao chegarem ao Planetário, participaram de uma roda de música e danças. Em seguida, conheceram a cúpula com um filme sobre as estrelas. Todos os pequenos estavam muito animados e curiosos sobre tudo.

O momento que eles mais curtiram foi na Sala de Sensações. Lá fizeram uma atividade de artes com bolas de sabão e corante. Os alunos ficaram encantados!

As ações deste dia contaram ainda com uma visita ao museu do planetário, onde é possível conhecer e tocar os planetas.

Para finalizar, foi contada uma história sobre a origem dos seres humanos. A narração feita com o auxílio de bonecos atraiu a atenção de todos.

 

Roda de música e danças com a equipe da Estação Educativa

 

Alunos do EDI em atividade na Sala de Sensações

 

 

As atividades no planetário podem ter terminado naquele dia, mas no Espaço de Desenvolvimento Infantil Rafael Pereira da Silva, a "Viagem com as Estrelas" está só começando! 

 

"Agradecemos ao Planetário da Gávea, com a equipe Estação da Alegria que apresentou o Universo como uma grande explosão de alegria e diversão!"

                                                       Professora Marcele Rangel - Diretora do EDI

 

 

 

Sua escola também tem alguma experiência para compartilhar?

Entre em contato conosco.

 

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share