A A A C
email
Retornando 58 resultados para o mês de 'Maio de 2017'

Quarta-feira, 10/05/2017

PEJA NEREU em Desvendando Mistérios

Tags: 3ªcre, educopedia, jogos.

 

   Utilizando o Minigame da Educopédia, Desvendando Mistérios, o PEJA da Escola Municipal Nereu Sampaio desenvolve um trabalho de investigação literária que promove, de forma lúdica, a formação e desenvolvimento de novos leitores. 

 

 

Um computador na mão e uma ideia na cabeça, assim começou mais um  Projeto de Sala de Leitura com o PEJA da Escola Nereu Sampaio. Segundo o relato de professor Marco "Batata": A professora Rosane de português, PEJA II sinalizou que gostaria de trabalhar com os alunos tipos de produção textual (crônicas, poesia, dissertação, narração) e gostaria de saber se teria algum material disponível para realizarmos uma atividade com as turmas.

Pesquisei e encontrei nos computadores da sala de informática um ícone instalado na área de trabalho chamado Educopédia Minigames; onde entre outros jogos, na área de Português, existe um chamado Desvendando Mistérios. 

Planejamos a aula sobre estilos literários utilizando o jogo. Os alunos da 161 tiveram que identificar os criminosos que deixavam como pistas alguns textos. Cada suspeito tinha um estilo de texto. Depois eles tiraram fotos de cada tela.

 

 

Os alunos foram levados ao laboratório de Informática da escola e lá puderam exercitar também o aprendizado participativo, na medida que os que tinham mais desenvoltura com programsa e computadores auxiliaram os que ainda não possuem tal familiaridade. 

O professor Marco "Batata" apresemtou junto com a professora Rosane, o Minigame Desvendando Mistérios. 

Neste jogo, existe um detetive que precisa da ajuda dos alunos para desvendar alguns crimes que ocorrem na cidade; os suspeitos deixam sempre uma carta no local.

O detetive apresenta as características literárias de cada “criminoso”; Clodoaldo utiliza textos dissertativos. Herminia, prefere os textos dissertativos-argumentativos e Lobato utiliza textos literários.

Ao apresentar os suspeitos e seus tipos de textos preferidos, o detetive explica minuciosamente as características destes estilos literários.

A partir daí, o aluno é encaminhado para os locais onde ocorreram os crimes e têm acesso as cartas ali deixadas. Após ler a carta, o aluno deve identificar qual tipo de texto se trata e depois de identificado, fazer a acusação do “criminoso”.

Entao, o laboratório se transformou. Em cada aluno, um detetive... e muitos mistérios para desvendar...

                            

 

Depois de realizada a atividade, os alunos tiraram fotos, em seus celulares, das páginas acessadas e foram para a sala de aula, onde realizaram produções textuais sobre a atividade realizada na sala de informática. Hora de consolidar e sistematizar o que foi aprendido com o jogo.

Hora também dos professores concientizarem seus alunos  para o uso do celular como instrumento de aprendizagem.

 

 

Para conhecer melhor os Minigames da Educopédia:

Os Minigames da Educopédia foram idealizados por profissionais com vasta experiência na área de educação para apresentar de forma lúdica, os conteúdos das disciplinas do Ensino Fundamental previstos nas Orientações Curriculares da Prefeitura da Cidade do rio de Janeiro e da Multieducação e estão disponíveis na Plataforma Colaborativa educacional Educopédia e podem ser acessados no endereço: http://www.educopedia.com.br/Ferramentas/ConteudoOffline

Existem 30 Minigames que contemplam o planejamento das disciplinas de Artes, Ciências, História, Geografia, Língua portuguesa e Matemática. Conheça, utilize e avalie.

A principal vantagem é que podem ser utilizados pelo professor mesmo quando não houver conexão com a internet. Podem ser baixados e gravados em CD ou DVD.

