A A A C
email
Retornando 40 resultados para o mês de 'Junho de 2015'

Quarta-feira, 10/06/2015

450 Anos de um Rio quase Desconhecido!

Tags: 8ªcre.

 

 

 

 

No aniversário dos 450 anos da cidade do Rio, alunos da Escola Ruben Berta fizeram uma pesquisa sobre os monumentos existentes em Bangu. Essa pesquisa fez parte de um importante projeto para a escola e resultou na produção de vídeo feito pelos alunos.

 

Professor Itajaci Rogério apresentando os principais monumentos de Bangu.

 

A Escola Municipal Ruben Berta compartilhou com muito orgulho o projeto "450 Anos de um Rio quase Desconhecido".

O projeto, de autoria e direção do professor Alessandro Lacerda com apoio de outros professores e equipe da direção, trouxe muito aprendizado a todos os envolvidos e uma satisfação imensa à comunidade escolar, que compreendeu que a escola é um patrimônio cultural!

 

Primeiras exibições do documentário na escola.

 

Em meados de fevereiro surgiu a ideia de realizar um trabalho focando oito pontos de nosso bairro. O objetivo foi despertar em nossos alunos o apreço pelas coisas de Bangu, levando-os a valorizar seu bairro como cariocas e parte integrante das comemorações dos 450 anos do Rio de Janeiro. Nosso trabalho visava então fazê-los perceber que o que existe em nosso bairro não é menos importante do que os espaços do cartão postal da cidade. Muito pelo contrário!


Passamos a trabalhar em sala de aula com pesquisa, confecção de cartazes e debates. Nesse momento, surgiram três nomes: Esthefany, Andryws e Karine, que nos pareceram adequados à etapa de germinação do documentário.


Elaboramos um roteiro escrito e de filmagem. Percebemos, através da mãe da aluna Esthefany, a participação do núcleo familiar. A mãe não só acompanhou as filmagens (com câmera e celular), como participou das pesquisas em casa, onde os alunos se reuniram.


Os pontos de pesquisa foram Domingos da Guia, Thomas Donohoe e Estátua da Liberdade. Os alunos ficaram impressionados e - por que não dizer? - alguns sentiram-se orgulhosos com o fato de descobrirem que ali tão perto ocorreu a primeira partida de futebol, e que, em uma praça do bairro, encontrava-se o modelo (em liga de Níquel), utilizado para a confecção da Estátua da Liberdade original, desenhada, projetada e esculpida pelo próprio Fréderic Auguste Bartholdi.


O objetivo dessa obra foi valorizar a Cidade do Rio de Janeiro nos seus aspectos pouco conhecidos e pouco valorizados, como seus patrimônios artísticos e culturais do bairro de Bangu, além de gerar mais debates em sala de aula, conhecimento dos patrimônios e mobilização da comunidade.

    Alessandro Lacerda, professor de Ciências na E. M. Ruben Berta
 

Agente Educadora Dilma Santana explicando sobre a trajetória de Thomas Donohoe e sua influência no futebol brasileiro.

 

Depois de aprenderem sobre monumentos históricos, patrimônio cultural e a própria história do bairro, chegou a hora da produção do vídeo.

Os alunos Andryws Vinicius, Esthefany Braga e Karine Passos foram à procura dos monumentos e dos espaços que contam a história de Bangu e descobriram a influência do Reino Unido, não só em relação à região em que vivem, mas em todo o país.

O vídeo passou a ser uma aula interessante, de resgate de identidade e valorização da escola e de todo o bairro.

A aluna Esthefany apresentando a Estátua da Liberdade, localizada em Vila Kennedy.

 

O Rioeduca parabeniza a diretora geral, professora Silvania Castro, o professor Alessandro Lacerda, toda a comunidade escolar e, em especial, os colaboradores do documentário "450 Anos de um Rio quase Desconhecido".

Esse trabalho já está contagiando professores de outras unidades escolares, que pretendem incentivar seus alunos a novas produções audiovisuais.

Contato com o professor Alessandro Lacerdal - Email: lacerda.alessandro@gmail.com

 

 

Não deixe de conferir o documentário clicando abaixo:

 

 

 

 

Professor, não perca a oportunidade de compartilhar os seus projetos no Portal Rioeduca.

Entre em contato conosco!

