A A A C
email
Retornando 65 resultados para o mês de 'Julho de 2015'

Sexta-feira, 03/07/2015

Caixas de Escritores Retratando a Literatura e Escritores da República Dominicana

Tags: 5ªcre, leitura.

 

 

 

O resgate da história da Escola República Dominicana e do seu bairro, sua identidade e suas perspectivas futuras foram os desafios enfrentados para que a professora da Sala de Leitura Menino Maluquinho Silvana Lima pudesse dar vida às Caixas de Escritores.

 

A Escola Municipal 05.15.059 República Dominicana, através da professora da Sala de Leitura Silvana Lima, desenvolveu o projeto "Caixas de Escritores". O trabalho surgiu de uma solicitação da 5º CRE: as escolas com nomes dos países latino-americanos deveriam retratar a literatura e/ou escritores desses países para que fossem apresentados no Salão do Livro e em exposição na própria CRE. 

 

 

"O PPP 'República Ontem, Hoje, Amanhã e Sempre...' propõe o resgate da história da nossa escola e do bairro, sua identidade atual e suas perspectivas futuras. Partindo do princípio que as turmas de 4º e 5º anos planejavam um estudo sobre a República Dominicana em vários aspectos, trabalhei na Sala de Leitura com alunos da turma 1502, através de pesquisa supervisionada na internet, o levantamento de dados sobre autores e dados literários”, relata a professora Silvana Lima.


E continua: “mais especificamente, localizamos geograficamente a República Dominicana. Pesquisamos alguns eventos literários e escritores dominicanos. Com material impresso, partimos para retirar dados importantes da vida dos autores. Depois, sob a minha orientação, os alunos fizeram um resumo do material obtido. De posse dos resumos, elaborei as artes, anexando imagens dos autores e eventos aos textos. A diretora Maristela e a coordenadora pedagógica Celma nos auxiliaram encapando as caixas e colando as folhas impressas. Resultado final: nossas 'Caixas de Escritores' ficaram prontas e agradaram a todos pelas informações contidas e pela forma de apresentação”, finaliza a professora Silvana Lima, regente de turma da Sala de Leitura Menino Maluquinho. 

 

 

 

 

Conheça mais a República Dominicana clicando aqui.

 

Texto enviado pela professora Regina Bizarro.

 

 

Marcus Mortati – Representante do Rioeduca na 5ª CRE
E-mail: marcusmortati@rioeduca.net

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 03/07/2015

Alunos Egressos do PEJ

Tags: reforço, programa, pej.

 

 

 

 

“Quando o caminho se fizer resistente, faça com resistência o caminho.”
Frank leal

 

Metodologia Entre Jovens

O Entre Jovens - A tutoria melhorando o desempenho escolar é uma metodologia que nasceu visando a melhoria da qualidade do Ensino Médio em escolas da rede pública e hoje no Município do Rio de Janeiro, atende aos alunos do 9º ano.

 

Como funciona?

  • Programa de Tutoria com duração de seis meses;
     
  • É desenvolvido no contra turno;
     
  • Disciplinas de Matemática e Língua Portuguesa;
     
  • Quatro horas semanais por disciplina;
     
  • Ministrada por licenciandos (futuros professores) em regime de estágio;
     
  • Resgate do conteúdo do Ensino Fundamental.
     

 

Quais as metas?

  • Melhoria do desempenho dos alunos;
     
  • Redução dos índices de repetência e evasão escolar;
     
  • Ter 75% de frequência dos alunos matriculados nos grupos de tutoria;
     
  • Resgate das habilidades e competências necessárias para novas aprendizagens;
     
  • 50% dos alunos dos grupos de tutoria devem alcançar o nível recomendável na escala SAEB (Sistema de Avaliação da Educação Básica) de Ensino Fundamental nas disciplinas de Matemática e Língua Portuguesa.

 

Equipe responsável:

  • Coordenação da SME/IU
     
  • Coordenação da CRE
     
  • Supervisão Metodologia Entre Jovens (Itinerantes)
     
  • Coordenador Metodologia Entre Jovens na escola (CP da escola ou outro professor definido pela Direção)
     
  • Estagiários de Matemática, Língua Portuguesa e Pedagogia
     

 

Atribuições

  • SME – Implantação, desenvolvimento, acompanhamento, capacitação presencial, avaliação, gestão do Projeto na rede;
     
  • Instituto Unibanco – consultoria na implantação, monitoramento capacitação online e avaliação;
     
  • E/CRE – Implantação e acompanhamento nas escolas;
     
  • Coordenador na escola – implantação, coordenação, monitoramento e avaliação do projeto;
     
  • Estagiários – planejar e desenvolver as oficinas de aprendizagem e as rodas de conversa nas escolas.
     

