A A A C
email
Retornando 48 resultados para o mês de 'Julho de 2015'

Sexta-feira, 10/07/2015

Arte, Cultura e Educação na Heitor Beltrão

Tags: 4ªcre.

 

 

 

O trabalho com a Arte visa o desenvolvimento integral de todos os envolvidos e, também, o estímulo, a valorização e a realização de ações e projetos direcionados à  Educação e Cultura dentro e fora da Unidade Escolar.

 

 

"(...) a arte é uma técnica social do sentimento, um instrumento da sociedade através do qual incorpora ao ciclo da vida social os aspectos mais íntimos e pessoais do nosso ser. Seria mais correto dizer que o sentimento não se torna social, mas, ao contrário, torna-se pessoal,quando cada um de nós vivencia uma obra de arte, converte-se em pessoal sem com isto deixar de continuar social."  

(VIGOTSKI, 1998, p. 315)
 

 

 

Acreditando nisso, a Escola Municipal Heitor Beltrão desenvolveu  o Projeto: Rio de Janeiro, Arte, Cultura e Educação. O referido trabalho fez alusão a comemoração pelos 450 anos da Cidade Maravilhosa. Além disso, o projeto envolveu não só a participação de todos da escola, mas também da comunidade escolar de uma forma geral.

Apostamos no potencial da arte enquanto meio que envolve o conhecimento a ser construído, a linguagem a ser experimentada e fruída, e a expressão a ser externalizada e refletida. Dessa forma,  trabalhamos com a arte, enquanto área de conhecimento - com características únicas e imprescindíveis ao desenvolvimento do ser humano, apostando que ela é o que leva o nosso aluno a construir, experimentar, externalizar e refletir.

 

 

 

 

"Assim, através de ações formativas, inovadoras e criativas, construimos em nossa Unidade Escolar um caminho para a formação integral do nosso aluno. Tudo isso aliado à vivência de forma concreta das mais diversas expressões artísticas, estéticas, corporais, musicais, intelectuais e comportamentais. Além das ações ligadas à identidade local, mostra que a cidade é muito além do bairro em que moramos. Essa é a nossa cidade, a Cidade Maravilhosa!" (Professora Claudete Macedo - Coordenadora Pedagógica da Unidade Escolar)

 

Como podemos observar, pela arte, somos chamados a olhar além dos interesses imediatos, além da realidade material. Somos chamados a perceber a verdadeira dimensão do nosso ser e do nosso destino, a assumir amplamente a nossa identidade não apenas como indivíduos pertencentes a uma sociedade em determinado tempo ou lugar, mas como seres cósmicos, pertencentes à grande família humana.

 

Parabéns aos envolvidos, por promover acões que permitam que outras ações do passado humano sejam apropriadas, ampliadas e aprofundadas paulatinamente até chegar no estágio de desenvolvimento atual.

 

 

 

Ana Accioly - Representante Rioeduca 4ªCRE

anaaccioly@rioeduca.net

 

Escola Municipal Heitor Beltrao
R. Otranto, 680 - Vigário Geral

embeltrao@rioeduca.net 

 

 

                               

 

   
           



Yammer Share

Postado por Ana Accioly Ver Comentários (1)

Quinta-feira, 09/07/2015

Projeto “Cidade Maravilhosa, Terra de Encantos Mil! Berço Cultural do meu Brasil”

Tags: 9ªcre, creche.

 

 

 

Neste ano, em que o Rio completa 450 anos de história, cultura, riquezas e belezas, a Creche Professora Flora Santina Ferrari Braz presta sua homenagem com o projeto anual “Cidade Maravilhosa, terra de encantos mil! Berço Cultural do meu Brasil”.

 

Através do projeto “Cidade Maravilhosa, terra de encantos mil! Berço Cultural do meu Brasil” pretendemos envolver toda a comunidade escolar, propiciando o embarque em uma mágica viagem ao passado de nossa cidade. O objetivo é conhecer histórias, pessoas e lugares, visitando e descobrindo a mistura maravilhosa e incrível de riquezas e tradições que formam a identidade e a cultura popular carioca.

Descobre-se, assim, um Rio de Janeiro de muitas cores, sons, formas, contrastes, texturas e diversidade.

Juntos, iremos investigar a diversidade de nossa fauna e flora, aprendendo a respeitar e cuidar do meio ambiente, agindo de modo sustentável em prol de uma cidade para sempre maravilhosa.