 

 

Professora Neilda Silva

Email: neildasilva@rioeduca.net

Facebook: www.facebook.com/neilda.silva.1

Twitter: @Prof_Neilda

 

 

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 09/06/2015

Horta Agroecológica no Anima Mundi

Tags: 2ªcre.

 

 

O trabalho da professora Vera Nácia com os alunos da Escola General Humberto de Souza Mello foi selecionado para participar do Anima Mundi 2015.

 

A professora Vera Nácia Duarte, em parceria com a professora Mírian Teresa de Sá Leitão Martins do Coletivo Hortação, implementaram um projeto de horta agroecológica na E. M. General Humberto de Souza Mello. Essa parceria tem o objetivo de estabelecer relações entre os conhecimentos de diferentes áreas e de fazer conexões com a vida.


Capturando as cenas com o programa MUAN.

 


Optando por uma abordagem crítica da educação ambiental como prática educativa integrada na forma de tema transversal, a professora, com a colaboração do Coletivo Hortação, procurou trabalhar de forma interdisciplinar, permitindo ao aluno refletir sobre as causas, consequências e maneiras de intervenção do homem na natureza.


A preocupação crescente com a qualidade de vida e a preservação ambiental utilizando tecnologias limpas e sustentáveis motivou a comunidade escolar a buscar alternativas para a construção de hortas orgânicas com materiais simples e de fácil aquisição - como caixotes de feira, sementes e mudas doadas pela própria comunidade.

 


Alunos nas bancadas de trabalho.

 


A horta inserida no ambiente escolar possibilitou uma vivência interdisciplinar e contextualizada. Também permitiu trabalhar conceitos de agroecologia, alimentação orgânica, manejo, compostagem, agrotóxicos entre outros, auxiliando no processo de ensino e aprendizagem.


Durante esse projeto, surgiu a oportunidade de fazer a inscrição de uma animação como produção autônoma do Anima Escola.


"Embora eu já tivesse feito duas animações em anos anteriores, nunca havia feito o curso do Anima Escola, o que foi possível com a seleção do meu projeto para a Produção Autônoma de Filmes de Animação voltados para professores da Rede", relata a professora Vera Nácia.

 

 Manipulando os objetos de cena.

 


Os alunos já estavam muito envolvidos com o projeto da horta e o tema da animação foi uma consequência do trabalho realizado. Eles já sabiam, na teoria e na prática, os assuntos que envolviam germinação, cultivo, compostagem, alimentação saudável e coleta seletiva. A partir desses assuntos, eles delinearam o tema num debate, fizeram o storyboard da animação, escreveram o roteiro, construíram os cenários e os personagens e escreveram o texto em forma de poema.


As atividades foram divididas por grupos de interesse, uma vez que trabalhar com toda a turma não é tarefa fácil.

 


Capturando as cenas com webcan.


A Divisão de Mídias da SME mantém comunicação com os professores, por esse motivo  a professora ficou sabendo da inscrição para o Anima Mundi. Preencheu todos os formulários e enviou a animação.


“Esperei com ansiedade pela divulgação do resultado. Essa animação foi feita com muito carinho e teve o envolvimento dos alunos, a contribuição dos pais e o apoio da Mírian. Sem contar com as aulas brilhantes dos professores do Anima Mundi e das orientações do Anima Escola nas reuniões de Produção Autônoma, que ajudaram muito. Tudo que eu aprendia com eles, aplicava em sala de aula com meus alunos, inclusive da outra escola, a Francisco Manuel, que também produziu uma animação que fará parte do DVD do Anima Escola", diz a professora Vera Nácia.

 


Alunas comemorando um dia de trabalho.

 


“Nós não vamos parar por aqui, já estamos planejando a próxima animação. Eu e meus alunos estamos extremamente felizes e gratos por essa oportunidade. Eles aprenderam a ser gratos, a dividir as alegrias, como dividem o trabalho em grupo e vão homenagear a Mírian e o Manfred, duas pessoas muito especiais que nos inspiram”, conta Vera Nácia.


O projeto Anima Escola faz parte do Anima Mundi, Festival Internacional de Animação do Brasil, que acontecerá no período de 10 a 15 de julho.


Agradecemos a professora Vera Nácia por nos enviar esse texto relatando seu trabalho e desejamos sucesso nesta caminhada.

 

O contato da professora Vera Nácia é veranacia@hotmail.com.

