A A A C
email
Retornando 77 resultados para o mês de 'Maio de 2013'

Sábado, 11/05/2013

Encontros para Professores do Projeto 4º ano NCM

 

A E/SUBE/CED oferecerá aos Professores Regentes PII que atuam em turmas de 4º ano do Projeto Nenhuma Criança a Menos oportunidades de Encontros de TROCA DE EXPERIÊNCIA E REFLEXÃO para o desenvolvimento do trabalho com essas turmas.

 


Os eventos serão realizados na Escola de Formação Professor Carioca - Paulo Freire - Av. Presidente Vargas, 1314- Centro. As inscrições serão de acordo com o cronograma abaixo:

 

 

Seguem abaixo os links para cada inscrição que seguem o que define a CIRCULAR enviada pela E/SUBE/CED

 

Troca de Experiências de Ciências (15 de maio) - todas as CREs

 

Relações de Aprendizagem (22 de maio - Parceria NIAP)

ATENÇÃO! Inscreva-se pelo LINK de sua CRE!

 

Relações de Aprendizagem (22 de maio) - 1ª CRE

Relações de Aprendizagem (22 de maio) - 2ª CRE

Relações de Aprendizagem (22 de maio) - 3ª CRE

Relações de Aprendizagem (22 de maio) - 4ª CRE

Relações de Aprendizagem (22 de maio) - 5ª CRE

Relações de Aprendizagem (22 de maio) - 6ª CRE

Relações de Aprendizagem (22 de maio) - 7ª CRE

Relações de Aprendizagem (22 de maio) - 8ª CRE

Relações de Aprendizagem (22 de maio) - 9ª CRE

Relações de Aprendizagem (22 de maio) - 10ª CRE

Relações de Aprendizagem (22 de maio) - 11ª CRE

 

 


 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 10/05/2013

Corrida de Orientação

Tags: 10ªcre, centro de estudos, educação física.


 

 

Professores de Educação Física da 10ª CRE se reúnem no Centro de Estudos para debater o tema "Orientação Pedestre".

 

 

A Orientação Pedestre, também conhecida como Corrida de Orientação, foi tema principal da reunião no Centro de Estudos dos professores de Educação Física da 10ª Coordenadoria Regional de Educação em encontro ocorrido no dia 27 de março de 2013 (quarta-feira).

 

Segundo informações do professor Humberto Figueiredo, idealizador e coordenador do encontro, o Centro de Estudos de Educação Física é um movimento que surgiu da iniciativa de alguns professores da Rede Municipal de Educação a partir de encontros realizados na 8ª CRE.

 

Humberto informa que o Centro de Estudos tem como propósito levar aos professores de Educação Física informações atualizadas alusivas à disciplina.

 

Prof. Humberto Figueiro (em pé) falando na abertura do Centro de Estudos dos professores de Educação Física da 10ª CRE.

 

Professores participantes do encontro.

 

Professores palestrantes.

 

Na 10ª CRE, os encontros tiveram início com o objetivo de divulgar estudos de Orientações Curriculares ocorridos durante todo o decurso do ano letivo de 2012.

 

A partir de então, os encontros passaram a servir também como uma forma de ampliar as informações e conhecimentos na área da Educação Física, com professores e especialistas ministrando palestras e promovendo debates, inclusive trazendo novidades das áreas acadêmicas a partir de defesas de teses de doutorado ou dissertações de mestrado.

 

Os encontros são bimestrais, e no dia 27 de março compareceram cinquenta professores do 1º e 2º segmentos, além de alguns diretores de escolas.

 

Naquela oportunidade foi apresentada a palestra pelo professor Dagoberto Buarque, da 8ª CRE, um dos pioneiros dos Centros de Estudos de Educação Física, falando especificamente sobre o significado daqueles encontros e chamando a atenção de todos para a necessidade da propagação e valorização do trabalho do professor da disciplina.

 

Dagoberto e Humberto apostam na integração de todas as coordenadorias regionais de Educação no planejamento e elaboração de outros Centros de Estudos, lembrando que já são realizadas reuniões nas 4ª, 7ª, 8ª, 10ª e 11ª CREs.

