A A A C
email
Retornando 30 resultados para o mês de 'Junho de 2017'

Sexta-feira, 09/06/2017

Na EMOM, Leitura é Coisa Séria!

Tags: 5ªcre, leitura.

 

Em um trabalho de equipe, a Escola Municipal Olegário Mariano se mobilizou para formar leitores e várias estratégias foram organizadas pelos professores para que fosse despertado nos alunos o interesse pela leitura.

 

Apesar de a escola estar, neste momento, sem um professor responsável pela Sala de Leitura, o compromisso e a responsabilidade com o trabalho de qualidade da escola são fundamentais e contou com a colaboração de todos nesse projeto.

 


 

RECREIO LITERÁRIO

Em março foi organizado o recreio literário, onde os alunos tiveram acesso aos livros expostos em estantes. Alunos das turmas de 6º ano são da patrulha literária, sendo responsáveis por organizar e cuidar dos livros durante os recreios, em regime de escala.

 


SALA DE LEITURA

Em regime de mutirão, os professores se organizaram e reformaram a sala de leitura, que agora conta com dois ambientes e recebeu o nome da autora Ruth Rocha. A inauguração ocorreu no dia 29 de março para professores e funcionários. Ainda acontecerá a inauguração para os alunos.

 

 

 

CORREDOR LITERÁRIO

Em comemoração ao dia Nacional do Livro Infantil, aconteceu no dia 18 de abril o IV Corredor Literário, este ano com o tema “O Mundo Encantado de Ruth Rocha”.  Um dia dedicado à leitura onde todos puderam visitar o corredor e ler os livros expostos. O corredor foi enfeitado com títulos de livros da autora feitos pelos alunos. A Escola foi presenteada com uma caricatura da autora feita por Ludmila Vieira.

 

 


LER É BOM DEMAIS

As turmas de alfabetização (5 turmas de 1º ano, 6 turmas de 2º ano e 8 turmas de 3ºano) trabalham com sacolinhas de leitura, onde os alunos levam livros toda semana para lerem com a família.

O PPP deste ano é “SER HUMANO” e acreditamos que o contato com a literatura pode contribuir para nos tornarmos seres humanos melhores. E, acima de tudo, a valorização do trabalho em equipe.

 

 

 

Diretora e Adjunta da EMON

 

Biografia de Ruth Rocha, autora homenageada como tema do IV Corredor Literário

Ruth Machado Lousada Rocha nasceu em São Paulo no dia 2 de março de 1931. Formou-se em Ciências Políticas e Sociais na Universidade de São Paulo e fez pós-graduação em Orientação Educacional, tendo trabalhado em instituições importantes, como o Colégio Rio Branco. Em 1968, passou a colaborar na seção de educação da revista Claudia e, posteriormente, na revista Recreio, uma publicação voltada para o público infantil. No ano de 1973 assumiu a direção editorial da Divisão Infantojuvenil da Editora Abril e, em 1976, lançou seu livro mais famoso: "Marcelo, marmelo, martelo e Outras Histórias".

Assinou, em 1989, a versão infantil da Declaração Universal dos Direitos Humanos na Organização das Nações Unidas (ONU), cujo título é Iguais e Livres, obra que já recebeu adaptação para nove diferentes idiomas.

Fonte: http://escolakids.uol.com.br/o-mundo-magico-de-ruth-rocha.htm

 

O livro conta a história de Marcelo, um menino muito curioso que fica tentando entender o significado das coisas.

 

Parabéns pelo trabalho de excelência e comprometimento de todos os profissionais que compõem a EMOM, valorizando a qualidade do ensino e a importância da leitura na vida dos nossos alunos!

 

 

Sobre a escola:

Unidade Escolar: E/CRE(05.15.003) - Escola Municipal Olegário Mariano
Diretor: Ana Lúcia de Moura Andrade
Diretora Adjunta: Denise Martins
Endereço: Pça. Das Esmeraldas 65, Bairro: Rocha Miranda
Telefone: 3375-8099 | 3373-7460
E-mail: emmariano@rioeduca.net

Texto enviado por: Profª Ana Márcia Vieira
 


 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 08/06/2017

E.M. Odilon de Andrade e o Combate Criativo ao Aedes aegypt

Tags: 4ªcre, música, festa, arbovirose.

 

As escolas municipais do Rio de Janeiro continuam mobilizadas contra a Dengue. Transmitida pelo mosquito Aedes aegypt, a Dengue é um problema que a Escola Municipal Odilon de Andrade trabalhou com muita música, arte e pesquisa.

 


Com o enredo elaborado na proposta de combate ao mosquito Aedes Aegypti e título "FINDOAEDES", a Escola Municipal Odilon de Andrade fez um baile de carnaval. Foi um momento de descontração e também de conscientização.

 


Além da decoração, cartazes com alerta sobre os perigos da proliferação do mosquito faziam parte da festa. Foi a culminância de um trabalho conjunto de toda comunidade escolar durante o mês de fevereiro e março.