 

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

 

Renata Carvalho - Professora da Rede e representante do portal Rioeduca na 2ª CRE

renata.carvalho@rioeduca.net
 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 08/06/2015

Projeto Torcedor do Futuro na 1ª CRE

Tags: 1ªcre, eventos, projetos.

 

 

 

Parceria da SME com FURNAS e Transamérica proporciona dias inesquecíveis aos alunos no mais importante estádio de futebol do Brasil: o Maracanã.

 

Alunos dos dois ginásios olímpicos da 1ª Coordenadoria Regional de Educação e da E. M. Floriano Peixoto foram os primeiros contemplados com as ações do Projeto “Torcedor do Futuro”, uma parceria da Secretaria Municipal de Educação com a Furnas e a Rádio Transamérica.

Alunos das três escolas foram premiados com um dia especial no Maracanã. Nos dias de jogos no estádio, o motorista contratado pela parceria foi buscar os alunos em suas residências e os conduziram ao Maracanã acompanhados de seus responsáveis.

 

Aluno Simão, da E. M. Floriano Peixoto (foto cedida pela família).

 

Lá, tiveram a oportunidade de participar da transmissão dos jogos ao lado do locutor José Carlos Araújo. Além de assistir às partidas, os alunos deram entrevistas e teceram opiniões sobre os jogos em andamento.

 

Simão, ao lado do radialista José Carlos Araujo (foto cedida pela família).

 

Na primeira partida da Final do Campeonato Carioca 2015, o aluno da E. M. Juan Antônio Samaranch (Geo de Santa Teresa), assistiu ao jogo Vasco x Botafogo. Torcedor do Vasco, o aluno David de Souza Silva teve a satisfação de sair do estádio com a vantagem do time do coração para a partida seguinte, que decidiria o título estadual.

 

Já na partida da Final do Campeonato, estava presente no estádio a aluna Natali de Carvalho Ferreira, aluna da E. M. Felix Mieli Venerando, o Geo do Caju. Torcedora do Botafogo, a aluna viveu a experiência única de assistir à partida ao lado de um dos maiores radialistas da atualidade.

 

Visão privilegiada do jogo: de dentro da cabine de transmissão da Rádio.

 

Fechando a lista das escolas da 1ª CRE, a E. M. Floriano Peixoto participou do jogo do Campeonato Brasileiro. Torcedor do Flamengo, o aluno Simão Pereira Dantas de Abreu viveu um dia inesquecível.

 

 

Nossos agradecimentos à SME, em especial à Extensividade, que proporcionou momentos marcantes na vida dessas crianças.

 

 

Quer entrar em contato com as unidades escolares citadas na matéria?

E.M. Felix Mieli Venerando

telefone: 2213-5768

E-mail: geofelix@rioeduca.net

 

E.M. Floriano Peixoto

telefone: 3895-8634

E-mail: emfpeixoto@rioeduca.net

 

E.M. Juan Antônio Samaranch

telefone: 3972-0916

E-mail: geo@rioeduca.net

 

"Professor, este espaço é seu! Queremos divulgar as ações de sucesso desenvolvidas por você e por sua escola. Entre em contato com o representante Rioeduca de sua coordenadoria e envie seus trabalhos para publicação.

 

Professor Alexandre Roque de Araujo

Representante Rioeduca.net da 1ª Coordenadoria Regional de Educação

alexandrearaujo@rioeduca.net

Twitter: @Alexandre_Roque

Whatsapp: 98733-1970

 

COMENTE E COMPARTILHE


 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 02/06/2015

O Rio de Janeiro e seus 450 Anos

Tags: 2ªcre, alfabetizacao.

A professora Sônia Amaral é regente do primeiro segmento do Ensino Fundamental e trabalha com suas turmas através de projetos pedagógicos. Este ano, o tema são os 450 anos da nossa cidade.

 

 


Neste ano, para explorar o tema "Rio 450 anos", a professora Sônia criou um alfabetário utilizando como tema os pontos turísticos de nossa cidade e, a partir dele, tem trabalhado os conteúdos de forma trans e interdisciplinar, utilizando diferentes gêneros textuais e diversas mídias.


Os projetos que são desenvolvidos acrescentam informações aos alunos, aguçam sua curiosidade sobre o tema e também respeitam os descritores propostos pela Secretaria Municipal de Educação.

 

Professora Sônia Amaral.

