A A A C
email
Retornando 48 resultados para o mês de 'Julho de 2015'

Segunda-feira, 06/07/2015

Dia de Pizza e Fração no CIEP Anton Makarenko

Tags: 6ªcre.

 

 

 

A turma de Aceleração do CIEP Anton Makarenko teve uma aula bem diferente para aprender frações neste bimestre. Vamos ver como tudo aconteceu?

 

Nós precisamos da Matemática para praticamente tudo o que fazemos, desde calcular quanto arroz precisamos para o almoço, até planejar o gasto do nosso salário ou mesada. Apesar disso, ela parece ser a disciplina mais odiada entre os estudantes. Talvez por ser considerada difícil, abstrata ou desnecessária. 

Esse não é o caso da turma de Aceleração 1, da professora Rachel Nascimento, do CIEP Anton Makarenko. O aprendizado da matemática nessa turma é feito através de materiais lúdicos. Os alunos constroem os conceitos matemáticos com criatividade e autonomia.

 

O CIEP Anton Makarenko atende aos alunos do primeiro segmento do Ensino Fundamental.

 

Um exemplo disso foi a aula sobre frações ministrada pela professora Rachel. A educadora não mediu esforços para transformar a aula em um maravilhoso rodízio de pizza. Os alunos puderam fazer várias pizzas, comer e aprender vários conceitos sobre o conteúdo em estudo.

As crianças foram devidamente equipadas com toca e luva para iniciar a montagem das pizzas. Durante esse processo, trabalharam com a lista dos ingredientes e a quantidade de materiais necessários para a sua construção.

 

Os alunos da turma 8401 fazem parte do projeto de Reforço Escolar.

 

O momento em que a pizza ficaria pronta foi esperado com ansiedade por todos os alunos. Depois que ela saiu do forno, a professora Rachel fez várias atividades com as crianças para trabalhar os conceitos matemáticos envolvendo frações. A aula foi um verdadeiro sucesso!

Como vimos, foi criado na sala de aula um clima favorável ao desenvolvimento cognitivo, social e afetivo dos alunos. Se bem estimuladas, as crianças podem desenvolver seu conhecimento, o que certamente irá transformá-los em pessoas mais autônomas e independentes.

 

O CIEP Anton Makarenko possui várias atividades registradas em seu blog pedagógico.

 

Parabéns, professora Rachel Nascimento! Um bom professor sabe como incentivar crianças e adolescentes a raciocinar e a chegar aos resultados pelos seus próprios caminhos. Quando se entende a matemática, ela se torna uma atividade prazerosa. É um orgulho tê-la na 6ª CRE!

 

Quer saber um pouco mais? Entre em contato com CIEP Anton Makarenko!

Estrada de Botafogo, s/n.º
Telefone: 2407-5704
E-mail:ciepanton@rioeduca.net

 

Prof.ª Patrícia Fernandes – Representante do Rioeduca na 6.ª CRE
Facebook: patrícia_pff@yahoo.com.br
E-mail: pferreira@rioeduca.net

 

 

                               

 

   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 03/07/2015

O CIEP e seus Projetos

Tags: 10ªcre, ciep.

 

 

 

O CIEP Ismael Nery, da 10ª CRE, localizado na Zona Oeste, no bairro do Cesarão, atende aproximadamente 1.100 alunos, com grupamentos do 6º ao 9º ano de escolaridade, mais a modalidade de ensino de PEJA.

 

No decorrer do 1º bimestre alguns projetos tiveram destaque, sendo trabalhados com todos os alunos. São eles:

 

Projeto Somos Autores:

 

A professora de Língua Portuguesa Marilene Moreira desenvolveu com suas turmas um projeto chamado "SOMOS AUTORES", visando aproveitar toda produção de texto dos alunos.

 

A primeira atividade foi em comemoração aos 450 anos do Rio de Janeiro. Foi feito um cartão mostrando uma figura de um presente que daria ao Rio. Em seguida, escreveu, dentro do cartão, porque daria aquele presente. A atividade dos alunos consistiu em trazer figuras de presentes que ofereceriam ao Rio e depois tinham que explicar o porquê escolheram aquele presente. Surgiram as mais curiosas e variadas explicações para os presentes oferecidos. Os alunos se envolveram bastante na execução da atividade.