 

Para falar do tema principal do Centro de Estudos de Educação Física no dia 27 de março, - Corrida de Orientação ou Orientação Pedestre -, foram convidados os professores Braga e Marion, que estão desenvolvendo a implantação desta modalidade esportiva na Rede Municipal de Educação do Rio de Janeiro, com a proposta, já em fase de consolidação, de iniciar a prática em escolas da 10ª CRE.

 

De acordo com o texto transcrito do Instituto Federal do Rio Grande do Sul, “o objetivo da corrida de orientação é percorrer uma determinada distância em um local variado e desconhecido, obrigando os participantes a passar obrigatoriamente por determinados pontos no terreno. Estes pontos pré-definidos são apresentados num mapa que é distribuído a cada concorrente. O mapa é uma carta topográfica que contém as informações básicas do local a ser desbravado.

 

O fundamental de uma atividade desse gênero não é a vitória em si, mas a integração dos participantes que disputam por um objetivo comum.

 

A região da Zona Oeste e os bairros de Guaratiba e de Santa Cruz são bastante propícios para o desenvolvimento da Corrida de Orientação, e em algumas escolas o treinamento poderá ser feito até mesmo no seu próprio terreno ou áreas limítrofes.

 

Segundo o professor Humberto, a coordenadora da 10ª CRE, Gracinha Muller, mostrou-se bastante entusiasmada com a metodologia da Corrida de Orientação, passando a ser uma grande incentivadora da implantação da prática esportiva em nossas escolas.

 

É bastante provável, que além do destaque que vem apresentando nas provas de Atletismo, a 10ª CRE também poderá sobressair-se na Corrida de Orientação como nova modalidade desportiva.

 


 Sinvaldo do Nascimento Souza, professor representante do Rioeduca na 10ª CRE.
 Twiter: @SinvaldoNSouza
 Facebook.com/SinvaldoSouza
 E-mail: sinvaldosouza@rioeduca.net


 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 10/05/2013

Projeto "De Onde Vem?”

Tags: 5ªcre, educacaoinfantil.

 

Para satisfazer a curiosidade de seus alunos, a Creche Municipal 05.15.603 José Raimundo de Souza Alves criou o projeto "De Onde Vem?".

 

Sabemos que por volta dos três ou quatro anos de idade, iniciam nas crianças o despertar da curiosidade, a busca pelo saber de como as coisas acontecem. Pegando carona nesta fase dos “porquês”, a Creche Municipal 05.15.603 José Raimundo de Souza Alves decidiu realizar um projeto que contemple a ânsia de saber das crianças, dando origem ao projeto De Onde Vem?

 

Segundo a diretora da Creche, professora Marlucy Luna, “o projeto De Onde Vem? tem um tema instigante e motivador, que permite aos alunos investigar e identificar a origem de diversos produtos que fazem parte de seu dia a dia e de sua história. Nesse processo, todos perceberão, por meio de pesquisas, vivências e atividades, os benefícios (e eventuais malefícios, como no caso dos danos ambientais) que estes produtos trazem”.

 

Essa curiosidade, a busca pela compreensão do mundo, é que levarão as crianças a fazerem novas descobertas, aguçando a percepção para o aprender.

 

Antecedendo o projeto, a equipe trabalhou identidade com os alunos e optou por iniciar o projeto lançando a pergunta: De onde vêm os bebês? E, a partir desse questionamento, as crianças passaram a investigar o seu nascimento, a origem do seu nome e as mudanças comportamentais e físicas que comprovem seu desenvolvimento, sua existência e sua importância na transformação para um mundo melhor.

 

                                          De onde vêm os bebês?

 

A mamãe da Angelina, da turma Azul Marinho,
levou sua filhinha para ensinar como deve ser o cuidado
e higienização com o corpinho de um bebê.
A turminha ficou encantada com a top model!
 

 

Comparando os tamanhos dos pés, as crianças percebem
o quanto já cresceram e o que ainda podem crescer e, a partir daí,
foram apresentadas para as crianças variadas formas de representação gráfica
para observarem a passagem do tempo e o crescimento do bebê
  

 

Como em outros projetos, a participação dos pais é fundamental e, neste caso, contamos especialmente com a colaboração das famílias, possibilitando o envio para a creche de quaisquer itens relativos ao tema estudado, tais como reportagens, gravuras, fotos, matérias-primas, objetos curiosos (como antiguidades) e participando efetivamente das atividades, palestras, rodas de leitura, entre outras, relata a diretora Marlucy. 