Em 26 de junho, partimos em mais uma aventura rumo ao Pão de Açúcar. Lá do alto, vimos todas as belezas e encantos de nossa Cidade Maravilhosa! Durante esta semana, nossas crianças foram incentivadas e motivadas através de diferentes atividades a fim de aguçar a curiosidade e o espírito investigativo de nossos pequenos.

 

Fizemos um passeio virtual com auxílio do telão e planejamos todo o nosso passeio.
Vamos embarcar no ônibus, depois no bondinho. É, a piscina de bolinhas se transformou...

 

E lá do alto, o que vamos ver? Traçamos também um objetivo, de cima vamos tocar nas nuvens e pegar um pedacinho, e descobrir se ela é doce ou salgada. Isso tudo para incentivar a curiosidade e minimizar o medo durante o passeio. É o que faz da Educação Infantil especial: a imaginação!

 

 

Finalmente chegou o grande dia! Empolgados, iam observando cada paisagem vista da janela. Até que nos deparamos com aquela enorme montanha! Medo? Que nada! A alegria e ansiedade estavam estampadas nos olhares de nossos pequenos, observando e comentando tudo pelo caminho.

 

 

Visitamos o Museu do Cocuruto, e entendemos como funciona o bondinho. E vamos andar de bondinho de novo, temos que chegar mais alto para pegar as nuvens!

 

 

Os olhinhos fixos no vidro.
E, finalmente, descobrimos que a nuvem é doce e que nossa Cidade é maravilhosa!

 

 

Em nome da Creche Flora Santina, agradecemos a todos que tornaram esse dia possível!

 

 

Para ver mais trabalhos realizados pela creche, acesse o blog

Contato com a U.E. pelos telefones 2415-7907 e 3462-7237 ou pelo e-mail cmpferrari@rioeduca.net.

 

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 08/07/2015

“Carioca Estou, de Braços Abertos Vou..."

Tags: 3ªcre, 450anos.

 

  

 

 

 2015 trará para o Rio uma extensa exposição na mídia por conta dos 450 anos de sua fundação. Assim, o EDI Valéria Pereira de Souza Pinto terá o imenso prazer de aproveitar a oportunidade de reverenciar uma das cidades mais lindas do mundo!

 

 

O ano de 2015 trará para o Rio de Janeiro uma extensa exposição na mídia por conta dos 450 anos de fundação da cidade. Sendo assim, o EDI Professora Valéria Pereira de Souza Pinto terá o imenso prazer de aproveitar essa oportunidade para reverenciar uma das cidades mais lindas do mundo, valorizando a sua história, seus lugares mais significativos, seus personagens emblemáticos, que construíram a identidade carioca, seu arcabouço artístico-cultural, social e seus símbolos. 

 

 

Ampliaremos as discussões e trabalharemos a memória nas diversas áreas do saber de forma global e integrada, tendo em vista a construção de processos da identidade e construção da cidadania. Desse modo, dando continuidade a primeira parte deste projeto, vamos mostrar como organizamos o mesmo em três etapas:

 

 

Etapa 1: RIO DE JANEIRO ANTIGO – Apresentaremos os dados históricos, principais personagens, fundação da cidade, seus costumes, crenças e tradições.

Etapa 2: RIO DE JANEIRO ATUAL – Compararemos as duas épocas, trazendo para o debate os pontos turísticos, brincadeiras, esporte, bairro, cidade, meios de comunicação, transporte, vestuário, música, etc. Além disso, abordaremos fauna, flora, paisagem, população e demais aspectos. O próprio Complexo do Alemão será o fio condutor dessa discussão.

 

 

Etapa 3: RIO DE JANEIRO QUE QUEREMOS – Levantamento de hipóteses sobre a cidade que gostaríamos de ter, o legado que será deixado. Registraremos nossas impressões sobre o futuro.
 

 

Parabéns, equipe do EDI Professora Valéria Pereira de Souza Pinto, pelo trabalho de excelência!

 

 


 

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 08/07/2015

Dramatização: uma Leitura Além do Texto

Tags: 8ªcre, saladeleitura.

 

 

 

 

Ouvir histórias desenvolve a linguagem, auxilia na criação de bons textos e estimula a criatividade. A professora Roberta Márcia, regente de Sala de Leitura na Escola Carlos Maul, criou o projeto "Contos e Fábulas Dramatizadas". Hoje ela compartilha com o Rioeduca os resultados de sua experiência.