 

Alunos deixando suas mensagens.

 


Semana da Alimentação:

 

Foi desenvolvido um projeto a partir do conceito de que a alimentação saudável é uma grande aliada para se viver mais e melhor. Atualmente, o ser humano vivencia uma grande transição alimentar, em que trocou alimentos naturais por alimentos industrializados, com conservantes, aromatizantes, agrotóxico etc. Assim, para o organismo funcionar adequadamente, o corpo precisa de matéria-prima, que são os nutrientes. Infelizmente, estes estão sendo esquecidos na alimentação moderna. Nessa atividade, o principal objetivo foi apresentar aos alunos os benefícios de uma alimentação saudável. Para tal, várias atividades foram realizadas em sala de aula.


1) Confeccionar a roda dos alimentos com a turma 1804:

Com massa de biscuit, os alunos modelaram os alimentos. Em seguida, os alunos formaram uma roda e foi debatido sobre a importância do consumo daqueles alimentos. A roda serviu para aula de todas as turmas do oitavo ano e, depois, foi colocada em exposição na escola.

 

2) Dia-a-dia x açúcar:

Como já ouvimos: "Não coma isso, tem muito açúcar!", mas você sabe qual a quantidade de açúcar nos alimentos? Em alguns casos, é difícil acreditarmos em algo que não vemos, e você pode até se perguntar: "Será que essas pessoas têm razão quando dizem isso ou estão apenas fazendo tempestade num copo d’água"? 


Ao fazer esse questionamento com os alunos, percebeu-se que eles associam açúcar apenas aos doces. Para esclarecer em que alimentos encontramos açúcares, foi pedido que os alunos trouxessem diferentes embalagens. Em sala foram analisados os rótulos, e eles conseguiram detectar a presença de açúcar em vários alimentos consumidos por eles. Depois, calcularam a quantidade de açúcar em cada embalagem, pesaram o açúcar, colocaram em saquinhos e confeccionaram um cartaz com essas informações.

 

Essa atividade foi extremamente proveitosa, pois foram trabalhados conceitos das disciplinas de Ciências e Matemática. A partir desse conceito inicial, ao analisarem o cartaz, foi iniciado um debate sobre o diabetes, doença na qual o portador tem dificuldade de produção de insulina devendo moderar no consumo de glicose.

 


3) A importância de comer frutas:

Trabalhou-se o conceito de que as frutas são grandes fontes de nutrientes, principalmente de vitaminas e minerais. Elas ajudam na limpeza do organismo, eliminando impurezas e auxiliando no funcionamento do intestino, e reduzem o risco de doenças crônicas, como depressão, doenças do coração e cânceres, além de ajudarem na regulação do colesterol. Desenvolveu-se uma atividade em grupos para pesquisar a importância do consumo de cada fruta.

 

A atividade foi excelente para a troca de informações que achavam na internet e anotações (para confeccionar cartazes). Alguns alunos fizeram desenhos das frutas, outros pintaram.
 

Tudo terminou em uma deliciosa salada de frutas...


O trabalho em grupo, a troca de informações, a salada de fruta foi uma excelente experiência para os alunos da turma 1802.

 

 

Alunos realizando as atividades

 

Alunos realizando as atividades.

 

Organizados em grupos, os estudantes discutiram seus erros e refizeram as tarefas, quando necessário. Em algumas situações, a linguagem do outro colega pode ser mais eficaz do que a da professora. A atividade em grupo é extremamente importante pois os alunos se apropriam melhor das informações e aprendem a resolver conflitos, não somente de relações, mas também de conhecimentos.

 

Parabéns aos Professores!
Parabéns aos Alunos!
Parabéns à Comunidade Escolar!

 


CIEP Ismael Nery

e-mail: ciepinery@rioeduca.net

 


Suelen Corrêa
é Professora da Rede Municipal
e Representante do Rioeduca da 10ª CRE
Contato:
suelencorrea@rioeduca.net
twitter: @suelencorrea29


 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 03/07/2015

Caixas de Escritores Retratando a Literatura e Escritores da República Dominicana

Tags: 5ªcre, leitura.