 


Além da exibição de vídeos com informações sobre métodos de prevenção e formas de contágio da Dengue, Zika e Chikungunya, os alunos elaboraram paródias de Funk e até marchinhas carnavalescas.

 

 

Além de todo trabalho com música e arte, os alunos também foram autores de histórias em quadrinhos (fotos) e poemas sobre a importância da nossa luta permanente contra o Aedes.

 


 

Falando em música, a turma do projeto Acelera 6 da profa. Tânia Mara Moreira foi a autora da marchinha mais cantada na festa:

"Finado picador"
Esse tal mosquito é do mal
Com esse refrão
Eu vou brincar meu carnaval!
Sai pra lá monstrinho picador,
Aqui você não fica
Hoje é o fim da nossa dor!

Água parada? Isso jamais!
Aedes faz tua mala,
Vá embora,
Ninguém te aguenta mais!

Um mosquito? É poderoso?
Só é um inseto, acorda gente,
Perder pra ele é vergonhoso!
Aqui a dengue não é capaz!
O nosso povo vai mostrar
Que sabe o que faz!

 

 

 

Parabéns à Equipe da escola pelo excelente trabalho realizado!

 

 

Sobre a escola:
Gestoras: Iracema Marques Macabu
                Sandra Cristina Alves de Oliveira
Coordenadora Pedagógica: Jaqueline Sagadilha
E.M. ODILON DE ANDRADE - 04.10.022
RUA ITAPÉ, S/Nº - OLARIA - RIO DE JANEIRO / RJ
CEP 21.071-440
TEL.: (21) 3209-5514
Email:emodilon@rioeduca.net
Texto enviado por: Jaqueline Sagadilha

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 07/06/2017

"Olavo" na memória, construindo a nossa história! - Jubileu de ouro

Tags: 3ªcre, jubileu, ouro.

 

  No dia 06 de março de 2017, a Escola Municipal Olavo Josino de Salles completou 50 anos de busca pelo ensino de excelência. O aniversário foi lembrado no próprio dia e contou com a participação de alunos, ex-alunos, professores, direção e funcionários, que prepararam com muito carinho essa importante comemoração.

 

 

 

 

 

Direção de qualidade foi a marca determinante de sucesso da Escola Municipal Olavo Josino de Salles. Ao citar os nomes, uma singela homenagem a cada uma delas que, com seu trabalho, marcaram e marcam época na educação dessa comunidade: 

  • PROFª NEUZA PINTO DE CERQUEIRA (1967 À 1977);
     
  • PROFª Mª DA CONCEIÇÃO TEIXEIRA TARSITANO (1977 À 1990);
     
  • PROFª MARISE PACHECO DE MELLO (1991 À 1992);
     
  • PROFª Mª FRANCISCA TEREZA GOMES DO CARMO (1993 À 1994);
     
  • PROFª ARYNA DE ARAÚJO PAES DO NASCIMENTO (1995 À 2002);
     
  • PROFª MÁRCIA BARBOSA CORRÊA (2003 em diante).

 

 

Muitas homenagens foram prestadas à Escola e muitos ex-alunos deixaram suas mensagens de afeto e apreço a essa tão querida unidade.

Trechos do depoimento do, hoje funcionário da prefeitura, Sr Júlio César Bonini:

"Quero aqui registrar todo o meu agradecimento à Diretora Geral, Marcia Corrêa, e à Adjunta, Regina, que me convidaram para abrilhantar o Centro de Estudos da Escola Municipal 03.12.019 Olavo Josino de Salles. Alí pude recordar toda a minha trajetória ao longo desses 50 anos de história em que comemoramos o Jubileu de Ouro da Escola. Essa unidadade faz parte da minha vida desde 1987, quando alí iniciei meus estudos. Estudei até a 8ª série do primeiro grau (nomenclatura da época). No evento, pude perceber que muitos que estudaram até em épocas bem anteriores ou após a minha, se emocionaram com cada lembrança documentada por mim e pela direção, resgatadas em pesquisas fiéis.

Tivemos a presença especial da então Professora Salete Oliveira (História e Geografia), que iniciou suas funções na Escola em 1973 e saiu após longos anos de dedicação exclusiva aos alunos. Estes até hoje perguntam: e a Dona Salete?

Essa escola iniciou a sua trajetória em 06/03/1967, quando foi entregue ao povo pelo então Governador do Estado da Guanabara, Negrão de Lima. 

Muitas emoções nessa tarde e muitas lágrimas de lembranças de grandes profissionais que passaram pela então conceituada Escola Olavo. Quero aqui agradecer a cada ex-aluno que compareceu nessa tarde tão gostosa: Daniel Daltro Bosisio, Débora, Carlos Alberto Rocha, Leontina Célia Soares, Silvia Peçanha, Pedro Henrique e Katia Marins. O meu muito obrigado de coração!"