 

 

Professora Roberta Márcia dramatizando a história da Dona Baratinha.

 

A arte de contar histórias é uma prática milenar que teve seu início desde os primórdios da humanidade por meio da tradição oral.

Antigamente, era comum que os avós ou os pais reunissem as crianças para contar belas histórias que faziam os pequenos viajarem na imaginação.

Essa arte do contar e recontar histórias amplia o universo literário, desperta o interesse pela leitura e estimula a imaginação. Principalmente nos anos iniciais da vida escolar, é de fundamental importância que os alunos participem de momentos de contação de histórias.

Alguns recursos pedagógicos podem ser utilizados no momento de contar histórias: fantoches, figuras, vídeos, música e dramatização. Eles tornam a história mais atrativa, interessante e prazerosa.

 

 

Alunos do 3º ano da E. M. Carlos Maul ilustrando uma história na Sala de Leitura.

 

Nas escolas da Prefeitura do Rio de Janeiro, os espaços da Sala de Leitura permitem que os alunos tenham acesso a vários livros paradidáticos e, também, participem de projetos de incentivo à leitura e à escrita.  

O professor desse espaço tem um importante papel que vai muito além da administração do acervo. O professor da Sala de Leitura é um ser capaz de promover o encantamento e de desenvolver o hábito de ler, que é tão importante para a formação dos alunos.

Na Escola Municipal Carlos Maul, a professora Roberta Márcia é regente da Sala de Leitura. Ela criou o projeto "Contos e Fábulas Dramatizadas", no qual ela e seus alunos se caracterizam para contar as histórias que foram lidas.

É uma aula muito dinâmica, porque eles ouvem a história, cantam as músicas relacionadas, criam fantoches, murais, máscaras e tudo o que a imaginação permitir!

 

Alunos da E. M. Carlos Maul em ação na Sala de Leitura.

 

"Ler sempre foi minha paixão! Viajar pela história que estava lendo, fazer parte da personagem, sentir cada história lida e poder de algum modo fazer parte dela me proporciona felicidade!

Lembro-me do meu primeiro livro: 'No País das Formigas'. O livro era uma mistura de aventura e descobrimentos. Na verdade, sou capaz de lembrar-me de cada livro lido desde a minha infância.

Infelizmente, com o passar do tempo, nossos alunos se distanciaram da leitura. Seja pela questão socioeconômica ou seja pela falta de hábito. Hoje, podemos abrir o Google, pedir o resumo e imprimir a história de um paradidático, mas e as viagens que podíamos realizar lendo o livro?

Pensando em mudar esse contexto, resgatando em nosso aluno o ato de manusear um livro, ouvi-lo e ter seu coração acelerado por vibrar por uma personagem!

Busquei trabalhar a contação de histórias, em que todos somos coautores, somos viajantes da história de cada livro lido, sem sairmos do lugar.

Usar caracterização para compor um personagem na contação de história permite meu aluno entrar no mundo do faz de conta, um faz de conta que acontece!

Nesses eventos, procuro trabalhar os valores, resgatar a autoestima, letrar, alfabetizar e contribuir na formação de cidadãos.

Formar leitores, escritores, ilustradores, contadores, dinamizadores... vencedores na construção de suas histórias imaginadas e de sua vida é o que me motiva como professora da Sala de Leitura.

Ouvi-los recontando as histórias trabalhadas, cantarolando as músicas das histórias, chamando-me pelo nome da personagem, seus olhinhos brilhando não tem preço!

Tem muita energia como ingrediente para melhorar cada vez mais o nosso trabalho.

Entendo que ler é muito mais do que ouvir a história. Ler é entrar nela e, ao terminar, sair uma pessoa diferente!"

      Professora Roberta Márcia - Sala de Leitura da E. M. Carlos Maul

 

Professora Roberta Márcia e seus alunos se divertindo com suas máscaras para dramatização.

 

O Rioeduca parabeniza a professora Roberta Márcia pelo trabalho desenvolvido com os alunos da E. M. Carlos Maul na Sala de Leitura.

 

E-mail da escola: emmaul@rioeduca.net

 

 

*     *     *

 

 

Agora é a sua vez, professor!

Entre em contato conosco e compartilhe suas ações.

 

 

*     *     *

 

Professora Neilda Silva

Email: neildasilva@rioeduca.net

Facebook: www.facebook.com/neilda.silva.1

Twitter: @Prof_Neilda

 

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share