 

 

 

O resgate da história da Escola República Dominicana e do seu bairro, sua identidade e suas perspectivas futuras foram os desafios enfrentados para que a professora da Sala de Leitura Menino Maluquinho Silvana Lima pudesse dar vida às Caixas de Escritores.

 

A Escola Municipal 05.15.059 República Dominicana, através da professora da Sala de Leitura Silvana Lima, desenvolveu o projeto "Caixas de Escritores". O trabalho surgiu de uma solicitação da 5º CRE: as escolas com nomes dos países latino-americanos deveriam retratar a literatura e/ou escritores desses países para que fossem apresentados no Salão do Livro e em exposição na própria CRE. 

 

 

"O PPP 'República Ontem, Hoje, Amanhã e Sempre...' propõe o resgate da história da nossa escola e do bairro, sua identidade atual e suas perspectivas futuras. Partindo do princípio que as turmas de 4º e 5º anos planejavam um estudo sobre a República Dominicana em vários aspectos, trabalhei na Sala de Leitura com alunos da turma 1502, através de pesquisa supervisionada na internet, o levantamento de dados sobre autores e dados literários”, relata a professora Silvana Lima.


E continua: “mais especificamente, localizamos geograficamente a República Dominicana. Pesquisamos alguns eventos literários e escritores dominicanos. Com material impresso, partimos para retirar dados importantes da vida dos autores. Depois, sob a minha orientação, os alunos fizeram um resumo do material obtido. De posse dos resumos, elaborei as artes, anexando imagens dos autores e eventos aos textos. A diretora Maristela e a coordenadora pedagógica Celma nos auxiliaram encapando as caixas e colando as folhas impressas. Resultado final: nossas 'Caixas de Escritores' ficaram prontas e agradaram a todos pelas informações contidas e pela forma de apresentação”, finaliza a professora Silvana Lima, regente de turma da Sala de Leitura Menino Maluquinho. 

 

 

 

 

Conheça mais a República Dominicana clicando aqui.

 

Texto enviado pela professora Regina Bizarro.

 

 

Marcus Mortati – Representante do Rioeduca na 5ª CRE
E-mail: marcusmortati@rioeduca.net

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 03/07/2015

Alunos Egressos do PEJ

Tags: reforço, programa, pej.

 

 

 

 

“Quando o caminho se fizer resistente, faça com resistência o caminho.”
Frank leal

 

Metodologia Entre Jovens

O Entre Jovens - A tutoria melhorando o desempenho escolar é uma metodologia que nasceu visando a melhoria da qualidade do Ensino Médio em escolas da rede pública e hoje no Município do Rio de Janeiro, atende aos alunos do 9º ano.

 

Como funciona?

  • Programa de Tutoria com duração de seis meses;
     
  • É desenvolvido no contra turno;
     
  • Disciplinas de Matemática e Língua Portuguesa;
     
  • Quatro horas semanais por disciplina;
     
  • Ministrada por licenciandos (futuros professores) em regime de estágio;
     
  • Resgate do conteúdo do Ensino Fundamental.
     

 

Quais as metas?

  • Melhoria do desempenho dos alunos;
     
  • Redução dos índices de repetência e evasão escolar;
     
  • Ter 75% de frequência dos alunos matriculados nos grupos de tutoria;
     
  • Resgate das habilidades e competências necessárias para novas aprendizagens;
     
  • 50% dos alunos dos grupos de tutoria devem alcançar o nível recomendável na escala SAEB (Sistema de Avaliação da Educação Básica) de Ensino Fundamental nas disciplinas de Matemática e Língua Portuguesa.

 

Equipe responsável:

  • Coordenação da SME/IU
     
  • Coordenação da CRE
     
  • Supervisão Metodologia Entre Jovens (Itinerantes)
     
  • Coordenador Metodologia Entre Jovens na escola (CP da escola ou outro professor definido pela Direção)
     
  • Estagiários de Matemática, Língua Portuguesa e Pedagogia
     

 

Atribuições

  • SME – Implantação, desenvolvimento, acompanhamento, capacitação presencial, avaliação, gestão do Projeto na rede;
     
  • Instituto Unibanco – consultoria na implantação, monitoramento capacitação online e avaliação;
     
  • E/CRE – Implantação e acompanhamento nas escolas;
     
  • Coordenador na escola – implantação, coordenação, monitoramento e avaliação do projeto;
     
  • Estagiários – planejar e desenvolver as oficinas de aprendizagem e as rodas de conversa nas escolas.
     