 

Aproveitando a chegada da Páscoa, as professoras "alfinetaram" as crianças com a seguinte pergunta: De onde vem o chocolate do ovo de Páscoa?”.

 

                                                               De onde vem o chocolate?

 

Professora e alunos produzindo cartaz representando um Cacaueiro
e alunos degustando o chocolate em barra, opinando sobre qual é o mais gostoso 
e mais uma vez utilizando o gráfico para representar o resultado da pesquisa.

                                                        .

 

Movidas pelo espírito investigativo, as crianças do maternal entrevistam professores e funcionários com intuito de descobrirem “De onde vem o Açúcar?”. 

 

Mas, para saber como os professores responderam, leiam a postagem no Blog da Creche, aqui.

 

A Creche Municipal José Raimundo atende as crianças da Comunidade do Morro Faz Quem Quer, com uma metodologia baseada no EDUCAR e no CUIDAR.
 

Parabéns, equipe e comunidade escolar da C. M. José Raimundo!

 

Quer saber mais?
Conheça outras atividades da Creche relacionadas a este tema, clicando aqui.

 

Clique no nome Creche Municipal José Raimundo de Souza Alves  e conheça seu blog.

 

 

Escolas e professores, participem das publicações do portal Rioeduca enviando para o representante da sua CRE projetos desenvolvidos e/ou atividades que impactaram a aprendizagem de seus alunos.

Clique aqui para saber o e-mail do seu representante.

 

Professora Regina Bizarro _ Representante do Rioeduca na 5ªCRE.

Twitter: @rebiza

Facebook: Regina Biza

E-mail: reginabizarro@rioeduca.net

 

                               


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 10/05/2013

Influência da Televisão na Vida das Crianças

Tags: mídias, protagonismo infantil.

 

Nos dias atuais a televisão ainda exerce grande fascínio na vida das crianças e adolescentes. Desenhos e até seriados têm audiência garantida entre a garotada. Mas, você sabe o que seu filho anda assistindo?
 

 


A cada dia as crianças e adolescentes estão mais imersos no mundo tecnológico através de jogos, redes sociais e até mesmo salas de bate-papo. Mas ainda é a televisão um dos grandes responsáveis pela apresentação da mídia na vida deles. Considera-se ainda o poder aquisitivo e a realidade socioeconômica de boa parte da população, que ainda não dispõe de computadores.

 

A televisão chama atenção de bebês com suas cores e sons, criando inclusive estímulos audiovisuais que auxiliam o desenvolvimento através de desenhos e DVDs voltados para o público infantil.

 

 

Cores e sons despertam o interesse de bebês.

 

 

Os responsáveis, porém, precisam estar atentos com o período em que as crianças ficam à frente da TV, assim com o que elas mais assistem.

 

Muito tempo dedicado aos programas de televisão, de acordo com as pesquisas, terão consequências negativas relacionadas à alimentação, à aprendizagem e à saúde emocional. Mas você pode mudar isso. Fique por dentro em:

http://educarparacrescer.abril.com.br/comportamento/quando-hora-desligar-tv-705997.shtml.

 

Para o momento de ligar e desligar a TV, a família deve criar estratégias em coletividade com as crianças e adolescentes, fazendo com que se tornem gradativamente uma rotina no lar, apurando e reafirmando os limites necessários evitando, assim, conflitos e imposições.

 

 

Família reunida à frente da televisão proporciona momentos de união.

 

Para as crianças, as imagens que assistem na TV confundem-se com realidade e fantasia, eles ainda não atingiram o amadurecimento necessário para fazerem esse discernimento.

 

Assista aos programas que seu filho aprecia com ele, converse, estimule-o, aprenda com ele também. Apresente outras formas de entretenimento, ampliando as opções de lazer que certamente serão momentos prazerosos, principalmente se realizados juntos.


 

Taís Ferraz Duarte é Professora da Rede Municipal
e colaboradora do Portal Rioeduca
E-mail: taisduarte@rioeduca.net 

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share