 

 

O minigame Desvendando mistérios é um game de Português que apresenta as principais caracerísticas dos principais estilo literários da Língua portuguesa através dos seus personagens. O aluno é colocado como um detetive que precisa se apropriar desses estilos para desvendar o mistério. 

 

 

Para aguçar o espírito investigativo de quem ainda não conhece o jogo seguem algumas telas de apresentação dos personagens do minigame Desvendando Mistérios...

 

 

Um pouco das características de Lobato, personagem do game.

Despertou sua vontade de conhecer esse e outros jogos?

Acesse a plataforma Educopedia conheça, utilize e avalie. Produzido por professores da Rede para professores da Rede.

 

 

Já é comprovada a importância da diversificação de estímulos educacionais para a melhoria da qualidade do ensino, no entanto é preciso que sejam acompanhados de objetivos claros e precisos para que atinjam o objetivo de uma educação de qualidade. 

Parabéns à Escola Nereu Sampaio que vem estimulando seus alunos utilizando diferentes ferramentas educacionais, oferecendo a todos a oportunidade de aprender conceitos, conteúdos e valores de forma crítica e lúdica.

 

 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 09/05/2017

A leitura e a escrita na Educação Infantil

Tags: educação, infantil, leitura, escrita.

 

 

Assunto: Convite aos profissionais e responsáveis por crianças da Educação Infantil

 

Prezado (a) Gerente de GED,
Prezada Equipe de Educação Infantil,
Prezado (a) Diretor(a) de Creche,
Prezado (a) Diretor(a) de EDI,
Prezado (a) Diretor(a) de Escola com Educação Infantil,

 


É com muita alegria que a Gerência de Educação Infantil informa que as ações de formação do ano letivo de 2017 estarão centradas no tema “A leitura e a escrita na Educação Infantil”.

 

Por este motivo, convida todos os profissionais que atuam na Educação Infantil a participarem do nosso movimento de reflexão e debate sobre questões importantes do nosso fazer. 

 

Para tanto, elencamos 4 (quatro) temas, nos quais os profissionais poderão se inscrever:

1) Docência na Educação Infantil e linguagens

2) Leitura e escrita dentro da escola e diálogo com as famílias

3) Crianças como leitoras e escritoras 

4) Literatura e espaços de leitura

 

Os profissionais interessados poderão submeter sua inscrição até o dia 15 de maio (2ª feira), no seguinte link 

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSeBbpymsk8-Sd5puYHbjA9xusgIDKJ0rF7sPvO58b9H4OfjOw/viewform

 

Os responsáveis pelas crianças são nossos parceiros e, para tanto, também são convidados a participar. A inscrição do representante dos pais será feita pelo diretor, no link abaixo, também, até o dia 15 de maio:

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSf26RvbQrJHbZWLmrNxfncl0I6fc2frQg9ycTy9z0xsJ9zQ-g/viewform

 

No dia 16 de maio (3ª feira), enviaremos e-mail divulgando os nomes dos participantes do nosso encontro no dia 18 de maio (5ª feira), no Auditório da Rio Urbe, situado no Largo dos Leões, n.15 – Play -Humaitá), pela manhã e à tarde. Neste e-mail seguirão mais orientações sobre essa ação, inclusive o horário de cada participante.


Neste dia, os profissionais participantes deverão trazer a declaração em anexo* preenchida e assinada pela Direção.

 

Lembramos que, caso haja dificuldade em encontrar o referido e-mail na “Caixa de entrada”, orientamos verificar no “Lixo eletrônico”.

 

Agradecemos o carinho e solicitamos a ampla divulgação da inscrição para os profissionais e responsáveis que desejarem participar deste movimento, aproveitando o momento de Centro de Estudos para esta mobilização.

 

Atenciosamente,

Simone Souza

 

 

*ANEXO 

DECLARAÇÃO PARA PROFISSIONAIS


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 09/05/2017

Identidade: Uma construção necessária

Tags: 11ªcre, creche, identidade.

