A A A C
email
Retornando 29 resultados para o mês de 'Maio de 2018'

Quinta-feira, 17/05/2018

Arte e Cultura Indígena com as turmas de 5º ano

Tags: 4ª cre, índio, arte, pintura.

 

Aula sobre Arte e Cultura Indígena com as turmas de 5º ano do ensino fundamental da Escola Municipal Lino Martins da Silva!      


 

 

A aula foi iniciada com a contextualização teórica do livro Projeto Presente – Arte, trabalhando os capítulos 3 e 5 da unidade 7. Dessa forma, houve uma leitura coletiva com os alunos dos capítulos, explicando-lhes e pontuando o que é arte, a cultura indígena e as diferenças e semelhanças dessa cultura com a nossa sociedade.

 

 

Na exposição teórica se discutiu e abordou aspectos da pintura corporal indígena, como ela é feita, qual o tipo de material é utilizado, o porquê a comunidade indígena as faz em seus corpos e como usam as linhas e formas geométricas para criar grafismos.


Em um segundo momento, mostrou-se dois vídeos à turma (grafismo indígena e oficina de pintura indígena),neles os alunos puderam ver como são feitas as tintas, como são produzidos os desenhos e seus significados inspirados em estampas animais.

 

 


Na primeira atividade prática, os alunos criaram em seus cadernos de desenho estampas indígenas com diversas linhas e formas geométricas.

 

 


Na segunda atividade, os alunos formaram duplas e criaram no braço do colega, da sua dupla, desenhos indígenas.

 

Para finalizar o trabalho, realizou-se registros, através de  fotografias dos desenhos, que foram reunidos, resultando a realização de uma exposição fotográfica sobre a cultura  indígena no mural da escola.

 

Parabéns pela excelente atividade desenvolvida!

Texto enviado Professora de Artes: Maiara de Jesus Pinheiro Lino

 

Sobre a escola: Escola Municipal Lino Martins da Silva
Gestora: Aparecida Moreira de Melo
Designação: E/CRE( 04.30.014) Escola Municipal Lino Martins da Silva
Rua Teixeira Ribeiro nº 1000 Bloco 4
Tel: 3438-6723


 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 16/05/2018

Projeto Sapolê: Todos pela Alfabetização!

Tags: sala de leitura, projeto de leitura.

 

Da união entre as ações da Sala de Leitura e o envolvimento da equipe pedagógica com a alfabetização, nasceu o Projeto SapoLê, na Escola Municipal Antônio Bandeira!

 

Alunos reunidos na quadra da E.M. Antônio Bandeira

 

 

O Projeto SapoLê surge de uma iniciativa da Sala de Leitura da Escola Municipal Antônio Bandeira, em parceria com o corpo docente, coordenação pedagógica e direção. O objetivo inicial foi ampliar as ações de incentivo à leitura para além dos muros da escola.

Foi observado pela equipe pedagógica da escola que os alunos demonstravam muito prazer em fazer leituras fora do espaço da sala de aula, se organizando em duplas, grupos ou até mesmo em rodinhas. Eram momentos lúdicos, onde a troca de experiências e o desenvolvimento da leitura aconteciam de forma muito espontânea.

A partir disso, o Projeto SapoLê buscou aumentar e expandir esse comportamento de um grupo de alunos para toda a escola, vislumbrando, inclusive, alcançar a comunidade local.

 

 

 

Apresentação de dança no Projeto SapoLê

 

 

As atividades desenvolvidas oportunizaram um trabalho coletivo de acordo com Projeto Político Pedagógico da escola, que tem como eixo central o diálogo para promoção da Cultura de Paz.

Nesse sentido, o Projeto SapoLê buscou não só promover momentos para compartilhar leituras, mas também evidenciar a importância social da leitura e o protagonismo das crianças dentro e fora do espaço escolar, como transformadores em potencial.

Foi na Primeira Feira Literária da E.M. Antônio Bandeira que o Projeto SapoLê foi apresentado para a comunidade escolar e para a Comunidade do Sapo em Senador Camará, onde se localiza a escola. A Feira Literária contou com a presença de convidados e parceiros que já atuam na escola como : a contadora de histórias Verônica Marcílio, que desenvolve um trabalho de incentivo à leitura por todo Brasil, o Rapper Rafael, do grupo Rezapeka, que trouxe mensagens afirmativas sobre a favela e a importância da escola nesse contexto e a Livraria Leitura do Bangu Shopping, que pela primeira vez montou um stand em uma escola pública.