 

O Estagiário “Entre Jovens”

  • A concepção do Projeto se apoia em ações feitas de jovens para jovens;
     
  • Jovens do 9º ano (E.F.) são tutorados por jovens universitários dos cursos de licenciatura em Matemática, Língua Portuguesa e Pedagogia, com o objetivo de rever e se apropriar de conhecimentos necessários para as novas aprendizagens.
     

 

 

Estrutura da Metodologia Entre Jovens na Escola

Estrutura básica:

  • Local das oficinas - Salas de aulas adequadas;
     
  • Carga Horária: 4 horas semanais por disciplina / 90 horas-aula por disciplina. Representando um ganho real de sete meses de aulas
     
  • Duração das oficinas (6 meses): 3 meses no primeiro semestre: abril, maio e junho / 3 meses no segundo semestre: agosto, setembro e outubro.
     

 

 

 

Metodologia - Valor do Amanhã e Estudar Vale A Pena

Roda De Conversa:

  • São Rodas de Conversa planejadas e aplicadas por estagiários (as) de Pedagogia nas escolas participantes do Entre Jovens;
     
  • Serão desenvolvidas 4 Rodas de Conversa/mês;
     
  • Com 1 hora de atividade por Roda de Conversa;
     
  • Objetivo: trabalhar valores éticos, morais, culturais e de cidadania, bem como desenvolver habilidades e aptidões.
     

 

 

Alguns alunos que passaram no ano de 2014 em concursos: 

  • Daniela Cristina da Silva - Pedro II - EM Pernambuco
     
  • Thamires da Silva Sousa - CEFET - EM Pernambuco
     
  • Gabriela Vitória Ferreira da Silva - CEFET - EM Pernambuco
     
  • Gustavo Magalhães T. dos Santos - CEFET - EM Pernambuco
     
  • Arlyson Oliveira dos Santos - Biotecnologia SEEDUC - EM Zélia Braune
     
  • Carlos Vinícius Santos Motel Alves - Análise Clínicas FIOCRUZ - EM Zélia Braune
     
  • Mariana Araújo de Souza - Pedro II - EM Zélia Braune
     
  • Andreza Araújo Duarte - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Daniela Lima de Santos Marques Teodoro - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Edson Ribeiro Santana Junior - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Eduardo Belém Sandman - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • João Marcelo Figueiredo da Silva - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Laís Fernanda Nascimento Pereira - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Larissa de Lima Sodré - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Laryssa Camargo Crespo (menção honrosa, Olimpíada de matemática) - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Laura Gomes da Silva - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Lucas Gomes Sudré - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Lucas Moreira Lorêdo - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Mateus Henrique Gouveia Lima - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Matheus Jacinto da Silva Siqueira - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Mayara Santos Cabral de Deus - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Victor Caio Alves Costa de Menezes - Pedro II - EM Ramiz Galvão
     
  • Ramon do Nascimento de Figueiredo - FIOCRUZ - EM Ramiz Galvão
     
  • Douglas Gomes de Oliveira - SEEDUC - EM Maranhão
     
  • João Vitor Helena - FAETEC - EM Pernambuco
     
  • Gabriel de Carvalho C. de Mendonça - FAETEC - EM Pernambuco
     
  • Karen Silva Pacheco - FAETEC em administração - EM Tatiana Chagas Memória
     
  • Angela da Conceição Silva - Informática - SEEDUC - EM Tatiana Chagas Memória
     
  • Milena da Silva Gomes - FAETEC - EM Silveira Sampaio
     
  • Carlos Henrique Luiz Correa Filho - CEFET - EM Silveira Sampaio
     
  • Eduardo Cruz Motta - FAETEC - EM Silveira Sampaio
     

 

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share