 

O Estagiário “Entre Jovens”

  • A concepção do Projeto se apoia em ações feitas de jovens para jovens;
     
  • Jovens do 9º ano (E.F.) são tutorados por jovens universitários dos cursos de licenciatura em Matemática, Língua Portuguesa e Pedagogia, com o objetivo de rever e se apropriar de conhecimentos necessários para as novas aprendizagens.
     

 

 

Estrutura da Metodologia Entre Jovens na Escola

Estrutura básica:

  • Local das oficinas - Salas de aulas adequadas;
     
  • Carga Horária: 4 horas semanais por disciplina / 90 horas-aula por disciplina. Representando um ganho real de sete meses de aulas
     
  • Duração das oficinas (6 meses): 3 meses no primeiro semestre: abril, maio e junho / 3 meses no segundo semestre: agosto, setembro e outubro.
     

 

 

 

Metodologia - Valor do Amanhã e Estudar Vale A Pena

Roda De Conversa:

  • São Rodas de Conversa planejadas e aplicadas por estagiários (as) de Pedagogia nas escolas participantes do Entre Jovens;
     
  • Serão desenvolvidas 4 Rodas de Conversa/mês;
     
  • Com 1 hora de atividade por Roda de Conversa;
     
  • Objetivo: trabalhar valores éticos, morais, culturais e de cidadania, bem como desenvolver habilidades e aptidões.
     

 

 

Alguns alunos que passaram no ano de 2014 em concursos: 

  • Daniela Cristina da Silva - Pedro II - EM Pernambuco
     
  • Thamires da Silva Sousa - CEFET - EM Pernambuco
     
  • Gabriela Vitória Ferreira da Silva - CEFET - EM Pernambuco
     
  • Gustavo Magalhães T. dos Santos - CEFET - EM Pernambuco
     
  • Arlyson Oliveira dos Santos - Biotecnologia SEEDUC - EM Zélia Braune
     
  • Carlos Vinícius Santos Motel Alves - Análise Clínicas FIOCRUZ - EM Zélia Braune
     
  • Mariana Araújo de Souza - Pedro II - EM Zélia Braune
     
  • Andreza Araújo Duarte - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Daniela Lima de Santos Marques Teodoro - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Edson Ribeiro Santana Junior - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Eduardo Belém Sandman - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • João Marcelo Figueiredo da Silva - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Laís Fernanda Nascimento Pereira - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Larissa de Lima Sodré - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Laryssa Camargo Crespo (menção honrosa, Olimpíada de matemática) - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Laura Gomes da Silva - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Lucas Gomes Sudré - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Lucas Moreira Lorêdo - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Mateus Henrique Gouveia Lima - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Matheus Jacinto da Silva Siqueira - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Mayara Santos Cabral de Deus - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Victor Caio Alves Costa de Menezes - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Ramon do Nascimento de Figueiredo - FIOCRUZ - EM Ramiz Galvão
     
  • Douglas Gomes de Oliveira - SEEDUC - EM Maranhão
     
  • João Vitor Helena - FAETEC - EM Pernambuco
     
  • Gabriel de Carvalho C. de Mendonça - FAETEC - EM Pernambuco
     
  • Karen Silva Pacheco - FAETEC em administração - EM Tatiana Chagas Memória
     
  • Angela da Conceição Silva - Informática - SEEDUC - EM Tatiana Chagas Memória
     
  • Milena da Silva Gomes - FAETEC - EM Silveira Sampaio
     
  • Carlos Henrique Luiz Correa Filho - CEFET - EM Silveira Sampaio
     
  • Eduardo Cruz Motta - FAETEC - EM Silveira Sampaio
     

 

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 02/07/2015

Educopédia: Grande Aliada no Processo de Ensino e Aprendizagem dos Alunos

Tags: 9ªcre, educopédia.


 

 

 

 

No último Centro de Estudos, a Escola Professor Helton Álvares Veloso de Castro vestiu a camisa da EDUCOPÉDIA, mostrando que esse Recurso Educacional Aberto (REA) deve estar presente em nossas aulas por ser um grande colaborador na aprendizagem.