 


No primeiro bimestre, a turma da professora Sônia trabalhou com as letras “A”, “C”, “U” e “F”. As informações pesquisadas acrescentaram conhecimentos aos pequenos de maneira lúdica. Vejamos como foi o desenvolvimento do projeto na turma de 4º ano:


"A" ARPOADOR = conteúdos: hidrografia, praias de mar aberto e da Baía de Guanabara, oceanos, rios, lagoa, cachoeiras e mangues. Os alunos também conheceram sobre sustentabilidade, cidadania e as transformações que a cidade sofreu ao longo do tempo nas paisagens e nos costumes.


"C" CORCOVADO = conteúdos: relevo, história da construção do monumento do Cristo Redentor, cartão postal e patrimônios. A turma também estudou sobre as favelas, crescimento da cidade e mudanças na paisagem.


"U" URCA = conteúdos: fundação da cidade do Rio de Janeiro, bairros e linha do tempo. Ao trabalhar esse tema, os alunos também pesquisaram as funções dos governantes nas figuras de prefeito, governador e presidente.


"F" FLORESTA = conteúdos: vegetação, fotossíntese, partes das plantas, germinação, solo, preservação. Sempre buscando estar de acordo com as orientações curriculares.

 

 

Atividades realizadas em comemoração aos 450 anos da cidade.

 

Como a turma apresentava necessidade de melhorar as relações interpessoais, a professora Sônia aproveitou o tema "Personagens do Rio - Famosos e Anônimos", que também foi desenvolvido em sala de aula, para trabalhar as regras de convivência e cidadania. Através do Profeta Gentileza, todos refletiram sobre a importância dos valores nas relações e comportamentos no dia a dia. Os alunos confeccionaram cartões com dobraduras e frases de gentilezas, que foram entregues na escola.

 

 

Imagens coladas na porta da sala para lembrar sobre a importância dos valores.

 

 

Cartões com frases de gentilezas que foram entregues na escola.

 


Outros personagens de diferentes áreas como música, artes, literatura, anônimos trabalhadores e donas de casa também serão trabalhados ao longo do ano, mostrando suas contribuições para o crescimento e manutenção da cidade.

Alguns exemplos de personagens que a professora Sônia pretende trabalhar: Renato Sorriso - para trabalhar entre outras coisas, as profissões, o tratamento do lixo; e Zé Carioca, para trabalhar os estereótipos. A proposta será pesquisar nos círculos de convivência, em reportagens de jornais e internet, histórias de pessoas comuns que nas suas ações do dia a dia contribuem para melhorar a vida em comunidade.

 

Outra proposta para conhecer a cidade do Rio de Janeiro é a confecção de um caderno "Vamos Cantar o Nosso Amor pelo Rio", com interpretação de letras de músicas sobre a cidade, e "O Rio em Prosa e Verso", com foco nas poesias sobre o Rio de Janeiro

 

Para o próximo bimestre, a previsão é iniciar o projeto com a letra "M" de Maracanã. A turma fará um passeio ao estádio e também pesquisará sobre o entorno da escola, as atividades esportivas que o Rio sediou e sediará em 2016 e os times cariocas. Dentro desse tema, será trabalhado ordem alfabética nomes próprios, hinos dos times, nome e localização dos outros estádios e os esportes praticados, tabelas e gráficos com os resultados dos jogos do Campeonato Carioca e da maior torcida da escola, discussões sobre a violência nos estádios, perímetro, problemas matemáticos com os valores dos ingressos e outros assuntos que acrescentam conhecimentos aos educandos.


Todo o trabalho desenvolvido tem como principal objetivo a leitura, a interpretação e a produção de texto, o pensamento crítico, a autonomia, o pensamento lógico matemático e a interação entre todos.


“Amo compartilhar minhas experiências e trocar ideias com outros colegas, por isso possuo um blog onde posto meu trabalho e links que julgo interessantes e relevantes para nossa prática”, diz a professora Sônia Amaral.

 

Agrademos a professora Sônia por compartilhar conosco essa enriquecedora experiência de trabalho com projetos pedagógicos. Desejamos sucesso nesta caminhada!

 

O contato da professora Sônia Amaral é soniamaralpereira@gmail.com.
 

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

 

Renata Carvalho - Professora da Rede e representante do portal Rioeduca na 2ª CRE

renata.carvalho@rioeduca.net

 

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share