 

 

 

 

Mesmo com diferentes participações, os verdadeiros protagonistas do evento foram os alunos, que não só participaram das apresentações, como de todo processo de elaboração, construção e montagem da Feira. Foram 2 dias de apresentações de todas as turmas da unidade escolar, desde a Educação Infantil até o 5º ano, com leituras de poesias autorais, releituras de autores consagrados, apresentação teatral e musical.

 

 

“A leitura é uma forma de felicidade que só está ao alcance das mentes mais livres. Aquelas que são capazes de se desvestir de suas preocupações diárias para atravessar a barreia do conhecimento, da paixão, do deleite e adentrar aos mais sublimes mistérios.”

                                                                                                                   Portal Raízes

 

 

 

Thais Louro, professora de Educação Física, lendo para os alunos do 2º ano

 

Durante os dias 18 e 19 de abril, a Escola Municipal Antônio Bandeira mostrou toda sua força através da realização de ações que promovem a humanização, o conhecimento sobre si mesmo, a valorização da comunidade local, a formação da identidade e o fortalecimento da aprendizagem dos alunos nos anos iniciais.

Portanto, o Projeto SapoLê se apresenta como uma iniciativa que não tem data para terminar, pois a ideia é mostrar que a Comunidade do Sapo pode sim, passar a ser reconhecida como uma Comunidade de Leitores!

 

 

           

         Professora Márcia Carvalho e alunos no Projeto SapoLê e ao lado a equipe da E.M. Antônio Bandeira

 

 

Partindo da esquerda: Professor Marcos Santos, professora Adriana Miranda, Coordenadora Pedagógica Célia Regina, Diretora Geral Elisângela Gama e professora Sandra Teresa, representando a Gerência de Educação da 8ª Cre

 

 

O Rioeduca parabeniza à E.M. Antônio Bandeira pela realização de um projeto tão importante para todos os envolvidos!

 

E.M. Antônio Bandeira

Localização: Senador Camará - Comunidade do Sapo

Tel: 24045624

Email: embandeira@rioeduca.net

 

 

 

Não deixe de participar do Portal Rioeduca!

Entre em contato com o representante da sua CRE.

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 16/05/2018

Aprendendo a geometria de forma lúdica

Tags: 3cre, geometria, maquetes.

 

   Ensinar Matemática de forma lúdica, desmistificar conceitos através de maquetes, discussões e jogos!

 

O CIEP Patrice Lumumba elaborou um projeto para o ensino de Geometria, cujo objetivo principal é a aplicabilidades dos conceitos estudados. 

 

 

 

A autora Constance Kamii no seu livro intitulado A criança e o número traz a reflexão sobre a matemática presente no nosso cotidiano, descrevendo a relação da criança com o número e a importância da autonomia como ferramenta para o desenvolvimento cognitivo. 

Dentro deste contexto teórico-prático, os alunos do 6º ano experimental do CIEP Patrice Lumumba construiram maquetes com planificações de sólidos geométricos e realizaram uma exposição das mesmas neste 1º bimestre do ano de 2018. 

 

 

 

 

O objetivo principal do projeto foi promover a compreensão de conteúdos da geometria para o desenvolvimento do raciocínio espacial e lógico de forma autônoma e lúdica.

 

 

 

 

Para a construção das maquetes os estudante, inicialmente, projetaram em uma planta baixa em uma cartolina um bairro idealizado por eles e em seguida, foram dando vida aos prédios, praças, casas e paralelamente observando como a geometria faz parte do cotidiano. Para dar maior vida à maquete, também foram feitos moradores. 

 

 

 

 

Como material para a elaboração das maquetes, os alunos utilizaram sucatas, papéis coloridos e uma base de isopor. O trabalho foi realizado em equipe e com duração de três dias.

 

 

 

Parabéns à toda equipe do CIEP Patrice Lumumba pelo importante trabalho de aplicabilidade dos conceitos matemáticos!

 

Quer saber mais sobre?

Unidade Escolar: CIEP Patrice Lumumba

Telefone: (021) 3278-3937 2218-5489

 

Contato para publicações:

 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 15/05/2018

Feira da Diversidade no EDI Felipe de Souza Gomes

Tags: 7ªcre, projetos.