 

Em um primeiro momento, através de dinâmicas motivacionais, a professora Alexandra Maria Barros Nascimento buscou, na prática, mostrar a importância da Educopédia. Foi um sucesso! Professores participativos e bastante envolvidos.

 




 

Conhecendo um pouco mais sobre este ambiente de fácil navegação...


Entende-se a Educopédia como uma plataforma de aulas digitais colaborativas, na qual podemos acessar atividades autoexplicativas de forma lúdica e prática, obtendo domínio sobre as funcionalidades que nos permitirão inovar em sala de aula.

Momento para reflexão e estudo...

 

 

O que a Educopédia representa para você, professor?

 

#CRIATIVIDADE #PRATICIDADE #ESTÍMULO #LUDICIDADE #MOTIVAÇÃO #TRANSFORMAÇÃO #INCENTIVO #IMAGINAÇÃO #ADAPTAÇÃO #ENVOLVIMENTO
#RECURSOFACILITADOR #EDUCARDIVERTINDO

 

Com esta equipe não foi difícil atingir o objetivo principal de ampliar o conhecimento tecnológico para que, dessa maneira, tenhamos autonomia e segurança de escolher a melhor forma de trabalhar com nossos alunos!

Vem com a gente!

Vamos Educopediar!

Alexandra Maria Barros Nascimento
Professor II

 

 

 

Parabéns à equipe da Escola Municipal Professor Helton Álvares Veloso de Castro! 
Contato com a U.E. pelos telefones 2403-1802 e 2403-1819 ou pelo e-mail emvcastro@rioeduca.net.


 


 

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 02/07/2015

Ensino de Programação de Computadores para Crianças e Jovens

Tags: professor, inovação, tecnologia, programação.

 

 

Em 2013, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, participou de um evento de incentivo ao estudo da Ciência da Computação. Nesse evento, o presidente fez um discurso direto, com forte apelo patriótico, afirmando que o conhecimento da ciência da computação “não é uma habilidade somente importante para o futuro do jovens, mas para o futuro do país”.

Ele declarou que, “se quisermos um país que esteja na vanguarda, precisamos de jovens que dominem as ferramentas e a tecnologia, que mudarão o jeito de como fazemos as coisas”.

Por fim, solicitou expressamente:

 

“Peço a você que se envolva. Não compre apenas um novo videogame, crie um. Não baixe um aplicativo. Ajude a desenvolvê-lo. Não apenas brinque em seu celular, mas programe-o.”

 

 

 

Por sua vez, a Inglaterra, de forma não muito diferente, passou também a incentivar o estudo da Ciência da Computação. A partir deste ano, 2015, o país inseriu no currículo das escolas públicas o ensino de programação de computadores para crianças a partir de 5 anos.
 

Mas por que tanto incentivo ao estudo da Ciência da Computação? 
 

A resposta se encontra em um vídeo produzido pela CODE.ORG (entidade sem fins lucrativos que incentiva o estudo da programação com vídeos on-line gratuitos), no qual informa que um milhão dos melhores empregos dos Estados Unidos nos próximos anos não serão preenchidos, porque apenas uma entre dez escolas ensina programação.
 

E como fica o Brasil nesse contexto?
 

Ao contrário dos países citados, no Brasil o estudo da computação não é ainda incentivado. Além disso, as ofertas de emprego para programadores não são tão atrativas nem possuem altos salários.

No entanto, observando os acontecimentos em outros países, percebemos que o estudo da Ciência da Computação é uma tendência mundial e um caminho que não pode ser evitado.

 

E como nós, brasileiros, devemos atuar no presente momento?
 

A atuação, nesse momento, é um desafio a ser desvendado por nós, professores, pois o caminho está totalmente aberto.

Acredito que o início do processo de inserção dos nossos jovens nessa área deve ser a utilização de ferramentas que estão começando a ser disponibilizadas gratuitamente na internet por entidades que visam o incentivo ao estudo dessa nova ciência.
 

A exemplo, vale a pena consultar o site do “code.org”. Nele há inúmeros vídeos gratuitos de entrevistas com programadores famosos que relatam suas próprias experiências, além de ensinar princípios básicos da programação. Para isso, basta digitar code.org em seu navegador predileto e preparar-se para se deliciar com o conteúdo.   

 


 

Glaucia Lima é professora do Centro Cultural do Colégio Franco Brasileiro no “Curso de Programação de Games para Crianças e Jovens”, sendo formanda da Full Sail University no curso de “Game Arts”. 

 

 

 

 

 

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share