 

 

Um pouco sobre o Patrono Olavo Josino de Salles...

Olavo Josino de Salles nasceu na cidade de Campanha do Sul, Minas Gerais. Filho de Américo Josino de Salles e de Thereza Bressani Salles, aos 20 anos foi para Napomuceno, onde se estabeleceu como professor. Em 1883, casou-se com a professora Ambrosina Brandão. O casal passou a exercer o magistério em Napumoceno, onde construíram o grupo escolar Joaquim Ribeiro. Foi também fundador do grupo escolar das cidades de Areado e Paredes do Sapucaí e das Vilas de Carrancas e Contenda. Era profundo conhecedor do latim, francês e inglês. Católico fervoroso, muito humano, um mestre na acepção ampla e absoluta da palavra. A data de seu nascimento é desconhecida, mas faleceu em janeiro de 1938. 

A escola recebeu o seu nome por escolha do excelentíssimo Governador Francisco Negrão de Lima, em homenagem ao seu grande mestre. Nos anos de 1991 e 1992, o prédio municipal, onde funciona a escola, sofreu uma reforma geral e foi acrescido de mais 5 (cinco) salas de aula em um prédio anexo. 

 

 

Muitas recordações de diferentes épocas da Escola marcaram também os diferentes momentos da Educação Pública da cidade do Rio de Janeiro.

 

 

Parabéns à Escola Municipal 03.12.019 Olavo Josino de Salles pela trajetória de sucesso e compromisso com a qualidade da Educação pública da cidade do Rio de Janeiro. Que venham mais 50 anos!

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 07/06/2017

Feira de Ciências e Cidadania

Tags: 8ªcre, pse, dengue.

 

No dia 11 de maio, a Escola Municipal Gil Vicente reuniu em seu espaço diferentes organizações com um igual objetivo: informar e multiplicar conhecimentos importantes para a qualidade de vida do bairro de Realengo.

 

 

No dia 11 de maio foi realizada uma importante ação para a Escola Municipal Gil Vicente e para a comunidade que reside ao redor da unidade.

O evento realizado foi mais do que uma Feira Escolar de Ciências, pois as parcerias presentes tornaram o momento rico em informações preventivas e de combate às possíveis epidemias.

O PSE (Programa de Saúde na Escola) desenvolveu atividades que envolveram os alunos, os professores, os funcionários e os responsáveis.

Essa interação entre os grupos que formam a comunidade escolar é o que consolida e torna real toda a aprendizagem cuja temática seja saúde, prevenção, cuidados com o meio ambiente e cidadania.

 

 

Nos espaços da Escola Municipal Gil Vicente aconteceram várias palestras, além de jogos e exposições. 

Todos os presentes receberam revistas e panfletos com diversas orientações para a comunidade.

Para a realização desse evento, a E. M. Gil Vicente contou com a parceria da Clínica da Família Faim Pedro, a Defesa Civil, a Foz Águas 5, a Vigilância Ambiental de Saúde, a Comlurb e também a Faculdade São José.

Os estandes foram montados pela escola e pelas parcerias presentes. No estande da Foz Águas, por exemplo, os presentes puderam perceber, através das maquetes e montagens, alguns conceitos sobre saneamento básico, sua importância e sobre a coleta seletiva do lixo.

A E. M. Gil Vicente localiza-se bem próximo à local onde há alagamentos na época das chuvas. É muito importante informar a população sobre suas ações, que podem ser uma contribuição para o entupimento das redes pluviais e consequentemente, causarem as enchentes.

 

 

Todos que participaram desse evento na escola se mostraram muito atentos a tudo o que lhes foi passado, mas os alunos foram os que mais interagiram com as propostas apresentadas.

Eles comentaram, fizeram perguntas, tocavam e queriam entender sobre todos os assuntos abordados. Esse evento certamente foi bem significativo e teve seus desdobramentos posteriormente, na sala de aula.

A Feira de Ciências da E. M. Gil Vicente tornou-se também uma aula de cidadania, pois a maior mensagem passada foi a responsabilidade que temos sobre o ambiente em que vivemos, portanto é de cada um o dever de cuidar e fazer a sua parte no combate ao Aedes aegypti, ao lixo dispensado de forma irregular e outras tantas atitudes responsáveis pelo bem comum.

 

 

A Feira de Ciências da E. M. Gil Vicente abordou também os cuidados com o corpo para termos uma vida saudável: alimentação equilibrada, saúde bucal, prática de exercícios... enfim, um dia dedicado ao bem estar da comunidade!

 

O Rioeduca parabeniza à Escola Municipal Gil Vicente e todos os parceiros nesse evento!

 

Para entrar em contato com a escola:  emgvicente@rioeduca.net

 

 

Equipe de parceiros que participaram da realização do evento

 

 

Participe do Rioeduca!

Entre em contato conosco e compartilhe as ações da sua escola!

 

 


   
           



Yammer Share