 

No dia 20 de Abril a Creche Municipal Doutor Antonio Monteiro, localizada na Ilha do Governador, convidou a todos da comunidade escolar para conhecer as atividades do projeto identidade intitulado "Eu, você e os outros uma construção necessária". CONFIRA!

 

Cada criança tem um jeito próprio de compreender o mundo, partindo da observação, estabelece relações com a realidade e com o meio em que vive para, então, reconhecer a si e ao outro. Sendo assim ao explorarmos o eixo identidade e autonomia procuramos envolver nossos pequenos em atividades que explorem a descoberta, a criatividade e as possibilidades de cada um, com muito afeto e compromisso!

A turma EI 31 das professoras Tatiana Bambino e Camila Menezes se divertiu posando para fotos, em um documento de identidade em tamanho aumentado.

 

Turma EI-31: Conhecendo o documento oficial de identidade

 

Um mural com o autoretrato de cada funcionária e equipe docente foi exposto, junto com seu nome e sobrenome. Um boneco de nome "Arthur" foi muito utilizado para trabalhar as partes do corpo relacionando com o ambiente onde vivem, valorizando o auto cuidado e o respeito que todos devem ter um com o outro.

 

Mural com autoretrato. Destaque para o boneco Arthur sentado no banco

 

Todos os dias um aluno levava o Arthur para casa, lembrando que teria que cuidar do amigo com muito carinho.

 

"Todas as coisas têm nome
Casa, janela e jardim
Coisas não têm sobrenome
Mas a gente sim

Todas as flores têm nome
Rosa, camélia e jasmim
Flores não têm sobrenome
Mas a gente sim"

Gente tem sobrenome - Toquinho

 

 

Trabalhos confeccionados juntamente com os alunos

 

Responsáveis junto aos filhos, olhando cada trabalho exposto

 

Parabéns a todos os envolvidos, por oportunizar a criança a construção da sua identidade e autonomia! 

 

Quer saber mais sobre?

Unidade Escolar: Creche Municipal Doutor Antônio Monteiro

Telefone: (021) 3975-6082

 

Contato para publicações:

 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 09/05/2017

Nossa Escola É um Lugar de Paz – 2ªCRE

Tags: 2ªcre, paz.

 

No mês de abril nossas escolas reuniram-se para realizar ações que falassem sobre a necessidade da paz em nossa cidade.

 

O resultado dessas ações foi a discussão e a conscientização da comunidade escolar da necessidade de todos estarem unidos em busca de um único objetivo: incentivar atitudes que tragam paz ao ambiente escolar e a necessidade de união para cobrar dos governantes ações práticas que contribuam para o bem da comunidade.

Na Escola Roma, foi realizado, sob orientação da Coordenadoria Pedagógica, um trabalho de conscientização, abordando o tema “violência” e, em decorrência, o acontecimento que levou à morte uma estudante da Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro.

Bastante sensibilizados, alunos das diversas turmas da escola, criaram mensagens, endereçadas à família, aos governantes e aos próprios companheiros, em solidariedade, desabafo e pedidos de providências, na intenção de evitar episódios semelhantes. Estas mensagens foram depositadas em uma caixa, preparada para este fim, e disponibilizada no hall de entrada da escola.

Nos momentos de entrada dos dois turnos de estudo, os responsáveis que acompanham seus filhos, foram convidados para participar junto com toda a comunidade escolar, de um momento cívico, onde houve também uma homenagem na forma de “um minuto de silêncio”, o que os emocionou perceptivelmente.

No segundo turno, os alunos das séries iniciais, portando bandeirolas sobre a PAZ, confeccionadas por eles mesmos, fizeram uma manifestação pacífica na Praça do Lido, onde se localiza a escola.

Rodas de conversas, debates, e confecção de pôsteres aconteceram durante todo o dia. - Relato enviado pela unidade escolar.

 


Alunos da Escola Roma participando de uma manifestação pacífica.