 

A Feira da Diversidade realizada no início de abril, no EDI Medalhista Paralímpico Felipe de Souza Gomes, apresentou diversos trabalhos sobre o projeto EDI Felipe Faz a Volta ao Mundo.

 

O EDI Medalhista Paralímpico Felipe de Souza Gomes está de malas prontas para viajar e conhecer muitos lugares especiais! O projeto anual do EDI Felipe Faz a Volta ao Mundo visa possibilitar o conhecimento de diferentes culturas e a valorização da cultura local através de uma viagem imaginária pelos continentes e seus principais países que contribuíram para a construção da cultura brasileira.

 


 

O objetivo do projeto é o desenvolvimento pleno do educando de forma interdisciplinar e multicultural, possibilitando novas leituras de mundo e a construção de consciência crítica e cidadã. No primeiro bimestre,  a aventura foi iniciada conhecendo a América do Sul e Central! Partiu-se do Brasil, nossa casa, onde trabalhou-se a questão da identidade, tanto na dimensão subjetiva e a relação com o outro, quanto a identidade cultural do nosso país, considerando os objetivos de aprendizagem, de acordo com a faixa etária.

 

Conforme relata a direção da escola : "Iniciamos nossa viagem escolhendo nossos meios de transporte, conhecendo as diversas possibilidades de chegarmos à alguns de nossos países vizinhos, podendo assim conhecer um pouco sobre sua cultura através da música, dança, pontos turísticos, arte, culinária, fauna, flora, entre outros aspectos de importante relevância."

 

     Alunos conhecendo transporte marítimo.

 

Cada turma trabalhou alguns desses aspectos ao longo do bimestre por meio de vivências, releituras de obras de arte, confecções de maquetes e cartazes, em atividades individuais e coletivas, considerando as diversas áreas de conhecimentos e especificidades de cada segmento.

 

Falando um pouco dessa aventura, no Brasil, o ponto de partida, foi possível  conhecer um pouco da nossa fauna através da beleza de nossas aves, como as araras azuis e vermelhas, conhecer algumas obras de Tarsila do Amaral e destacou-se pontos turísticos como o Cristo Redentor, Pão de Açúcar, Maracanã, entre outros lugares importantes do nosso país como o Congresso Nacional.

 

        Alunos apreciando a maquete do Congresso Nacional.

 

Na Colômbia, foi possível conhecer o Museu do Ouro, as coloridas fachadas de Cartagena e uma linda releitura da escultura do "Gato del Rio". Chegando à Argentina, conheceu-se seu futebol, a beleza do Caminito e  todos ficaram  encantados com o tango!

 

Bonecos feitos a partir da silhueta das crianças representando jogadores do Brasil e Argentina.
 

 

Ainda segundo o relato enviado ao Rioeduca "As turmas da pré-escola contaram com uma aula muito especial realizada pela mãe de uma aluna do EDI, que além da dança,  ensinou muitas coisas interessantes sobre seu país de origem. Em Cuba, dançamos a salsa e confeccionamos muitas maracas, instrumento característico desse estilo musical, e ainda pudemos passear de coco taxi pela cidade de Havana. No Chile, conhecemos os moais da Ilha de Páscoa, Vina del mar e tivemos contato com a poesia de Pablo Neruda. Passeamos ainda de Funicular, um meio de transporte conhecido por lá. Chegando ao Peru, conhecemos a montanha arco-íris, as lhamas, a flauta zampona e um pouco da vegetação característica de lá através do cacto-do-peru."

 

Maquete do Vulcão.

 

Brincando de transporte funicular, tipo de transporte usado no Chile.

 

 


No dia 6 de abril, aconteceu no EDI Medalhista Paralímpico Felipe de Souza Gomes a primeira culminância do projeto. Toda escola e familiares dos alunos foram convidados para visitar a "Feira da Diversidade", onde os trabalhos realizados ao longo do bimestre foram expostos. Além dos cartazes, maquetes e releituras de quadros e esculturas, a feira contou com obras interativas, nas quais crianças junto com seus familiares foram os protagonistas dessas produções.

 

 

Parabéns a todos os envolvidos pelo trabalho realizado!

 

 

Contato para publicações:

robertavitagliano@rioeduca.net

 

Contato do EDI Paralímpico Felipe de Souza Gomes:

edimgomes@rioeduca.net

 

 


 


   
           



Yammer Share