Os professores e funcionários da Escola Araújo Porto Alegre envolveram-se numa ação de reflexão sobre a violência na qual enfrentamos diariamente. Nossos jovens precisavam se expressar, falar, expurgar todos os sentimentos ruins que estavam aprisionados dentro deles. Sendo assim, por dois dias, educandos, professores e demais funcionários da unidade escolar envolveram-se no processo de expressão, reflexão e exposição destes sentimentos, resultando na produção dos cartazes que foram expostos nos muros da escola com o objetivo deixar claro o DESEJO DE PAZ! – Relato enviado pela unidade escolar.


Cartazes produzidos pelos alunos da escola.

 

A Escola Municipal Professor Lourenço Filho convidou a Guarda Municipal para dar uma palestra sobre “Prevenção à Violência” cujo objetivo foi incentivar a paz dentro e fora da escola em diferentes segmentos da sociedade. Após a palestra, os alunos expressaram seus desejos de paz através pequenos textos, desenhos e expressão corporal. Participaram desta ação as professoras Raphaela e Jacyara, os guardas municipais Moisés e Matos e os alunos das turmas 1701 e 6001. - Relato enviado pela unidade escolar.

 


Alunos participando de atividades de expressão corporal.

 

No dia 06 de abril, na Escola Mário Faccini, houve uma mobilização para dar o pontapé inicial no projeto “Aqui é um lugar de Paz” que permeará toda a proposta pedagógica a ser desenvolvida ao longo do ano. Como ponto de partida foram desenvolvidas as seguintes atividades: a direção inicialmente conversou com todos os alunos a respeito das atitudes que geram paz não só na escola como fora dela. As turmas do 1º ano baseando-se no Projeto Cabe na Mala realizou uma atividade: Que atitude que gera paz eu carrego na minha mala? A turma do 2º ano desenvolveu um bilhete pedindo paz no mundo. As turmas do 3º ano escutaram a música Paz do Gilberto Gil e retrataram mensagens de paz que a própria música transmitia. A turma do 4º ano confeccionou uma pomba da paz e escreveu nela o que eles gostariam que a pomba espalhasse pelo mundo. O 5º ano escreveu também mensagens para a população.

Depois das apresentações das turmas toda a escola se abraçou realizando o Abraço da Paz. - Relato enviado pela unidade escolar.


Abraço da Paz

 

Na Escola Matta Machado, os alunos participaram de rodas de conversa sobre o tema e produziram cartazes que foram expostos nos murais da escola. Além disto, as turmas do quarto ano apresentaram aos colegas a música “A Paz”, do grupo Roupa Nova.

No quinto ano, os alunos trabalharam o tema Paz através de um clipe musical da banda O Rappa: Minh’Alma. A professora Glaucia Almeida, relata que construiu junto aos estudantes um ambiente de conscientização sobre o que aconteceu com uma jovem estudante da Rede Municipal de Ensino, assim como eles. Desta forma a turma elaborou um cartaz com desejos de paz para toda a comunidade.

A professora Sandra Lopes, regente da Sala de Leitura, realizou com a turma do primeiro ano um bate papo sobre a paz. Perguntou aos pequeninos o que era paz. E desenvolveu uma roda de conversas que culminou em um belo cartaz onde as crianças falam o que significa ter paz. O cartaz foi exposto pela escola junto com os trabalhos realizados pelas outras turmas.

 

Murais com os trabalhos realizados pelos alunos.

 

O portal Rioeduca agradece as unidades escolares que compartilharam conosco as ações realizadas com o intuito de conscientizar sobre a paz em nossa cidade.

 

Os contatos das unidades escolares são:

Escola Roma emroma@rioeduca.net

Escola Araújo Porto Alegre empalegre@rioeduca.net

Escola Professor  Lourenço FIlho emplfilho@rioeduca.net

Escola Matta Machado ccmatta@rioeduca.net

 

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

 

Renata Carvalho - Professora da Rede e representante do portal Rioeduca na 2ª CRE

renata.carvalho@rioeduca.net


 


   
           



Yammer Share